J. S. Bach, W. F. Bach, C.P.E. Bach & J. C. Bach: Dinasty Bach Family Concertos – Jean Rondeau

51xXUTD5VrL._SS500Neste belíssimo CD o jovem pianista Jean Rondeau mostra a genialidade da família Bach quando se tratava de concertos para teclado.

O CD começa com a obra imortal de nosso Johann Sebastian, com seu concerto nº 1, BWV 1052, o meu favorito, e creio que também seja de bastante gente. Depois temos obras  dos irmãos Wilhelm e Carl Phillip, mostrando que talento também vem de berço.

Apesar de jovem, Jean Rondeau já é um nome conhecido, com outros dois CDs já lançados. Sugiro ouvirem este CD para melhor apreciarem o talento desta nova geração. Ouçam o último movimento do BWV 1052 para poderem entender o que digo. Rondeau tira de letra as armadilhas da obra, que exige muita concentração, técnica e virtuosismo. O rapaz tem futuro.

P.S. Não consegui nem no site da Erato o nome do grupo orquestral que o acompanha, apenas os nomes dos músicos. Se alguém tiver alguma informação, agradeço.

Johann Sebastian Bach, W. F. Bach & C.P.E. Bach: Dinasty Bach Family Concertos – Jean Rondeau

Johann Sebastian Bach
01. Jean Rondeau – Harpsichord Concerto No. 1 in D Minor, BWV 1052- I. Allegro
02. Jean Rondeau – Harpsichord Concerto No. 1 in D Minor, BWV 1052- II. Adagio
03. Jean Rondeau – Harpsichord Concerto No. 1 in D Minor, BWV 1052- III. Allegro

Johann Christian Bach
04. Jean Rondeau – Harpsichord Concerto No. 6 in F Minor, W. C73 (formerly attrib. W. F. Bach)- I. Allegro di molto
05. Jean Rondeau – Harpsichord Concerto No. 6 in F Minor, W. C73 (formerly attrib. W. F. Bach)- II. Andante
06. Jean Rondeau – Harpsichord Concerto No. 6 in F Minor, W. C73 (formerly attrib. W. F. Bach)- III. Prestissimo

Wilhelm Friedemann Bach
07. Jean Rondeau – Keyboard Sonata in G Major, F. 7- II. Lamento

Johann Sebastian Bach
08. Jean Rondeau – Harpsichord Concerto No. 5 in F Minor, BWV 1056- I. Allegro
09. Jean Rondeau – Harpsichord Concerto No. 5 in F Minor, BWV 1056- II. Largo
10. Jean Rondeau – Harpsichord Concerto No. 5 in F Minor, BWV 1056- III. Presto

Carl Philipp Emanuel Bach
11. Jean Rondeau – Harpsichord Concerto in D Minor, H. 427- I. Allegro
12. Jean Rondeau – Harpsichord Concerto in D Minor, H. 427- II. Poco andante
13. Jean Rondeau – Harpsichord Concerto in D Minor, H. 427- III. Allegro assai

Johann Sebastian Bach
14. Jean Rondeau – Harpsichord Concerto No. 4 in A Major, BWV 1055- II. Larghetto

Jean Rondeau – Harpsichord & Conductor

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

FDP

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Wilhelm Friedemann Bach (1710-1784): Os 6 Duetos para Flauta e Oboé

Dizer o quê? Não sei tanto assim sobre meu irmão mais velho Wilhelm Friedemann Bach. Sei que era talentosíssimo — dá para ouvir neste CD –, que era alcoólatra e que perdeu cerca de 100 Cantatas de meu pai, de quem era o filho predileto. Originalmente escritos para duas flautas, os seis duetos para flauta estão aqui interpretados por flauta e oboé. Este disco é maravilhosamente bem tocado pelos alemães Wolfgang Schultz e Hansjorg Schellenberger, que captam as nuances dos movimentos lentos e as danças dos rápidos. A realização é notável, pois os dois dançam sem o auxílio do baixo contínuo. Altamente recomendável.

Wilhelm Friedemann Bach (1710-1784): Os Duetos para Flauta

1. Duet No.1 in e: I. Allegro
2. Duet No.1 in e: II. Larghetto
3. Duet No.1 in e: III. Vivace

4. Duet No.2 in G: I. Allegro Ma Non Troppo
5. Duet No.2 in G: II. Cantabile
6. Duet No.2 in G: III. Allabreve
7. Duet No.2 in G: IV. Gigue (Allegro)

8. Duet No.3 in E flat: I. Allegro
9. Duet No.3 in E flat: II. Adagio Ma Non Molto
10. Duet No.3 in E flat: III. Presto

11. Duet No.4 in F: I. Allegro E Moderato
12. Duet No.4 in F: II. Lamentabile
13. Duet No.4 in F: III. Presto

14. Duet No.5 in E flat: I. Un Poco Allegro
15. Duet No.5 in E flat: II. Largo
16. Duet No.5 in E flat: III. Vivace

17. Duet No.6 in f: I. Un Poco Allegro
18. Duet No.6 in f: II. Largo
19. Duet No.6 in f: III. Vivace

Wolfgang Schulz, flauta
Hansjorg Schellenberger, oboé

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE

Wilhelm Friedemann Bach: um bebum supertalentoso

Wilhelm Friedemann Bach: um bebum supertalentoso. Notem que a mão direita do homem segura uma garrafa daquelas de bolso. Alcoolista a fu.

PQP

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Wilhelm Friedemann Bach (1710-1784): Sinfonias, Concerto para Cravo

IM-PER-DÍ-VEL !!!

Um belo CD da Akademie für Alte Musik Berlin. Johann Sebastian teve três filhos geniais. O primeiro fui eu, PQP. O segundo foi mano CPE, o melhor compositor dentre nós. E o terceiro foi WF, nosso primogênito e estranho irmão. Era também alcoolista, mas isso não se nota durante a audição desta maravilha. Wilhelm Friedemann — um bêbado, como dissemos, e homem difícil — foi também o filho favorito de papai. Escreveu música de grande variedade rítmica e harmônica, como as que este CD mostra. O Concerto para Cravo é riquíssimo em seu jogo entre solista e orquestra. As Sinfonias diferem em temperamento: uma é formal e elegante; outra é nervosa e divertida. Da mesma forma, os dois adágios e fugas aqui registrados diferem enormememte. Um nos deixa feliz, o outro é grave. WF tem voz própria e não soa como papai nem com nosso irmão mais conhecido, CPE Bach. Ele é mais peculiar e totalmente imprevisível. Este disco está cheio de surpresas.

W. F. Bach (1710-1784): Sinfonias, Concerto para Cravo

Sinfonie D-dur Fk 64
I. Allegro e maestoso 3:10
2 II. Andante 2:39
3 III. Vivace 3:01

Adagio & Fuge d-moll Fk 65´
4 I. Adagio 4:34
5 II. Fuge 4:52

Concerto für Cembalo, Streicher und Basso continuo e-moll Fk 43
6 I. Allegretto 9:15
7 II. Adagio 10:01
8 III. Allegro assai 5:33

Adagio & Fuge f-moll
9 I. Trio & Adagio 4:09
10 II. Fuge 3:13

Sinfonie F-dur Fk671
11 I. Vivace 3:48
12 II. Andante 5:03
13 III. Allegro 3:39
14 IV. Menuetto I & II 2:48

Raphael Alpermann, cravo
Akademie für Alte Musik Berlin
Stephan Mai

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE

Mano Wilhelm Friedemann: Eu bebo sim / Estou vivendo (fiquei imortal) / Tem gente que não bebe / E está morrendo

Mano Wilhelm Friedemann: Eu bebo sim / Estou vivendo (fiquei imortal) / Tem gente que não bebe / E está morrendo

PQ

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Franz Joseph Haydn (1732-1809): Sinfonias Nº 46, 22 “O Filósofo” e 47 / Wilhelm Friedemann Bach (1710-1784): Symphony in F major for strings and continuo

A ideia e o repertório são notáveis, Giovanni Antonini é competentíssimo, mas algo aqui não funcionou. O disco é bom, mas não é apaixonante como poderia ser. Ou talvez seja eu o problema, em razão de todo o amor que tenho pela Sinfonia Nº 22 de Haydn, O Filósofo. Vocês sabem como são as exigências do amor. A gente prefere assim e não assado, devagarinho aqui, acelerando ali, sem ou com grosserias, enfim. Também o fato de ter recém ouvido extensivamente os Haydn de Sigiswald Kuijken deve ter atrapalhado. A gente fica mais exigente… Mas Antonini é muito talentoso e vai se recuperar nas próximas gravações desta coleção recém iniciada na Alpha.

Franz Joseph Haydn (1732-1809): Sinfonias Nº 46, 22 “O Filósofo” e 47 / Wilhelm Friedemann Bach (1710-1784): Symphony in F major for strings and continuo

Haydn — Symphony No. 46 in B Major, Hob. I:46

1 I. Vivace 7:34
2 II. Poco adagio 7:27
3 III. Menuet: Allegretto – Trio 2:06
4 IV. Finale: Presto e scherzando 5:57

Symphony No. 22 in E-Flat Major, Hob. I:22 “Philosopher” (Original 1764 Version)
5 I. Adagio 7:18
6 II. Presto 4:06
7 III. Menuetto – Trio 2:22
8 IV. Finale: Presto 2:55

W.F. Bach — Symphony in F major for strings and continuo

9 I. Vivace 4:15
10 II. Andante 3:52
11 III. Allegro 3:15
12 IV. Menuetto I-II 2:13

Symphony No. 47 in G Major, Hob. I:47
13 I. Allegro 7:50
14 II. Un poco adagio 6:34
15 III. Menuet al roverso – Trio al roverso 2:00
16 IV. Finale: Presto assai 5:25

Il Giardino Armonico
Giovanni Antonini

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE

Giovanni Antonini: na trave

Giovanni Antonini: na trave

PQP

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Wilhelm Friedemann Bach (1710-1784): Concertos para Cravo / Sonatas / Polonaises

O barroco tardio de meu pai Johann Sebastian e o início do classicismo é um período meio desconhecido porém fascinante. O baixo contínuo estava sendo deixado de lado, os movimentos alongavam-se como numa academia e as grandes estrelas eram os filhos de Bach e Haydn.

Este curioso período pré-Mozart — de estilo tão peculiar e mutante — pode ser calamente ouvido neste CD de obras do filho mais velho e preferido de Bach, meu irmão Wilhelm Friedemann. Mas não pensem num disco de estudo ou para musicólogos. É boa música, muito bem interpretada por Guy Penson e grupos.

Wilhelm Friedemann Bach (1710-1784): Concertos para Cravo / Sonatas / Polonaises

Konzert e-moll
1 Allegretto 9:29
2 Adagio 10:42
3 Allegro assai 5:42

Sonata 2 A-Dur
4 Allegro 5:37
5 Largo con tenerezza 4:03
6 Allegro assai 4:29

7 Sinfonia d-moll 9:17

8 Fuga 8 f-moll 4:38

Konzert f-moll
9 Allegro di molto 5:54
10 Andante 6:42
11 Prestissimo 3:46

Polonaises
12 No. 9. F-Fur 1:59
13 No. 10. f-moll 6:27

Konzert F-Dur
1 Allegro ma non troppo 9:02
2 Adagio molto 9:54
3 Presto 6:03

Sonata 3 B-Dur
4 Un poco allegro 5:48
5 Gracioso 2:46
6 Allegro di molto – Andantino 4:15

7 Konzert Es-Dur (unvollendet) 8:50

Sinfonie F-Dur
8 Vivace 3:51
9 Andante 4:04
10 Allegro 2:13
11 Menuetto primo – Menuetto secondo 2:32

Konzert a-moll
12 (Allegro) 5:44
13 Larghetto 5:26
14 Allegro ma non molto 5:21

Ricercar Consort
Il Fondamento
Guy Penson. cravo e pianoforte

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE

Wilhelm Friedemann Bach: um bebum supertalentoso

Wilhelm Friedemann Bach: a verdade manda-me dizer que meu irmão mais velho também foi um alcoolista

PQP

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

J. S. Bach e filhos: 5 Concertos para Piano

bach front KatsarisPostagem de 2010.

Hoje, PQP já deve estar em Londres para assistir à Oitava de Mahler… Talvez esta seja sua última postagem de novembro, mas calma, só ele estará em férias. Enquanto isso, ouçam este divertidíssimo CD onde Bach chega junto com sua filharada legal, mas sem mim, o bastardo. Katsaris é assim mesmo, um pianista divertido e bom.

Baita CD!

J. S. Bach e filhos: 5 Concertos para Piano

Johann Sebastian Bach
1. Concerto No. 4 for Harpsichord (Piano) and Strings in A Major, BWV 1055: I. Allegro
2. Concerto No. 4 for Harpsichord (Piano) and Strings in A Major, BWV 1055: II. Larghetto
3. Concerto No. 4 for Harpsichord (Piano) and Strings in A Major, BWV 1055: III. Allegro ma non tanto

Wilhelm Friedemann Bach
4. Concerto for Harpsichord (Piano), Strings and Basso continuo in E Minor, FK 43: I. Allegretto
5. Concerto for Harpsichord (Piano), Strings and Basso continuo in E Minor, FK 43: II. Adagio (Cadenza: Cyprien Katsaris)
6. Concerto for Harpsichord (Piano), Strings and Basso continuo in E Minor, FK 43: III. Allegro assai

Johann Christian Bach
7. Concerto for Harpsichord or Piano and Strings in C major, Op. 7/1: I. Allegretto
8. Concerto for Harpsichord or Piano and Strings in C major, Op. 7/1: II. Minuetto
9. Concerto for Harpsichord (Piano) and Strings in E Major, Wf.II.1: I. Allegro

Johann Christoph Friedrich Bach
10. Concerto for Harpsichord (Piano) and Strings in E Major, Wf.II.1: II. Adagio
11. Concerto for Harpsichord (Piano) and Strings in E Major, Wf.II.1: III. Allegro moderato
12. Concerto for Harpsichord (Piano) and Orchestra in C Minor, Wq 43/4: I. Allegro assai

Carl Philipp Emanuel Bach
13. Concerto for Harpsichord (Piano) and Orchestra in C Minor, Wq 43/4: II. Poco adagio
14. Concerto for Harpsichord (Piano) and Orchestra in C Minor, Wq 43/4: III. Tempo di minuetto
15. Concerto for Harpsichord (Piano) and Orchestra in C Minor, Wq 43/4: IV. Allegro assai

Cyprien Katsaris
Orchestre de Chambre du Festival d’Echternach
Yoon K. Lee

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

Cyprien Katsaris: tesão

Cyprien Katsaris: tesão

PQP

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Guia dos Instrumentos antigos 6/8 – Nos tempos de Bach / Os filhos de Bach

ES-PE-TA-CU-LAR !!!

Os arquivos foram todos renomeados e o livro tem o texto reconhecível graças ao trabalho do Igor Freiberger! Mais uma contribuição impagável!

Livro com oito CDs fenomenalmente cedido pelo internauta Camilo Di Giorgi! Não tem preço!!!

Tem na Amazon: aqui.

Hoje o Guia dos Instrumentos Antigos atinge o cerne do barroco! Aí estão o pai/chefe/inspiração deste blog Johann Sebastian Bach e seu colega Telemann, além de outros menos afamados que os mestres acima. O final do Cd já anuncia o caminho pra o classicismo com os filhotes de Bach Pai.

Aqui, o destaque é para os sopros: clarinetes, chalumeaus, oboés e flautas desfilam seus belos timbres por todo o álbum. Está um primor!

página 98 livro, note que, quando o instrumento é utilizado em alguma faixa dos áudios, ficam assinalados o CD e a faixa em frente ao seu nome.

Fotos e desenhos da família do oboé na página 112.

Já passamos da metade. Desde domingo passado, iremos até o domingo que vem com uma postagem deste conjunto ao dia, e disponibilizaremos o livro escaneado integralmente na última postagem.

IM-PER-DÍ-VEL!!!
Ouça! Leia! Estude! Divulgue e… Deleite-se!

Guide des Instruments Anciens – CD6
Nos tempos de Bach / Os filhos de Bach

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE – PQPShare 183Mb

Caso você tenha perdido algum dos CDs anteriores desta coletânea IM-PER-DÍ-VEL, aqui estão as postagens anteriores: CD1CD2, CD3, CD4 e CD5. Aproveite!

Coleção supimpa, heim! Então deixe umas palavrinhas pra gente. Comente!

— Meu bem, vira pra cá, por favor, porque não tô escutando o alaúde!

Avicenna & Bisnaga

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Wilhelm Friedemann Bach (1710-1784): Todos os Concertos para Cravo

Um belo álbum duplo com músicas de meu irmão mais velho. Excelente orquestra e solista idem. Era o filho predileto de papai. Era um gênio, mas era indisciplinado. Para sua educação musical papai escreveu o Clavierbüchlein. Mas, já viram, deixava todos os empregos estáveis para tentar a vida boêmia de músico itinerante, chegando em muitas ocasiões a enfrentar dificuldades financeiras, quando era obrigado a vender bens pessoais e manuscritos paternos recebidos em herança para poder subsistir. O PUTO VENDEU PARTITURAS DE JOHANN SEBASTIAN BACH QUE JAMAIS FORAM REENCONTRADAS. ELE PERDEU MAIS DE 100 CANTATAS. Mas era um grande músico, apreciado por sua capacidade de improvisar e deixou boa quantidade de música para teclado de excelente qualidade, cujas características antecipam a tensão e emocionalismo do Romantismo.

Wilhelm Friedemann Bach (1710-1784): Todos os Concertos para Cravo


CD1
1. Concerto in F Minor (c. 1767): I. Allegro di molto 6:33
2. Concerto in F Minor (c. 1767): II. Andante 8:23
3. Concerto in F Minor (c. 1767): III. Prestissimo 3:25

4. Concerto in F, F. 44 (1740-45): I. Allegro ma non troppo 9:56
5. Concerto in F, F. 44 (1740-45): II. Molto adagio 10:31
6. Concerto in F, F. 44 (1740-45): III. Presto 5:51

7. Concerto in E Minor, F. 43 (c. 1767): I. Allegretto 9:23
8. Concerto in E Minor, F. 43 (c. 1767): II. Adagio 9:15
9. Concerto in E Minor, F. 43 (c. 1767): III. Allegro assai 5:59


CD2
1. Concerto in D, F. 41 (1735-40): I. Allegro 6:18
2. Concerto in D, F. 41 (1735-40): II. Andante 5:14
3. Concerto in D, F. 41 (1735-40): III. Presto 4:36

4. Concerto in A Minor, F. 45 (1735-40): I. – 5:17
5. Concerto in A Minor, F. 45 (1735-40): II. Larghetto 4:07
6. Concerto in A Minor, F. 45 (1735-40): III. Allegro ma non molto 5:34

7. Concerto in F, F. 10 for 2 harpsichords (c. 1740): I. Allegro moderato 8:54
8. Concerto in F, F. 10 for 2 harpsichords (c. 1740): II. Andante 6:05
9. Concerto in F, F. 10 for 2 harpsichords (c. 1740): III. Presto 3:54

10. Concerto in E-Flat, F. 46 for 2 harpsichords (c. 1745): I. Un poco allegro 11:18
11. Concerto in E-Flat, F. 46 for 2 harpsichords (c. 1745): II. Cantabile 3:28
12. Concerto in E-Flat, F. 46 for 2 harpsichords (c. 1745): III. Vivace 8:09

Harmonices Mundi
Claudio Astronio, cravo e regência

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE

Amarra os tênis, Astronio!

Amarra os tênis, Astronio!

PQP

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

W.F. Bach (1710-1784): Obras para cravo

Sinceramente, eu gostaria de ter assassinado meu irmão mais velho. Wilhelm Friedemann foi o filho predileto de papai. Para mim, nada; para ele, tudo. WF ganhou até um Clavierbüchlein para aprender a tocar cravo. Depois, já grandinho, demonstrou enorme talento. Compunha bem pra caralho. Inventava estranhas e belas melodias, muito originais. Mas era indisciplinado e logo agregou o alcoolismo a seus predicados. Largava — ou era largado — de emprego atrás de emprego e muitas vezes acabava em grandes dificuldades financeiras, que o fizeram vender seus bens e os manuscritos paternos recebidos em herança. Naquela época, o filho mais velho levava tudo, lembram? Mas era um puta improvisador e, como vemos neste CD de Christophe Rousset, deixou boa quantidade de música para teclado de excelente qualidade. Mas, nunca esqueçam, ele perdeu 100 Cantatas de papai, aproximadamente.

W.F. Bach (1710-1784): Obras para cravo

Keyboard Sonata in A major, F. 8 (BR A15)
1 Poco allegro 5:34
2 Largo 1:58
3 Presto 5:35

4 Fantasia for keyboard in C minor, F. 15 (BR A18) 5:47

5 Prelude for keyboard in C minor, F. 29 (BR A54) 1:28

6 March for harpsichord in E flat major, F. 30 (BR A56) 3:19

Suite for keyboard in G minor, F. 24 (BR A39)
7 Allemande 3:41
8 Courante 3:18
9 Sarabande 3:31
10 Presto 2:32
11 Bourrée. Trio 1 & 2 5:41

Fugues (8) for keyboard, F. 31 (BR A81-88)
12 No. 1 en Do majeur 1:23
13 No. 2 en ut mineur 2:22
14 No. 3 en Ré majeur 0:51
15 No. 4 en ré mineur 1:00
16 No. 5 en Mi bémol majeur 2:53
17 No. 6 en mi mineur 2:48
18 No. 7 en Si bémol majeur 0:50
19 No. 8 en fa mineur 5:06

Keyboard Sonata in G major, F. 7 (BR A14)
20 Andantino. Allegro di molto 3:14
21 Lamento 4:29
22 Presto 3:10

Christophe Rousset, clavecin

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE

O filho predileto

PQP

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

W.F. Bach (1710-1784): Kantaten, Vols. 1 e 2

Se há uma coisa de que faço absoluta questão é de ser democrático. Então, se publiquei fotos da bela Hélène Grimaud, nada mais justo que escolhesse um belo tipo de homem para estampar em nosso blog. O escolhido foi Hermann Max, um nanico que procura chegar aos céus através do laquê. Sei que tal escolha pode ser considerada de natureza polêmica, mas como as mulheres não costumam nos avaliar pelo que mostramos externamente, informo o que lhes interessa: Max é um serzinho de extremo talento, carinhoso, cheio de atenções e de atitudes irrepreensíveis. Tendo cumprido minha obrigação moral, passo ao CD.

Na verdade aos CDs, posto que são dois que empacotei no mesmo arquivo. Wilhelm Friedemann Bach é meu irmão mais velho, o preferido de papai. Suas Cantatas são boas, são até muito boas, mas, se têm a grife Bach — tal como nosso blog –, falta-lhes o crucial e inalcançável Johann Sebastian.

É um bom disco, bem interpretado e com regência segura de Max, mas são cantatas de meu mano, não de meu pai. Faz alguma diferença.

W.F. Bach (1710-1784): Kantaten, Vols. 1 e 2 


1. Chor: Lasset uns ablegen die Werke der Finsternis (Let us cast off the works of darkness)
2. Recitativo: Es ist nun hohe Zeit (It is now high time)
3. Choral: Steh auf vom Sündenschlaf (Arise from the sleep of sin)
4. Recitativo: Drum, Vater (Then, Father)
5. Aria: Höre, Vater, mit Erbarmen (Father, hearken with mercy)
6. Recitativo accompagnato: Ich weiß, die Nacht ist schon dahin (I know the night is already past)
7. Aria: Ich ziehe Jesum an im Glauben (I appeal to Jesus in the belief)
8. Choral: Den Geist, der heilig ist (Let the holy spirit guide you)
9. Chor: Lasset uns ablegen die Werke der Finsternis (Let us cast off the works of darkness) (No. 1 da

10. Chor: Es ist eine Stimme eines Predigers in der Wüste (The voice of him that crieth in the wilderne
11. Recitativo: Gott hat uns Gnad und Heil in Christo angetragen (God has offered us grace and salvatio
12. Aria: Der Trost gehöret nur vor Kinder (Solace belongs only to children)
13. Recitativo accompagnato: Dein Heiland läßt die Bahn (Your Saviour lets the path)
14. Aria: Holdseligster Engel (Most gracious angel)
15. Choral: Wir Menschen sind zu dem, o Gott (We men are unfit, O God)


16. Sinfonia: Allegro maestoso
17. Sinfonia: Andante
18. Sinfonia: Vivace

19. Kantate: Recitativo accompagnato: Dies ist der Tag (This is the day)
20. Kantate: Aria: Süßer Hauch von Gottes Throne (Sweet breath from the throne of God)
21. Kantate: Recitativo: Ich folge dir (I follow you)
22. Kantate: Aria: Entzünde mich, du Kraft der größten Liebe! (Kindle me, you power of supreme love!)
23. Kantate: Choral: Heilger Geist in Himmels Throne (Holy Spirit in heaven’s throne)

24. Chor: Erzittert und fallet (Tremble and fall)
25. Aria: Was für reizend sanfte Blicke (What enchanting gentle glances)
26. Recitativo: Das Grab ist leer (The tomb is empty)
27. Duett: Komm mein Hirte, laß dich küssen (Come, my shepherd, and let me kiss you)
28. Recitativo: Mein Heiland kommt (My Saviour is coming)
29. Aria: Rausch, ihr Fluten, donnernd Blitzen (Roar, ye floods and thunderous lightnings)
30. Choral: Heut triumphieret Gottes Sohn (Today the Son of God triumphs)

Barbara Schlick, s
Claudia Schubert, c
Wilfried Jochens, t
Stephan Schreckenberger, b

Rheinische Kantorei
Das Kleine Konzert
Hermann Max (Conductor)

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

PQP

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Wilhelm Friedemann Bach (1710-1784): Concertos para Cravo

E esse aí, cuja foto publico abaixo, era o filho predileto de papai. Tornou-se alcoolista e perdeu ou vendeu cerca de 100 Cantatas do velho. Ficou na história como uma espécie de vilão. Mas é um estigma injusto, pois foi um excelente compositor, como comprovam estas boas gravações antigas de Haudebourg e Redel. Tinha-as em vinil e acho que datam dos anos 60 ou 70. Redel ainda está vivo aos 94 anos e Haudebourg devia ser uma menina na época destas gravações.

Bom disco. Ah, CD duplo em um só arquivo, OK?

Wilhelm Friedemann Bach (1710-1784): Concertos para Cravo

1. Concerto n°1 en ré majeur : Allegro, Falk. 41 7:13
2. Concerto n°1 en ré majeur : Andante, Falk. 41 6:41
3. Concerto n°1 en ré majeur : Presto, Falk. 41 5:09

4. Concerto n°3 en mi mineur : Allegretto, Falk. 43 9:03
5. Concerto n°3 en mi mineur : Adagio, Falk. 43 9:44
6. Concerto n°3 en mi mineur : Allegro assai, Falk. 43 5:53

1. Concerto n°4 en fa majeur : Allegro ma non troppo, Falk. 44 9:20
2. Concerto n°4 en fa majeur : Adagio molto, Falk. 44 10:19
3. Concerto n°4 en fa majeur : Presto, Falk. 44 5:57

4. Concerto n°5 en la mineur : Allegro molto moderato, Falk. 45 5:40
5. Concerto n°5 en la mineur : Larghetto, Falk. 45 5:02
6. Concerto n°5 en la mineur : Allegro ma non molto, Falk. 45 6:27

Brigitte Haudebourg
Orchestre Pro Arte
Kurt Redel

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE (RapidShare)

Meu irmão alcoolista Wilhelm Friedemann Bach

PQP

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

J.S. Bach (1685-1750) / W.F. Bach (1710-1784) / C.P.E. Bach (1714–1788): Música de Câmara para Oboé e Cravo (link revalidado)

Sim, nova manifestação da HIPOBACHEMIA! Fazer o quê?

Meu pai e alguns de meus irmãos “oficiais” estão neste disco. WF era o filho preferido, CPE era o mais talentoso. WF herdou as Cantatas. Conseguiu perder 100 delas. Grandessísimo filha-da-puta. Filha da puta metafórico, pois eu sou o filha da puta não metafórico. Além disso, dizem que tinha sérios problemas com a bebida. Como viveu então 74 anos?

Dia desses, levei uma mijada de um violista por ter dito que havia pouco repertório para seu instrumento. Ele me descreveu parte da vasta obra escrita para o instrumento, donde concluí que o repertório é ainda menor do que eu imaginava. Bem, e o que dizer do oboé? Heinz Holliger ficava transcrevendo concertos para poder tocar alguma coisinha mais interessante e agora Piguet faz o mesmo com sonatas para flauta de meu pai y otras cositas más. O CD é bem bom, viram? E as as obras já apareceram neste blog nas versões originais, mas vocês sabem: são músicas nascidas no seio de minha família e tal fato sempre me corta o coração.

J.S. Bach / W.F. Bach / C.P.E. Bach: Música de Câmara para Oboé e Cravo

Johann Sebastian Bach
Sonate for Oboe and Harpsichord in G minor, BWV 1030b
1. Andante
2. Siciliano
3. Presto

4. Fugue for Harpsichord in B minor, BWV 951
(on a Theme by Albinoni)

Sonate for Oboe and Harpsichord in G minor, BWV 1020
5. Allegro
6. Adagio
7. Allegro

Wilhelm Friedemann Bach
8. Polonaise for Harpsichord in E flat major, Falck 12/5

Carl Philipp Emanuel Bach
Sonate for Oboe and Continuo in G minor, Wq.135
9. Adagio
10. Allegro
11. Vivace

Michel Piguet, oboe
Colin Tilney, harpsichord

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

PQP (link revalidado por PQP)

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Wilhelm Friedemann Bach (1710–1784): Harpsichord Concertos

Bebum, talentoso e indisciplinado, W. F. Bach contaria com toda minha simpatia se não tivesse herdado — e perdido!!! — cerca de 100 Cantatas de papai. Era o primogênito e preferido de papai, o putão. Estava sempre endividado, claro, mas deixou grande demonstração de talento, o olho do cu. Costumava trocar MANUSCRITOS por bebida e teve a pachorra de imortalizar-se numa gravura com uma garrafa de vinho na mão. Uma figura simpática. Dizem que ele era o mais talentoso de todos nós, mas sempre preferiu a noite e a diversão. Eu o compreendo. Poucos sabem que, em verdade, WF foi o segundo filho de Bach. O primeiro rebento foi uma FILHA, o que equivalia a quase nada numa época em que as mulheres conheciam seus lugares e por lá ficavam. HAHAHAHA!

Este CD é bem bom, viram? WF era um compositor original, fluente e de voz própria. Gosto muito. Divirtam-se. Não é necessário embriagar-se para se chegar à conclusão que o cara é bom pra caralho.

(Tô a fim de escrever palavrão hoje! O que é? Vão querê encará?)

Wilhelm Friedemann Bach: Harpsichord Concertos

Concerto in F major F 44
10. 1. Allegro ma non troppo
11. 2. Molto adagio
12. 3. Presto

Concerto in a minor F 45
13. 1. Sem indicação
14. 2. Larghetto (Cantabile)
15. 3. Allegro (assai) ma non troppo

Concerto in D major F 41
16. 1. Allegro
17. 2. Andante
18. 3. Presto

Richard Egarr, clavecin
London Baroque
dir. Charles Medlam

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

PQP

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Wilhelm Friedemann Bach (1710–1784) – Keyboard Works

E lá fui eu alegremente juntar em um só arquivo os dois volumes editados pela Naxos da música para teclado de meu irmão devasso. Fi-lo e comecei a ouvi-lo, posto que era um CD, se fosse líquido bebê-lo-ia. E o Sr. Hill começou o Vol. 1 em seu pianoforte. Para minha surpresa, quando o Vol. 2 começou, a Sra. Brown fê-lo ao cravo. Então a junção ficou uma bosta, mas vai assim mesmo. Sim, sei: está escrito na capa de um “Pianoforte” e na do outro “Harpsicórdio”, só que eu não prestei atenção. Favor culpar a Naxos. A música de W.F. é estranha pra mais de metro, mas muito boa. Gosto bastante.

A seguir copio uma nota biográfica de meu irmão (fonte).

Wilhelm Friedmann Bach nasceu em Weimar (Alemanha), em 22 de novembro de 1710. Segundo filho de J.S.Bach e de Maria Barbara (o mais velho dos rapazes). Fez os seus estudos gerais em Cöthen e, depois, na Thomasschule de Leipzig e os seus estudos de Direito na universidade de Leipzig. Seu pai, que o considerou sempre como o mais dotado dos seus filhos, encarregou-se da sua formação musical e compôs, para ensinar, os Pequenos prelúdios e fugas (9), o Klavierbüehlein vor Wilhelm Friedmann Bach, 6 sonatas para órgão e os primeiros prelúdios e fugas de O cravo bem temperado.

A natureza das suas composições confirma a opinião dos contemporâneos segundo a qual W.F.Bach era um grande virtuose do teclado. Foi nomeado, sucessivamente, organista de Santa Sofia, de Dresden (1733), depois, chantre de Notre-Dame de Halle (1746), com o título de diretor de música da cidade; aí, tinha à sua disposição excelentes conjuntos.

No entanto, em 1762, aceitou as funções de mestre de capela em Darmstadt, mas ignora se, efetivamente, ocupou o lugar. Só se demitiu das suas funções em Halle em 1764 e, a partir de então, parece ter levado uma vida independente, sem emprego fixo, primeiro em Halle e, depois, em Brunswick e Berlim. Os seus recitais de órgão causaram sensação, arranjou alguns alunos influentes, mas durante os 20 últimos anos da sua vida, a sua situação material tornou-se cada vez mais precária.

Em Brunswick, deixou empenhada uma parte dos manuscritos de seu pai (entre as quais, A arte da fuga: nunca se chegou a saber se tinham sido vendidos) e viveu de expedientes de todo tipo; foi assim que atribuiu a seu pai algumas das suas composições, na esperança de facilitar a sua venda. W.F.Bach morreu na miséria, devido a uma infecção pulmonar. Ignora-se a localização da sua sepultura.

A sua negligência, a sua extravagância, a sua falta de delicadeza, granjearam-lhe muitas inimizades; mas há que atribuir à malevolência a lenda de um músico boêmio, ébrio e devasso.

W.F.Bach demonstrou possuir um talento verdadeiramente profético, que alia a velha ciência do contraponto e uma inspiração romântica e até impressionista (Fantasias) . Contribuiu tanto como o seu irmão C.P.E.Bach, para o aperfeiçoamento das formas modernas da sonata e do concerto. As suas composições, muito pouco conhecidas, revelam a mais forte personalidade entre todos os filhos do grande J.S.Bach.

Deixou uma Missa alemã em ré menor, 21 cantatas, 9 sinfonias, obras para órgão (fugas, prelúdios de coral), música de instrumentos de tecla (12 sonatas, 8 fugas, 42 polonesas, 10 fantasias, uma dezena de concertos).

Wilhelm Friedemann Bach – Keyboard Works

Vol. 1

12 Polonaises, F. 12
1. Polonaise No. 1 in C major 00:02:41
2. Polonaise No. 2 in C minor 00:03:24
3. Polonaise No. 3 in D major 00:03:55
4. Polonaise No. 4 in D minor 00:01:23
5. Polonaise No. 5 in E flat major 00:03:40
6. Polonaise No. 6 in E flat minor 00:05:28
7. Polonaise No. 7 in E major 00:03:30
8. Polonaise No. 8 in E minor 00:03:24
9. Polonaise No. 9 in F major 00:01:51
10. Polonaise No. 10 in F minor 00:04:58
11. Polonaise No. 11 in G major 00:03:37
12. Polonaise No. 12 in G minor 00:03:33

Keyboard Sonata in D major, F. 3
13. I. Un poco Allegro 00:05:08
14. II. Adagio 00:06:02
15. III. Vivace 00:06:48

16. Fantasia in A minor, F. 23 00:03:08

Robert Hill, pianoforte

Total Playing Time: 01:02:30

Vol. 2

1. Fantasia in C minor, F. 15 00:18:58

8 Fugues, F. 31: Fugues Nos. 1 and 2
2. Fugue No. 1 in C major 00:01:48
3. Fugue No. 2 in C minor 00:02:47

4. Fantasia in E minor, F. 21 00:10:03

8 Fugues, F. 31: Fugues Nos. 3 and 4
5. Fugue No. 3 in D major 00:01:14
6. Fugue No. 4 in D minor 00:01:15

7. Fantasia in D minor, F. 19 00:07:04

8 Fugues, F. 31: Fugues Nos. 5 and 6
8. Fugue No. 5 in E flat major 00:03:41
9. Fugue No. 6 in E minor 00:03:19

10. Fantasia in C minor, F. nv2 00:07:39

8 Fugues, F. 31: Fugues Nos. 7 and 8
11. Fugue No. 7 in B flat major 00:01:36
12. Fugue No. 8 in F minor 00:05:46

13. Fantasia in A minor, F. 23 00:04:31

14. Fantasia in D minor, F. 18 00:03:26

Julia Brown, cravo

Total Playing Time: 01:13:07

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

PQP

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Johann Christian Bach (1735-1782), Johann Christoph Friedrich Bach (1732-1795), Wilhelm Friedemann Bach (1710-1784) – Sinfonias

Nhé, não é um grande CD, longe disso, mas, pô, é da família! Vale pela sinfonia de mano mais velho W.F., que era mesmo muito bom e nos garante algum prazer neste CD. Como sabemos, o mano J.C. tem o mérito de ter inventado o estilo de Mozart, é o perfeito Mozart-sem-talento e sua música chega a ser agradável se não prestarmos muita atenção a ela. O J.C.F. não merecia a atenção que papai lhe deu. Era tão sem inspiração quanto eu. A Accademia Bizantina é apenas OK e leva as obras até seus finais sem grandes surpresas. Se você baixar este CD, a família agradece. Sem entusiasmo. Ah, já que o iPod já foi quase todo postado, vou copiar para ele o Réquiem de Verdi para depois postar, OK? Mas ainda falta um Villa-Lobos, um Nono e uma coisinha de jazz.

J.C.Bach – Londoner Sinfonietta N°1 in A-dur
1. Allegro
2. Rondò Grazioso

J.C.Bach – Londoner Sinfonietta N°2 in D-dur
3. Andante
4. Minueto

J.C.Bach – Londoner Sinfonietta N°3 in C-dur
5. Allegro
6. Rondò Grazioso

J.C.F.Bach – Symphonie in d-moll
7. Allegro
8. Andante Amoroso
9. Allegro Assai

W.F.Bach – Symphonie in F-dur
10. Vivace
11. Adagio
12. Allegro
13. Andante
14. Allegro
15. Minueto 1
16. Minueto 2

Accademia Bizantina
Carlo Chiarappa


BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

C.P.E. Bach (1714-1788) e W.F. Bach (1710-1784) – Concertos para Dois Cravos e Orquestra

Este CD é daqueles que moram no meu ventrículo esquerdo desde a primeira audição. Uma lição de originalidade e música bem escrita de meus irmãos. Você faz o seguinte: baixa o CD e vai direto na faixa 2 – ouvirá um movimento de melodia moderna sucedido de outro cheio de afirmações como Beethoven faria alguns anos depois -, e logo após ouça a faixa 7, onde Wilhelm Friedmann dá uma aula de ousadia e – por que não? – de anarquia musical. A participação do tímpano e do trompete fazem todo a diferença no movimento de abertura do estranho concerto de meu irmão mais velho. Hoje, ao reouvir o CD em volume bem alto, fiz com que duas pessoas batessem em minha porta perguntando o que era aquela maravilha. Na porta, minha mulher explicava que, com um pai como J.S., seus filhos talvez se sentissem seguros para experimentar novidades. Invejem! Tenho bons vizinhos!

W.F. Bach foi figura extremamente controvertida. Carpeaux o acusa de ter perdido cem Cantatas do pai… Mas nunca tive confirmação. É quase certo que era alcoolista. Copio abaixo uma notícia biográfica deste meu irmão talentosíssimo e pouco conhecido (retirado daqui):

Wilhelm Friedmann Bach nasceu em Weimar (Alemanha), em 22 de novembro de 1710. Segundo filho de J.S.Bach e de Maria Barbara (o mais velho dos rapazes). Fez os seus estudos gerais em Cöthen e, depois, na Thomasschule de Leipzig e os seus estudos de Direito na universidade de Leipzig. Seu pai, que o considerou sempre como o mais dotado dos seus filhos, encarregou-se da sua formação musical e compôs, para ensinar, os Pequenos prelúdios e fugas (9), o Klavierbüehlein vor Wilhelm Friedmann Bach, 6 sonatas para órgão e os primeiros prelúdios e fugas de O cravo bem temperado.

A natureza das suas composições confirma a opinião dos contemporâneos segundo a qual W.F.Bach era um grande virtuose do teclado. Foi nomeado, sucessivamente, organista de Santa Sofia, de Dresden (1733), depois, chantre de Notre-Dame de Halle (1746), com o título de diretor de música da cidade; aí, tinha à sua disposição excelentes conjuntos.

No entanto, em 1762, aceitou as funções de mestre de capela em Darmstadt, mas ignora se, efetivamente, ocupou o lugar. Só se demitiu das suas funções em Halle em 1764 e, a partir de então, parece ter levado uma vida independente, sem emprego fixo, primeiro em Halle e, depois, em Brunswick e Berlim. Os seus recitais de órgão causaram sensação, arranjou alguns alunos influentes, mas durante os 20 últimos anos da sua vida, a sua situação material tornou-se cada vez mais precária.

Em Brunswick, deixou empenhada uma parte dos manuscritos de seu pai (entre as quais, A arte da fuga: nunca se chegou a saber se tinham sido vendidos) e viveu de expedientes de todo tipo; foi assim que atribuiu a seu pai algumas das suas composições, na esperança de facilitar a sua venda. W.F.Bach morreu na miséria, devido a uma infecção pulmonar. Ignora-se a localização da sua sepultura.

A sua negligência, a sua extravagância, a sua falta de delicadeza, granjearam-lhe muitas inimizades; mas há que atribuir à malevolência a lenda de um músico boêmio, ébrio e devasso.

W.F.Bach demonstrou possuir um talento verdadeiramente profético, que alia a velha ciência do contraponto e uma inspiração romântica e até impressionista (Fantasias) . Contribuiu tanto como o seu irmão C.P.E.Bach, para o aperfeiçoamento das formas modernas da sonata e do concerto. As suas composições, muito pouco conhecidas, revelam a mais forte personalidade entre todos os filhos do grande J.S.Bach.

Deixou uma Missa alemã em ré menor, 21 cantatas, 9 sinfonias, obras para órgão (fugas, prelúdios de coral), música de instrumentos de tecla (12 sonatas, 8 fugas, 42 polonesas, 10 fantasias, uma dezena de concertos).

(Estou precisando liberar área de meu HD, então o jeito é acelerar as postagens. Desculpem.)

Carl Philipp Emanuel Bach, Wilhelm Friedmann Bach: Concertos for two Harpsichords

Musica Antiqua Köln – Reinhard Goebel

Contents:
Carl Philipp Emanuel Bach (1714-1788):
– Concerto for 2 harpsichords and orchestra in F major Wq. 46
1 Allegro
2 Largo e con sordino
3 Allegro Assai

Wilhelm Friedmann Bach (1710-1784):
– Sonata for 2 harpsichords in F major Falck 10
4 Allegro Moderato
5 Andante
6 Presto

– Concerto for 2 harpsichords and orchestra in E flat major Falck 46
7 Un Poco Allegro
8 Cantabile Senza Accompagnamento
9 Vivace

Playing time: 60’09

Músicos: Andreas Staier, Robert Hill (harpsichord); Reinhard Goebel, Hajo Bäß, Werner Ehrhardt, Gustavo Zarba, B. Hudson (violin I); Mary Utiger, Andrea Keller, Almut Bergmeier, Paula Kibildis (violin II); Karlheinz Steeb, Christian Goosses, Karin Baasch (viola); Phoebe Carrai, Christina Kyprianides (cello); Jonathan Cable, Jean-Michel Forest (violone); Andrew Joy, S. Blonck (horn); Friedmann Immer, Susan Williams (trumpet); Eckhard Leue (timpani).

Recording date: 12/1985.

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

La Casa del Diavolo – Vários compositores

Um CD divertido do extraordinário conjunto italiano Il Giardino Armonico. O grupo de Giovanni Antonini está afiadíssimo. E é coisa do demônio, que sempre é mais interessante do que anjinhos bonitinhos, etc. Se que querem comprovação, basta ler Doutor Fausto de Thomas Mann… Livro, aliás, que todos, mas todos mesmo, deveriam ler.

Notem o belo trabalho que Boccherini (faixa 20, a última) fez sobre a Dança das Fúrias (faixa 1). de Gluck. Vale a pena ouvir um logo após o outro. O concerto do mano Friede é igualmente maravilhoso, com um arrebatador Andante.

P.Q.P. Bach

La Casa del Diavolo – Il Giardino Armonico:

Christoph Willibald GLUCK (1714-1787)
Dance of the Spectres and the Furies, Allegro non troppo (1761) [4:07]
1. I. Allegro Non Troppo

Carl Philip Emanuel BACH (1714-1788)
Sinfonia Wq. 182/5 in B minor for strings and continuo [10:36]
2. I. Allegretto
3. II. Largo
4. III. Presto

Pietro Antonio LOCATELLI (1695-1764)
Concerto Grosso Op. 7/6 in E flat major “Il pianto d’Arianna” for violin, strings and continuo (1741) [17:35]
5. I. Andante, Allegro
6. II. Adagio
7. III. Andante, Allegro
8. IV. Largo
9. V. Largo Andante
10. VI. Grave
11. VII. Allegro
12. VIII. Largo

Wilhelm Friedemann BACH (1710-1784)
Concerto in F minor for harpsichord, strings and continuo [17:48]
13. I. Allegro Di Molto
14. II. Andante
15. III. Prestissimo

Luigi BOCCHERINI (1743-1805)
Sinfonia Op. 10/4 in D minor “La casa del diavolo” for two oboes, two horns, strings and continuo (1771) [19:18]
16. I. Andante Sostenuto
17. II. Allegro Assai
18. III. Andantino Con Moto
19. IV. Andante Sostenuto
20. V. Allegro Assai Con Moto

Il Giardino Armonico
Reg.: Giovanni Antonini
Enrico Onofri (violin)
Ottavio Dantone (harpsichord)

Recorded in March, August and October 2004, Pieve di Palazzo, Pignano, Cremona, Italy.

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Wilhelm Friedemann Bach (1710-1784) – Sinfonias e Concerto para Cravo

Todos os sites que procurei e todas as críticas que li deram 5 estrelas a este esplêndido CD com a música orquestral de W.F. Bach, nosso irmão – meu e de F.D.P. Não é para menos. Para se apaixonar logo, sugiro começar pelos dois Adágios e Fugas, faixas 4-5 e 9-10. A Akademie für Alte Musik Berlin é um conjunto de indescrítivel perfeição e senso de estilo. Grande música!

P.Q.P. Bach.

W. F. Bach :
Symphonies Fk 64 et 67 ;
Concerto pour clavecin Fk 43 ;
Adagio et Fugue en ré mineur Fk 65 ;
Adagio et fugue en fa mineur

Raphael Alperman, clavecin (soliste Concerto)
Akademie für Alte Musik Berlin,
premier violon Stephan Mai

Harmonia Mundi HMC 901772 (65 min 54 s)

1.Sinfonie D-dur Fk 64 W.F.Bach – Allegro e maestoso
2.Sinfonie D-dur Fk 64 W.F.Bach – Andante
3.Sinfonie D-dur Fk 64 W.F.Bach – Vivace

4.Adagio d-moll Fk 65 W.F. Bach
5.Fuge d-moll Fk 65 W.F. Bach

6.Concerto für Cembalo, Streicher und Basso continuo e-moll Fk 43 W.F. Bach – Allegretto
7.Concerto für Cembalo, Streicher und Basso continuo e-moll Fk 43 W.F. Bach – Adagio
8.Concerto für Cembalo, Streicher und Basso continuo e-moll Fk 43 W.F. Bach – Allegro assai

9.Trio & Adagio f-moll W.F. Bach
10.Fuge f-moll W.F. Bach

11.Sinfonie F-dur Fk 67 W.F. Bach – Vivace
12.Sinfonie F-dur Fk 67 W.F. Bach – Andante
13.Sinfonie F-dur Fk 67 W.F. Bach – Allegro
14.Sinfonie F-dur Fk 67 W.F. Bach – Menuetto I & II

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Wilhelm Friedemann Bach (1710-1784) – Sonatas e Trios

Não dá para negar que mano Friede – apelido dado por meu pai – era um cara complicado. Perdeu 100 Cantatas que herdou de papai e, quando vocês ouvirem este CD, notarão que até seus Vivaci são meio tristes. Mas foi uma tremendo compositor e estas sonatas muitas vezes me levaram quase às lágrimas durante minha problemática adolescência, pois as conheço há mais de trinta, digo, trezentos anos.

Segundo este site, foi sempre o mais próximo e o preferido do pai. Para além da Música, estudou Direito, Filosofia e Matemática e parecia ter um futuro promissor. A Música, naturalmente, aprendeu-a do pai e revela, em algumas passagens do que deixou escrito, uma aderência quase absoluta a trechos da escrita do progenitor. Wilhelm, apesar de talentoso, parece ter-se tornado sombrio e pouco regrado na sua vida social. Rapidamente caiu em desgraça na Berlim do século XVIII. Chamou a si situações difíceis que lhe trouxeram uma velhice decadente e uma morte miserável.

E é verdade. Ele era alcoolista pesado e só a longevidade de minha família explica o fato de ter vivido até os 74 anos. Mais ainda do que nosso pai!!!

Sonata for Flute and Basso Continuo in E minor, F 52 (12:49)
1. Allegro Ma Non Tanto
2. Siciliano
3. Vivace

Trio Sonata for 2 Flutes and Basso Continuo in B flat major, F 50 (11:21)
4. Largo
5. Allegro Ma Non Troppo
6. Vivace

Trio Sonata for 2 Violines and Basso Continuo in D major, F 48 (15:08) <— GRANDE OBRA
7. Allegro Ma Non Tanto
8. Larghetto
9. Vivace

Sonata for Flute and Basso Continuo in F major, F 51 (12:56)
10. Allegro Non Troppo
11. Andantino
12. Vivace

Trio Sonata for 2 Flutes and Basso Continuo in A minor, F 49 (4:08)
13. Trio Sonata In A Minor

Trio Sonata for 2 Flutes and Basso Continuo in D major, F 47 (8:28)
14. Andante
15. Allegro
16. Vivace

Camerata Köln

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!