I Festival de Música Erudita Capixaba [Acervo PQPBach]

SHOW DE BOLA (2) !!!

É preciso denunciar sempre e de forma obstinada, que a memória cultural brasileira não tem merecido dos governos de nosso Pais, atenção respeitosa. O Departamento Estadual de Cultura do Espirito Santo, através da Divisão de Música Erudita, dá seu grito de alerta com o I Festival de Música Capixaba. Nas noites do Festival, o Teatro Carlos Gomes, acolheu variadas formações instrumentais. Juri e Povo puderam ouvir e avaliar a potencialidade das vinte e seis obras selecionadas. Os prêmios de 1° lugar e de público obtiveram os compositores Carlos Cruz, com a sonatina para piano, e Mauricio de Oliveira, com o concerto para piano e orquestra, respectivamente. O prémio de melhor intérprete capixaba, ficou com o jovem pianista Manolo Cabral. Inteligentemente, o DEC, via Divisão de Música Erudita, cuidou de preservar e documentar esta manifestação cultural Capixaba, editando a obra premiada de Carlos Cruz e registrando em disco as doze obras finalistas. Ai está, um exemplo a ser imitado pelos demais órgãos oficiais de outros Estados da Federação.

MÚSICA É ARTE, É DESENVOLVIMENTO
Desenvolvimento e um processo. e também produto, que transcende o simples acumulo material, envolvendo e requerendo o concurso das diferentes áreas da atividade humana, sendo a expressão objetiva daquilo que chamamos civilização Dai que o apoio a iniciativa ligadas a criação, de um modo geral. e à criação artistica em particular, é próprio de um banco que pretende ser ‘de desenvolvimento’
Entende o BANDES que eventos como esse I Festival de Música Erudita Capixaba estimulam a criação musical do Espirito Santo e propiciam o surgimento/valorização de compositores, intérpretes e regentes. Entende. também, que o alcance sócio-cultural da criação musical, a exemplo do que ocorre com o conhecimento humano de um modo geral, só se concretiza quando ela é posta à disposição dos seus consumidores: interpretes e ouvintes.
Ao participar desse acontecimento o BANDES esta atuando nas matrizes próprias do processo social que chamamos desenvolvimento’
(Extraído do encarte do álbum)

Ouça! Ouça! Deleite-se!

I Festival de Música Erudita Capixaba
.

Terezinha Dora Abreu de Carvalho
01. Tema Capixaba
Carlos Cruz
02. 3 peças para violão
Alceu Camargo
03. Estudo Seresteiro
Carlos Cruz
04. Invenções a 2 vozes
Alceu Camargo
05. Valsa da Saudade
Maurício Rodrigues de Oliveira
06. Preludio n° 1, Angústia
Alceu Camargo
07. Nostalgia
Carlos Cruz
08. Sonatina
09. Igreja dos Negros
Alceu Camargo
10. Caprichosa
11. Estudo em Si Menor
Terezinha Dora Abreu de Carvalho
12. Dissonâncias e Consonâncias

01. Coral do DEC, Cláudio Modesto dos Reis, Regente
02. Hélio Rodrigues, violão
03. Lia Leal Barbosa, piano
04. Antônio Pádua dos Reis, flauta / António Paulo Filho, Clarinete
05 e 06. Manolo Cabral, piano
07. Ignácia Nogueira, canto / Laudelina Marreco Pádua, piano
08. Carla Dietze, piano
09. Carla Dietze, piano / Ernesto dos Santos Silva Filho, piano
10, 11, e 12. Célia Nascimento Ottoni, piano

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

PQPShare – MP3  (211Mb)
PQPShare – FLAC  (131Mb)

Partituras e outros que tais? Clique aqui

Sabe aquela coisa de fazer um comentário? Eu ainda gosto. Pode comentar, pessoal!

Bisnaga

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!