Ein feste Burg ist unser Gottt – Luther and the music of the Reformation

cover

Lutero e a música da Reforma

Vox Luminis
Lionel Meunier, director

Bart Jacobs, organ

A música e seu significado para Lutero

Para o reformador, a música é um dom de Deus e tem um significado transcendental no ministério.

O próprio Lutero declarou: “A nobre arte da música é, como diz a Palavra de Deus, o mais precioso dos tesouros terrestres. Ela domina todos os pensamentos e sentidos, o coração e o espírito. Queremos confortar o aflito, acalmar o imprudente e torná-lo dócil? O que seria melhor para isso do que a nossa elevada, admirável, bonita e nobre arte? O próprio Espírito Santo a tem na mais alta estima, porque através dela afastou o espírito maligno de Saul, quando Davi fez música com a sua harpa. Da mesma forma, quando Eliseu queria profetizar, pediu que a harpa fosse tocada. Portanto, não foi sem razão que os pais da Igreja e os profetas sempre quiseram unir intimamente a igreja e a música, e é por isso que temos tantos hinos e tantos salmos. É por esse dom precioso, oferecido exclusivamente ao ser humano, que cada homem se lembra de seu dever de sempre louvar e glorificar a Deus”.

Em outras ocasiões, ele mesmo deu as seguintes recomendações aos seus seguidores: “Eu gostaria de ter mais hinos para que o povo pudesse cantar durante o culto e para acompanhar as nossas celebrações religiosas. Decidimos seguir o exemplo dos profetas e dos pais da igreja ao escrever hinos em alemão para o povo alemão”.

Em 1538, ele escreveu: “Quando a música natural é aperfeiçoada e refinada pela arte, em seguida começa-se a perceber a sabedoria perfeita de Deus em sua maravilhosa obra musical. Quando uma voz assume uma melodia e em torno dela cantam três, quatro, cinco ou mais vozes, interagindo, dialogando, embelezando e ornamentando de maneira bela a melodia original, então se escuta uma antecipação da música celestial”.

O hinário protestante

Uma das primeiras publicações do protestantismo foi um livro de canto. Isso é uma forte evidência da importância dada à música nas igrejas da Reforma.

O crescimento do hinário protestante ocorreu rapidamente e não se deteve com Lutero. As melhores melodias sempre desempenharam um papel de destaque no repertório da música protestante. Ao mesmo tempo, novas canções foram elaboradas e muitos outras adaptadas para o canto dos fiéis. (http://music.sdarm.org/2017/08/30/os-principios-musicais-da-reforma-protestante/)

Heinrich Scheidemann (Alemanha, 1595 – 1663)
01. Praeambulum in D Minor, WV 34
Paul Siefert (Polônia, 1586 – 1666)
02. Puer natus in Bethlehem – Puer natus in Bethlehem
Delphin Strungk (Alemanha, 1600 ou 1601 – 1694)
03. Lass mich dein sein und bleiben
Michael Praetorius (Alemanha, c. 1571 – 1621)
04. Choral Fantasy “Ein feste Burg ist unser Gott”
Hieronymus Praetorius (Alemanha, 1560- 1629)
05. Christ unser Herr zum Jordan kam
Johann Steffens (Alemanha, 1560 – 1616)
06. Jesus Christus, unser Heiland, der von uns den Gotteszorn wandt
Samuel Scheidt (Alemanha, 1587 – 1654)
07. Da Jesus am dem Creuze stund, SSWV 453
08. Fantasia, Ich ruffe zu dir Herr Jesu Christ, SSWV 114
Michael Altenburg (Alemanha,1584 – 1640)
09. Nun komm der Heiden Heiland
Andreas Hammerschmidt (Rep. Checa, ca.1611 – Alemanha, 1675)
10. Freude, Freude, grosse Freude
Michael Praetorius (Alemanha, c. 1571 – 1621)
11. Es ist ein Ros’ entsprungen
Samuel Scheidt (Alemanha, 1587 – 1654)
12. Cantiones sacrae – No. 117 Das alte Jahr vergangen ist, SSWV 117
Johann Hermann Schein (Alemanha, 1586 – 1630)
13. O Jesulein, mein Jesulein
Michael Praetorius (Alemanha, c. 1571 – 1621)
14. Herr, nun lassest du deinen Diener
Caspar Othmayr (Alemanha, 1515 – 1553)
15. O Mensch, bewein dein Sünde groß
Samuel Scheidt (Alemanha, 1587 – 1654)
16. Cantiones sacrae – No. 22. Christ lag in Todesbanden, SSWV 22 (arr. for vocal ensemble)
17. Christ ist erstanden – Christ ist erstnden
18. Cantiones sacrae – No. 9. Ascendo ad patrem meum, SSWV 9
Thomas Selle (Alemanha, 1599 – 1663)
19. Veni Sancte Spiritus
Bartholomäus Gesius (Alemanha c. 1562 – 1613)
20. Der du bist drei in Einigkeit
Melchior Franck (Alemanha, c. 1579 – 1639)
21. Ein feste Burg ist unser Gott
Heinrich Schütz (Alemanha, 1585-1672)
22. Meine Seele erhebt den Herren, SWV 494, “Teutsch Magnificat” (arr. for vocal ensemble)
Christoph Bernhard (Pomerânia, 1628 – Alemanha, 1692)
23. Missa “Christ unser Herr zum Jordan kam” – Missa super «Christ unser Herr» Kyrie
24. Missa “Christ unser Herr zum Jordan kam” – Missa super «Christ unser Herr» Gloria 
Heinrich Schütz (Alemanha, 1585-1672)
25. Aus tiefer Not schrei ich zu dir, SWV 235
Joachim a Burck (Alemanha, 1546 – 1610)
26. Die deutsche Passion – Johannes-Passion Erster Teil
27. Die deutsche Passion – Johannes-Passion Zweiter Teil
28. Die deutsche Passion – Johannes-Passion Dritter Teil
Johann Hermann Schein (Alemanha, 1586 – 1630)
29. Dies sind die heiligen zehn Gebot – Dies sind die heiligen zehn Gebot V. 1
Martin Luther (Alemanha, 1483- 1546)
30. Dies sind die heiligen zehn Gebot – Dies sind die heiligen zehn Gebot V. 12
Johann Walter (Alemanha, 1496 – 1570)
31. Wir glauben all an einen Gott
Balthasar Resinarius (Rep. Checa, 1486 – 1544 ou 1546)
32. Vater unser der du bist im Himmel
Thomas Selle (Alemanha, 1599 – 1663)
33. Die mit Tränen säen
Andreas Hammerschmidt. (Rep. Checa, ca.1611 – Alemanha, 1675)
34. Wie lieblich sind deine Wohnungen
Heinrich Schütz (Alemanha, 1585-1672)
35. Selig sind die Toten, SWV 281
Caspar Othmayr (Alemanha, 1515 – 1553)
36. Mein himmlischer Vater


BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

XLD RIP | FLAC 630 MB com encarte

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE
MP3 320 kbps – 333 MB com encarte

powered by iTunes 12.7.2 | 1h 52 min | 2 CDs

Boa audição.

Avicenna

Guia dos Instrumentos antigos 2/8 – Renascença: danças e balés [link atualizado 2017]

ES-PE-TA-CU-LAR !!!

Livro com oito CDs fenomenalmente cedido pelo internauta Camilo Di Giorgi! Não tem preço!!!

Os arquivos foram todos renomeados e o livro tem o texto reconhecível graças ao trabalho do Igor Freiberger! Mais uma contribuição impagável!

Tem na Amazon: aqui.

Estamos na segunda postagem deste belíssimo Guia dos Instrumentos Antigos, com o CD dedicado às danças e balés do Renascimento. Tão bom ou melhor que o primeiro!
E o nível não vai cair. Vai nesse padrão até o final

Viuela de roda, ilustrações da página 44 do livro e instrumento da faixa 10 deste 2º CD.

Não se esqueça e não perca os próximos capítulos! Uma postagem com cada CD por dia, do domingo (ontem) até o domingo que vem, quando disponibilizaremos o livro escaneado integralmente também.

Já falei um tanto na primeira postagem. Agora não tem muito mais o que falar. Só ouvir essas raridades!
Então, ouça! Leia! Estude! Espalhe, divulgue e… Deleite-se!

Guide des Instruments Anciens – CD2
Renascença: danças e balés

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE 180Mb

Perdeu o primeiro CD? Está AQUI.
Partituras e outros que tais? Clique aqui

Não comentou ainda? Comentou a primeira e ainda está empolgado e quer voltar a escrever algo? Não se avexe: pode comentar: a gente adora!

Mas a bunda dela tá meio “escorrida”, não?

Avicenna & Bisnaga

Danças da Renascença de diversos compositores

Este CD é um bem curto, de mais ou menos 36 minutos, que traz o Collegium Aureum surpreendentemente interpretando músicas da renascença. O conjunto liderado por Franzjosef Maier mantém a classe habitual e sai-se muito bem da tarefa, a meu ver, um pouco fora do habitual. Os compositores são o bando desconhecido de sempre com destaque para o onipresente Susato destas coleções. É um bom disco. Entrei numa loja com o iPod nos ouvidos tocando a primeira faixa. A balconista me perguntou se eu estava ouvindo heavy metal. Respondi que sim… mas que era algo muito antigo, pré-Elvis. Ela ficou me achando meio idiota, penso. Deve ter razão.

Renaissance Dances – Collegium Aureum

1. Jacques Moderne – Branles de Bourgogne Nr. 1-3 / Branle gay nouveau
2. Tielman Susato – Pavane “Mille regretz”-Ronde-Pavane “Si pas souffrir”-Ronde; Saltarelle-Hoboecken dans-Ronde
3. Claude Gervaise – Branle
4. Pierre Phalèse – L’arboscello ballo Furlano
5. Melchior Franck – Pavana a 4
6. Hans Leo Hassler – 3 Intraden
7. Pierre Attaignant – Tourdion – Pavane – Galliarde
8. Christophe Demantius – Polnischer Tanz (Galliarde)

Collegium Aureum

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

PQP