Music for Trumpet and Orchestra – Crispian Steele-Perkins (trumpet) & Tafelmusik, dir. Jeanne Lamon – 1993

Music for Trumpet and Orchestra

Crispian Steele-Perkins (trumpet)

Tafelmusik, dir. Jeanne Lamon

1993

 

Mais um album que nos foi presenteado pelo nosso ouvinte e amigo Mário Olivero, onde se destaca a excepcional performance ao trompete de Crispian Steele-Perkins, considerado um dos mais completos trompetista da atualidade.

Music for Trumpet and Orchestra
Antonio Alessandro Boncompagno Stradella, (Itália, 1643 – 1682)
01. Sonata a 8 Viole con una Tromba in D major
Heinrich Ignaz Franz von Biber (Bohemia-Austria, 1644 [baptised]-1704)
02. Sonata IV a 5 in C major
03. Sonata I a 8 in C major
04. Duets for 2 Trumpets No. 1 in C minor
05. Duets for 2 Trumpets No. 11 in G minor
06. Duets for 2 Trumpets No 5 in C Major
07. Duets for 2 Trumpets No. 13 in A minor
08. Sonata X a 5 in G minor
Antonio Lucio Vivaldi (Veneza, 1678-Viena, 1741)
09. Concerto in C Major, RV 537 – Allego
10. Concerto in C Major, RV 537 – Largo
11. Concerto in C Major, RV 537 – Allegro
Tomaso Albinoni (Itália, 1671 – 1750)
12. Concerto for Trumpet – Allegro moderato
13. Concerto for Trumpet – Affettuoso
14. Concerto for Trumpet – Presto
Georg Philipp Telemann (Alemanha, 1681-1767)
15. Concerto for Trumpet – Allegro
16. Concerto for Trumpet – Adagio
17. Concerto for Trumpet – Aria
18. Concerto for Trumpet – Allegro
Georg Friedrich Händel (Alemanha, 1685 – Inglaterra, 1759)
19. Airs from Vauxhall Gardens – Caro voi siete all’alma
20. Airs from Vauxhall Gardens – Se l’arco avessi
21. Airs from Vauxhall Gardens – March from Scipione
22. Airs from Vauxhall Gardens – See, the Conquering Hero Comes
23. Airs from Vauxhall Gardens – Overture from Atalanta

Music for Trumpet and Orchestra – 1993
Crispian Steele-Perkins (trumpet)
Tafelmusik, dir. Jeanne Lamon

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE
XLD RIP | FLAC | 320 MB

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE 
MP3 | 320 KBPS | 145 MB

powered by iTunes 12.8.0 | 1 h 09 min

Por gentileza, quando tiver problemas para descompactar arquivos com mais de 256 caracteres, para Windows, tente o 7-ZIP, em https://sourceforge.net/projects/sevenzip/ e para Mac, tente o Keka, em http://www.kekaosx.com/pt/, para descompactar, ambos gratuitos.

.
If you have trouble unzipping files longer than 256 characters, for Windows, please try 7-ZIP, at https://sourceforge.net/projects/sevenzip/ and for Mac, try Keka, at http://www.kekaosx.com/, to unzip, both at no cost.

Boa audição!

Georg Friedrich Händel (1685 – 1759): Music for Royal Occasions – New College Choir Oxford, The King’s Consort, dir. Robert King – 1988

Music for Royal Occasions

Georg Friedrich Händel (Alemanha, 1685 – Inglaterra, 1759)

New College Choir Oxford, The King’s Consort
dir. Robert King

1988

Esta postagem deve-se ao seguinte e-mail que recebi do nosso prezado ouvinte e amigo Mário Olivero:

Aqui vai mais um disco que tenho em altíssima estima! Estou compartilhando com você, pois a ideia de que tal beleza possa ser apreciada por mais pessoas me traz muita alegria. Isso vem a propósito do terceiro disco da série (muito boa) de discos do trompetista Eklund…

..oOo..

Um dos maiores dons de Handel, e um em que ele encontrou mais sucesso do que qualquer de seus contemporâneos, foi sua “administração” do patronato. De fato, pode-se argumentar que é a carreira de Handel, e não a de Mozart ou Beethoven, que marca o fim da noção barroca do compositor como servo.

O primeiro contato real de Handel foi o príncipe Ferdinando de ‘Medici, filho e herdeiro do Grão-Duque da Toscana, a quem ele conheceu em Hamburgo, e que convidou Handel para visitar a Itália. A principal intenção de Handel parece, no entanto, ter sido ganhar experiência, especialmente da ópera italiana. Mais tarde, em 1706, ele chegou a Roma, onde o marquês (mais tarde, o príncipe) Francesco Ruspoli o empregava como músico doméstico e onde a maioria das principais obras italianas de Handel era composta. Em suas viagens pela Itália, ele fez uma série de contatos úteis, incluindo o príncipe Ernst August de Hanover, irmão do Eleitor (posteriormente Rei George I da Inglaterra) e o Duque de Manchester, o embaixador inglês, que o pressionaram a visitar seus países.A ele também pode ter sido prometido um cargo no tribunal de Hanover. Ao recusar um posto em Innsbruck, Handel mudou-se para Hanover, onde foi nomeado Kapellmeister para o Eleitor, com a condição de que ele tivesse uma licença imediata de doze meses para visitar a Inglaterra.

Durante esta primeira visita, com duração de oito meses, Handel foi recebido favoravelmente na corte de Queen Anne, embora seus olhos estivessem em grande parte na nova casa de ópera de Vanburgh, o Queen’s Theatre, no Haymarket. Rinaldo, a primeira ópera italiana especialmente composta para Londres, foi realizada em 1711 e teve um sucesso sensacional. Com a política em Londres em sua maior turbulência e as negociações de paz levando quase tanto tempo quanto as guerras que eles estavam tentando encerrar, Handel partiu de Londres em 1711, retornando a Hanover. Ali o eleitor, como herdeiro do trono britânico, teria se interessado pelas manobras políticas de seu futuro Estado.

Handel parece ter conseguido trilhar um caminho diplomático adequado entre os dois países, e dentro de três meses de seu retorno à Inglaterra em 1712 ele estava escrevendo Te Deum e Jubilate para um Serviço de Ação de Graças pelo Tratado de Utrecht – ironicamente um acordo político totalmente odioso para o tribunal alemão que ele acabara de deixar. Não é conhecido como Handel teve seu trabalho escolhido, em vez dos trabalhos dos compositores ingleses nativos, mas se fôssemos descobrir, provavelmente saberíamos também como ele foi escolhido para escrever uma Ode ao Tribunal Inglês.

O aniversário do monarca era tradicionalmente uma ocasião para festividades na corte e uma das principais tarefas do Mestre dos Queen’s Musick era compor uma Ode adequadamente alegre. John Eccles realizou este trabalho durante os primeiros anos do século, e os papéis do escritório do Lord Chamberlain registram pagamentos para ele por várias dessas composições.

Não há registro da primeira apresentação da Ode Eternal source of light divine de Handel, mas foi obviamente destinada ao aniversário da Rainha em 6 de fevereiro, provavelmente em 1713. O autor da Ode, elogiando as virtudes da Rainha como pacificadora, foi Ambrósio Philips, quem forneceu um texto inspirado (um evento relativamente raro para o que geralmente eram poemas completamente obsequiosos) que provavelmente exigiu o melhor de Handel. Em seus nove movimentos, o trabalho contém muita variedade, desde o gentil dueto pastoral “Kind health descends” até o solo de baixo esplendidamente ruidoso “Let envy then conceal her head” e o animado dueto alto e baixo “Let rolling streams”. Mais tarde, Handel usou o “ground bass” deste movimento, caracterizado por oitavas em seu segundo Concerto “a due cori”. O coro também tem uma quantidade surpreendente de variedade no repetido refrão “The day that gave great Anna birth” e também é dada a oportunidade de um eco durante o movimento final. Mas foi no movimento de abertura (que deve muito à influência de Purcell) que Handel produziu sua escrita mais inspirada: o famoso alto Richard Elford e um obviamente excelente trompetista da corte, apoiado por acordes de cordas sustentadoras, receberam músicas arrebatadoras de beleza bastante motivadoras.

A rainha normalmente tinha pouco interesse em seus compositores, sendo (de acordo com o Duque de Manchester) ‘muito ocupada ou muito descuidada para ouvir sua própria orquestra, e não tinha a intenção de ouvir e pagar novos artistas por sua genialidade ‘. Talvez seja surpreendente, portanto, que ela tenha concedido a Handel uma pensão de £ 200 por ano para a vida toda. Mas a saúde da rainha se deteriorou e, em setembro de 1714, a Grã-Bretanha tinha um novo monarca. O antigo empregador hanoveriano de Handel chegou à Grã-Bretanha, e um dos primeiros compromissos para o novo George I foi assistir ao culto da manhã na Capela Real, onde “um Te Deum foi cantado, composto por Mr Handel”. Este parece ter sido o cenário do Te Deum “Queen Caroline”, e a posição de Handel com o novo mandante parece ter sido garantida.

O Te Deum ‘Queen Caroline’ foi apresentado duas vezes naquele ano, primeiro no dia 26 de setembro, e novamente no dia 17 de outubro. Também lembra Purcell em algumas de suas construções, particularmente o ‘Vouchsafe’ que tem muito em comum com o próprio Purcell na definição do mesmo texto de 1694. (Handel, embora grosseiro sobre muitos de seus contemporâneos, reverenciava Purcell: em uma performance de Jephtha ele rebateu uma observação que uma passagem lembrava um dos ouvintes de Purcell com ‘Se Purcell tivesse vivido, ele teria composto melhor música do que isso’). Mas o Te Deum de Handel também mostra a influência da ópera (na qual ele já estava provando um grande sucesso), particularmente na ária tenor ‘The glorious company’, e a ária lírica para a flauta de alto e solo ‘When thou tookest upon thee’ .

Vinte anos depois, com George II no trono, Handel foi firmemente estabelecido na cena musical inglesa com um catálogo de sucessos musicais (e alguns desastres operísticos) por trás dele. Ele ainda desfrutava de apoio real e cumpria comissões ocasionais, como o hino Sing to God demonstra. Escrito em 1736 para o casamento na Capela Alemã no Palácio de St James do Príncipe Frederico (o Príncipe de Gales) e Princesa Augusta de Saxe-Coburg em 27 de abril, Handel tirou seu texto dos Salmos 68, 106 e 128. Mais uma vez o libreto deu-lhe amplo espaço para uma variedade de modos: a grande inauguração usa coro, orquestra completa (incluindo tímpanos) e solista de alto nível, com uma parte importante para um trompetista solo. Ao soprano solista é dado um movimento (“Blessed are all they that fear the Lord”) sustentado por um baixo andando tipicamente alegre, e o solista baixo e um violoncelo obbligato têm um cenário particularmente lírico de “Thy wife shall be as the fruitful vine’. A Capela Real obviamente tinha um tenor particularmente bom para o serviço; o solista recebe um trabalho de passagem exigente antes do refrão (e o retorno das trombetas e dos tímpanos) terminar o trabalho com energia e grandeza típicas de Handel. (Robert King © 1989)

Palhinha: ouça: Ode for the Birthday of Queen Anne “Eternal source of light divine”

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE
XLD RIP | FLAC | 242 MB

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE 
MP3 | 320 KBPS | 117 MB

powered by iTunes 12.8.0 | 55 min

Por gentileza, quando tiver problemas para descompactar arquivos com mais de 256 caracteres, para Windows, tente o 7-ZIP, em https://sourceforge.net/projects/sevenzip/ e para Mac, tente o Keka, em http://www.kekaosx.com/pt/, para descompactar, ambos gratuitos.

.
If you have trouble unzipping files longer than 256 characters, for Windows, please try 7-ZIP, at https://sourceforge.net/projects/sevenzip/ and for Mac, try Keka, at http://www.kekaosx.com/, to unzip, both at no cost.

Boa audição!

Bellini / Caldara / Fauré / Frank / Giacomelli / Händel / Mozart / Persiani / Rossini / Vivaldi: Cecilia Bartoli – Sospiri

Bellini / Caldara / Fauré / Frank / Giacomelli / Händel / Mozart / Persiani / Rossini / Vivaldi: Cecilia Bartoli – Sospiri

Entre 2009 e 2010, Cecilia Bartoli foi do Sacrifizio ao Pasticcio, do Olimpo ao Mercado. Após o belíssimo álbum de 2009, Sacrificium, La Bartoli lança agora um CD para angariar mais admiradores e perder outros tantos. O disco é um rolo só. Uma mistura de gêneros, épocas e uma demonstração de um virtuosismo às vezes um tantinho vazio. Gente que conhece ópera ficou incomodada pelos abusos cometidos em Una voce poco fa. A tentativa de Bartoli de se tornar ainda mais popular — e precisa? — esbarrou nas limitações artísticas de um repertório pra lá de estranho e um tratamento pra lá de “modernoso”. A Diva escorregou. Aguardamos para breve sua saída do shopping. Mas as faixas de 5 a 7… Só ela para tanta maravilhosa perfeição.

Bellini / Caldara / Fauré / Frank / Giacomelli / Händel / Mozart / Persiani / Rossini / Vivaldi: Cecilia Bartoli – Sospiri

1. Handel – “Lascia la spina cogli la rosa” – Cecilia Bartoli, Les Musiciens du Louvre, Marc Minkowski
2. Vivaldi – Gelido in ogni vena – Cecilia Bartoli, Il Giardino Armonico, Giovanni Antonini
3. Giacomelli – Sposa, non mi conosci – Cecilia Bartoli, Il Giardino Armonico, Giovanni Antonini
4. Caldara – Quel buon pastor son io – Cecilia Bartoli, Il Giardino Armonico, Giovanni Antonini
5. Mozart – “Voi che sapete” – Cecilia Bartoli, Wiener Philharmoniker, Claudio Abbado
6. Mozart – “Là ci darem la mano” – Cecilia Bartoli, Bryn Terfel, Orchestra dell’accademia Nazionale di Santa Cecilia, Myung-whun Chung
7. Mozart – Laudate Dominum omnes gentes (Ps. 116/117) – Cecilia Bartoli, Orchestra dell’accademia Nazionale di Santa Cecilia, Myung-whun Chung, Coro dell’accademia Nazionale Di Santa Cecilia, Roberto Gabbiani
8. Bellini – Ah! non credea mirarti si presto estinto, o fiore – Cecilia Bartoli, Juan Diego Flórez, Orchestra La Scintilla, Alessandro de Marchi
9. Persiani – “Cari giorni” (Romanza der Ines) – Cecilia Bartoli, Orchestra La Scintilla, Adam Fischer
10. Rossini – Una voce poco fa – Cecilia Bartoli, International Chamber Soloists, Orchestra La Scintilla, Adam Fischer
11. Bellini – Casta Diva – Cecilia Bartoli, International Chamber Soloists, Orchestra La Scintilla, Adam Fischer
12. Franck – Panis Angelicus – Cecilia Bartoli, Cinzia Maurizio, Luigi Piovano, Daniele Rossi
13. Gabriel Fauré – Pie Jesu – Cecilia Bartoli, Orchestra dell’accademia Nazionale di Santa Cecilia, Myung-whun Chung, Coro dell’accademia Nazionale Di Santa Cecilia, Roberto Gabbiani, Daniele Rossi

Cecilia Bartoli, mezzo-soprano

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

Ai, aqueles Mozart me fazem esquecer todo o resto, Cecilia.

PQP

The Art Of The Baroque Trumpet, Vol. 4/5 – Virtuoso Concertos – Niklas Eklund (baroque trumpet), The Drottningholm Ensemble, Nils-Erik Sparf – 1997



The Art Of The Baroque Trumpet
Vol. 4/5 – Virtuoso Concertos

Niklas Eklund (baroque trumpet)

Niklas Eklund (baroque trumpet), The Drottningholm Ensemble, Nils-Erik Sparf & Edward H Tarr; Ulf Bjurenhed (oboe)

1997

Para sua quarta gravação na série The Art Of The Baroque Trumpet, Niklas Eklund escolheu obras de compositores alemães. Vários deles, incluindo os concertos de Gross, Michael Haydn e Hertel, nunca foram gravados em um trompete barroco por causa de sua considerável dificuldade.

Palhinha: ouça: Johann Melchior Molter : Trumpet Concerto No. 2 in D major

The Art Of The Baroque Trumpet, Vol. 4/5
Virtuoso Concertos
Joseph Arnold Gross (Alemanha, 1701 – 1783/4)
01. Trumpet Concerto in D major – I. Allegro
02. Trumpet Concerto in D major – II. Andante molto
03. Trumpet Concerto in D major – III. Allegro molto
Michael Haydn (Áustria, 1737 – 1806)
04. Trumpet Concerto No. 2 in C major – I. Adagio
05. Trumpet Concerto No. 2 in C major – II. Allegro molto
Johann Melchior Molter (Alemanha, 1696 – 1765)
06. Trumpet Concerto No. 2 in D major – I. Allegro
07. Trumpet Concerto No. 2 in D major – II. Adagio
08. Trumpet Concerto No. 2 in D major – III. Allegro assai
Johann Wilhelm Hertel (Alemanha, 1727 – 1789)
09. Double Concerto in E flat major for trumpet and oboe – I. Allegro
10. Double Concerto in E flat major for trumpet and oboe – II. Arioso
11. Double Concerto in E flat major for trumpet and oboe – III. Allegro
Georg Philipp Telemann (Alemanha, 1681-1767)
12. Trumpet Concerto No. 2 in D major – I. Largo
13. Trumpet Concerto No. 2 in D major – II. Vivace
14. Trumpet Concerto No. 2 in D major – III. Siciliano
15. Trumpet Concerto No. 2 in D major – IV. Vivace
Georg Friedrich Händel (Alemanha, 1685 – Inglaterra, 1759)
16. Overture to “Atalanta” – I. Andante
17. Overture to “Atalanta” – II. Vivace
18. Overture to “Atalanta” – III. Andante

The Art Of The Baroque Trumpet, Vol. 4/5 – 1997
Niklas Eklund (baroque trumpet)
The Drottningholm Ensemble, Nils-Erik Sparf & Edward H Tarr
Ulf Bjurenhed (oboe)

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE
XLD RIP | FLAC | 351 MB

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE
MP3 | 320 KBPS | 159 MB

powered by iTunes 12.8.0 | 1 h 08 min

Por gentileza, quando tiver problemas para descompactar arquivos com mais de 256 caracteres, para Windows, tente o 7-ZIP, em https://sourceforge.net/projects/sevenzip/ e para Mac, tente o Keka, em http://www.kekaosx.com/pt/, para descompactar, ambos gratuitos.

.
If you have trouble unzipping files longer than 256 characters, for Windows, please try 7-ZIP, at https://sourceforge.net/projects/sevenzip/ and for Mac, try Keka, at http://www.kekaosx.com/, to unzip, both at no cost.

Boa audição!

The Art Of The Baroque Trumpet, Vol. 1/5 – Niklas Eklund (baroque trumpet), The Drottningholm Ensemble, Nils-Erik Sparf – 1995

The Art Of The Baroque Trumpet
Vol. 1/5

Niklas Eklund (baroque trumpet)

The Drottningholm Ensemble
Nils-Erik Sparf

1995

 

Eklund aprendeu trompete exatamente como um trompetista do século 17 teria … de seu pai trompetista, começando aos cinco anos de idade. Na verdade, ele é a quarta geração de trompetistas dos Eklund. Duvido que houvesse alguma melhor maneira de aprender o instrumento. Os trompetistas eram muito apreciados e bem pagos em toda a Europa nos séculos do Renascimento e do Barroco; eles tinham suas próprias guildas (corporações de ofício,) e suas próprias tradições.

Como diz Eklund, a técnica necessária para tocar trompete barroco é bem diferente daquela do trompete moderno, e não é automático que um lhe dê o outro. O trompete que Eklund toca nesses CDs é uma cópia moderna feita por Reiner Egger de um instrumento feito por volta de 1700 por Johann Leonard Ehe II, talvez também um artesão de quarta geração.

O trompete natural histórico tocou mais confortavelmente em tom médio. O ‘trompete barroco’ de uso comum hoje tem um ou mais pequenos orifícios perfurados na tubulação, que podem ser cobertos e descobertos pelos dedos do músico. Isso foi introduzido pelos fabricantes modernos por Otto Steinkopf na década de 1960; ainda há alguns trompetistas que o rejeitam como uma inovação, mas na verdade ele já pode ter sido conhecido pelos músicos do 18º século. O trompete ‘com chave’, para o qual Haydn escreveu seu glorioso Concerto em Mi bemol maior, não poderia ter sido tocado muito bem no trompete Ehe, mas sua construção implica que os efeitos do orifício na tubulação já fossem compreendidos. De qualquer outra forma, o trompete haydn estava muito mais próximo do trompete barroco em construção e em técnica do que do moderno trompete valvulado.

The Art Of The Baroque Trumpet, Vol. 1/5
Georg Philipp Telemann (Alemanha, 1681-1767)
01. Trumpet Concerto No. 1 in D Major (c. 1720) – I. Adagio
02. Trumpet Concerto No. 1 in D Major (c. 1720) – II. Allegro
03. Trumpet Concerto No. 1 in D Major (c. 1720) – III. Grave
04. Trumpet Concerto No. 1 in D Major (c. 1720) – IV. Allegro
Johann Melchior Molter (Alemanha, 1696 – 1765)
05. Trumpet Concerto No. 1 in D Major (c. 1750) – I. Allegro
06. Trumpet Concerto No. 1 in D Major (c. 1750) – II. Adagio
07. Trumpet Concerto No. 1 in D Major (c. 1750) – III. Allegro
Johann Friedrich Fasch (Alemanha, 1688 – 1758)
08. Trumpet Concerto in D Major (c. 1750) – I. (Allegro)
09. Trumpet Concerto in D Major (c. 1750) – II. Largo
10. Trumpet Concerto in D Major (c. 1750) – III. Allegro
Leopold Mozart (Alemanha, 1719 – 1787)
11. Trumpet Concerto in D Major (c. 1762) – I. Andante (cadenza by N. Eklund)
12. Trumpet Concerto in D Major (c. 1762) – II. Allegro moderato
Giuseppe Torelli (Italia, 1658 – 1709)
13. Sonata in D Major (1690) – I. (Andante)
14. Sonata in D Major (1690) – II. (Allegro)
15. Sonata in D Major (1690) – III. Grave
16. Sonata in D Major (1690) – IV. (Allegro)
Henry Purcell (Inglaterra, 1659-1695)
17. Sonata in D Major (1695) – I. (Allegro)
18. Sonata in D Major (1695) – II. Adagio
19. Sonata in D Major (1695) – III. (Allegro)
Georg Friedrich Händel (Alemanha, 1685 – Inglaterra, 1759)
20. Suite in D Major (1733) – I. Overture
21. Suite in D Major (1733) – II. Allegro (Gigue)
22. Suite in D Major (1733) – III. Air (Minuet)
23. Suite in D Major (1733) – V. March

The Art Of The Baroque Trumpet, Vol. 1/5 – 1995
Niklas Eklund (baroque trumpet)
The Drottningholm Ensemble

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE
XLD RIP | FLAC | 295 MB

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE
MP3 | 320 KBPS | 131 MB

powered by iTunes 12.8.0 | 58 min

Por gentileza, quando tiver problemas para descompactar arquivos com mais de 256 caracteres, para Windows, tente o 7-ZIP, em https://sourceforge.net/projects/sevenzip/ e para Mac, tente o Keka, em http://www.kekaosx.com/pt/, para descompactar, ambos gratuitos.

.
If you have trouble unzipping files longer than 256 characters, for Windows, please try 7-ZIP, at https://sourceforge.net/projects/sevenzip/ and for Mac, try Keka, at http://www.kekaosx.com/, to unzip, both at no cost.

Boa audição!

Un Viaggio a Roma – Händel, Scarlatti, Corelli, Stradella, Muffat – Concerto Italiano – Sandrine Piau, Sara Mingardo – 2018

Un Viaggio a Roma

Händel, Scarlatti
Corelli, Stradella, Muffat

Concerto Italiano
Rinaldo Alessandrini

Sandrine Piau – soprano
Sara Mingardo – contralto

2018

Händel, Scarlatti, Corelli, Stradella, Muffat… De 1650 a princípios do século XVIII, Roma exerceu um imenso poder de atração a compositores de toda a Europa e experimentou um momento intenso de atividade musical, por causa da – ou apesar de – administração papal. Foi um período próspero com um caldeirão de influências. 

O programa idealizado pelo maestro romano Rinaldo Alessandrini oferece uma visão pessoal e completa da época, apaixonada e secular, lírica (feita sublime por Sandrine Piau) e orquestral, romântica em todos os sentidos. Rinaldo Alessandrini é uma das principais figuras da cena musical internacional. Sua predileção pelo repertório italiano e sua constante preocupação com as características expressivas próprias do estilo italiano dos séculos XVII e XVIII são os fatores decisivos que orientam sua abordagem musical e suas opções interpretativas, tanto como chefe do Concerto Italiano, de que é o fundador e diretor, como solista e maestro convidado. (ex-internet)

Georg Friedrich Händel (Germany,1685-England,1759)
01. Overture in B-Flat Major, HWV 336
02. Aci, Galatea e Polifemo, HWV 72 – I. Duetto. Sorge il di-Spunta l’aurora
03. La resurrezione, HWV 47 – Aria. Disserratevi, o porte d’averno
04. Il trionfo del Tempo e del Disinganno, HWV 46a – Pure del cielo, intelligence eterne
05. Il trionfo del Tempo e del Disinganno, HWV 46a – Tu del ciel ministro eletto
Antonio Alessandro Boncompagno Stradella, (Itália, 1643 – 1682)
06. Sonata a 8 viole con una tromba in D Major – I. Allegro
07. Sonata a 8 viole con una tromba in D Major – II. Aria
08. Sonata a 8 viole con una tromba in D Major – III. Canzona
09. Sonata a 8 viole con una tromba in D Major – IV. Aria
10. San Giovanni Battista – Sinfonia
11. San Giovanni Battista – Deh, che piu tardi
12. San Giovanni Battista – Queste lagrime, e sospiri
Georg Muffat (França, 1653 – Alemanha, 1704)
13. Concerto grosso No. 12 in G Major ‘Propitia sydera’ – V. Ciacona
Alessandro Scarlatti (Italy, 1660 – 1725)
14. Su le sponde del tebro, H. 705 – I. Sinfonia
15. Su le sponde del tebro, H. 705 – II. Recitativo. Su le sponde del tebro
16. Su le sponde del tebro, H. 705 – III. Aria. Contentatevi, o fidi pensieri
17. Su le sponde del tebro, H. 705 – IV. Recitativo. Mesto, stanco, e spirante
18. Su le sponde del tebro, H. 705 – V. Aria. Infelici miei lumi 18 de 25
19. Su le sponde del tebro, H. 705 – VI. Aria. Dite almeno, astri crudeli
20. Su le sponde del tebro, H. 705 – VII. Recitativo. All’ aura, al cielo, ai venti
21. Su le sponde del tebro, H. 705 – VIII. Aria. Tralascia Pur Di Piangere
Arcangelo Corelli (Itália, 1653-1713)
22. Concerto grosso in D Major, Op. 6 No. 4 – I. Adagio-Allegr
23. Concerto grosso in D Major, Op. 6 No. 4 – II. Adagio
24. Concerto grosso in D Major, Op. 6 No. 4 – III. Vivace
25. Concerto grosso in D Major, Op. 6 No. 4 – IV. Giga. Allegro

Un viaggio a Roma – 2018
Concerto Italiano
dir. Rinaldo Alessandrini
Sandrine Piau & Sara Mingardo

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE
XLD RIP | FLAC | 680 MB

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE
MP3 | 320 KBPS | 158 MB

powered by iTunes 12.8.0 |   1h 11 min

Por gentileza, quando tiver problemas para descompactar arquivos com mais de 256 caracteres, para Windows, tente o 7-ZIP, em https://sourceforge.net/projects/sevenzip/ e para Mac, tente o Keka, em http://www.kekaosx.com/pt/, para descompactar, ambos gratuitos.

.
If you have trouble unzipping files longer than 256 characters, for Windows, please try 7-ZIP, at https://sourceforge.net/projects/sevenzip/ and for Mac, try Keka, at http://www.kekaosx.com/, to unzip, both at no cost.

“…nega-me o pão, o ar,
a luz, a primavera,
mas nunca o teu riso,
senão, amor, eu morro”.
                        Neruda

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Boa audição!

Avicenna

 

Georg Friedrich Händel (Alemanha, 1685 – Inglaterra, 1759) – Giulio Cesare in Egitto – Il Complesso Barocco, dir. Alan Curtis. Lemieux, Gauvin, Basso, Baráth, Mineccia, Weisser, Storti, Buratto – 2012

Giulio Cesare in Egitto

Georg Friedrich Händel (Alemanha, 1685 – Inglaterra, 1759)

Il Complesso Barocco
dir. Alan Curtis

2012

Considerada uma das 10 melhores óperas barrocas com respectivas gravações, pela revista Gramophone em 2013. [2º lugar]

..oOo..

Giulio Cesare in Egitto (HWV 17) é uma ópera em três atos do compositor alemão naturalizado britânico Georg Friedrich Händel (1685-1759), completada em dezembro de 1723 e que teve sua estreia em 20 de fevereiro de 1724 no King’s Theatre em Londres, quando a carreira lírica do compositor estava no auge.

O enredo retrata alguns personagens como indivíduos fortes e complexos, o que permitiu a Händel jogar com um amplo leque emocional. César é mostrado na ópera como o típico grande herói, comparado a Hércules (ou Alcide, no libreto italiano). Cleópatra tem uma personalidade multifacetada, revelando astúcia política, capacidade de sedução, força e emotividade. Ptolomeu (ou Tolomeo, no libreto italiano), irmão de Cleópatra é o grande vilão, traiçoeiro, lascivo e usurpador. Cornélia e Sexto, seu filho com Pompeu, mostram personalidades bem mais estáticas e seus papéis giram continuamente em torno do sofrimento com a morte do esposo (no caso de Cornélia) e o desejo de vingança contra Ptolomeu (no caso de Sexto).

A trama decorre em Alexandria em 48 a.C., quando o cônsul romano Pompeu, derrotado na batalha de Farsália, procura refugiar-se no Egito, país com o qual mantivera relações importantes, políticas e militares. O país encontra-se sob o governo de um casal de irmãos: Cleópatra e Ptolomeu, os quais mantêm uma disputa de poder. Sabendo da vitória de Júlio César em Farsália, Ptolomeu manda assassinar Pompeu, oferecendo sua cabeça de presente a César. O restante do libreto é bem menos fiel à história real. Entre outros detalhes, mostra Ptolomeu e Cleópatra praticamente com a mesma idade. Na verdade, ele era bem mais jovem que a irmã. O envolvimento amoroso entre Júlio César e Cleópatra é sabidamente verídico. (Wikipedia)

As 77 faixas podem ser vistas aqui.

Giulio Cesare in Egitto – 1994

Georg Friedrich Händel
Il Complesso Barocco
dir. Alan Curtis

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE
XLD RIP | FLAC | 1.220 MB

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE
MP3 | 320 KBPS | 563 MB

powered by iTunes 12.8.0 |  3 h  40 min

Por gentileza, quando tiver problemas para descompactar arquivos com mais de 256 caracteres, para Windows, tente o 7-ZIP, em https://sourceforge.net/projects/sevenzip/ e para Mac, tente o Keka, em http://www.kekaosx.com/pt/, para descompactar, ambos gratuitos.

.
If you have trouble unzipping files longer than 256 characters, for Windows, please try 7-ZIP, at https://sourceforge.net/projects/sevenzip/ and for Mac, try Keka, at http://www.kekaosx.com/, to unzip, both at no cost.

Boa audição!

Avicenna

Die himmel rühmen geistliche chormusik (Os céus entoam música coral sacra)

Die himmel rühmen geistliche chormusik

Os céus entoam música sacra coral

 

Uma coleção de 42 músicas, de inspirados e tradicionais compositores, reunidas em 3 CDs.

 

CD # 1
01. Messiah, HWV 56, Part II: Hallelujah! Georg Friedrich Händel (Germany,1685-England,1759), Marcus Creed, RIAS Chamber Chorus & Berlin RIAS Sinfonietta

02. Vesperae solennes de confessore, K. 339: Laudate Dominum, Wolfgang Amadeus Mozart (Austria, 1756-1791), Maria Zadori, Jeunesses Musicales Chorus, Ivan Fischer & Budapest Philharmonic Orchestra

03. Die Schopfung (The Creation), Hob.XXI:2, Part I: Die Himmel erzahlen die Ehre Gottes (The heavens are telling the glory of God), Haydn, Franz Joseph (Austria, 1732-1809), Vienna Boys Choir, Peter Marschik, Christian Bauer, Ernst Jankowitsch, Max Emanuel Cencic & Wiener Volksoper Orchestra

04. 6 Songs, Op. 48: No. 4. Die Ehre Gottes aus der Natur (arr. for male choir), Anonymous & Ludwig van Beethoven (Alemanha, 1770-Áustria, 1827), Carl Maria von Weber Men’s Choir, Berlin & Andreas Wiedermann

05. Christmas Oratorio, BWV 248: Ehre sei dir, Gott gesungen, Johann Sebastian Bach (Germany, 1685-1750), Concerto Koln, Frankfurt Vocal Ensemble & Ralf Otto

06. 3 Motets, Op. 39: No. 2. O praise the Lord (Laudate pueri), Anonymous & Mendelssohn, Felix (1809-1847), Martin Flämig & Dresdner Kreuzchor

07. Te Deum, WAB 45: Te Deum laudamus – Te ergo, Anonymous & Anton Bruckner (Austria, 1824-1896), Roland Bader, Elzbieta Towarnicka, Matgorzata Walewska, Jerzy Knetig, Andrzej Biegum, Krakòw Philharmonic Orchestra & Krakow Philharmonic Chorus

08. Deutsche Messe, D. 872: Zum Sanctus: Heilig, heilig ist der Herr, Schubert, Franz (Austria, 1797-1828), Marcus Creed, RIAS Chamber Chorus & Berlin RIAS Sinfonietta

09. Laudate Dominum, Anonymous & Christian Theodor •Weinlig (Germany, 178-1842), Martin Flämig & Dresdner Kreuzchor

10. Die Schopfung (The Creation), Hob.XXI:2, Part II: In holder Anmut stehn (Most beautiful appear), Haydn, Franz Joseph (Austria, 1732-1809), Vienna Boys Choir, Peter Marschik, Christian Bauer, Ernst Jankowitsch, Max Emanuel Cencic & Wiener Volksoper Orchestra

11. Jubilate-Amen, Op. 3, Max Bruch (Germany 1838-1920), Koln Radio Choir, Helmut Froschauer, Cologne West German Radio Chorus & Cologne West German Radio Orchestra

12. Gott in der Natur, D. 757, Schubert, Franz (Austria, 1797-1828), Berlin Radio Chorus, Dietrich Knothe & Bernd Casper

13. Pange lingua, WAB 33, Anton Bruckner (Austria, 1824-1896), Martin Flämig & Dresdner Kreuzchor

14. Mass No. 2 in G major, D. 167: Gloria in excelsis, Schubert, Franz (Austria, 1797-1828), Sofia Philharmonic Orchestra, Bulgarian National Svetoslav Obretenov Choir & Georgi Robev

15.  Die Schopfung (The Creation), Hob.XXI:2, Part III: Singt dem Herren alle Stimmen (Sing the Lord, ye voices all!), Haydn, Franz Joseph (Austria, 1732-1809), Vienna Boys Choir, Peter Marschik & Wiener Volksoper Orchestra

CD # 2
01. Ave verum corpus, K. 618, Wolfgang Amadeus Mozart (Austria, 1756-1791) & Anonymous,  Marcus Creed, Berlin Radio Symphony Orchestra & RIAS Chamber Chorus

02. Deutsche Messe, D. 872: Zum Eingang: Wohin soll ich mich wenden, Schubert, Franz (Austria, 1797-1828), Marcus Creed, Berlin Radio Symphony Orchestra & RIAS Chamber Chorus

03. So nimm denn meine Hande, Friedrich •Silcher (Germany,1789-1860), Leipzig Radio Chorus & Jorg-Peter Weigle

04. Tantum ergo, D. 962, Anonymous & Schubert, Franz (Austria, 1797-1828), Berlin Radio Chorus, Berlin Radio Symphony Orchestra & Dietrich Knothe

05. Elijah, Op. 70: Denn er hat seinen Engeln befohlen uber dir, Mendelssohn, Felix (Germany, 1809-1847), Martin Flämig & Dresdner Kreuzchor

06. Die Schopfung (The Creation), Hob.XXI:2, Part IV: Von deiner Gut’, o Herr und Gott (By thee with bliss, O bounteous Lord), Haydn, Franz Joseph (Austria, 1732-1809), Vienna Boys Choir, Peter Marschik, Ernst Jankowitsch, Gertraud Schmid & Wiener Volksoper Orchestra

07. Souvenir de Florence, Op. 70: Herr, hore mein Gebet, Op. 45, Anonymous & (Germany, 1808-1879), Leipzig Thomaner Choir & Hans-Joachim Rotzsch

08. Offertory: Intende voci, D. 963, Schubert, Franz (Austria, 1797-1828), Peter Schreier, Berlin Radio Chorus, Berlin Radio Symphony Orchestra & Dietrich Knothe

09. 3 Motets, Op. 39: No. 1. Hear my prayer, O Lord (Veni, Domine), Anonymous & Mendelssohn, Felix (1809-1847), Martin Flämig & Dresdner Kreuzchor

10. Ein deutsches Requiem (A German Requiem), Op. 45: III. Herr, lehre doch mich, Johannes Brahms (Germany, 1833-1897), Leipzig Radio Chorus, Leipzig Radio Symphony Orchestra, Herbert Kegel & Siegfried Lorenz

11. Komm, Jesu, komm, BWV 229: Komm, Jesu, komm, Johann Sebastian Bach (Germany, 1685-1750), Rostocker Motet Choir, Leipzig Capella Fidicinia & Hartwig Eschenburg

12. Souvenir de Florence, Op. 70 (arr. for string orchestra): Anbetung dem Erbarmer, Wq. 243, H. 807, Carl Philipp Emanuel Bach (Germany, 1714-1788), Rheinische Kantorei, Kleine Konzert, Das & Hermann Max

CD # 3
01. Bringet dem Herrn Ehre seines Namens, BWV 148: Bringet dem Herrn Ehre seines Namens, Johann Sebastian Bach (Germany, 1685-1750), Leipzig Thomaner Choir, New Bach Collegium Musicum Leipzig & Hans-Joachim Rotzsch

02. Jesu, meines Herzens Freud, BWV 361, Anonymous & Bach, Johann Sebastian (1685-1750), Rostocker Motet Choir, Leipzig Capella Fidicinia & Hartwig Eschenburg

03. Lobe den Herrn, meine Seele, BWV 143: Chorale: Du Friedefurst, Herr Jesu Christ ,Johann Sebastian Bach (Germany, 1685-1750), Leipzig Thomaner Choir, New Bach Collegium Musicum Leipzig & Hans-Joachim Rotzsch

04. Mass in B minor, BWV 232: Gloria – Et in terra pax, Johann Sebastian Bach (Germany, 1685-1750), Rheinische Kantorei, Kleine Konzert, Das & Hermann Max

05. St. Matthew Passion, BWV 244, Part I: Ich will bei meinem Jesu wachen, Johann Sebastian Bach (Germany, 1685-1750), Wilfried Jochens, Rheinische Kantorei, Kleine Konzert, Das & Hermann Max

06. Jesu, du mein liebstes Leben, BWV 356, Anonymous & Bach, Johann Sebastian (1685-1750), Rostocker Motet Choir, Leipzig Capella Fidicinia & Hartwig Eschenburg

07. Christmas Oratorio, BWV 248: Herr, wenn die stolzen Feinde schnauben, Johann Sebastian Bach (Germany, 1685-1750), Concerto Koln, Frankfurt Vocal Ensemble & Ralf Otto

08. Ich Lasse Dich Nicht, Johann Hermann Schein (Germany, 1586-1630), Leipzig Thomaner Choir & Hans-Joachim Rotzsch

09. War Gott nicht mit uns diese Zeit, BWV 14: War Gott nicht mit uns diese Zeit, Anonymous & Bach, Johann Sebastian (1685-1750), Leipzig Thomaner Choir, New Bach Collegium Musicum Leipzig & Hans-Joachim Rotzsch

10. St. John Passion, BWV 245, Part II: Mein teurer Heiland – Jesu, der du warest tot, Johann Sebastian Bach (Germany, 1685-1750), Gotthold Schwarz, Rheinische Kantorei, Kleine Konzert, Das & Hermann Max

11. Jesu, meine Freude, BWV 227: Jesu, meine Freude, Johann Sebastian Bach (Germany, 1685-1750), Rostocker Motet Choir, Leipzig Capella Fidicinia & Hartwig Eschenburg

12. Preise, Jerusalem, den Herrn, BWV 119: Der Herr hat Guts an uns getan, Anonymous & Bach, Johann Sebastian (1685-1750), Max Pommer, New Bach Collegium Musicum Leipzig & Leipzig University Choir

13. Ich hatte viel Bekummernis, BWV 21: Sei nun wieder zufrieden, meine Seele, Johann Sebastian Bach (Germany, 1685-1750), Vienna Boys Choir, Peter Marschik & Stuttgart Philharmonic Orchestra

14. Wer weiss, wie nahe mir mein Ende!, BWV 27: Wer weiss, wie nahe mir mein Ende, Anonymous & Bach, Johann Sebastian (1685-1750), Rostocker Motet Choir, Leipzig Capella Fidicinia & Hartwig Eschenburg

15. St. Matthew Passion, BWV 244, Part III: Wir setzen uns mit Tranen nieder, Johann Sebastian Bach (Germany, 1685-1750), Rheinische Kantorei, Kleine Konzert, Das & Hermann Max

Die himmel rühmen geistliche chormusik
BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE
MP3 | 275 KBPS VBR | 381 MB

powered by iTunes 12.8.0 | 3h 24 min

.

 

 

 

 

 

 

.

Por gentileza, quando tiver problemas para descompactar arquivos com mais de 256 caracteres, para Windows, tente o 7-ZIP, em https://sourceforge.net/projects/sevenzip/ e para Mac, tente o Keka, em http://www.kekaosx.com/pt/, para descompactar, ambos gratuitos.

.
When you have trouble unzipping files longer than 256 characters, for Windows, please try 7-ZIP, at https://sourceforge.net/projects/sevenzip/ and for Mac, try Keka, at http://www.kekaosx.com/, to unzip, both at no cost.

Boa audição!

Avicenna

 

Pachelbel: Canon and Gigue / Vivaldi: Sinfonia in G major / Albinoni: Concerto a cinque, op. 9 no. 2 / Purcell: Chacony in G minor / Handel: The Arrival of the Queen of Sheba / Avison: Concerto grosso no.9 in C major / Haydn: Concerto for Harpsichord and Orchestra

Pachelbel: Canon and Gigue / Vivaldi: Sinfonia in G major / Albinoni: Concerto a cinque, op. 9 no. 2 / Purcell: Chacony in G minor / Handel: The Arrival of the Queen of Sheba / Avison: Concerto grosso no.9 in C major / Haydn: Concerto for Harpsichord and Orchestra

IM-PER-DÍ-VEL !!!

Na verdade, tem razão um avaliador da Amazon: If you’re not the typical connoisseur of Classical music THIS CD IS FOR YOU! Pois é um CD variado e absolutamente encantador, um dos maiores sucessos do selo Archiv. Há excelência na interpretação de cada uma das peças e conheço muita gente boa que começou a ouvir música erudita por este LP de 1985, depois tornado CD. Porque o inexperiente que é esperto não quer saber de porcaria, quer carinho e atenção de primeira qualidade. Ninguém quer nada residual, né? E esta atenção é dada em fartas quantidades por Trevor Pinnock e seu English Concert.

(Nem que seja para mostrar para aquele seu sobrinho inteligente a fim de introduzi-lo neste mundo de leituras contraditórias).

Pachelbel: Canon & Gigue

Johann Pachelbel (1653-1706)
Canon and Gigue
for 3 violins and basso continuo in D major
Simon Standage • Micaela Comberti • Elizabeth Wilcock, violin
Anthony Pleeth, violoncello
Trevor Pinnock, harpsichord
1. Canon and Gigue in D major – 1. Canon The English Concert 4:31
2. Canon and Gigue in D major – 2. Gigue The English Concert 1:20

Antonio Vivaldi (1678-1741)
Sinfonia in G major
violin I (6), violin II (6), viola (3), violoncello (2), double bass (1), harpsichord
3. Sinfonia for Strings and Continuo in G, R.149 – 1. Allegro molto The English Concert 1:50
4. Sinfonia for Strings and Continuo in G, R.149 – 2. Andante The English Concert 1:48
5. Sinfonia for Strings and Continuo in G, R.149 – 3. Allegro The English Concert 2:31

Tomaso Albinoni (1671-1750)
Concerto a cinque, op. 9 no. 2 for solo oboe and strings in D minor
David Reichenberg, oboe
violin I (4), violin II (4), viola (3), violoncello (2), double bass (1), bassoon (I), harpsichord
6. Concerto a 5 in D minor, Op.9, No.2 for Oboe, Strings, and Continuo – 1. Allegro e non presto David Reichenberg 4:28
7. Concerto a 5 in D minor, Op.9, No.2 for Oboe, Strings, and Continuo – 2. Adagio David Reichenberg 3:59
8. Concerto a 5 in D minor, Op.9, No.2 for Oboe, Strings, and Continuo – 3. Allegro David Reichenberg 3:01

Henry Purcell (1659-1695)
Chacony in G minor
violin I (4), violin II (4). viola (3), violoncello (2), double bass (1), harpsichord
9. Ciacona in G minor The English Concert 5:23

George Frideric Handel (1685-1759)
The Arrival of the Queen of Sheba (Sinfonia from “Solomon”, Act III) in B flat major
oboe I/II, violin I (6), violin II (6), viola (3), violoncello (2), double bass (1), bassoon (1), harpsichord
10. Solomon HWV 67 – Arrival of the Queen of Sheba The English Concert 3:10

Charles Avison (1709-1770)
Concerto grosso no.9 in C major/A minor
(after Domenico Scarlatti: “Lessons for the Harpsichord”)
Concertino: Simon Standage • Elizabeth Wilcock, violin
Anthony Pleeth, violoncello
violin I (4), violin II (4), viola (3). violoncello (2). double bus (1), harpsichord
11. Concerto Grosso No.9 in A minor after “Lessons for the Harpsichord” by Domenico Scarlatti – 1. Largo The English Concert 2:13
12. Concerto Grosso No.9 in A minor after “Lessons for the Harpsichord” by Domenico Scarlatti – 2. Con spirito – Andante – Con spirito The English Concert 3:07
13. Concerto Grosso No.9 in A minor after “Lessons for the Harpsichord” by Domenico Scarlatti – 3. Siciliana The English Concert 3:19
14. Concerto Grosso No.9 in A minor after “Lessons for the Harpsichord” by Domenico Scarlatti – 4. Allegro The English Concert 3:44

Joseph Haydn (1732-1809)
Concerto for Harpsichord and Orchestra in D major
Trevor Pinnock, harpsichord
oboe I/II, horn I/II, violin I (4), violin II (4), viola (2), violoncello (2), double bass (1), bassoon (1)
15. Concerto For Harpsichord And Orchestra In D Major, Hob.XVIII:11 – 1. Vivace The English Concert 7:58
16. Concerto For Harpsichord And Orchestra In D Major, Hob.XVIII:11 – 2. Un Poco Adagio The English Concert 7:48
17. Concerto For Harpsichord And Orchestra In D Major, Hob.XVIII:11 – 3. Rondo All’Ungherese The English Concert 4:38

Anthony Pleeth
David Riechenberg
Micaela Comberti
Simon Standage
Elizabeth Wilcock

The English Concert
Trevor Pinnock

Recording: London, Henry Wood Hall, 3/1983-5/1985
(Pachelbel:) London, EMI Studio, Abbey Road, 1/1985

Total timing: 47’52”

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

barroco

PQP

Georg Friedrich Händel (1685-1759) – Giulio Cesare in Egitto – Les Musiciens du Louvre, dir. Marc Minkowski; Magdalena Kožená, Anne Sofie von Otter – 2003

Giulio Cesare in Egitto
Dramma per musica, HWV 17, in three actes

Georg Friedrich Händel (1685-1759)

Les Musiciens du Louvre, dir. Marc Minkowski

On authentic instruments
2003

.

ROMANS
Giulio Cesare (primo imperatore dei Romani) ……………….. Marijana Mijanović
Cornelia (moglie di Pompeo) …………………………………… Charlotte Hellekant
Sesto (figlio di Pompeo e di Cornelia) ………………………… Anne Sofie von Otter
Curio (tribuno di Roma) ………………………………………… Jean-Michel Ankaoua

EGYPTIANS
Cleopatra (regina d’Egitto) …………………………………….. Magdalena Kožená
Tolomeu (re d’Egitto) …………………………………………… Bejun Mehta
Achilla (duce generale dell’armi e consigliere di Tolomeo) … Alan Ewing
Nireno (confidente di Cleopatra e Tolomeo) …………………. Pascal Bertin

A ação é baseada na visita de Júlio César ao Egito, de 48 a 47 AC. César derrotou Pompeu, um general romano rival, em Pharsalia, na Grécia, e o perseguiu até o Egito, onde Cleópatra e seu irmão mais novo, Ptolomeu, são soberanos em conjunto. Embora os personagens da ópera sejam baseados em figuras históricas – mas com César e Sexto retratados como muito mais jovens do que suas contrapartes na história – os detalhes da trama são em grande parte ficcionais. (ex encarte)

As 83 faixas dos 3 CDs, com os respectivos intérpretes, podem ser vistas aqui.

Palhinha: ouça: Scena 11. No. 16. Duetto (Cornelia, Sesto) – Son nata a lagrimar / Son nato a sospirar (com Anne Sophie von Otter e Phillipe Jaroussky)

 

Giulio Cesare in Egitto – 2003
Les Musiciens du Louvre
dir. Marc Minkowski

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE
XLD RIP | FLAC | 1.150 MB

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE
MP3 | 320 Kbps | 601 MB

powered by iTunes 12.8.0 | 3 h 39 min

Boa audição !

Georg Friedrich Händel (1685-1759): 6 Concerti Grossi, Op. 3; 12 Concerti Grossi, Op. 6

Georg Friedrich Händel (1685-1759): 6 Concerti Grossi, Op. 3; 12 Concerti Grossi, Op. 6

Estas obras foram muito divulgadas nos anos 70 através de gravações da Archiv. Não são concertos espetaculares, mas são bons. Naquela época, tudo vinha interpretado por Karl Richter e sua Orquestra Bach de Munique. Ouvi muito, conheço cada concerto em detalhes. Incrível como tudo mudou rapidamente. Estes registros de Hogwood são muito mais modernos, ou seja, de som muito mais antigo. Aqui, tudo é muito mais bonito e barroco. A música historicamente informada veio para ficar. E os concertos ganham nova vida. O recentemente falecido Christopher Hogwood é um mestre do repertório e está inteiramente à vontade. O CD 3 é especialmente maravilhoso.

.oOo.

Concerto grosso (italiano para ‘concerto grande’; plural : “concerti grossi”) é uma forma musical em que um grupo de solistas (“concertino”) — geralmente dois violinos e um violoncelo — dialoga com o resto da orquestra (“ripieno”), por vezes fundindo-se com este resultando no “tutti”. Trata-se de uma forma estritamente instrumental, típica do período barroco.

A denominação concerto grosso surgiu por volta de 1670, na partitura de uma cantata de Alessandro Stradella. Praticado, sobretudo, na Itália e na Inglaterra — um pouco nos países germânicos, mas nunca na França —, essa forma deriva da música veneziana a coro duplo e da suíte de danças.

As diferentes partes, concertino, ripieno e tuttti, são sustentadas pelo grupo do baixo contínuo (geralmente, feito por uma viola da gamba ou cravo). Alguns compositores utilizaram simplesmente a denominação de concerto, sinfonia ou sonata para designar a forma do concerto grosso.

O concerto grosso é, freqüentemente, dividido em quatro movimentos, alternativamente lentos e rápidos. Francesco Geminiani adicionou a viola ao concertino, para assim obter um quarteto de cordas completo.

Essa forma musical desapareceu no fim do Barroco, dando lugar a novas formas e gêneros, como as sinfonias pré-clássicas de Stamitz e a sinfonia concertante.

Mas, no século XX, a forma concerto grosso voltou a ser usada por vários compositores, como Igor Stravinsky, Ernest Bloch, Ralph Vaughan Williams, Bohuslav Martinů, Malcolm Williamson, Henry Cowell, Alfred Schnittke, William Bolcom, Heitor Villa-Lobos, Eino Tamberg, Krzysztof Penderecki e Philip Glass. Embora Edward Elgar (1857-1934) não possa ser considerado um compositor contemporâneo, sua romântica Introduction and allegro tem semelhanças com instrumentação do concerto grosso, com um quarteto solista (concertino) “conversando” com o restante do efetivo (ripieno).

Georg Friedrich Händel (1685-1759): 6 Concerti Grossi, Op. 3; 12 Concerti Grossi, Op. 6

Concerto Grosso in B-flat Major, op.3/1
1-1 Allegro 2:36
1-2 Largo 4:07
1-3 Allegro 1:25

Concerto Grosso in B-flat Major, op.3/2
1-4 Vivace 1:55
1-5 Largo 2:47
1-6 Allegro 2:00
1-7 Vivace 1:41
1-8 (Gavotte) 3:31

Concerto Grosso in G Major, op.3/3
1-9 Largo e staccato 0:26
1-10 Allegro 2:28
1-11 Adagio 1:01
1-12 Allegro 3:33

Concerto Grosso in F major, Op.3/4a
1-13 (Ouverture) – Allegro – (Lentement) 5:50
1-14 Andante 2:22
1-15 Allegro 1:29
1-16 Menuetto alternativo: Allegro 3:20

Concerto Grosso in D minor, Op.3/5
1-17 (Larghetto) 1:30
1-18 Fuga: Allegro 2:12
1-19 Adagio 1:25
1-20 Allegro ma non troppo 1:35
1-21 Allegro 2:49

Concerto Grosso in D minor, Op.3/6
1-22 Vivace 2:46
1-23 Adagio 2:13
1-24 Allegro 1:52

1-25 Appendix: organ concerto movement, published by Walsh as second movement of Op. 3 No. 6. (II: Allegro) 3:30

Concerto Grosso in G major, Op. 6/1
1-26 A tempo giusto 1:54
1-27 Allegro 1:50
1-28 Adagio 2:24
1-29 Allegro 2:41
1-30 Allegro 3:05

Concerto Grosso in F major, Op.6/2
2-1 Andante larghetto 4:11
2-2 Allegro 2:21
2-3 Largo 2:40
2-4 Allegro, ma non troppo 2:08

Concerto Grosso in E minor, Op.6/3
2-5 Larghetto 1:11
2-6 Andante 1:30
2-7 Allegro 2:37
2-8 Polonaise 5:03
2-9 Allegro, ma non troppo 1:26

Concerto Grosso in A minor, Op.6/4
2-10 Largo affettuoso 2:41
2-11 Allegro 2:40
2-12 Largo e piano 2:00
2-13 Allegro 2:32

Concerto Grosso in D major, Op.6/5
2-14 Larghetto e staccato 1:42
2-15 Allegro 2:08
2-16 Presto 3:19
2-17 Largo 1:54
2-18 Allegro 2:23
2-19 Menuet: un poco larghetto 3:00

Concerto Grosso in G minor, Op.6/6
2-20 Largo affettuoso 3:07
2-21 A tempo giusto 1:34
2-22 Musette: Larghetto 5:05
2-23 Allegro 2:52
2-24 Allegro 2:19

Concerto Grosso in B-flat major, Op.6/7
2-25 Largo 1:01
2-26 Allegro 2:31
2-27 Largo 2:51
2-28 Andante 4:01
2-29 Hornpipe 3:12

Concerto Grosso in C minor, Op.6/8
3-1 Allemande 4:50
3-2 Grave 1:15
3-3 Andante allegro 1:51
3-4 Adagio 1:02
3-5 Siciliana: Andante 3:17
3-6 Allegro 1:23

Concerto Grosso in F major, Op.6/9
3-7 Largo 1:37
3-8 Allegro 3:39
3-9 Larghetto 3:19
3-10 Allegro 1:48
3-11 Menuet 1:30
3-12 Gigue 2:00

Concerto Grosso in D minor, Op.6/10
3-13 Ouverture – Allegro 3:30
3-14 Air: Lentement 2:55
3-15 Allegro 2:28
3-16 Allegro 2:45
3-17 Allegro moderato 1:48

Concerto Grosso in A major, Op.6/11
3-18 Andante largetto e staccato 4:36
3-19 Allegro 1:36
3-20 Largo e staccato 0:25
3-21 Andante 4:24
3-22 Allegro 5:45

Concerto Grosso in B minor, Op.6/12
3-23 Largo 2:01
3-24 Allegro 2:56
3-25 Aria: Larghetto e piano 3:27
3-26 Largo 0:51
3-27 Allegro 2:00

The Handel & Haydn Society Of Boston
Christopher Hogwood

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE

Saudades de Hogwood (1941-2014)

PQP

G. F. Handel (1685-1759): The Ways of Zion Do Mourn (Funeral Anthem for Queen Caroline), for chorus & orchestra, HWV 264

G. F. Handel (1685-1759): The Ways of Zion Do Mourn (Funeral Anthem for Queen Caroline), for chorus & orchestra, HWV 264

Choram os caminhos de Sião é um hino composto por Handel para o funeral da rainha Caroline. Foi apresentado  pela primeira vez, é claro, no funeral da Rainha na Abadia de Westminster, isso em 17 de dezembro de 1737.  Depois, Handel retrabalhou o hino e o usou na abertura de seu oratório Israel no Egito, de 1739. O tema da Sinfonia foi utilizado por Mozart em seu Réquiem. Mas a música não é lá essas coisas. A Rainha Caroline foi a consorte de George II. Tinha sido amiga e patronesse de Handel por mais de trinta anos. Musicista amadora, Caroline se interessava por questões artísticas e intelectuais e sua morte foi muito pranteada. Handel recebeu um bom dinheiro pela composição escrita em apenas uma semana sobre textos dos livros bíblicos de Lamentações e Jó.

G. F. Handel (1685-1759): The Ways of Zion Do Mourn (Funeral Anthem for Queen Caroline), for chorus & orchestra, HWV 264

1 Sinfonia 2:02
2 The ways of Zion do mourn 6:31
3 How are the mighty fall’n! 2:31
4 She put on righteousness 2:45
5 When the ear heard her 3:20
6 How are the mighty fall’n! 0:54
7 She deliver’d the poor 5:45
8 How are the mighty fall’n! 0:54
9 The righteous shall be had 4:02
10 Their bodies buried in peace 5:05
11 The people will tell 2:04
12 Thet shall recieve a glorious kingdom 3:51
13 The merciful goodness of the Lord 3:44

Soprano – Norma Burrowes
Tenor – Martyn Hill
Countertenor – Charles Brett
Bass – Stephen Varcoe
Theorbo – Michael Lewin
Organ – Malcolm Hicks
The Monteverdi Choir
The Monteverdi Orchestra
John Eliot Gardiner

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE

A Rainha Caroline (1683-1737) | Gravura de Michael Dahl, c. 1730

PQP

Handel: Between Heaven & Earth – Sandrine Piau, Accademia Bizantina


Handel: Between Heaven & Earth

Sandrine Piau

Accademia Bizantina
dir. Stefano Montanari

2009

 

A linda soprano francesa Sandrine Piau dá um recital de Handel de raro brilho aqui, escolhendo árias que vão desde a deslumbrante “Disserratevi, o porte d´Averno” de “La Resurrezione”, à agonia de Cleópatra em “Convey me to some peaceful shore” de “Alexander Balus”. Ela é acompanhada pela deliciosamente animada Accademia Bizantina, que curte suas próprias músicas, incluindo a mais feroz “Arrival of the Queen of Sheba” que você provavelmente ouvirá. (The Guardian)

Georg Friedrich Händel (Alemanha,1685 – Inglaterra,1759)
Sandrine Piau, Accademia Bizantina, dir. Stefano Montanari
01. La Resurrezione, HWV 47 – Act 1. Scene 1. Aria. Disserratevi, o porte d’Averno
02. Theodora, HWV 68 – Act 2. Scene 2. Recitative. O Thou bright Sun!
03. Theodora, HWV 68 – Act 2. Scene 2. Aria. With darkness deep as is my woe
04. A Song for St Cecilia’s Day, HWV 76 – Aria. What passion cannot Music raise and quell
05. Messiah, HWV 56 – Act 1. Scene 5. Aria. Rejoice greatly
06. Theodora, HWV 68 – Act 2. Scene 2. Largo
07. Alexander Balus, HWV 65 – Act 3. Scene 4. Aria. O take me from this hateful light
08. Alexander Balus, HWV 65 – Act 3. Scene 4. Recitative. Forgive, O queen
09. Alexander Balus, HWV 65 – Act 3. Scene 4. Accompagnato. Calm thou my soul
10. Alexander Balus, HWV 65 – Act 3. Scene 4. Aria. Convey me to some peaceful shore
11. Joseph and His Brethren, HWV 59 – Act 3. Scene 2. Recitative. Art thou not Zaphnath? Is not Egypt sav’d?
12. Joseph and His Brethren, HWV 59 – Act 3. Scene 2. Aria. Prophetic raptures swell my breast
13. L’Allegro, Il Moderato, Ed Il Penseroso, HWV 55 – Act 3. Duet. As steals the morn upon the night
14. Solomon, HWV 67 – Act 3. Symphony (The Arrival of the Queen of Sheba)
15. L’Allegro, Il Moderato, Ed Il Penseroso, HWV 55 – Act 1. Accompagnato. First and chief on golden wing
16. L’Allegro, Il Moderato, Ed Il Penseroso, HWV 55 – Act 1. Aria. Sweet bird
17. Concerto Grosso in B flat major, Op. 3 No. 2 – Largo
18. Solomon, HWV 67 – Act 3. Scene 3. Aria. Let the bright seraphims
19. Il Trionfo Del Tempo E Del Disinganno, HWV 46a – Act 2. Accompagnato. Pure del cielo
20. Il Trionfo Del Tempo E Del Disinganno, HWV 46a – Act 2. Aria. Tu del Ciel ministro eletto

Handel: Between Heaven & Earth – 2009
Sandrine Piau
Accademia Bizantina
dir. Stefano Montanari

.
BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE
XLD RIP | FLAC | 280 MB
 .
MP3 | 320 kbps | 132MB
 

powered by iTunes 12.8.0 | 1 h 17 min
.

– The Heaven !

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Por gentileza, quando tiver problemas para descompactar arquivos com mais de 256 caracteres, para Windows, tente o 7-ZIP, em https://sourceforge.net/projects/sevenzip/ e para Mac, tente o Keka, em http://www.kekaosx.com/pt/, para descompactar, ambos gratuitos.

.
When you have trouble unzipping files longer than 256 characters, for Windows, please try 7-ZIP, at https://sourceforge.net/projects/sevenzip/ and for Mac, try Keka, at http://www.kekaosx.com/, to unzip, both at no cost.

Boa audição.

Avicenna

Vivaldi, Leo, J. S. Bach, Locatelli, Fasch e Handel: Concerti Virtuosi

Vivaldi, Leo, J. S. Bach, Locatelli, Fasch e Handel: Concerti Virtuosi

717pUeRpI6L._SY355_Um bom CD da canadense Tafelmusik. É a típica coletânea barroca que a quase todos agrada. Apenas me parece que aqui temos uma obra bem superior às outras: o concerto grosso de Handel. Tal fato não condena os outros autores e obras, é apenas uma constatação curiosa. Quando entra o Handel, a sala se ilumina mais. Boa música para um domingo de tempo horroroso em Porto Alegre.

Vivaldi, Leo, J. S. Bach, Locatelli, Fasch e Handel: Concerti Virtuosi

Vivaldi – Concerto for 2 oboes in la minore RV.536

1. Concerto in A Minor for 2 oboes & strings, RV 536 : I. Allegro
2. Concerto in A Minor for 2 oboes & strings, RV 536 : II. Largo
3. Concerto in A Minor for 2 oboes & strings, RV 536 : III. Allegro

Leo – Concerto for violoncello in re minore
4. Concerto in D Minor for violoncello : I. Andante grazioso
5. Concerto in D Minor for violoncello : II. Col spirito
6. Concerto in D Minor for violoncello : III. Amoroso
7. Concerto in D Minor for violoncello : IV. Allegro

J.S.Bach – Concerto for oboe d’amore in G Major, after BWV100,170,30
8. Concerto for oboe d’amore in G Major, after BWV 100, 170 & 30 : I. Allegro
9. Concerto for oboe d’amore in G Major, after BWV 100, 170 & 30 : II. Adagio
10. Concerto for oboe d’amore in G Major, after BWV 100, 170 & 30 : III. Allegro

Locatelli – Concerto grosso in D Major, op.1, no.5
11. Concerto grosso in D Major Op.1 No.5 : I. Largo
12. Concerto grosso in D Major Op.1 No.5 : II. Allegro
13. Concerto grosso in D Major Op.1 No.5 : III. Largo
14. Concerto grosso in D Major Op.1 No.5 : IV. Allegro

Fasch – Concerto in C Minor for bassoon, 2 oboes & strings
15. Concerto in C Minor for bassoon, 2 oboes & strings : I. Allegro
16. Concerto in C Minor for bassoon, 2 oboes & strings : II. Largo
17. Concerto in C Minor for bassoon, 2 oboes & strings : III. Allegro

Handel – Concerto grosso in A Minor, Op.6. no.4
18. Concerto grosso in A Minor, Op.6 No.4 : I. Larghetto affettuoso
19. Concerto grosso in A Minor, Op.6 No.4 : II. Allegro
20. Concerto grosso in A Minor, Op.6 No.4 : III. Largo e piano
21. Concerto grosso in A Minor, Op.6 No.4 : IV. Allegro

Vivaldi – Concerto in E Minor for 4 violins, op.3, no.4
22. Concerto in E Minor for 4 violins, Op.3 No.4 : I. Andante
23. Concerto in E Minor for 4 violins, Op.3 No.4 : II. Allegro assai
24. Concerto in E Minor for 4 violins, Op.3 No.4 : III. Adagio
25. Concerto in E Minor for 4 violins, Op.3 No.4 : IV. Allegro

Tafelmusik Baroque Orchestra
Jeanne Lamon

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

Jeanne Lamon em dois tempos.
Jeanne Lamon em dois tempos.

PQP

Händel (1685 – 1759) – Arie e Duetti d’Amore: Sandrine Piau (soprano); Gloria Banditelli (contralto); Europa Galante, dir. Fabio Biondi

front

Händel – Arie e Duetti d’Amore
Sandrine Piau (soprano); Gloria Banditelli (contralto); Europa Galante
dir. Fabio Biondi
 .
 .
O libreto de “Rinaldo” foi inspirado no Gerrusalemme liberata, um poema épico do poeta italiano Torquato Tasso, publicado pela primeira vez em 1581, que conta uma versão amplamente mitificada da Primeira Cruzada, na qual cavaleiros cristãos batalham contra os muçulmanos para tomar Jerusalém.  
 
A ação acontece na época da Primeira Cruzada (1096-99), durante a qual os exércitos da cristandade estavam sob o comando de Godfrey de Bouillon. A ópera foi encenada pela primeira vez no Queen’s Theatre (ou seja, sob o patrocínio da rainha Anne) e experimentou um sucesso de quinze apresentações entre fevereiro e junho de 1711. 
 
Na ária ‘Cara sposa’ o motivo carinhoso confiado aos violinos e a uma menor suave tonalidade, imediatamente cria um clima de ternura extrema, enquanto o repetido pulsar das semínimas parece traduzir a dor da separação. Esta famosa peça foi escrita especialmente para um dos melhores castrati de todos, o alto Nicola Grimaldi, conhecido como “Nicolino”, que veio originalmente de Nápoles. 
 
Igualmente famosa é a ária em ritmo de sarabande, “Lascia ch’io pianga”, que foi cantada pela primeira vez pela soprano Isabella Girardeau. Em sua simplicidade arrebatadora, nunca falha em sensibilizar o ouvinte, e seu uso revelador do silêncio como um gesto expressivo é um detalhe composicional e retórico que é praticamente inexistente no mundo moderno. (ex-internet)
.
Georg Friedrich Händel (Germany,1685-England,1759)
Händel – Arie e Duetti d’Amore
01. Tolomeo, re d’Egitto, opera, HWV 25/ Aria (Tolomeo)/ Stille amare
02. Muzio Scevola, opera, Act III, HWV 13/ Duetto (Clelia, Muzio)/ Ma come amar?
03. Rinaldo, opera, HWV 7/ Aria (Almirena)/ Lascia ch’’io pianga
04. Berenice, Regina d’’Egitto, opera, HWV 38/ Aria (Demetrio)/ Su, Megera, Tisifone, Aletto!
05. Trio sonata for 2 violins & continuo in G minor, Op. 2 No. 6, HWV 391/ Adagio
06. Trio sonata for 2 violins & continuo in G minor, Op. 2 No. 6, HWV 391/ Allegro
07. Trio sonata for 2 violins & continuo in G minor, Op. 2 No. 6, HWV 391/ Largo
08. Trio sonata for 2 violins & continuo in G minor, Op. 2 No. 6, HWV 391/ Allegro
09. Rinaldo, opera, HWV 7/ Aria (Rinaldo)/ Cara sposa
10. Imeneo, opera, HWV 41/ Duetto (Rosmene, Tirinto)/ Per le porte del tormento
11. Tolomeo, re d’’Egitto, opera, HWV 25/ Duetto (Seleuce, Tolomeo)/ Se il cor ti perde
12. Rodelinda, regina de’ Langobardi, opera, HWV 19/ Aria (Rodelinda)/ Ritorna, oh caro
13. Concerto a quattro, for recorder, violin, bassoon & continuo in D minor (doubtful)/ Con contento
14. Concerto a quattro, for recorder, violin, bassoon & continuo in D minor (doubtful)/ Allegro
15. Concerto a quattro, for recorder, violin, bassoon & continuo in D minor (doubtful)/ Largo
16. Concerto a quattro, for recorder, violin, bassoon & continuo in D minor (doubtful)/ Presto
17. Arminio, opera, HWV 36/ Duetto (Tusnelda, Arminio)/ Il fuggir, cara mia vita
18. Il Parnasso in festa, serenata, HWV 73/ Aria (Orfeo)/ Ho perso il caro ben
 .
Händel – Arie e Duetti d’Amore – 1997
Sandrine Piau (soprano)
Gloria Banditelli (contralto)
Europa Galante
dir. Fabio Biondi

.
BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE
XLD RIP | FLAC | 382 MB

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE
MP3 | 320 kbps | 171 MB

powered by iTunes 12.8.0 | 1 h 12 min
.
Por gentileza, quando tiver problemas para descompactar arquivos com mais de 256 caracteres, para Windows, tente o 7-ZIP, em https://sourceforge.net/projects/sevenzip/ e para Mac, tente o Keka, em http://www.kekaosx.com/pt/, para descompactar, ambos gratuitos.

When you have trouble unzipping files longer than 256 characters, for Windows, please try 7-ZIP, at https://sourceforge.net/projects/sevenzip/ and for Mac, try Keka, at http://www.kekaosx.com/, to unzip, both at no cost.

Boa audição.

Avicenna

G. F. Handel (1685-1759): Organ Concertos Op. 4

G. F. Handel (1685-1759): Organ Concertos Op. 4

R-5158645-1386091783-3210.jpegTalvez esta gravação fique um pouco abaixo daquela clássica de Simon Preston, com The English Concert regido por Trevor Pinnock para a Archiv, mas é um belo registro que não precisa se curvar diante do ícone. Egarr prova ser um excelente solista que dá à música toda a emoção que merece, sem sobrecarregá-la com um virtuosismos superficiais. Melhor ainda, ele entende o significado da música e da face majestática das obras, bem como de sua melancolia e jovialidade, presentes nas proporções corretas. A delicadeza do Concerto Nº 6 é inédita. Eu achei, pelo menos. A qualidade da gravação da HM é, como sempre, sensacional.

G. F. Handel (1685-1759): Organ Concertos Op. 4

Organ Concerto In G Minor Op. 4 No. 1
1 Larghetto, E Staccato 5:02
2 Allegro 5:01
3 Adagio 1:13
4 Andante 4:13

Organ Concerto In B-Flat Major Op. 4 No. 2
5 A Tempo Ordinario, E Staccato 0:50
6 Allegro 4:21
7 Adagio, E Staccato 0:38
8 Allegro, Ma Non Presto 3:29

Organ Concerto In G Minor Op. 4 No. 3
9 Adagio 3:24
10 Allegro 3:41
11 Adagio 0:56
12 Allegro 2:03

Organ Concerto In F Major Op. 4 No. 4
13 Allegro 3:57
14 Andante 4:17
15 Adagio 1:05
16 Allegro 5:04

Organ Concerto In F Major Op. 4 No. 5
17 Larghetto 1:51
18 Allegro 2:25
19 Alla Siciliana 1:28
20 Presto 2:30

Organ Concerto In B-Flat Major Op. 4 No. 6
21 Andante Allegro 6:17
22 Larghetto 4:05
23 Allegro Moderato 2:41

Organ – Richard Egarr
Bass – Tim Amherst*
Bassoon – Alexandre Salles
Cello – Catherine Jones, Imogen Seth Smith*
Lute, Guitar – William Carter
Oboe – Frank de Bruine, Lars Henriksson
Viola – Martin Kelly, Trevor Jones
Violin – Iwona Muszynska, Joanna Lawrence, Marianna Szücs, Pavlo Beznosiuk, Pierre Joubert, Rebecca Livermore, Rodolfo Richter, William Thorp
Academy Of Ancient Music

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE

Richard Egarr olhando as pernas das violistas
Richard Egarr olhando os violistas errarem

PQP

Bach, Falconieri, Geminiani, Handel, Leclair, Marini, Matteis, Ortiz, Pachelbel, Telemann, Valente, Westhoff: A Baroque Journey

R-2583260-1291643997.jpegLembram aquelas seleções de clássicos dos anos 70 e 80 que tinham gatinhos na capa? Ali, o Aleluia de Handel podia vir antes de Rhapsody in Blue, a qual era seguida da Abertura 1812, por exemplo. Mas, óin, as capas tinham gatinhos… Enfim, o apelido “Disco de Gatinhos” é de autoria do Júlio e da D. Cristina lá da King`s Discos, esplêndida loja que ficava na Galeria Chaves. Eles não gostavam muito daquelas seleções. Nem eu. Pois a grande surpresa aqui é o fato de eu ter gostado deste disco de gatinhos barrocos de Daniel Hope. Achei um mui digno caça-níqueis pontuado por obras inesperadas neste tipo de seleções. É o gênero de disco que as gravadoras fazem para popularizar de vez um artista muito bom e ganhar uma bela grana. E Hope é boníssimo e tem bom gosto. Se não tivesse, faria o habitual: uma salada sem gosto.

Bach, Falconieri, Geminiani, Handel, Leclair, Marini, Matteis, Ortiz, Pachelbel, Telemann, Valente, Westhoff: A Baroque Journey

Andrea Falconieri (1585 – 1656)
1. Chaconne in G Major [3:14]

George Frideric Handel (1685 – 1759)
Suite No.15 in D minor for Harpsichord, HWV 447
2. 3. Sarabande [3:07]

Diego Ortiz
3. Ricercata segunda [1:25]

Andrea Falconieri (1585 – 1656)
4. La suave melodia [3:10]

Biagio Marini (1597 – 1665)
5. Passacalio in G minor [3:38]

Nicola Matteis
6. “La Vecchia Sarabanda” [4:17]

Johann Pachelbel (1653 – 1706)
Canon and Gigue in D major
7. 1. Canon [3:41]
8. 2. Gigue [1:25]

Georg Philipp Telemann (1681 – 1767)
Concerto for Violin concertato, Strings and Basso continuo in A minor, TWV 51:A1
9. Adagio [2:59]
10. Allegro [2:22]
11. Presto [1:41]

Johann Paul von Westhoff (1656 – 1705)
Sonata for Violin and Continuo III
12. Imitazione delle Campane [1:55]

Nicola Matteis
13. Ground after the Scotch Humour [1:50]

Francesco Geminiani
Concerto grosso No.5 in G minor
Arr. from Corelli’s Sonata Op.5 No. 5
14. 1. Adagio [3:02]
15. 2. Vivace [1:38]
16. 3. Adagio [2:45]
17. 4. Allegro [1:40]

Antonio Valente
18. Gagliarda Napolitana [1:51]

Andrea Falconieri (1585 – 1656)
19. Passacaglia in G Minor [2:56]

Jean-Marie Leclair (1697 – 1764)
20. Tambourin [1:44]

Anonymous
21. Greensleeves [4:40]

Johann Paul von Westhoff (1656 – 1705)
Sonata “La guerra” in A Major
22. La Guerra cosí nominata di sua maestà [0:46]
Sonata for Violin and Continuo II
Sonata for Violin and Continuo “Consacrate al Grand’ Apolline di questi tempi”
23. Imitazione del Liuto. Presto [2:26]

Johann Sebastian Bach (1685 – 1750)
Suite No.3 in D, BWV 1068
24. 2. Air [5:01]

Cello – Jonathan Cohen (7), William Conway
Double Bass – Enno Senft
Engineer – Mike Hatch
Executive-Producer – Dr. Alexander Buhr
Harpsichord, Organ – Kristian Bezuidenhout
Lute, Guitar, Theorbo – Stefan Maass, Stephan Rath (2)
Percussion – Hans-Kristian Kjos Sørensen
Photography By [Cover] – Harald Hoffmann
Producer – John West*
Viola – Stewart Eaton
Violin – Lucy Gould
Violin [Solo Violin Ii] – Lorenza Borrani
Violin, Executive Producer, Liner Notes – Daniel Hope

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE

Hope entre os carros, sonhando com barrocos
Hope entre os carros, sonhando com barrocos

PQP

Händel / Bach / Telemann: Sonatas para Flauta e Contínuo

Händel / Bach / Telemann: Sonatas para Flauta e Contínuo

Sharon Bezaly é uma excelente flautista que já demonstrou seus dotes em várias gravações da BIS, seja em concertos escritos para ela por renomados compositores contemporâneos, incluindo Sofia Gubaidulina e Kalevi Aho, seja em clássicos da literatura de flauta, como os concertos para flauta de Mozart. Ao longo do caminho, gravou uma grande variedade de discos que são recitais imaginativamente programados, com foco nas grandes sonatas de flauta, bem como na tradição da flauta francesa. Neste disco, Bezaly visita o período em que a flauta transversa se estabeleceu como instrumento solo por si só. Foi apenas no século XVIII que os músicos começaram a se especializar em flauta transversa, em vez de ficarem só no oboé ou na flauta doce. Este disco reflete este desenvolvimento do gosto musical com um programa de seis sonatas para flauta e cravo, com e sem o apoio de um instrumento de baixo. Uma joia!

Händel / Bach / Telemann: Sonatas para Flauta e Contínuo

1. Georg Friedrich Händel – Sonata in B Minor for Flute and Continuo, HWV 367b: I. Largo (2:06)
2. Georg Friedrich Händel – Sonata in B Minor for Flute and Continuo, HWV 367b: II. Vivace (3:02)
3. Georg Friedrich Händel – Sonata in B Minor for Flute and Continuo, HWV 367b: III. Andante (1:50)
4. Georg Friedrich Händel – Sonata in B Minor for Flute and Continuo, HWV 367b: IV. Presto (1:13)
5. Georg Friedrich Händel – Sonata in B Minor for Flute and Continuo, HWV 367b: V. Adagio (1:41)
6. Georg Friedrich Händel – Sonata in B Minor for Flute and Continuo, HWV 367b: VI. Alla Breve (2:34)
7. Georg Friedrich Händel – Sonata in B Minor for Flute and Continuo, HWV 367b: VII. A Tempo Di Minuet (1:42)

8. Johann Sebastian Bach – Sonata In E Minor for Flute and Continuo, BWV 1034: I. Adagio Ma Non Tanto (2:40)
9. Johann Sebastian Bach – Sonata In E Minor for Flute and Continuo, BWV 1034: II. Allegro (2:39)
10. Johann Sebastian Bach – Sonata In E Minor for Flute and Continuo, BWV 1034: III. Andante (3:17)
11. Johann Sebastian Bach – Sonata In E Minor for Flute and Continuo, BWV 1034: VI. Allegro (4:37)

12. Johann Sebastian Bach – Sonata In A Major for Flute and Harpsichord, BWV 1032: I. Vivace (5:09)
13. Johann Sebastian Bach – Sonata In A Major for Flute and Harpsichord, BWV 1032: II. Largo e Dolce (2:47)
14. Johann Sebastian Bach – Sonata In A Major for Flute and Harpsichord, BWV 1032: III. Allegro (4:26)

15. Johann Sebastian Bach – Sonata In E Major for Flute and Continuo, BWV 1035: I. Adagio Ma Non Tanto (2:16)
16. Johann Sebastian Bach – Sonata In E Major for Flute and Continuo, BWV 1035: II. Allegro (2:55)
17. Johann Sebastian Bach – Sonata In E Major for Flute and Continuo, BWV 1035: III Siciliano (3:08)
18. Johann Sebastian Bach – Sonata In E Major for Flute and Continuo, BWV 1035: IV. Allegro Assai (3:12)

19. Johann Sebastian Bach – Sonata In E Flat Major for Flute and Harpsichord, BWV 1031: I. Allegro Moderato (3:35)
20. Johann Sebastian Bach – Sonata In E Flat Major for Flute and Harpsichord, BWV 1031: II. Siciliano (2:09)
21. Johann Sebastian Bach – Sonata In E Flat Major for Flute and Harpsichord, BWV 1031: III. Allegro (4:43)

22. Georg Philipp Telemann – Sonata In F Major for Flute and Continuo, TWV 41:F4: I. Vivace (2:10)
23. Georg Philipp Telemann – Sonata In F Major for Flute and Continuo, TWV 41:F4: II. Largo (1:32)
24. Georg Philipp Telemann – Sonata In F Major for Flute and Continuo, TWV 41:F4: III. Allegro (2:12)

Sharon Bezaly – flute
Terence Charlston – harpsichord
Charles Medlam bass – viol

BAIXE AQUI — DONWLOAD HERE

Sharon Bezaly fazendo um solo especial para os pequepianos
Sharon Bezaly fazendo um solo especial para os pequepianos

PQP

Georg Friedrich Händel (1685-1759): Anthems (Hinos)

Georg Friedrich Händel (1685-1759): Anthems (Hinos)

Este Händel dá uma boa ideia dos corais (com orquestra) criados pelo compositor. Mas tudo parece um sub-Messias, meio sem graça, na minha opinião. O Oratório foi um gênero que Händel consolidou na Inglaterra a partir da tradição dos anthems (hinos), textos sacros postos em música com solos e coros usados no culto anglicano, como se percebe nos Chandos Anthems e em vários outros. Sua estrutura e escala eram bastante semelhantes aos oratórios que ele desenvolveu mais tarde, introduzindo um dramatismo e pujança que os anthems desconheciam e dando-lhes independência da liturgia. Mas as motivações de Händel para se dedicar ao gênero não são claras. É possível que fosse uma tentativa de contornar a proibição de música operística durante a Quaresma, mas representações de dramas sacros faziam parte também de uma tradição de educação moral e religiosa estabelecida por Racine entre famílias ricas e piedosas na França.

Georg Friedrich Händel (1685-1759): Anthems (Hinos)

1. Sonata (Largo) (Allegro) (Chandos Anthem No 8 O come, let us sing unto the Lord)
2. O come, let us sing unto the Lord
3. O come, let us worship
4. Glory and worship are before him
5. Tell it out among the heathen that the Lord is King
6. O magnify the Lord
7. The Lord preserveth the souls of the saints
8. For look as high as the heaven is
9. There is sprung up a light for the righteous
10. Sonata (Larghetto)- Allegro (Chandos Anthem No 6a As pants the hart)
11. As pants the hart for cooling streams
12. Tears are my daily food
13. Now when I think thereupon
14. In the voice of praise and thanksgiving
15. Why so full of grief, O my soul?
16. Put thy trust in God
17. Sonata Andante-Allegro (Chandos Anthem No 5a I will magnify thee, O God)
18. I will magnify thee, O God
19. Ev’ry day will I give thanks unto thee
20. One generation shall praise thy works unto another
21. The Lord preserveth all them that love him
22. The Lord is righteous in all his ways
23. Happy are the people that are in such a case
24. My mouth shall speak the praise of the Lord

Susan Gritton, soprano
Iestyn Davies, contratenor
Thomas Hobbs, tenor
The Choir of Trinity College Cambridge
Orchestra of the Age of Enlightenment
Stephen Layton

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE

Um Handel mais jovem para vocês. Esta pintura a óleo é conhecida como The Chandos Portrait of Georg Friedrich Händel.
Um Handel mais jovem para vocês. Este óleo é conhecido como The Chandos Portrait of Georg Friedrich Händel.

PQP

Georg Friedrich Händel (1685-1759): Complete Organ Concertos

Georg Friedrich Händel (1685-1759): Complete Organ Concertos


Esses CD’s tem uma história de novela. Tudo começou quando por acaso um colega meu, via MSN, me perguntou o que eu sabia sobre Handel. Falei que era um compositor da Alemanha, que foi para a Inglaterra; renovando a música de lá, falei que ele tinha mudado seu nome…. e assim vai. Nada que uma pequena olhada na Wikipedia não resolvesse. Daí logo após essa “catequese” esse meu colega me perguntou se eu tinha algo de Handel. Respondi: Claro que tenho. Tenho o Messias, Water Music, Fireworks e…. Fiquei sem ter o que falar. Daí fui eu pesquisar e me deparei com esses 3 CD’s. Pensei: órgão era “O” instrumento da época! Logo Tico e Teco bateram um com o outro e caiu uma ficha na minha cabeça.

Depois disso em um comentário (na época eu era como um de vocês), perguntei ao mano PQP se ele gostaria que eu ”upasse” o arquivo e postasse nos comentários. Ele falou que sim e assim eu o fiz. Para a minha surpresa 4 pessoas tinham feito o Download. A minha felicidade foi tremenda ( lembrem-se, na época ainda era um de vocês ) hoje, por um motivo qualquer eu resolvi fazer essa postagem. Quem tiver aquela curiosidade mortal por Handel dá uma olhada nesse link.

Então é isso 😀

Georg Friedrich Händel (1685 – 1759) – Complete Organ Concertos – Pinnock – Simon Preston

Disc: 1
1. Organ Concerto in G minor, Op.4/1, HWV 289: Larghetto e staccato-Adagio
2. Organ Concerto in G minor, Op.4/1, HWV 289: Allegro
3. Organ Concerto in G minor, Op.4/1, HWV 289: Adagio
4. Organ Concerto in G minor, Op.4/1, HWV 289: Andante
5. Organ Concerto in B flat major, Op.4/2, HWV 290: A tempo ordinario e staccato-Adagio
6. Organ Concerto in B flat major, Op.4/2, HWV 290: Allegro
7. Organ Concerto in B flat major, Op.4/2, HWV 290: Adagio e staccato
8. Organ Concerto in B flat major, Op.4/2, HWV 290: Allegro ma non presto
9. Organ Concerto in G minor, Op.4/3, HWV 291: Adagio
10. Organ Concerto in G minor, Op.4/3, HWV 291: Allegro
11. Organ Concerto in G minor, Op.4/3, HWV 291: Adagio
12. Organ Concerto in G minor, Op.4/3, HWV 291: Gavotte (Allegro)
13. Organ Concerto in F major, Op.4/4, HWV 292: Allegro
14. Organ Concerto in F major, Op.4/4, HWV 292: Andante
15. Organ Concerto in F major, Op.4/4, HWV 292: Adagio
16. Organ Concerto in F major, Op.4/4, HWV 292: Allegro
17. Organ Concerto in F major, Op.4/5, HWV 293: Larghetto
18. Organ Concerto in F major, Op.4/5, HWV 293: Allegro
19. Organ Concerto in F major, Op.4/5, HWV 293: Alla Siciliana
20. Organ Concerto in F major, Op.4/5, HWV 293: Presto
21. Harp Concerto in B flat major, Op.4/6, HWV 294: Andante allegro
22. Harp Concerto in B flat major, Op.4/6, HWV 294: Larghetto-Adagio
23. Harp Concerto in B flat major, Op.4/6, HWV 294: Allegro moderato

Disc: 2
1. Organ Concerto in B flat, Op.7/1, HWV 306: Andante
2. Organ Concerto in B flat, Op.7/1, HWV 306: Andante-Adagio
3. Organ Concerto in B flat, Op.7/1, HWV 306: Largo e piano
4. Organ Concerto in B flat, Op.7/1, HWV 306: Allegro
5. Organ Concerto in B flat, Op.7/1, HWV 306: Organo ad libitum: Adagio in G minor (from HHA IV/17, no.22)
6. Organ Concerto in B flat, Op.7/1, HWV 306: Bourrée:Allegro
7. Organ Concerto in A major, Op.7/2, HWV 307: Ouverture
8. Organ Concerto in A major, Op.7/2, HWV 307: A tempo ordinario
9. Organ Concerto in A major, Op.7/2, HWV 307: Organo ad libitum: Adagio (from Op. 1/3)
10. Organ Concerto in A major, Op.7/2, HWV 307: Allegro
11. Organ Concerto in B flat, Op.7/3, HWV 308: Allegro
12. Organ Concerto in B flat, Op.7/3, HWV 308: Organo ad libitum: Adagio-Fuge (Adagio from Overture to Giustino; Fugue from HWV 607 No. 3
13. Organ Concerto in B flat, Op.7/3, HWV 308: Spiritoso
14. Organ Concerto in B flat, Op.7/3, HWV 308: Menuet
15. Organ Concerto in D minor, Op. 7/4, HWV 309: Adagio
16. Organ Concerto in D minor, Op. 7/4, HWV 309: Organo ad libitum: Fuga. Larghetto (from Eternal monarch of the sky from Joseph and his
17. Organ Concerto in D minor, Op. 7/4, HWV 309: Allegro

Disc: 3
1. Organ Concerto in G minor, Op.7/5, HWV 310: Staccato ma non troppo allegro
2. Organ Concerto in G minor, Op.7/5, HWV 310: Andante larghetto e staccato
3. Organ Concerto in G minor, Op.7/5, HWV 310: Menuet
4. Organ Concerto in G minor, Op.7/5, HWV 310: Gavotte
5. Organ Concerto in B flat major, Op.7/6, HWV 311: Pomposo
6. Organ Concerto in B flat major, Op.7/6, HWV 311: Organo ad libitum: Air. Lentement (from unpublished Sinfonia in B flat major)
7. Organ Concerto in B flat major, Op.7/6, HWV 311: Air: A tempo ordinario
8. Organ Concerto in F major ‘Cuckoo & the Nightingale’ (No.13), HWV 295: Larghetto
9. Organ Concerto in F major ‘Cuckoo & the Nightingale’ (No.13), HWV 295: Allegro
10. Organ Concerto in F major ‘Cuckoo & the Nightingale’ (No.13), HWV 295: Larghetto
11. Organ Concerto in F major ‘Cuckoo & the Nightingale’ (No.13), HWV 295: Allegro
12. Organ Concerto in A major (No.14), HWV 296a: Largo e staccato
13. Organ Concerto in A major (No.14), HWV 296a: Organo ad libitum: Fuga. Allegro (from Op. 1/3)
14. Organ Concerto in A major (No.14), HWV 296a: Andante
15. Organ Concerto in A major (No.14), HWV 296a: Grave
16. Organ Concerto in A major (No.14), HWV 296a: Allegro
17. Organ Concerto in D minor (No.15), HWV 304: Andante
18. Organ Concerto in D minor (No.15), HWV 304: Organo ad libitum: Adagio-Fuga (Adagio from Harpsichord Suite No. 2; Fuga from O God who
19. Organ Concerto in D minor (No.15), HWV 304: Allegro

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

O órgão é uma das poucas palavras da língua portuguesa que levam til e acento
O órgão é uma das poucas palavras da língua portuguesa que levam til e acento

Gabriel Clarinet
Repostado por PQP

G. F. Handel (1685-1759): La Diva – Árias para Cuzzoni

G. F. Handel (1685-1759): La Diva – Árias para Cuzzoni

IM-PER-DÍ-VEL !!!

Então, você chega ao PQP Bach e lê: árias para Cuzzoni, de Händel. Não, não pode ser! Esses caras estão de brincadeira! Não, nada de brincadeiras — você adorará as árias para Cuzzoni.

Na verdade, talvez eu devesse escrever: Árias compostas por George Friderich Händel para Francesca Cuzzoni. Francesca foi uma superdiva que juntou-se em 1718 ao London’s Royal Academy of Music. Cuzzoni era tão boa cantora que Händel escrevia coisas cada vez maiores e mais difíceis a fim de analisar suas possibilidades. Mas não pensem que Händel gostava de Cuzzoni. Como toda diva, ela era insuportável a ponto de Händel ter ameaçado lançá-la pela janela, se não cooperasse. A fama de Cuzzoni é atestada pelo grande volume de histórias que sobre ela que chegaram a nós. Ela tinha um ciúme doentio de uma diva rival, Faustina Bordoni, e dizem que costumava desmaiar se ouvisse tal nome. Como era de esperar, Cuzzoni despertou paixões em seu tempo. Ainda hoje… Bem, deixa pra lá.

Simone Kermes tem bela voz e sua Cuzzoni é magnífica. Sem dúvida alguma, este CD vai entrar pros anais de nosso blog PQP Bach!

Georg Friedrich Händel – La Diva – Árias para Cuzzoni
1) Scipione: Scoglio d’immota fronte [5:05]
2) Giulio Cesare: V’adoro pupille [4:39]
3) Giulio Cesare: Piangerò [7:02]
4) Giulio Cesare: Se pietà di me non senti [9:47]
5) Alessandro: No, più soffrir non voglio [4:01]
6) Rodelinda: Ombre, piante (1st Version) [2:24]
7) Rodelinda: Ahi perché, giusto ciel (1st Version) [6:55]
8. Siroe: Or mi perdo di speranza [4:10]
9) Siroe: Mi lagnerò tacendo [6:46]
10) Siroe: Torrente cresciuto [4:19]
11) Tolomeo: Fonti amiche [5:00]
12) Flavio: Amante stravagante [3:36]
13) Riccardo primo: Morte vieni [2:45]
14) Admeto: Io ti bacio [3:15]

Simone Kermes
Lautten Compagney
Wolfgang Katschner

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

Kermes: alta voz e cabelos
Kermes: alta voz e cabelos

PQP

Johann Sebastian Bach (1685-1750) – Magnificat, BWV 243, George Friedrich Haendel – Dixit Dominus HWV 232 – Vox Lumini

Alpha370Estas duas obras presentes neste CD que ora vos trago são dois pilares da música ocidental do Século XVIII, compostas por dois dos maiores gênios a história da criação humana. E tenho dito. Pilares da música sacra, completando.

Mesmo nascendo no mesmo ano e na mesma região da Alemanha, seguiram caminhos bem diferentes, sofreram diferentes influências da música que era composta em outros países da Europa. Sugiro aos senhores a leitura do texto incluso no ótimo booklet que acompanha o CD. Bem explicativo, discute as semelhanças e diferenças entre as obras, fundamentais no repertório da música ocidental.

O padrão de qualidade do selo Alpha continua altíssimo nesta gravação do excelente conjunto Vox Lumini.

Ótima trilha sonora para este domingo chuvoso.

1 Magnificat in D Major, BWV 243: I. Magnificat anima mea
2 Magnificat in D Major, BWV 243: II. Et exultavit
3 Magnificat in D Major, BWV 243: III. Quia respexit
4 Magnificat in D Major, BWV 243: IV. Omnes generationes
5 Magnificat in D Major, BWV 243: V. Quia fecit mihi magna
6 Magnificat in D Major, BWV 243: VI. Et misericordia
7 Magnificat in D Major, BWV 243: VII. Fecit potentiam
8 Magnificat In D Major, Bwv 243: VIII. Deposuit Potentes
9 Magnificat in D Major, BWV 243: IX. Esurientes
10 Magnificat in D Major, BWV 243: X. Suscepit Israel
11 Magnificat in D Major, BWV 243: XI. Sicut locutus est
12 Magnificat in D Major, BWV 243: XII. Gloria Patri
13 Dixit Dominus, HWV 232: I. Dixit Dominus Domino meo
14 Dixit Dominus, HWV 232: II. Virgam virtutis tuae
15 Dixit Dominus, HWV 232: III. Tecum principium
16 Dixit Dominus, HWV 232: IV. Juravit Dominus
17 Dixit Dominus, HWV 232: V. Tu es sacerdos
18 Dixit Dominus, HWV 232: VI. Dominus a dextris tuis
19 Dixit Dominus, HWV 232: VII. Judicabit in nationibus
20 Dixit Dominus, Hwv 232: VIII. Conquassabit Capita
21 Dixit Dominus, HWV 232: IX. De torrente in via bibet
22 Dixit Dominus, HWV 232: X. Gloria Patri et Filio, et Spiritui Sancto

ZSUZSI TÓTH [3, 10],
STEFANIE TRUE [2],
CAROLINE WEYNANTS [10]
VICTORIA CASSANO SOPRANOS
JAN KULLMANN [6]
DANIEL ELGERSMA [9, 10]
ALTOS ROBERT BUCKLAND [8],
PHILIPPE FROELIGER [6]
TENORS SEBASTIAN MYRUS [5], LIONEL MEUNIER BASSES
VOX LUMINI
LIONEL MEUNIER

BAIXAR AQUI – DOWNLOAD HERE

Georg Friedrich Händel (1685-1759): Integral das Suítes para Teclado

Georg Friedrich Händel (1685-1759): Integral das Suítes para Teclado

IM-PER-DÍ-VEL !!!

333 anos de Händel!

Georg Friedrich Händel (Halle an der Saale, 23 de fevereiro de 1685 — Londres, 14 de abril de 1759)

Vamos começar falando GROSSO: este CD triplo é IM-PER-DÍ-VEL !!!!. Ouvir este CD da talentosíssima pianista alemã Ragna Schirmer (1972) é como pegar uma pedra do chão e atirá-la contra o muro onde está escrito que Händel era um compositor estritamente vocal. Apesar do muro permanecer sólido, vemos cair boa parte do reboco.

As obras de Handel para teclado solo receberam a enorme sombra da inatingível produção de meu pai e são raramente ouvidas. É uma pena, porque há muita música do caralho nestas obras. Frau Schirmer interpreta-as num piano moderno e produz, aparentemente sem esforço, performances da maior elegancia e sensibilidade. São três horas e meia de uma música onde não se encontra um momento chato. A clareza da pianista é algo de deixar encantado o mais exigente dos pequepianos.

Altamente recomendado aos numerosos amantes do barroco de nosso blog!

(Comparar esta versão com a interpretação medíocre de Scott Ross é proibido, tá?)

Georg Friedrich Händel (1685 – 1759): Integral das Suítes para Teclado

CD 1:
Suite for keyboard, Vol.2, No.1 in B flat major, HWV 434
1) Prélude
2) Sonata. Allegro
3) Aria con variazioni

Suite for keyboard, Vol.2, No.3 in D minor, HWV 436
4) Allemande
5) Allegro
6) Air. Lentement
7) Gigue
8. Menuett

Suite for keyboard, Vol.2, No.8 in G major, HWV 441
9) Allemande Listen
10) Allegro
11) Courante
12) Aria. Presto
13) Menuett
14) Gavotte – Double
15) Gigue

Suite for keyboard, Vol.1, No.3 in D minor, HWV 428
16) Prélude
17) Allegro
18) Allemande
19) Courante
20) Air
21) Double
22) Presto

23) Chaconne for harpsichord in G major, HWV 435

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

CD 2:
Suite for keyboard, Vol.1, No.2 in F major, HWV 427
1) Adagio
2) Allegro
3) Adagio
4) Allegro

Suite for keyboard, Vol.2, No.4 in D minor, HWV 437
5) Prélude
6) Allemande
7) Courante
8. Sarabande
9) Gigue

Suite for keyboard, Vol.2, No.6 in G minor, HWV 439
10) Allemande
11) Courante
12) Menuett (HWV 434/4)
13) Gigue

Suite for keyboard, Vol.2, No.5 in E minor, HWV 438
14) Allemande
15) Sarabande
16) Gigue

Suite for keyboard, Vol.1, No.5 in E major (‘The Harmonious Blacksmith’), HWV 430
17) Prélude
18) Allemande
19) Courante
20) Air – Double

Suite for keyboard, Vol.1, No.8 in F minor, HWV 433
21) Prélude. Adagio Listen
22) Allegro
23) Allemande
24) Courante
25) Gigue

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

CD 3:
1. Suite for keyboard, Vol.1, No.1 in A major, HWV 426
1) Prélude
2) Allemande
3) Courante
4) Gigue

Suite for keyboard, Vol.1, No.6 in F sharp minor, HWV 431
5) Prélude
6) Largo
7) Allegro
8. Gigue. Presto

Suite for keyboard, Vol.1, No.4 in E minor, HWV 429
9) Allegro
10) Allemande
11) Courante
12) Sarabande
13) Gigue

Suite for keyboard, Vol.2, No.7 in B flat major, HWV 440
14) Allemande
15) Courante
16) Sarabande
17) Gigue

Suite for keyboard, Vol.1, No.7 in G minor, HWV 432
18) Ouverture. Largo
19) Andante
20) Allegro
21) Sarabande
22) Gigue
23) Passacaille

Ragna Schirmer, piano

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

Ragna Schirmer: aula de Händel
Ragna Schirmer: aula de Händel

PQP

G. F. Händel (1685-1759) : Opera Seria (Árias)

G. F. Händel (1685-1759) : Opera Seria (Árias)

O que existe de CDs com árias de Händel poderia pavimentar o chão de todo o andar onde me encontro e ainda sobraria alguma coisa para as reformas. Cada bom cantor ou cantora lírica tem o seu, quase sempre acompanhado de excelentes orquestras historicamente informadas. E, caramba, é o caso deste! Só que as escolhas da francesa Piau e de Christophe Rousset estão muito acima do normal. É claro que as interpretações de ambos também. Fugindo das óbvias árias habituais, Piau dá um banho de talento. É uma especialista em música barroca que colaborou com Koopman na integral de Cantatas e Paixões de Bach. Imaginem que entrou no Conservatório de Paris para tocar harpa… Então, por puro acaso, William Christie ouviu-a cantarolando e…

G. F. Händel (1685-1759) : Opera Seria (Árias)

01. Scoglio d’immota fronte (Scipione), 4:57.69
02. Verdi piante (Orlando), 6:19.44
03. Che sento..Oh Dio! (Giulio Cesare), 1:07.02
04. Se pieta (Giulio Cesare), 7:43.25
05. L’amor ed il destin (Partenope), 2:59.43
06. Ah spietato (Amadigi), 5:25.25
07. Brilla nell’alma (Alessandro), 5:20.14
08. Ombre piante (Rodelinda), 5:45.51
09. Combattuta da due venti (Faramondo), 5:54.74
10. Cor di padre (Tamerlano), 8:16.41
11. M’ai resa infelice (Deidamia), 3:52.28
12. Son qual stanco (Arianna in Creta), 9:24.73

Sandrine Piau, soprano
Les Talens Lyriques
Christophe Rousset

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE

Piau: cabelos curtos, Handel muito acima da média
Piau: cabelos curtos, Händel muito acima da média

PQP

George Friedrich Handel (1685-1759) – Concerti Grossi Op.3 e op. 6 – Pinnock, The English Concert

61dmOQA7h8LVamos concluir a coleção do Pinnock / Handel? Agora teremos os Concerti Grossi, tanto de op. 3 quando os de Concerti Grossi, op. 6.

CD 3

1 – 22 Concerti Grossi, op. 3

CD 4

1 – 4 Concerto Grosso ‘Alexander’s Feast’
5 – 22 Concerto Grosso n.1, NºS 1 – 4, Op.6

CD 5

1 – 22 Concerti Grossi, op. 6 nº 5 a 8

CD 6

1 – 21 Concerti Grossi, op. 6 nºs 9 a 12

The English Concert
Trevor Pinnock – Conductor

CD 3 BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE
CD 4 BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE
CD 5 BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE
CD 6 BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE