Lost and Found – 18th Century Oboe Concertos – Albrecht Mayer

4792942Um agradável álbum e mais algumas figurinhas para o rol de compositores do acervo do PQP Bach, em obras desencavadas de arquivos da Saxônia e Turíngia pelo solista Albrecht Mayer, primeiro oboísta da Filarmônica de Berlim.

Nenhuma dessas obras que voltam à luz é pérola comparável ao Concerto K. 314 de Mozart, mas todas elas oferecem ótimas oportunidades para o Mayer brilhar com seu bonito som. Ainda que os concertos de Hoffmeister e Lebrun sejam talvez os que menos chances tenham de reencontrar a poeira, foram o rondó de Koželuh e o adágio de Fiala (e o belíssimo timbre do corne inglês) aqueles que cá comigo deixaram o melhor retrogosto.

LOST AND FOUND – CONCERTOS PARA OBOÉ DO SÉCULO XVIII

ALBRECHT MAYER, oboé e regência
Kammerakademie Potsdam

Franz Anton Hoffmeister (1754-1812) – Concerto em Dó maior para oboé e orquestra

01 – Allegro con brio
02 – Adagio
03 – Rondo. Allegro

Ludwig August Lebrun (1752-1790) – Concerto no. 2 para oboé em orquestra em Sol menor

04 – Allegro
05 – Adagio
06 – Rondo. Allegro

Josef Fiala (1748-1816) – Concerto em Dó maior para corne inglês e orquestra

07 – Allegro moderato
08 – Adagio cantabile
09 – Allegro assai

Jan Antonín (Johann Anton) Koželuh (1738-1814) – Concerto em Fá maior para oboé e orquestra

10 – Vivace
11 – Adagio
12 – Rondo. Allegretto

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

 

Albrecht Mayer - oboísta, regência e desbravador de poentas estantes

Albrecht Mayer – oboísta, regente e desbravador de estantes poentas

Vassily Genrikhovich

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Nils Mönkemeier, viola – Antonio Rosetti (1750-1792), Johann Sebastian Bach (1685-1750), Franz Anton Hoffmeister (1754-1812) [Repost]

UM ACHADO ESSE ÁLBUM !!

(postado originalmente em 08 de agosto de 2012)

Estava fuçando na internet, como me é de hábito,  em busca de conhecer mais obras para viola, instrumento esse que tanto aprecio. Sempre em uma nova pesquisa nos deparamos com alguma coisa que antes não tinha chamado a  atenção e que, numa segunda visita, acaba saltando à vista. Foi exatamente assim que encontrei o concerto do Antonio Rosetti, separado de um conjunto, sem informação de intérprete ou qualquer coisa. “Rosetti? Nunca vi menção do nome desse compositor… será que presta?” (isso que já tem obra dele postada aqui no PQPBach). Resolvi conhecer a peça e… Puta que Pariu! Como o concerto desse cara, que eu desconhecia até este ano de 2012, é lindo!
Saí então à caça de CDs que tivessem essa peça executada e encontrei mais uma pérola: este álbum de hoje. Grande seleção de obras e muito boa interpretação! Esse lemãozinho, o Nils Mönkemeyer, é ponta-firme mesmo e executa de maneira tão natural as obras que o CD transcorre, flui…

Inicia-se com o belíssimo concerto classicista de Antonio Rosetti (nascido Anton Rosler e que italianizou seu nome após se mudar para o Lácio): vivo, dinâmico, perfeito para uma manhã ensolarada. Vem então as transcrições das cantatas de Johann Sebastian Bach (olha só, primeira vez que posto algo do maior figurão do PQP…), muito elegantemente adaptadas para o timbre e a tessitura central da viola. Por fim, outra muito grata supresa que meu desconhecimento me proporcionou: o concerto de Franz Anton Hoffmeister (que debuta aqui no P.Q.P.Bach). É mais um concerto de características e vivacidade semelhantes ao de Rosetti, e quase tão bonito quanto, encerrando o CD de maneira muito jovial.

Apesar dessa leveza, há, nos entremeios das peças, uma toada melancólica, mas de grande enlevo, que se alterna com movimentos mais alegres, daí talvez o título do CD, Weich Nur Betrübte Schatten (apenas uma suave sombra triste). Ainda assim, eu o colocaria para tocar logo de manhã, para começar bem o dia!

Bom, é show de bola! Ouça sem a menor moderação! Ao final, coloque no repeat e ouça tudo de novo. Seu dia será muito melhor!

Nils Mönkemeier
Weich Nur Betrübte Schatten

Antonio Rosetti (Anton Rosler, 1750-1792)
1. Concerto em Sol para Viola e Orquestra – I. Allegro
2. Concerto em Sol para Viola e Orquestra – II. Grazioso
3. Concerto em Sol para Viola e Orquestra – III. Rondo

Johann Sebastian Bach (1685-1750) – Cantatas (transcritas para solo de viola)
4. Auf, schmetternde Töne der muntern Trompeten (BWV 207a)
5. Weichet nur, betrübte Schatten (BWV 202)
6. Augustus’ Namenstages Schimmer (BWV 207a)
7. Wir eilen mit schwachen, doch emsigen Schritten (BWV 78)
8. Schleicht, spielende Wellen, und murmelt gelinde (BWV 206)
9. Ich habe gernug (BWV 82)

Franz Anton Hoffmeister (1754-1812)
10. Concerto em Ré para Viola e Orquestra – I. Allegro
11. Concerto em Ré para Viola e Orquestra – II. Adagio
12. Concerto em Ré para Viola e Orquestra – III. Rondo

Nils Mönkemeyer, viola
Andreas Lorenz, oboé (faixa 5), oboé d’amore (faixa 6)
Susanne Branny, violino (faixa 7)
Erik Reike, fagote (faixa 9)
Dresdner Kapellsolisten
Helmut Branny, regente

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE – PQPShare (158Mb)

Partituras e outros que tais? Clique aqui

Ouça! Deleite-se! … Mas, antes ou depois disso, deixe um comentário…


… Mas olhem onde foi parar a viola…

Bisnaga

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Hartmut Rohde, Viola Concertos – Henri Casadesus (1879-1945)/ Johann Christian Bach (1735-1782), Franz Anton Hoffmeister (1754-1812), Georg Philipp Telemann (1681-1767) e Paul Hindemith (1895-1963)

UM BAITA CD !!

(postado originalmente em 14 de agosto de 2012)

Quando comecei a organizar as obras para viola que possuo, passei, da mesma forma, a vasculhar o imenso acervo postado aqui no P.Q.P.Bach para ver o que encontrava, para complementar minha coleção, e também o que não encontrava, as lacunas do acervo. Quando percebi que aqui não tinha o Concerto para Viola do Telemann, o mais conhecido pelos estudantes do instrumento, fiquei perplexo: “Como assim, não tem? Justo essa obra fantástica?!”. Resolvi então fazer justiça com minhas próprias mãos

Alcei de dentro do meu baú das preciosidades (como se fosse algo muito antigo…) o CD Viola Concertos, que tem as peças executadas com belíssimos solos de Hartmut Rohde, este rapaz com cara de louco aí ao lado. Aliás, gosto muito de loucos, me identifico com eles. O jeito de doidão de Rohde de cara provocou a minha empatia: sai-se daquele padrão de músicos arrumadinhos, engomadinhos e sérios e nos mostra uma forma de ver a música (e até mesmo a vida) como uma coisa menos sisuda, mais divertida, mais cativante, por fim, mais leve.

.
.

E sim, se você anda acompanhando as postagens de viola, realmente já possui metade deste álbum, dois dos quatro concertos, mas não pense que já viu tudo! Hartmut Rohde executa o Concerto de Casadesus/J.C.Bach de forma muito mais marcada e mais pesada, mais próximo do  barroco que a interpretação romântica (ainda que belíssima) de Peter Hatch (aqui). Da mesma forma, Rohde extrai de sua viola um som mais ágil e mais vibrante que o elegante e suave Nils Mönkemeyer no belo concerto de Hoffmeister (que aqui está em andamento mais rápido hoje que a versão da semana passada, aqui). Vale muito mesmo conferir.

Ainda, de lambuja, depois desses dois concertos dignos de louvação, nos é dada a dádiva de ouvir o não à toa famoso concerto para viola de Tellemann (maravilhoso), executado na mãos de tantos violistas, mas muito bem tratado por Rohde, que termina nos presenteando com a melancólica e  belíssima Trauermusik (música fúnebre) de Paul Hindemith. O Cd é, no geral, uma bela seleção de músicas que abarca desde o barroco até o século XX.

Mais um álbum que afirmo de peito estufado que é show de bola! O cara é muito bom! Ouça sem moderação!

Hartmut Rohde
Viola Concertos

Henri Casadesus (1879-1945)
01. Concerto para viola e Orquestra em Dó Menor no Estilo de J. C. Bach – I. Allegro
02. Concerto para viola e Orquestra em Dó Menor no Estilo de J. C. Bach – II. Andante
03. Concerto para viola e Orquestra em Dó Menor no Estilo de J. C. Bach – III. Allegro Vivace

Franz Anton Hoffmeister (1754-1812)
04. Concerto em Ré para Viola e Orquestra – I. Allegro
05. Concerto em Ré para Viola e Orquestra – II. Adagio
06. Concerto em Ré para Viola e Orquestra – III. Rondo

Georg Philipp Telemann (1681-1767)
07. Concerto para viola e Orquestra em Sol Maior – I. Largo
08. Concerto para viola e Orquestra em Sol Maior – II. Allegro
09. Concerto para viola e Orquestra em Sol Maior – III. Andante
10. Concerto para viola e Orquestra em Sol Maior – IV. Presto

Paul Hindemith (1895-1963)
11. Trauermusik – I. Langsam
12. Trauermusik – II. Ruhig Bewegt
13. Trauermusik – III. Lebhaft
14. Trauermusik – IV. Choral, sehr langsam

Hartmut Rohde, viola
Lithuanian Chamber Orchestra Vilnius
Georg Mais, regente
Vilna, Lituânia, 1996

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE – PQPShare (125Mb)

Partituras e outros que tais? Clique aqui

Bisnaga

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!