The Celtic Viol: Jordi Savall + Frank McGuire + Andrew Lawrence-King

os3The Celtic Viol
Jordi Savall
Frank McGuire
Andrew Lawrence-King

Nosso prezado amigo e ouvinte David, diretamente da Catalunha, nos enviou esta maravilha que ora segue. No té preu, David!

Graças a uma aprofundada investigação em manuscritos originais, Jordi Savall revela as belezas escondidas da música irlandesa e escocesa do século 17 ao século 19.

A transcrição do violino para violão barroco soa tão óbvio que todos percebem a proximidade de repertórios tradicionais e antigos de uma só vez. Algumas das peças são irresistivelmente vívidas e virtuosas, algumas são mais melancólicas – mas todas elas merecem o renascimento que Jordi Savall lhes oferece nesta coleção, onde se associou com o harpista virtuoso Andrew Lawrence-King e com Frank McGuire.  (extraído da Amazon)

the-celtic-viol-cover

Disco 1, gravado em 2008.
Jordi Savall (violes da gamba soprano) & Andrew Lawrence King (arpa irlandesa, saltiri)
.01. The Musical Priest – Scotch Mary
02. Caledonia’s Wail, for Niel Gow
03. The Humours of Scariff
04. Alistair Maclalastair
05. Tom Brigg’s Jig
06. The Globy O, Jig
07.  Lord Moira’s – Jinrikisha
08. Sackow’s (Jig)
09. Hard is my fate
10. Chapel Keithack
11. Gudewife, admit the Wanderer
12. Macpherson’s Lament
13. Tullochgorum
14. Pretty Peggy
15. Twas within a furlong of Edinburgh Town
16. Mairi Bhan Ug: Mary Young & fair
17. Dowd’s Reel
18. Lady Mary Hay’s Scots Measure
19. Carolan’s Farewell
20. Gusty’s Frolics
21. Emigrants Reel
22. The Lamentations of Owen
23. Princess Beatrice
24. Prince Charlie’s  Last view of  Edinburg
25. Trip it Upstairs
26. Mrs McPherson of Gibton
27. Tuttle’s – da capo Mrs McPherson of Gibton
28. Niels Gow’s Lament for the Death of his Second Wife
29. The Gander in the pratie hole

cover2

Disco 2, gravado em 2010
Jordi Savall (viola da gamba soprano, lyra viol), Andrew Lawrence King (arpa irlandesa, saltiri) & Frank McGuire (bodhrán)
01. The Galway Set: The Galway Bay Hornpipe
02. The Galway Set: The Rover Reformed
03. The Galway Set: Lord Frog Dance / Buckingham House
04. The Gold Ring Set: The Hills of Lorne
05. The Gold Ring Set: Miss Sally Hunter of Thurston Jig
06. The Gold Ring Set: Mrs. Scott Skinner
07. The Gold Ring Set: Alexander’s Hornspipe & Harvest Home
08. The Gold Ring Set: The Gold Ring Jig
09. The Abergeldie Castle Set: Abergeldie Castle Strathspey
10. The Abergeldie Castle Set: Caribou Barren
11. The Abergeldie Castle Set: Regents Rant
12. The Abergeldie Castle Set: Crabs in the skillet Slow Jig
13. The Abergeldie Castle Set: Lord Moira’s Hornpipe
14. The Nathaniel Gow Set: The Braes o’ Bushbie, Slow march
15. The Nathaniel Gow Set: Nathaniel Gow’s Lament for the Death of his Brother
16. The Nathaniel Gow Set: Abigail Judge
17. The Nathaniel Gow Set: Planxty O’Daly
18. The Lancashire Pipes Set: The Lancashire Pipes (E-major)
19. The Lancashire Pipes Set: Pigges of Rumsey / Kate of Bardie (E-major)
20. The Lancashire Pipes Set: The Cup of Tea (E-minor)
21. The Lancashire Pipes Set: A Toye (E-major)
22. The Archibald MacDonald Set: Planxty Sir Ulick Burke (D-minor)
23. The Archibald MacDonald Set: The Sword Dance-New Stepny Slip Jig (D-minor)
24. The Archibald MacDonald Set: Archibald MacDonald of Keppoch (D-minor)
25. The Archibald MacDonald Set: Jimmy Holme’s Favorite – Reel (D-major)
26. The Liverpool Set: Planxty Irwin
27. The Liverpool Set: The Liverpool Hornpipe
28. The Liverpool Set: Peter’s Peerie Boat Jig

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE
MP3 | 320 kbps | 376,7 MB | CD 1 + CD 2 | + encartes

powered by iTunes 12.5.4 | 2 h 30 min

Boa audição !

23i8pvt

 

 

 

 

.

Avicenna

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

.: interlúdio :. Nick Drake (1948-1974): • Five Leaves Left • Bryter Layter • Pink Moon (os três discos oficiais)

..

Depois do excelente impacto da postagem de 13 de outubro, com dois dos sete álbuns póstumos do Nick Drake, aqui vão os três álbuns que o moço lançou em vida – dos 21 aos 24 anos, antes de sua precoce partida em 1974, aos 26.

Sugestão: se você, como eu, achar as capas um tanto de mau gosto, não se deixe enganar: o conteúdo musical e poético está, de modo geral, muito acima delas. (Digo “de modo geral” apenas porque o segundo álbum não me parece estar no mesmo nível de tudo mais que que já ouvi dele; chega a parecer um esforço de ser o que ele menos era: pop).

Se, além da música, quiser conhecer um pouco da pessoa e sua história, o leitor DiMenez compartilhou com a gente o link de um documentário de 48 min., legendado em português. Valeuzaço, DiMenez… e agora deixo vocês com o vídeo… e sobretudo com a música!

Nick Drake: FIVE LEAVES LEFT (1969)
01 Time Has Told Me
02 River Man
03 Three Hours
04 Way To Blue
05 Day Is Done
06 Cello Song
07 The Thoughts Of Mary Jane
08 Man In A Shed
09 Fruit Tree
10 Saturday Sun

Nick Drake: BRYTER LAYTER (1971)
01 Introduction
02 Hazy Jane II
03 At The Chime Of A City Clock
04 One Of These Things First
05 Hazey Jane I
06 Bryter Layter
07 Fly
08 Poor Boy
09 Northern Sky
10 Sunday

Nick Drake: PINK MOON (1972)
01 Pink Moon
02 Place To Be
03 Road
04 Which Will
05 Horn
06 Things Behind The Sun
07 Know
08 Parasite
09 Free Ride
10 Harvest Breed
11 From The Morning

.  .  .  .  .  .  .  BAIXE AQUI – download here

Ranulfus

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

.: interlúdio :. Nick Drake (1948-1974): álbuns póstumos Time of No Reply (1987) • Family Tree (2007)

Entre as revelações que o jovem Daniel the Prophet fez a este velho monge destaca-se a música do inglês Nick Drake, usualmente catalogada como folk. Até há um mês eu nunca tinha ouvido falar, mas agora posso ouvir seu canto introvertido por horas e horas como se fosse uma única música, mais ou menos como faço com Purcell – o que poderia suscitar a hipótese de se dever à anglicidade dos dois… se o efeito não se estendesse a, entre outros exemplos, as lamentações vocais do inequivocamente franco Couperin.

Nicholas Rodney Drake nasceu na então Birmânia, que, muito britanicamente, era o local de trabalho do pai. Quando tinha quatro anos a família voltou pra Inglaterra, para uma vila de 3 mil habitantes não longe de Stratford-upon-Avon, terra daquele dramaturgo insignificante que vocês sabem o nome. Nick aprendeu piano com a mãe, Molly, que também tocava cello, compunha e cantava (do que há alguns testemunhos – gravações informais feitas em casa – no álbum Family Tree) – e talvez tenha legado ao filho também a sensibilidade exacerbada.

To make a long story short, Nick aprendeu escolarmente também clarinete e sax, e informalmente o violão, com colegas – justo o instrumento em que mais se destacou. Aos 19 anos foi estudar literatura em Cambridge – o que não faz pouco sentido, quando se constata o refinamento poético das letras. Aos 21, 23 e 24 anos lançou três discos que pouquíssima gente ouviu. E aos 26 morreu de overdose do que os médicos atochavam como antidepressivo na época.

Fim? Muito pelo contrário: nos 33 anos seguintes foram lançados sete outros discos com material que Nick havia deixado gravado (entre músicas inéditas e versões alternativas), e se é verdade que seus admiradores ainda constituem uma seita (sentido original, aliás, da palavra cult), essa seita não parou de crescer.

De início pensei em compartilhar aqui os três álbuns lançados em vida, mas ouvindo um pouco mais optei pelo terceiro e o sétimo dos póstumos. A razão é que Nick me parece ser daqueles artistas cujo talento brilha ao máximo no despojamento, na quase ausência de produção.

Pra terminar, declaro solenemente que estou morrendo de curiosidade quanto ao que vocês vão achar – e portanto adorarei que vocês não deixem de comentar!

TIME OF NO REPLY (1987)
01. Time Of No Reply
02. I Was Made To Love Magic
03. Joey
04. Clothes Of Sand [letra abaixo / lyrics bellow]
05. Man In A Shed
06. Mayfair
07. Fly
08. The Thoughts Of Mary Jane
09. Been Smoking Too Long
10. Strange Meeting II
11. Rider On The Wheel
12. Black Eyed Dog
13. Hanging On A Star
14. Voice From The Mountain

FAMILY TREE (2007)
01 Come Into The Garden (Introduction)
02 They’re Leaving Me Behind
03 Time Piece
04 Poor Mum (by Molly Drake)
05 Winter Is Gone
06 All My Trials (by Gabrielle Drake and Nick Drake)
07 Kegelstatt Trio For Clarinet, Viola And Piano by The Family Trio
08 Strolling Down The Highway
09 Paddling In Rushmere
10 Cocaine Blues
11 Blossom
12 Been Smoking Too Long
13 Black Mountain Blues
14 Tomorrow Is A Long Time
15 If You Leave Me
16 Here Come The Blues
17 Sketch 1
18 Blues Run The Game
19 My Baby’s So Sweet
20 Milk And Honey
21 Kimbie
22 Bird Flew By
23 Rain
24 Strange Meeting II
25 Day Is Done (Family Tree)
26 Come Into The Garden
27 Way To Blue (Family Tree)
28 Do You Ever Remember? (by Molly Drake)

BÔNUS
Clothes of Sand (ToNR 04) por Renato Russo (1994) [letra abaixo / lyrics bellow]

.  .  .  .  .  .  .  BAIXE AQUI – download here

Who has dressed you in strange clothes of sand?
Who has taken you, far from my land?
Who has said that my sayings were wrong?
And who will say that I stayed much too long?

Clothes of sand have covered your face
Given you meaning but taken my place
So make your way on, down to the sea
Something has taken you so far from me.

Does it now seem worth all the colour of skies?
To see the earth, through painted eyes?
To look through panes of shaded glass?
See the stains of winter’s grass?

Can you now return to from where you came?
Try to burn your changing name?
Or with silver spoons and coloured light
Will you worship moons in winter’s night?

Clothes of sand have covered your face
Given you meaning but taken my place
So make your way on, down to the sea
Something has taken you, so far from me.

Ranulfus

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!