Haydn, Mozart, Boccherini, Tartini: Obras para Violoncelo e Orquestra

Um CD imensamente agradável. Enquanto realizo algumas atividades aqui em casa, estou a ouvir essa música alegre, bela, simples, cheia de uma poesia comovente. Destaco o Concerto para cello de Mozart. Revela aquele aspecto mais essencial de Mozart: dizer de forma singela aquilo que nos comove, envolvendo-nos por completo. Mozart sempre me faz sentir bem. Tenho uma relação de prazer com a beleza e com a alegria todas as vezes que o escuto. Consigo identificar a música e as peculiaridades tão características do compositor à distância. No CD ainda temos Haydn, Boccherini e Tartini. Boa apreciação!

Joseph Haydn (1732-1809) – Divertimento for Cello and String Orchestra in D major
01. Adagio
02. Minueto & Trio
03. Allegro di molto

Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791) – Concerto for Cello and Orchestra in D major K.447
04. Allegro
05. Romanze
06. Rondo

Luiggi Boccherini (1743-1805) – Adagio and Allegro for Cellor and String Orchestra in A major
07. Adagio
08. Allegro

Giuseppe Tartini (1692-1770) – Concerto for Cello and String Orchestra in D major
09. Poco Largo. Pomposo
10. Allegro Moderato
11. Grave espressivo
12. Allegro

Yuli Turovsky, cello
I Musici de Montréal Chamber Orchestra

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE

Joshua Reynolds (1723-1792): Autorretrato aos 24 anos

Joshua Reynolds (1723-1792): Autorretrato aos 24 anos

Carlinus

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Franz Joseph Haydn (1732-1809): Sinfonias Nº 46, 22 “O Filósofo” e 47 / Wilhelm Friedemann Bach (1710-1784): Symphony in F major for strings and continuo

A ideia e o repertório são notáveis, Giovanni Antonini é competentíssimo, mas algo aqui não funcionou. O disco é bom, mas não é apaixonante como poderia ser. Ou talvez seja eu o problema, em razão de todo o amor que tenho pela Sinfonia Nº 22 de Haydn, O Filósofo. Vocês sabem como são as exigências do amor. A gente prefere assim e não assado, devagarinho aqui, acelerando ali, sem ou com grosserias, enfim. Também o fato de ter recém ouvido extensivamente os Haydn de Sigiswald Kuijken deve ter atrapalhado. A gente fica mais exigente… Mas Antonini é muito talentoso e vai se recuperar nas próximas gravações desta coleção recém iniciada na Alpha.

Franz Joseph Haydn (1732-1809): Sinfonias Nº 46, 22 “O Filósofo” e 47 / Wilhelm Friedemann Bach (1710-1784): Symphony in F major for strings and continuo

Haydn — Symphony No. 46 in B Major, Hob. I:46

1 I. Vivace 7:34
2 II. Poco adagio 7:27
3 III. Menuet: Allegretto – Trio 2:06
4 IV. Finale: Presto e scherzando 5:57

Symphony No. 22 in E-Flat Major, Hob. I:22 “Philosopher” (Original 1764 Version)
5 I. Adagio 7:18
6 II. Presto 4:06
7 III. Menuetto – Trio 2:22
8 IV. Finale: Presto 2:55

W.F. Bach — Symphony in F major for strings and continuo

9 I. Vivace 4:15
10 II. Andante 3:52
11 III. Allegro 3:15
12 IV. Menuetto I-II 2:13

Symphony No. 47 in G Major, Hob. I:47
13 I. Allegro 7:50
14 II. Un poco adagio 6:34
15 III. Menuet al roverso – Trio al roverso 2:00
16 IV. Finale: Presto assai 5:25

Il Giardino Armonico
Giovanni Antonini

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE

Giovanni Antonini: na trave

Giovanni Antonini: na trave

PQP

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Joseph Haydn – Die Jahreszeiten – Herreweghe, Landshammer, Schmidt, Boesch, Collegium Vocale Gent, Orchestre des Champs-Elysées

front small

NOVOS LINKS !!!!

E a Primavera chegou … Viva a Primavera !!!
E para comemorar, nada como “As Estações” de Haydn, em uma versão fresquinha, lançada em 2014, com o maestro Phillipe Herreweghe, que começa sua incursão no repertório haydniano exatamente com o último oratório que o gênio austríaco compôs.
Já trouxe outras versões aqui,com regentes tão diferentes quanto Fricsay, Karajan ou René Jacobs. Obviamente a versão de Herreweghe está mais para Jacobs do que Fricsay, afinal de contas temos um período de cinquenta anos entre uma gravação e outra. Vamos dar uma lida no texto de introdução do booklet? O restante vai em anexo.
“Haydn’s Die Jahreszeiten (The Seasons), composed between 1799 and 1801 and premiered in Vienna in the spring of 1801, when he was in his seventieth year, may plausibly be counted either as the last great musical masterpiece of the eighteenth century or the first of the nineteenth. Much of its fascination lies in its Januslike position between two musical eras, the Classical and the Romantic, with roots that reach back into the Baroque Austria in which the young choirboy and budding composer was raised and which he recalls, notably, in the great fugal choruses.”

Então vamos aproveitar a Primavera que chega? Estou lhes oferecendo uma trilha sonora para os senhores. Espero que aproveitem bem …

CD 1

1 Die Jahreszeiten (The Seasons), Hob.XXI:3: Der Fruhling (Spring): Introduction and Recitative: Seht, wie der strenge Winter (Simon, Lukas, Hanne)
by Christina Landshamer
2 Die Jahreszeiten (The Seasons), Hob.XXI:3: Der Fruhling (Spring): Komm, holder Lenz! (Chorus)
3 Die Jahreszeiten (The Seasons), Hob.XXI:3: Der Fruhling (Spring): Recitative: Vom Widder strahlet jetzt (Simon)
by Florian Boesch
4 Die Jahreszeiten (The Seasons), Hob.XXI:3: Der Fruhling (Spring): Aria: Schon eilet froh der Ackermann (Simon)
by Florian Boesch
5 Die Jahreszeiten (The Seasons), Hob.XXI:3: Der Fruhling (Spring): Recitative: Der Landmann hat sein Werk vollbracht (Lukas)
by Maximilian Schmitt
6 Die Jahreszeiten (The Seasons), Hob.XXI:3: Der Fruhling (Spring): Trio: Sei nun gnadig, milder Himmel! (Lukas, Simon, Hanne, Chorus)
by Christina Landshamer
7 Die Jahreszeiten (The Seasons), Hob.XXI:3: Der Fruhling (Spring): Recitative: Erhort ist unser Flehn (Hanne)
by Christina Landshamer
8 Die Jahreszeiten (The Seasons), Hob.XXI:3: Der Fruhling (Spring): Trio: Song of Joy: O wie lieblich ist der Anblick (Hanne, Lukas, Simon, Chorus)
by Christina Landshamer
9 Die Jahreszeiten (The Seasons), Hob.XXI:3: Der Fruhling (Spring): Ewiger, machtiger, gutiger Gott! (Chorus, Hanne, Lukas, Simon)
by Christina Landshamer
10 Die Jahreszeiten (The Seasons), Hob.XXI:3: Der Sommer (Summer): Recitative: In grauem Schleier ruckt heran (Lukas, Simon)
by Maximilian Schmitt
11 Die Jahreszeiten (The Seasons), Hob.XXI:3: Der Sommer (Summer): Aria: Der munt’re Hirt versammelt nun (Simon) – Recitative: Die Morgenrote bricht hervor (Hanne)
by Florian Boesch
12 Die Jahreszeiten (The Seasons), Hob.XXI:3: Der Sommer (Summer): Trio: Sie steigt herauf, die Sonne (Hanne, Lukas, Simon, Chorus)
by Christina Landshamer
13 Die Jahreszeiten (The Seasons), Hob.XXI:3: Der Sommer (Summer): Recitative: Nun regt und bewegt sich alles umher (Simon)
by Florian Boesch
14 Die Jahreszeiten (The Seasons), Hob.XXI:3: Der Sommer (Summer): Recitative: Die Mittagssonne brennet jetzt (Lukas)
by Maximilian Schmitt
15 Die Jahreszeiten (The Seasons), Hob.XXI:3: Der Sommer (Summer): Cavatina: Dem Druck’ erlieget die Natur (Lukas)
by Maximilian Schmitt
16 Die Jahreszeiten (The Seasons), Hob.XXI:3: Der Sommer (Summer): Recitative: Willkommen jetzt, o dunkler Hain (Hanne)
by Christina Landshamer
17 Die Jahreszeiten (The Seasons), Hob.XXI:3: Der Sommer (Summer): Aria: Welche Labung fur die Sinne (Hanne)
by Christina Landshamer
18 Die Jahreszeiten (The Seasons), Hob.XXI:3: Der Sommer (Summer): Recitative: O seht, es steiget in der schwulen Luft (Simon, Lukas, Hanne)
by Christina Landshamer
19 Die Jahreszeiten (The Seasons), Hob.XXI:3: Der Sommer (Summer): Ach! das Ungewitter naht (Chorus)
by Collegium Vocale Gent
20 Die Jahreszeiten (The Seasons), Hob.XXI:3: Der Sommer (Summer): Trio: Die dustren Wolken trennen sich (Lukas, Hanne, Simon, Chorus)
by Christina Landshamer

Disc 2
1 Die Jahreszeiten (The Seasons), Hob.XXI:3: Der Herbst (Autumn): Introduction
by Orchestre des Champs-Elysees
2 Die Jahreszeiten (The Seasons), Hob.XXI:3: Der Herbst (Autumn): Recitative: Was durch seine Blute der Lenz (Hanne) – Recitative: Den reichen Vorrat fuhrt er nun (Lukas, Simon)
by Christina Landshamer
3 Die Jahreszeiten (The Seasons), Hob.XXI:3: Der Herbst (Autumn): Trio: So lohnet die Natur den Fleiss (Simon, Hanne, Lukas, Chorus)
by Christina Landshamer
4 Die Jahreszeiten (The Seasons), Hob.XXI:3: Der Herbst (Autumn): Recitative: Seht, wie zum Haselbusche dort (Hanne, Simon, Lukas)
by Christina Landshamer
5 Die Jahreszeiten (The Seasons), Hob.XXI:3: Der Herbst (Autumn): Duet: Ihr Schonen aus der Stadt, kommt her (Lukas, Hanne)
by Christina Landshamer
6 Die Jahreszeiten (The Seasons), Hob.XXI:3: Der Herbst (Autumn): Recitative: Nun zeiget das entblosste Feld (Simon)
by Florian Boesch
7 Die Jahreszeiten (The Seasons), Hob.XXI:3: Der Herbst (Autumn): Aria: Seht auf die breiten Wiesen hin (Simon)
by Florian Boesch
8 Die Jahreszeiten (The Seasons), Hob.XXI:3: Der Herbst (Autumn): Recitative: Hier treibt ein dichter Kreis (Lukas)
by Maximilian Schmitt
9 Die Jahreszeiten (The Seasons), Hob.XXI:3: Der Herbst (Autumn): Chorus of Countrymen and Hunters: Hort das laute Geton (Chorus)
by Collegium Vocale Gent
10 Die Jahreszeiten (The Seasons), Hob.XXI:3: Der Herbst (Autumn): Recitative: Am Rebenstocke blinket jetzt (Hanne)
by Christina Landshamer
11 Die Jahreszeiten (The Seasons), Hob.XXI:3: Der Herbst (Autumn): Juhe, juhe! Der Wein ist da (Chorus)
by Collegium Vocale Gent
12 Die Jahreszeiten (The Seasons), Hob.XXI:3: Der Winter (Winter): Introduction: Die Einleitung schildert die dicken Nebel
by Orchestre des Champs-Elysees
13 Die Jahreszeiten (The Seasons), Hob.XXI:3: Der Winter (Winter): Recitative: Nun senket sich (Simon, Hanne)
by Christina Landshamer
14 Die Jahreszeiten (The Seasons), Hob.XXI:3: Der Winter (Winter): Cavatina: Licht und Leben sind geschwachet (Hanne)
by Christina Landshamer
15 Die Jahreszeiten (The Seasons), Hob.XXI:3: Der Winter (Winter): Recitative: Gefesselt steht der breite See (Lukas)
by Maximilian Schmitt
16 Die Jahreszeiten (The Seasons), Hob.XXI:3: Der Winter (Winter): Aria: Hier steht der Wand’rer nun (Lukas)
by Maximilian Schmitt
17 Die Jahreszeiten (The Seasons), Hob.XXI:3: Der Winter (Winter): Recitative: So wie er naht (Lukas, Hanne, Simon)
by Christina Landshamer
18 Die Jahreszeiten (The Seasons), Hob.XXI:3: Der Winter (Winter): Song with Chorus: Knurre, schnurre, knurre (Hanne, Chorus)
by Christina Landshamer
19 Die Jahreszeiten (The Seasons), Hob.XXI:3: Der Winter (Winter): Recitative: Abgesponnen ist der Flachs (Lukas)
by Maximilian Schmitt
20 Die Jahreszeiten (The Seasons), Hob.XXI:3: Der Winter (Winter): Song with Chorus: Ein Madchen, das auf Ehre (Hanne, Chorus)
by Christina Landshamer
21 Die Jahreszeiten (The Seasons), Hob.XXI:3: Der Winter (Winter): Recitative: Vom durren Osten dringt (Simon)
by Florian Boesch
22 Die Jahreszeiten (The Seasons), Hob.XXI:3: Der Winter (Winter): Aria: Erblicke hier, betorter Mensch (Simon)
23 Die Jahreszeiten (The Seasons), Hob.XXI:3: Der Winter (Winter): Recitative: Die bleibt allein (Simon)
24 Die Jahreszeiten (The Seasons), Hob.XXI:3: Der Winter (Winter): Trio and Double Chorus: Dann bricht der grosse Morgen an (Simon, Lukas, Hanne, Chorus)
by Christina Landshamer

Christina Landshamer – Soprano
Maximilian Schmitt – Tenor
Florian Boesch – Bass
Collegium Vocale Gent
Orchestre des Champs-Elysées
Philippe Herreweghe – Conductor

 

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

philippe

Phillippe Herreweghe – Dás um banho, hem ???

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

18º Festival de Música de Juiz de Fora: Franz Joseph Haydn (1732-1809) + C.P.E. Bach (1714-1788) + Pe. José Maurício Nunes Garcia (1767-1830) – Acervo PQPBach

261k8jo18º Festival Internacional de Música Colonial Brasileira e Música Antiga de Juiz de Fora
2007

Com instrumentos de época. On period instruments.

Repostagem com novos e atualizados links.

Uma celebração especial

Esta postagem tem o objetivo especial de celebrar o retorno do mais completo website sobre a vida e obra do Pe. José Maurício Nunes Garcia, que ficou 2 anos fora do ar. Devemos essa obra prima a Antonio Campos Monteiro Neto, que dedicou 2 anos para remontar e atualizar o site.

Nao deixe de visitar. IM-PER-DÍ-VEL!!!
http://www.josemauricio.com.br/

Palhinha: ouçam 01. Abertura em Ré Maior

Franz Joseph Haydn  (1732-1809)
01. Sinfonia em Ré Maior, Hob. 104 “Londres”, Adagio – Allegro
02. Sinfonia em Ré Maior, Hob. 104 “Londres”, Andante
03. Sinfonia em Ré Maior, Hob. 104 “Londres”, Menuet
04. Sinfonia em Ré Maior, Hob. 104 “Londres”, Finale – Spiritoso
C.P.E. Bach (1714-1788)
05. Sinfonia em Ré Maior Wt 183, Allegro di Molto
06. Sinfonia em Ré Maior Wt 183, Largo
07. Sinfonia em Ré Maior Wt 183, Presto

Pe. José Maurício Nunes Garcia (1767-1830, Rio de Janeiro, RJ)
08. Abertura em Ré Maior
09. Sinfonia Fúnebre (1790)
10. Ouverture “Que Expressa Relâmpagos e Trovoadas”

18° Festival Internacional de Música Colonial Brasileira e Música Antiga de Juiz de Fora – 2007
Orquestra Barroca
Regente: Luis Otávio Santos

.
2jcbrlsBAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE
XLD RIP | FLAC 300,3 MB | 1,0 h

BAIXE AQUI– DOWNLOAD HERE
MP3 320 kbps | 127,6 MB | 1,0 h
powered by iTunes 12.1.0

.
.
Boa audição.

xd7ir

 

 

 

 

Avicenna

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

F. J. Haydn (1732-1809): Sinfonias Nº 26, 52, 53 e de 82 a 92 (5 CDs – Sigiswald Kuijken)

IM-PER-DÍ-VEL !!!!

A série de livros “Manual do Blefador” (Ediouro) dá dicas a pessoas que não querem passar vergonha entre entendidos. Você chega num grupo intelectualizado e começa a externar generalidades brilhantes sobre vários assuntos. Mesmo sem saber do que se trata, sem ter lido, ouvido ou tido algum contato com o tema, você se torna subitamente um especialista. Há vários desses livrinhos: sobre música, vinhos, literatura, arte moderna, filosofia, teatro, etc. Eles são ótimos, engraçadíssimos, como demonstra este verbete sobre Haydn, retirado de “Manuel do Blefador: Música”:

Haydn.

O pai da sinfonia. Ao contrário do normal, ninguém soube quem foi sua mãe. Haydn decidiu que as sinfonias deviam ter princípio, meio e fim, além de primeiros movimentos que soma como aberturas nas sonatas, missas e trios. Beethoven, em seu estilo grosseiro, desconsiderou e estragou esse belo modelo convencional.

O sentimento geral é de que Haydn podia ser tão bom quanto Mozart se não tivesse sido tão incuravelmente feliz durante a vida. Esse espírito de contentamento insinuou-se por toda sua música e diluiu-se. As últimas sinfonias foram compostas em Londres para ganhar dinheiro vivo, e a sombra do contrato que pairava sobre ele acrescentou-lhe aquela pitadinha de desgraça que tanto lhe faltara antes. Talvez somente um homem verdadeiramente sem coração poderia ter composto algo tão assombrosamente feliz quanto o final da Sinfonia Nº 88.

Existem muitas e muitas sinfonias que praticamente não são tocadas e que você pode considerar suas favoritas, mas o excelente comentário sobre Haydn é afirmar que o melhor de suas músicas foram as missas — e não haverá necessidade de falar sobre isso.

Peter Gammond — Manual do Blefador: Música

Sigiswald Kuijken faz uma careta especial para o povo pequepiano | Imagem roubada do Facebook do grande violinista e maestro brasileiro Luis Otavio Santos

Sigiswald Kuijken faz uma careta especial para o povo pequepiano | Imagem roubada do Facebook do grande violinista e maestro brasileiro Luis Otavio Santos

Elegância, equilíbrio, senso de estilo, alegria, linda sonoridade, todos os elogios valem para esta coleção de sinfonias de Haydn. Quem aprecia este imenso compositor do classicismo ficará muito feliz em ouvir Sigiswald Kuijken dirigindo dois esplêndidos grupos: a Orchestra of the Age of Enlightenment e, pois creio que seja, a sua La Petite Bande.

Haydn, ao lado de Mozart, personifica o classicismo vienense. Para quem não sabe, compôs mais de 100 delas, além de mais de 60 quartetos de cordas e dezenas de criações em diversos gêneros instrumentais e vocais, sacros e profanos. Ele é chamado o “Pai da Sinfonia”, mas pode também ser chamado de “Pai do Quarteto de Cordas”, gênero inventado por ele. Mozart chamava-o de “Papai Haydn”.

O musicólogo Charles Rosen escreveu:

Não há uma passagem, mesmo a mais séria, dessas grandes obras que não seja marcada pelo humor de Haydn, e seu humor cresce de forma tão poderosa e tão eficiente que se torna uma espécie de paixão, uma força ao mesmo tempo onívora e criativa.

Franz Josef Haydn (1732-1809)

Franz Josef Haydn (1732-1809)

Haydn: Sinfonias Nº 26, 52, 53 e de 82 a 92

CD 1
Symphony No. 26 in D minor (‘Lamentatione’), H. 1/26
1. I. Allegro con spirito
2. II. Adagio
3. III. Menuet & trio
Symphony No. 52 in C minor, H. 1/52
4. I. Allegro con brio
5. II. Andante
6. III. Menuetto (Allegro) & trio
7. IV. Finale: Presto
Symphony No. 53 in D major (‘L’Impériale’/’Festino’), H. 1/53
8. I. Largo maestoso – Vivace
9. II. Andante
10. III. Menuetto & trio
11. IV. Finale: Capriccio – Moderato

CD 2
Symphony No. 82 in C major (‘The Bear’), H. 1/82
1. I. Vivace assai
2. II. Allegretto
3. III. Menuet – Trio
4. IV. Finale: Vivace
Symphony No. 83 in G minor (‘The Hen’), H. 1/83
5. I. Allegro spiritoso
6. II. Andante
7. III. Menuet: Allegretto – Trio
8. IV. Finale: Vivace
Symphony No. 84 in E flat major (‘In Nomine Domini’), H. 1/84
9. I. Largo – Allegro
10. II. Andante
11. III. Menuet: Allegretto – Trio
12. IV. Finale: Vivace

CD 3
Symphony No. 85 in B flat major (‘La Reine’), H. 1/85
1. I. Adagio – Vivace
2. II. Romance: Allegretto
3. III. Menuetto: Allegretto – Trio
4. IV. Finale: Presto
Symphony No. 86 in D major, H. 1/86
5. I. Adagio – Allegro spiritoso
6. II. Capriccio: Largo
7. III. Menuet: Allegretto – Trio
8. IV. Finale: Allegro con spirito
Symphony No. 87 in A major, H. 1/87
9. I. Vivace
10. II. Adagio
11. III. Menuet – Trio
12. IV. Finale: Vivace

CD 4
Symphony No. 88 in G major (‘Letter V’), H. 1/88
1. I. Adagio – Allegro
2. II. Largo
3. III. Allegretto
4. IV. Allegro con spirito
Symphony No. 89 in F major (‘Letter W’), H. 1/89
5. I. Vivace
6. II. Andante con moto
7. III. Menuet
8. IV. Vivace assai
Symphony No. 92 in G major (‘Oxford’/’Letter Q’), H. 1/92
9. I. Adagio – Allegro spiritoso
10. II. Adagio
11. III. Allegretto
12. IV. Presto

CD 5
Symphony No. 90 in C major (‘Letter R’), H. 1/90
1. I. Adagio – Allegro assai
2. II. Andante
3. III. Menuet
4. IV. Allegro assai
Symphony No. 91 in E flat major (‘Letter T’), H. 1/91
5. I. Largo – Allegro assai
6. II. Andante
7. III. Menuet
8. IV. Vivace

Orchestra of the Age of Enlightenment
La Petite Bande
Sigiswald Kuijken

Total playing time: 348:38
Recorded 1988-91 | Released 2002

Recording:
1988-91, Haarlem, The Netherlands | London

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE

Sigiswald Kuijken: um esplêndido trabalho em Haydn

Sigiswald Kuijken: um esplêndido trabalho em Haydn

PQP

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Haydn (1732-1809): As Seis Grandes Missas (CD 3 de 3)

As Missas que fecham a coleção de Gardiner são esplêndidas. a Missa de Teresa e a Missa em Tempo de Guerra são obras-primas. Se a segunda é reflexiva, a primeira é cheia de melodias arrebatadoras e inesquecíveis, tanto que este que vos escreve não ouvia a Teresa há vinte anos e começou a cantá-la como se a tivesse ouvido ontem. Aqui, novamente, não se nota muita distinção entre religioso e profano. As Missas de Haydn são carregadas de elementos profanos e nelas se sente a sombra do sinfonista, que se revela no contraste entre os solistas e o coro e no estilo concertante. São sinfonias corais. Belíssimas sinfonias corais.

Disc 3:

Mass for soloists, chorus, organ & orchestra in B flat major (“Theresienmesse”), H. 22/12
1. Kyrie – Kyrie 5:03
2. Gloria – Gloria 2:35
3. Gratias – Gratias 6:56
4. Quoniam – Quoniam 2:51
5. Credo – Credo 1:51
6. Et incarnatus – Et incarnatus 3:44
7. Et resurrexit – Et resurrexit 4:03
8. Sanctus – Sanctus 2:16
9. Benedictus – Benedictus 6:17
10. Agnus Dei – Agnus Dei 2:30
11. Dona nobis pacem – Dona nobis pacem 3:58

Missa in Tempore belli, for soloists, chorus, organ & orchestra in C major (“Paukenmesse”), H. 22/9
12. Kyrie – Kyrie 4:45
13. Gloria: Gloria in excelsis Deo – Gloria: Gloria in excelsis Deo 2:40
14. Gloria: Qui tollis peccata mundi – Gloria: Qui tollis peccata mundi 4:39
15. Gloria: Quoniam tu solus sanctus – Gloria: Quoniam tu solus sanctus 2:23
16. Credo: Credo in unum Deum – Credo: Credo in unum Deum 1:10
17. Credo: Et incarnatus est – Credo: Et incarnatus est 3:57
18. Credo: Et resurrexit tertia die – Credo: Et resurrexit tertia die 4:16
19. Sanctus – Sanctus 2:21
20. Benedictus – Benedictus 5:47
21. Agnus Dei – Agnus Dei 2:58
22. Dona Nobis – Dona Nobis 2:53

Monteverdi Choir
English Baroque Soloists
John Eliot Gardiner

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE

Gardiner

Gardiner: uma Teresa impecável.

PQP

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Haydn (1732-1809): As Seis Grandes Missas (CD 2 de 3)

A Missa Nelson ou Missa in Angustiis é o destaque deste segundo CD. Como estamos atrasados, pediremos auxílio ao grande maestro Emanuel Martinez.

Quando Josef Haydn assumiu pela segunda vez o posto de mestre-capela do castelo Esterhazy, em Viena, ele tinha por incumbência compor a cada ano uma missa para festejar o dia onomástico da princesa Maria Josefa Emernegilda . A “Missa Nelson”, composta em 1798 por um Haydn aos 66 anos de idade e dono de uma muito fértil inspiração musical, é a terceira de uma série de seis grandes missas assim compostas.

A designação “Nelson” é com certeza um dado posterior à composição, como ocorre aliás com muitas outras obras suas, sobretudo com as sinfônias , denominadas a partir de um fato significativo das circunstâncias da estréia (ex. sinfonia da despedida) ou a partir de um elemento temático saliente (ex sinfonia do relógio).

“Missa in angustiis” (missa nos tempos de aflição) é seu primeiro nome, pois ela estava sendo composta em tempos muito difíceis, quando as ameaças das guerras napeleônicas afligiam a todos. E é num contexto napoleônico que seuge o nome Nelson, o almirante britânico que me 1 de agosto de 1798, exatamente quando Haydn compunha sua “Missa in angustiis”, abateu a frota de Napoleão na batalha de Abicur no Nilo. Dois anos mais tarde, num visita do mesmo almirante Nelson ao castelo do príncipe Estechazy onde Haydn era o mestre da música fez-se ouvir a “Missa in angustiis”. Esta poderia ter sido uma razão suficiente para que a missa passasse a se chamar “Missa de Nelson”.

A Orquestração usada por Haydn nesta obra destoa da riqueza orquestral diferenciada de suas últimas sinfonias. É que o compositor dispunha na ocasião apenas de uma orquestra reduzida, pois o príncipe Estehazy tinha demitido na época os instrumentistas de sopro, sobretudo as madeiras. Assim o coro e os solistas tem como acompanhamento a orquestra de cordas e a fanfarra às vezes militar, às vezes festiva dos trompetes e tímpanos.

Disc 2:

Mass for soloists, chorus, organ & orchestra in D minor (“Missa in Angustiis”, “Lord Nelson”, “Missa Nelson”), H. 22/11
1. Kyrie – Kyrie 4:39
2. Gloria: Gloria in excelsis Deo – Gloria: Gloria in excelsis Deo 3:30
3. Gloria: Qui tollis – Gloria: Qui tollis 4:27
4. Gloria: Quoniam – Gloria: Quoniam 2:45
5. Credo: Credo in unum Deum – Credo: Credo in unum Deum 1:41
6. Credo: Et incarnatus est – Credo: Et incarnatus est 4:05
7. Credo: Et resurrexit – Credo: Et resurrexit 3:36
8. Sanctus – Sanctus 2:26
9. Benedictus – Benedictus 6:12
10. Agnus Dei: Agnus Dei qui tollis – Agnus Dei: Agnus Dei qui tollis 2:48
11. Agnus Dei: Dona nobis pacem – Agnus Dei: Dona nobis pacem 2:29

Mass for soloists, chorus, organ & orchestra in B flat major (“Schöpfungsmesse”), H. 22/13
12. Kyrie – Kyrie 6:29
13. Gloria – Gloria 7:11
14. Quoniam – Quoniam 0:37
15. In gloria Dei patris – In gloria Dei patris 2:37
16. Credo – Credo 1:57
17. Et incarnatus est – Et incarnatus est 2:47
18. Et resurrexit – Et resurrexit 2:35
19. Et vitam venturi saeculi – Et vitam venturi saeculi 1:21
20. Sanctus – Sanctus 3:13
21. Benedictus – Benedictus 5:35
22. Agnus Dei – Agnus Dei 3:10
23. Dona nobis – Dona nobis 3:25

Monteverdi Choir
English Baroque Soloists
John Eliot Gardiner

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE

John Eliot Gardiner: uma rara foto de regente coçando a cabeça

John Eliot Gardiner: uma rara foto de regente coçando a cabeça

PQP

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Haydn (1732-1809): As Seis Grandes Missas (CD 1 de 3)

As Missas de Haydn são um capítulo à parte da História da Música. São belíssimas e criticadíssimas. Em primeiro lugar, seriam alegres, felizes demais para o serviço religioso. Em segundo lugar, cada uma delas teria (e tem!) tal unidade que seriam inúteis para a igreja — onde normalmente as Missas são interrompidas pelas preces. Mas, gente, são tão lindas que as salas de concerto as abraçaram como se fossem filhas queridas que tivessem sofrido sequestros por parte de um comando de padres.

A Harmoniemesse que abre esta coleção é exuberante e feliz e a Heiligmesse não fica muito atrás. Agora, uma alerta: não se engane, estas 6 Missas compostas no final da década de 1790 para o patrão Esterházy são as melhores obras vocais de Haydn. Deixe as insinceras A Criação e As Estações de lado. Aqui está o verdadeiro tesouro. Gardiner não me deixa mentir.

Disc 1:

Mass for soloists, chorus, organ & orchestra in B flat major (“Harmoniemesse”. “Missa para Banda de Sopros”), H. 22/14
1. Kyrie – Kyrie 8:03
2. Gloria – Gloria 2:04
3. Gratias – Gratias 5:46
4. Quoniam – Quoniam 3:10
5. Credo – Credo 2:43
6. Et incarnatus – Et incarnatus 3:44
7. Et resurrexit – Et resurrexit 2:38
8. Et vivam venturi saeculi – Et vivam venturi saeculi 1:38
9. Sanctus – Sanctus 3:05
10. Benedictus – Benedictus 3:55
11. Agnus Dei – Agnus Dei 2:54
12. Dona nobis – Dona nobis 2:53

Missa Sancti Bernardi von Offida, for soloists, chorus, organ & orchestra in B flat major (“Heiligmesse”), H. 22/10
13. Kyrie – Kyrie 4:22
14. Gloria in excelsis Deo – Gloria in excelsis Deo 2:03
15. Gratias agimus tibi – Gratias agimus tibi 3:39
16. Quoniam tu solus Sanctus – Quoniam tu solus Sanctus 2:35
17. Credo in unum Deum – Credo in unum Deum 1:16
18. Et incarnatus est – Et incarnatus est 3:55
19. Et resurrexit – Et resurrexit 3:46
20. Sanctus – Sanctus 1:43
21. Benedictus – Benedictus 4:56
22. Agnus Dei – Agnus Dei 3:11
23. Dona nobis pacem – Dona nobis pacem 2:41

Monteverdi Choir
English Baroque Soloists
John Eliot Gardiner

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE

O genial Haydn em 1792: feliz demais e "inadequado para as igrejas", com a graça de Deus.

O genial Haydn em 1792: feliz demais e “inadequado para as igrejas”, com a graça de Deus.

PQP

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Joseph Haydn (1732-1809): The "Sturm und Drang" Symphonies – CDs 5 e 6 de 6 – The English Concert – Pinnock

Para esta última postagem das sinfonias haydnianas do período chamado “Sturm & Drang” eu havia preparado um texto já na semana passada, portanto bastava subir o arquivo compactado e postar. Me engana que eu gosto… exatamente às seis horas da tarde deste sábado o servidor do Pensador Selvagem entrou em crise, e nem com reza braba eu conseguia concluir a postagem. Quando voltei, uma hora depois, surpresa, o texto tinha sido apagado por algum fantasma cibernético, e portanto tive de improvisar.

Pois bem, temos aqui os cds 5 e 6 que trazem algumas pérolas, entre elas a genial sinfonia nº 45, conhecida como Sinfonia do Adeus. Por falta de tempo, não entrarei em detalhes sobre ela, sugiro a leitura detalhada do libreto anexado ao arquivo, libreto este que dá um histórico e detalhes de cada uma das sinfonias gravadas nestes seis cds.

Espero que tenham gostado da série. Os números dos downloads são impressionantes, me deixaram bastante contente.

Joseph Haydn (1732-1809) – The “Sturm und Drang” Symphonies – CDs 5 e 6 de 6

CD 5

01 – Symphony No.42 in D major – 1. Moderato e maestoso
02 – Symphony No.42 in D major – 2. Andantino e cantabile
03 – Symphony No.42 in D major – 3. Minuet_ Allegretto
04 – Symphony No.42 in D major – 4. Finale_ Scherzando e presto
05 – Symphony No.44 in E minor ‘Mourning’ – 1. Allegro con brio
06 – Symphony No.44 in E minor ‘Mourning’ – 2. Minuetto_ Allegretto (Canone in Dia
07 – Symphony No.44 in E minor ‘Mourning’ – 3. Adagio
08 – Symphony No.44 in E minor ‘Mourning’ – 4. Finale_ Presto
09 – Symphony No.46 in B major – 1. Vivace
10 – Symphony No.46 in B major – 2. Poco adagio
11 – Symphony No.46 in B major – 3. Minuet_ Allegretto
12 – Symphony No.46 in B major – 4. Finale_ Presto e scherzando

CD 6

01 – Symphony in F sharp minor, H.I No.45 ‘Farewell’ – 1. Allegro assai
02 – Symphony in F sharp minor, H.I No.45 ‘Farewell’ – 2. Adagio
03 – Symphony in F sharp minor, H.I No.45 ‘Farewell’ – 3. Menuet (Allegretto)
04 – Symphony in F sharp minor, H.I No.45 ‘Farewell’ – 4. Finale (Presto – Adagio)
05 – Symphony in F sharp minor, H.I No.45 ‘Farewell’ – 5. Adagio
06 – Symphony in G, H.I No.47 – 1. (Allegro)
07 – Symphony in G, H.I No.47 – 2. Un poco adagio
08 – Symphony in G, H.I No.47 – 3. Menuet al Roverso
09 – Symphony in G, H.I No.47 – 4. Finale (Presto assai)
10 – Symphony in C, H.I No.50 – 1. Adagio e maestoso
11 – Symphony in C, H.I No.50 – 2. Andante moderato
12 – Symphony in C, H.I No.50 – 3. Menuet
13 – Symphony in C, H.I No.50 – 4. Finale. Presto

The English Concert
Trevor Pinnock – Harpsichord & Conductor

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

E agora, Pinnock mais velhão

E agora, Pinnock mais velhão

FDPBach

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Joseph Haydn (1732-1809): The "Sturm und Drang" Symphonies – CDs 3 e 4 de 6 – The English Concert – Pinnock

Sucesso, sucesso, sucesso. Assim posso chamar a postagem dos dois primeiros cds desta baita coleção do grande Pinnock regendo o imortal Haydn. Isso mostra como existe um grande interesse por este compositor, estigmatizado e desprezado às vezes, mas que se impõe pela qualidade de suas composições.

Creio que a sinfonia mais conhecida deste grupo que ora trago seja a de nº 48, intitulada “Maria Thereza”, uma das principais obras sinfônicas compostas no século XVIII. É de se ouvir de joelhos, ainda mais com a brilhante interpretação do The English Concert nas mãos de Pinnock. Uma gravação destas não pode dar errado.

Divirtam-se.

Joseph Haydn (1732-1809) – The “Sturm und Drang” Symphonies – CDs 3 e 4 de 6

CD 3
01 – Symphony No.41 in C major – 1. Allegro con spirito
02 – Symphony No.41 in C major – 2. Un poco Andante
03 – Symphony No.41 in C major – 3. Menuet
04 – Symphony No.41 in C major -4. Finale_ Presto
05 – Symphony No.48 in C major ‘Maria Theresia’ – 1. Allegro
06 – Symphony No.48 in C major ‘Maria Theresia’ – 2. Adagio
07 – Symphony No.48 in C major ‘Maria Theresia’ – 3. Menuet_ Allegretto
08 – Symphony No.48 in C major ‘Maria Theresia’ – 4. Finale_ Allegro
09  – Symphony No.65 in A major – 1. Vivace e con spirito
10 – Symphony No.65 in A major – 2. Andante
11 – Symphony No.65 in A major – 3. Menuetto
12 – Symphony No.65 in A major – 4. Finale_ Presto

CD 4

01 – Symphony No.43 in E flat major ‘Mercury’ – 1. Allegro
02 – Symphony No.43 in E flat major ‘Mercury’ – 2. Adagio
03 – Symphony No.43 in E flat major ‘Mercury’ – 3. Menuetto
04 – Symphony No.43 in E flat major ‘Mercury’ – 4. Finale_ Allegro
05 – Symphony No.51 in B flat major – 1. Vivace
06 – Symphony No.51 in B flat major – 2. Adagio
07 – Symphony No.51 in B flat major – 3. Menuetto – Trio I & II
08 – Symphony No.51 in B flat major – 4. Finale_ Allegro
09 – Symphony No.52 in C minor – 1. Allegro assai con brio
10 – Symphony No.52 in C minor – 2. Andante
11 – Symphony No.52 in C minor – 3. Menuetto_ Allegretto
12 – Symphony No.52 in C minor – 4. Finale_ Presto

The English Concert
Trevor Pinnock – Harpsichord & Conductor

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

Pinnock na meia idade

Pinnock na meia idade

FDPBach

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Joseph Haydn (1732-1809): The "Sturm und Drang" Symphonies – CDs 1 e 2 de 6 – The English Concert – Pinnock

A partir desta postagem estou iniciando uma série especial dedicada às sinfonias haydnianas. Nos primórdios do blog também fiz uma mega postagem a partir da sinfonia 88, com diversos regentes e orquestras, mas creio que os links já estejam apagados. Vou começar trazendo esta bela caixa da Archiv: as sinfonias compostas no período do “Sturm Und Drang”, movimento literário pré romântico, cujos principais expoentes foram Goethe e Schiller. Neste período Haydn já estava trabalhando para a família imperial austríaca, os Esterházy.

Para ser mais rápido, estarei postando dois cds de cada vez. Nestes dois primeiros, temos as conhecidas sinfonias de nº 26, “Lamentations”, e a de nº 49, intitulada “La Passione”. Prestem atenção como em diversos momentos parece que ouvimos uma sinfonia de Mozart.

A orquestra é o excelente conjunto “The English Concert”, dirigido pelo sempre competente e versátil Trevor Pinnock. Coisa finíssima.

Espero que apreciem.

Joseph Haydn (1732-1809) – The “Sturm und Drang” Symphonies – CDs 1 e 2 de 6

CD 1
01 – Haydn – Symphony No.35 in B Flat, Hob.I-35 – I. Allegro di molto
02 – Haydn – Symphony No.35 in B Flat, Hob.I-35 – II. Andante
03 – Haydn – Symphony No.35 in B Flat, Hob.I-35 – III. Menuet. Un poco Allegretto
04 – Haydn – Symphony No.35 in B Flat, Hob.I-35 – IV. Finale. Presto
05 – Haydn – Symphony No.38 in C, Hob.I-38 – I. Allegro di molto
06 – Haydn – Symphony No.38 in C, Hob.I-38 – II. Andante molto
07 – Haydn – Symphony No.38 in C, Hob.I-38 – III. Menuet. Allegro
08 – Haydn – Symphony No.38 in C, Hob.I-38 – IV. Finale. Allegro di molto
09 – Haydn – Symphony No.39 in G minor, Hob.I-39 – I. Allegro assai
10 – Haydn – Symphony No.39 in G minor, Hob.I-39 – II. Andante
11 – Haydn – Symphony No.39 in G minor, Hob.I-39 – III. Menuet
12 – Haydn – Symphony No.39 in G minor, Hob.I-39 – IV. Finale. Allegro di molto
13 – Haydn – Symphony No.59 in A, Hob.I-59 ”Fire” – I. Presto
14 – Haydn – Symphony No.59 in A, Hob.I-59 ”Fire” – II. Andante o piu tosto Alle
15 – Haydn – Symphony No.59 in A, Hob.I-59 ”Fire” – III. Menuetto
16 – Haydn – Symphony No.59 in A, Hob.I-59 ”Fire” – IV. Allegro assai

CD 2

01 – Symphony in D minor, H.I No.26 ‘Lamentations’ – 1. Allegro assai con spirito
02 – Symphony in D minor, H.I No.26 ‘Lamentations’ – 2. Adagio
03 – Symphony in D minor, H.I No.26 ‘Lamentations’ – 3. Menuetto
04 – Symphony in F minor, H.I No.49 ‘La passione’ – 1. Adagio
05 – Symphony in F minor, H.I No.49 ‘La passione’ – 2. Allegro di molto
06 – Symphony in F minor, H.I No.49 ‘La passione’ – 3. Menuet
07 – Symphony in F minor, H.I No.49 ‘La passione’ – 4. Finale (Presto)
08 – Symphony in F, H.I No.58 – 1. Allegro
09 – Symphony in F, H.I No.58 – 2. Andante
10 – Symphony in F, H.I No.58 – 3. Menuet alla zoppa. Un poco Allegretto
11 – Symphony in F, H.I No.58 – 4. Finale. Presto

The English Concert
Trevor Pinnock – Conductor

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

Pinnock quando jovem

Pinnock quando jovem

FDPBach

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

W. A. Mozart (1756-1791): Gran Partita / F. J. Haydn (1732-1809): Noturno Nº 8

IM-PER-DÍ-VEL !!!

Na página não parecia… Nada! O princípio simples, quase cômico. Só uma pulsação. Trompas… fagotes… como uma sanfona enferrujada. E depois, subitamente… lá bem no alto… um oboé. Uma única nota, ali pendurada, decidida. Até que um clarinete a substitui, adoçando-a numa frase de tal voluptuosidade… Isto não era uma composição de um macaco amestrado. Era música como eu nunca tinha ouvido.

Este texto é brilhantemente dito por F. Murray Abraham — que ganhou o Oscar de Melhor Ator — em Amadeus (1984), de Milos Forman. Ele está descrevendo o Adágio da Serenata para 13 Instrumentos de Sopro, K. 361, mais conhecida como “Gran Partita“.

Não sei de preciso escrever mais. Talvez deva dizer que Trevor Pinnock pegou um grupo bem jovem e talentoso para fazer este CD muitíssimo bom. E que novamente me deu certa vontade de chorar ouvindo o tal Adágio que não foi escrito por um macaco amestrado e sim por um dos topos da evolução da espécie humana: Mozart.

Serenade in B flat major, K. 361, ‘Gran Partita’, de W. A. Mozart
1. I. Largo – Allegro Molto
2. II. Menuetto
3. III. Adagio
4. IV. Menuetto: Allegretto
5. V. Romance: Adagio
6. VI. Tema Con Variazioni
7. VII. Finale: Allegro Molto

Notturno No. 8 in G major, Hob. II:27, de F. J. Haydn
8. I. Largo – Allegro
9. II. Adagio
10. III. Finale: Vivace Assai

Royal Academy of Music Soloists Ensemble
Trevor Pinnock, regente

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE

Pinnock, alguns discordam, mas o cara é conhece muito Mozart

Pinnock, alguns discordam, mas o cara conhece muito Mozart. Eu acho.

PQP

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Joseph Haydn – Trumpet Concerto in E Flat Major, Leopold Mozart – Trumpet Concerto in D Major,

FrontNa verdade quem deveria estar assinando esta postagem seria nosso colega Wellbach, trompetista profissional e professor do mesmo instrumento. Mas como sei que é difícil para ele encontrar um tempo em sua agenda, resolvi então escrever estas mal traçadas linhas.
Maurice Andre provavelmente é o maior de todos os trompetistas, me corrijam se eu estiver errado, e se existiu algum outro trompetista deste quilate, me apresentem, pelo menos neste repertório.
Imagino que o repertório para um trompetista concertista seja muito limitado, por este motivo as adaptações são necessárias, que o digam os concertos para Oboe de Mozart e de Haydn aqui tocados. E a própria transcrição deve ser muito complicada, pois tratam-se de dois instrumentos bem diferentes.
Peço ajuda aos universitários, digo ao Wellbach, para fazer algum outro comentário sobre as obras aqui interpretadas e sobre o músico.

01. Haydn – Trumpet Concerto in E flat major – 1 – Allegro
02. Haydn – Trumpet Concerto in E flat major – 2 – Andante Cantabile
03. Haydn – Trumpet Concerto in E flat major – 3 – Allegro

Bamberg Symphony Orchestra
Theodor Guschlbauer – Conductor

04. Leopold Mozart – Trumpet Concerto in D major – 1 – Adagio
05. Leopold Mozart – Trumpet Concerto in D major – 2 – Allegro moderato

Jean-François Paillard Chamber Orchestra
Jean-François Paillard – Conductor

06. Haydn – Oboe Concerto in C major – 1 – Allegro spirituoso
07. Haydn – Oboe Concerto in C major – 2 – Andante
08. Haydn – Oboe Concerto in C major – 3 – Rondo
09. Mozart – Oboe Concerto in C major – 1 – Allegro aperto
10. Mozart – Oboe Concerto in C major – 2 – Adagio non troppo
11. Mozart – Oboe Concerto in C major – 3 – Rondo

Franz Liszt Chamber Orchestra
Frygies Sándor – Conductor
Maurice André – Trumpet

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Franz Joseph Haydn (1732-1809): Cello Concertos / Sinfonia concertante

IM-PER-DÍ-VEL !!!

Difícil encontrar melhores gravações destes concertos. Steven Isserlis e Roger Norrington fazem misérias nos belíssimos concertos de Haydn e na Concertante. Não é nada surpreendente o fato deste CD ter aparecido em todas as listas de melhores do ano quando de seu lançamento. Equilíbrio, musicalidade, senso de estilo, tudo parece ter sido minuciosamente pensado e executado. Um CD para se ouvir por anos.

(A imagem acima é a do CD relançado, que inclui a Sinfonia Nº 13. Utilizamos o CD completo da primeira edição, sem esta pequena faixa única da 13ª).

Franz Josef Haydn (1732-1809):
Cello Concertos / Sinfonia concertante

1. Cello Concerto No. 1 in C major, H. 7b/1: 1. Moderato
2. Cello Concerto No. 1 in C major, H. 7b/1: 2. Adagio
3. Cello Concerto No. 1 in C major, H. 7b/1: 3. Allegro molto

5. Cello Concerto No. 2 in D major, H. 7b/2 (Op. 101): 1. Allegro moderato
6. Cello Concerto No. 2 in D major, H. 7b/2 (Op. 101): 2. Adagio
7. Cello Concerto No. 2 in D major, H. 7b/2 (Op. 101): 3. Rondo. Allegro

8. Sinfonia Concertante for violin, cello, oboe, bassoon & orchestra, H. 1/105: 1. Allegro
9. Sinfonia Concertante for violin, cello, oboe, bassoon & orchestra, H. 1/105: 2. Andante
10. Sinfonia Concertante for violin, cello, oboe, bassoon & orchestra, H. 1/105: 3. Allegro con spirito

Steven Isserlis, violoncelo
Chamber Orchestra of Europe
Roger Norrington

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE

Sir Roger Norrington: trabalho esplêndido

Sir Roger Norrington: trabalho esplêndido

PQP

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Joseph Haydn (1732-1809) – Symphonies n° 45, 46, 47, 51, 52 & 64 – Hogwood, Academy of Ancient Music

Untitled2Então vamos fazer o seguinte: diante de tantos apelos por mais postagens de Haydn, vou trazer aos poucos as Sinfonias em sua íntegra, a partir da de nº 45. Começo com Hogwood, mas pode ser que apareçam gravações com outros regentes e orquestras.

A Sinfonia de nº 45, também conhecida como Sinfonia do Adeus, é a mais extensa e a única das sinfonias de Haydn que termina em um Adagio. Existe uma lenda por trás de sua composição, e não sei se ela é real, de qualquer forma, é obra de gênio. Ela terminaria em um Adagio, e na medida em que cada músico termina sua parte ele se retira do palco, ficando apenas dois violinos, que a concluem. A lenda conta que na época em que a escreveu, Haydn era compositor residente do Principe Esterházy, e no verão de 1772 esse poderoso Príncipe foi passar as suas férias em seu palácio de Verão na Hungria. Porém os músicos ficaram insatisfeitos, pois o local era longe de suas residências, então eles precisavam pegar uma condução, segundo consta um barco, para o retorno, e este barco saia em determinada hora. Para evitar que os músicos perdessem a tal da condução, Haydn compôs um adágio para o final da sinfonia, então à medida em que cada músico terminava sua parte, saia correndo para pegar a condução. Quem ficava no final era o próprio Haydn e outro músico, que não tinham suas famílias residindo em outro local. Genial, não acham? Assim o compositor não se indispunha nem com os músicos nem com seu patrão.

Lembro de ter ouvido esta sinfonia ao vivo pela primeira vez com a Orquestra de Câmera Russa, lá pela metade da década de 80, se não me engano dirigida pelo lendário violinista Vladimir Spikanov, e que contou esta história antes de tocarem a sinfonia.

Mas chega de falar e vamos ao que interessa.

CD 1

1 Symphony 45 in f# ‘Farewell’ – 1. Allegro assai
2 Symphony 45 in f# ‘Farewell’ – 2. Adagio
3 Symphony 45 in f# ‘Farewell’ – 3. Menuet_ Allegretto – Trio
4 Symphony 45 in f# ‘Farewell’ – 4. Finale_ Presto – Adagio
5 Symphony 46 in B – 1. Vivace
6 Symphony 46 in B – 2. Poco adagio
7 Symphony 46 in B – 3. Meneut_ Allegretto – Trio
8 Symphony 46 in B – 4. Finale_ Presto e scherzando

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

CD 2

1 Symphony 47 in G – 1. [Allegro]
2 Symphony 47 in G – 2. Un poco adagio, cantabile
3 Symphony 47 in G – 3. Menuet al roverso – Trio al roverso
4 Symphony 47 in G – 4. Finale_ Presto assai
5 Symphony 51 in Bb – 1. Vivace
6 Symphony 51 in Bb – 2. Adagio
7 Symphony 51 in Bb – 3. Menuetto – Trio I, II
8 Symphony 51 in Bb – 4. Finale_ Allegro

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

CD 3

Symphony No.52 in C Minor, Hob.I:52
1. 1. Allegro assai con brio 9:34
2. 2. Andante 12:19
3. 3. Menuetto (Allegretto) 3:56
4. 4. Finale (Presto) 4:58
Symphony No.64 in A Major, Hob.I:64 “Tempora mutantus”
5. 1. Allegro con spirito 9:00
6. 2. Largo 6:18
7. 3. Menuet & Trio – Allegretto 2:51
8. 4. Finale: Presto

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

Academy of an Ancient Music
Christopher Hogwood – Conductor

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

F. J. Haydn (1732-1809): Sinfonias Nros. 44, 48 e 49

haydn

IM-PER-DÍ-VEL !!!

Para não se alegrar com Haydn, só mesmo embriagado ou muito louco. Que compositor e que interpretação esta de Daniel Barenboim com a Orquestra de Câmara Inglesa! Este CD não existe na Europa. Ele faz parte da Deutsche Grammophon Collection, vendida apenas — creio –no Brasil, América do Sul e Península Ibérica. Trata-se de uma garimpagem nos bons CDs da DG, o que não desmerece o resultado, muito pelo contrário. E, bem, se você não ficar feliz ouvindo a Sinfonia Maria Teresa, chame o Dr. Simão Bacamarte porque há uma corrente e uma árvore aguardando por você num manicômio.

F. J. Haydn (1732-1809): Sinfonias Nros. 44, 48 e 49

01. 1.Allegro Con Brio – Symphony N. 44 In E Minor ‘Trauer’
02. 2.Menuetto – Allegretto – Canone In Diapason – Symphony N. 44 In E Minor ‘Trauer’
03. 3.Adagio – Symphony N. 44 In E Minor ‘Trauer’
04. 4.Finale – Symphony N. 44 In E Minor ‘Trauer’.

05. 1.Allegro – Symphony N. 48, In C Major ‘Maria Theresia’.
06. 2.Adagio – Symphony N. 48, In C Major ‘Maria Theresia’
07. 3.Menuetto – Trio – Menuetto – Symphony N. 48, In C Major ‘Maria Theresia’
08. 4.Finale – Allegro – Symphony N. 48, In C Major ‘Maria Theresia’

09. 1.Adagio – Symphony N. 49, In F Minor ‘La Passione’
10. 2.Allegro Di Molto – Symphony N. 49, In F Minor ‘La Passione’
11. 3.Menuet – Symphony N. 49, In F Minor ‘La Passione’
12. 4.Finale – Presto – Symphony N. 49, In F Minor ‘La Passione’

English Chamber Orchestra
Daniel Barenboim

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE

Haydn: meio fora de moda, mas QUE COMPOSITOR!

Haydn: meio fora de moda, mas QUE COMPOSITOR!

PQP

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Franz Joseph Haydn (1732-1809 ) – Piano Trio Hob. XV.37 in F, 04. Piano Trio Hob. XV.C1 in C , Piano Trio Hob. XIV.6-XVI.6 in G , Piano Trio Hob. XV.39 in F, Piano Trio Hob. XV.1 in G minor – Beaux Arts Trio

Box FrontJá desde a primeira faixa deste CD, o Adagio Trio Hob. XV 37 in F, já temos uma amostra do que virá pela frente: beleza, sensibilidade, coerência, virtuosismo, talento. Poucos conjuntos de Câmera reuniram todos estes atributos durante tanto tempo quanto o Beaux Arts Trio. Foram 60 anos de dedicação a uma causa: a música. E somos os felizes ouvintes e apreciadores de toda esta dedicação.
Estes Trios para Piano de Haydn foram escolhidos a dedo. Difícil dizer qual o melhor, o mais bonito. O conjunto é todo de excelente qualidade. Mesmo depois de quase trinta anos os ouvindo, até hoje continuo me espantando com a capacidade de coesão deste conjunto. Eles tocam como se fossem um único instrumento.

01. Piano Trio Hob. XV.37 in F – 1. Adagio
02. Piano Trio Hob. XV.37 in F – 2. Allegro molto
03. Piano Trio Hob. XV.37 in F – 3. Menuet
04. Piano Trio Hob. XV.C1 in C – 1. Allegro moderato
05. Piano Trio Hob. XV.C1 in C – 2. Menuet
06. Piano Trio Hob. XV.C1 in C – 3. Andante con variazioni
07. Piano Trio Hob. XIV.6-XVI.6 in G – 1. Allegro
08. Piano Trio Hob. XIV.6-XVI.6 in G – 2. Adagio
09. Piano Trio Hob. XIV.6-XVI.6 in G – 3. Menuetto
10. Piano Trio Hob. XV.39 in F – 1. Allegro
11. Piano Trio Hob. XV.39 in F – 2. Andante
12. Piano Trio Hob. XV.39 in F – 3. Allegro
13. Piano Trio Hob. XV.39 in F – 4. Menuetto
14. Piano Trio Hob. XV.39 in F – 5. Scherzo
15. Piano Trio Hob. XV.1 in G minor – 1. Moderato
16. Piano Trio Hob. XV.1 in G minor – 2. Menuet
17. Piano Trio Hob. XV.1 in G minor – 3. Presto

Beaux Arts Trio

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

The Beaux Arts Trio in an undated photo: violinist Isidore Cohen, pianist Menahem Pressler, and cellist Bernard Greenhouse.

The Beaux Arts Trio in an undated photo: violinist Isidore Cohen, pianist Menahem Pressler, and cellist Bernard Greenhouse.

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Hummel / Haydn / Torelli / Neruda: Concertos para Trompete

A inglesa Alison Balsom é um show. E este CD é uma preciosidade, pois, desde a célebre gravação de Wynthon Marsalis, não tínhamos um registro tão bom dos concertos para trompete de Hummel e Haydn, talvez os melhores do gênero. A orquestra também é ótima. Die Deutsche Kammerphilharmonie Bremen acompanha Balsom com muito mais que dignidade. A habilidade fantástica de Balsom cria belos fraseados com timbres e articulações coerentes com o repertório.

Para velhinhos como eu, reouvir estes concertos é um renovado deleite, mas, sei lá, talvez os jovens pequepianos ainda os desconheçam. Bem, são muito bons, viram?

Hummel / Haydn / Torelli / Neruda: Concertos para Trompete

Trumpet Concerto In E Flat
Composed By – Johann Nepomuk Hummel
1 Ⅰ. Allegro Con Spirito 9:25
2 Ⅱ. Andante 4:45
3 Ⅲ. Rondo 3:40

Trumpet Concerto In E Flat Hob.Ⅶ E:Ⅰ
Composed By – Joseph Haydn
4 Ⅰ. Allegro 6:37
5 Ⅱ. Andante 3:31
6 Ⅲ. Finale: Allegro 4:35

Trumpet Concerto In D
Composed By – Giuseppe Torelli
7 Ⅰ. Allegro 2:00
8 Ⅱ. Adagio – Presto – Adagio 2:18
9 Ⅲ. Allegro 1:33

Trumpet Concerto In E Flat
Composed By – Jan Křtitel Jiří Neruda*
10 Ⅰ. Allegro 5:13
11 Ⅱ. Largo 4:34
12 Ⅲ. Vivace 4:35

Trumpet – Alison Balsom
Orchestra – Die Deutsche Kammerphilharmonie Bremen

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE

Alison Balsom, uma virtuose em instrumento -- hahahaha -- "masculino"

Alison Balsom, uma virtuose em instrumento — hahahaha — “masculino”

PQP

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Franz-Joseph Haydn (1732-1809) – 4 Masses, Stabat Mater, Die Sieben letzten Worte unseres Erlösers am Kreuse – Cds 5 e 6 de 6 – Harnoncourt, Concentus musicus Wien

frontVamos então concluir esta coleção com chave de ouro, trazendo um CD que já postei em outra ocasião aqui no PQP, “Die Sieben letzten Worte unseres Erlöseres am Kreuze”, ou seja, As Sete últimas palavras de Cristo na Cruz e a belissima “Schöpungsmesse”, a Missa da Criação.
Volto a sugerir a leitura do booklet, que traz uma excelente contextualização histórica das obras gravadas magistralmente por Harnoncourt e seu Concentus musicus Wien, apoiados por este que não canso de dizer que é um dos maiores grupos corais do mundo, o Arnold Schöenberg Choir. Para os que não dominam o inglês, usem o Google Translator e um bom dicionário.

CD 5
01 – “Die Sieben letzten Worte unseres Erlöseres am KreuzeDie” Intruduzione
02 – I ‘Vater, vergib ihnen’
03 – II ‘Führwahr, ich sag es dir’
04 – III ‘Frau, hier siehe deinen Sohn’
05 – IV ‘Mein Gott, mein Gott’
06 – Introduzione
07 – V ‘Jesus rufet’
08 – VI ‘Es ist vollbracht’
09 – VII ‘Vater, in deine Hande’
10 – Terremoto ‘Er ist nicht mehr’

Inga Nielsen – Soprano
Margareta Hintermeier – Mezzo Soprano
Anthony Rolf Johnson – Tenor
Robert Holl – Bass baritone
Arnold Schöenberg Choir
Concentus musicus Wien
Nikolaus Harnoncourt – Conductor

CD 5 – BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

CD 6

01 – Missa, Hob. XXII:13 – Adagio
02 – Allegro moderato
03 – Gloria
04 – Quonian
05 – Credo
06 – Et incarnatus
07 – Et resurrexit
08 – Sanctus
09 – Benedictus
10 – Agnus Dei
11 – Dona nobis pacem

Christiane Oelze – Soprano
Elizabeth von Magnus – Mezzo Soprano
Herbert Lippert – tenor
Gerald Finley – Bass Baritone
Arnold Schöenberg Choir
Concentus musicus Wien
Nikolaus Harnoncourt – Conductor
CD 6 – BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE
BOOKLET – BAIXE AQUI –  DOWNLOAD HERE

FDPBach

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Franz-Joseph Haydn (1732-1809) – 4 Masses, Stabat Mater, Die Sieben letzten Worte unseres Erlösers am Kreuse – Cds 3 e 4 de 6 – Harnoncourt, Concentus musicus Wien

frontSempre fico impressionado com a qualidade dos corais haydnianos, desde a primeira vez que ouvi o oratório “A Criação” e aquela que considero sua obra máxima, “As Estações” (sim, podem jogar as pedras para dizer que estou maluco e que a “Criação” é A obra absolutamente imbatível do repertório haydniano) que postei aqui já há alguns anos atrás, e cujos links já devem ter ido pras cucuias, como dizem aqui pelo sul. Mas isso é outra história, porque o que temos aqui é a magnífica “Harmoniemasse”, e para variar, Harnoncourt e sua troupe dão um show.

CD 3

01 – Harmoniemesse B Flat – Kyrie Gloria
02 – Harmoniemesse B Flat – Gloria In Exelsis Deo
03 – Harmoniemesse B Flat – Gratias Agimus Tibi
04 – Harmoniemesse B Flat – Quoniam Tu Solas Credo
05 – Harmoniemesse B Flat – Credo In Unum Deum
06 – Harmoniemesse B Flat – Et Incarnatus Est
07 – Harmoniemesse B Flat – Et Resurrexit Tertia Die
08 – Harmoniemesse B Flat – Sanctus
09 – Harmoniemesse B Flat – Benedictus Agnus Dei
10 – Harmoniemesse B Flat – Agnus Dei
11 – Harmoniemesse B Flat – Dona Nobis Pacem
12 – Cantata Qual Dubbio Ormai – Qual Dubbio Ormai
13 – Cantata Qual Dubbio Ormai – Se Ogni Giorno Prence Invito
14 – Cantata Qual Dubbio Ormai – Saggia Il Pensier
15 – Cantata Qual Dubbio Ormai – Scenda Propzio Un Raggio
16 – Te Deum C For Solists – Te Deum Laudamus
17 – Te Deum – Te Ergo Quasumus
18 – Te Deum – Aeterna Fac Cum Sanctis Tuis

Eva Mei – Soprano
Elizabeth von Magnus – Mezzo Soprano
Herbert Lippert – Tenor
Oliver Widmer – Bass baritone
Arnold Schoenberg Choir
Concentus musicus Wien
Nikolaus Harnoncourt – Conductor

CD 4

01 – Stabat Mater Dolorosa
02 – O Quam Tristis Et Afflicta
03 – Quis Est Homo
04 – Quis Non Posset Contristari
05 – Pro Peccatis Suae Gentis
06 – Vidit Suum Dulcem Natum
07 – Eia Mater, Fons Amoris
08 – Sancta Mater, Istud Agas
09 – Fac Me Vere Tecum Flere
10 – Virgo Virginum Praeclara
11 – Flammis Ocri Ne Succedar
12 – Fac Me Cruce Custodiri
13 – Quando Corpus Morietur
14 – Paradisi Gloria

Barbara Booney – Soprano
Elizabeth von Magnus – Mezzo Soprano
Herbert Lippert – Tenor
Alaistair Miles – Bass Baritone
Arnold Schoenberg Choir
Concentus musicus Wien
Nikolaus Harnoncourt – Conductor

CD 3 – BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE
CD 4 – BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

FDPBach

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!