Hostílio Soares: Missa São João Batista e As Sete Palavras (Acervo PQPBach)

sor1b5Hostílio Soares
(Visconde do Rio Branco, MG, 1898-1988)

Missa São João Batista e As Sete Palavras

Repostagem com novos e atualizados links.

Hostílio Soares nasceu em Visconde do Rio Branco, Minas Gerais (1898-1988). Ao que tudo indica, os seus estudos iniciais de composição foram autodidatas. Suas primeiras obras foram baseadas em conhecimentos parcos que ele aprimorou com a sua ida para o Rio de Janeiro (1924), capital nacional, principal centro cultural de então e foco dos principais músicos da época. A influência mais direta sobre ele foi a do seu único professor de composição, Francisco Braga. Desta forma, as obras de Hostílio, como as do seu professor, são essencialmente tonais com a harmonia cromática do alto romantismo. Neste período, compõe peças de envergadura, pensando em aparatos orquestrais amplos, como em sua ópera A Vida e na Sinfonia Annie Besant. É notável a fluência de escrita do compositor, pois as peças são enormes e foram escritas num intervalo relativamente curto de tempo, ou seja, entre 1926 e 1928.

Em determinado momento se deixa engajar no movimento nacionalista pós-1922, compondo na forma que rezava a cartilha de Mário de Andrade, ou seja, peças com estrutura e forma clássicas, utilizando elementos nacionalistas, principalmente melódicos e rítmicos, Nesse sentido, o que se pode observar de diferente no seu processo de escrita é um maior cuidado na elaboração rítmica e na busca por elementos melódicos notadamente brasileiros. Exemplos desta fase são: a Suíte Brasileira e a Sinfonia para Cordas Krishnamurti. A partir dessa fase, pode-se observar o seu cuidado em elaborar temas próximos de uma linguagem mais popular, como se pode notar na Grande Missa São João Batista, onde perfeitamente se percebe, no tema principal, influências dos temas de dobrados de banda.

Entre 1928 e1932, retorna a Visconde do Rio Branco, onde escreve principalmente peças de caráter sacro, destinadas ao Coro Santa Cecília, da Igreja Matriz de São João Batista, fundado e dirigido por ele. São peças funcionais curtas, com várias formações vocais, todas com texto em latim, conforme a maneira de celebração litúrgica da época. As duas principais peças desta época são a Missa São João Batista e a Missa de Sábado Santo.

No período seguinte, a partir de 1932, o compositor muda-se para Belo Horizonte, onde será, por 35 anos, professor de contraponto e fuga no Conservatório Mineiro de Música, atual Escola de Música da UFMG. Sua atuação, além do magistério e da composição, se estende à regência, onde, à frente de orquestras da época, executa obras suas, além de outros compositores. Em termos de linguagem composicional sua evolução acontece com aprimoramento, e conseqüente complicação, da linguagem contrapontística. São desta época: a ópera Príncipes Românticos (1942) e As Sete Palavras de Christus Cruxificatum (1945). Sua conquista mais significante desta época foi o primeiro prêmio no concurso de suítes brasileiras inspiradas no folclore nacional, com a Suite Brasileira para coro misto e banda, instituído pelo Departamento de Cultura de São Paulo, onde o presidente dos jurados era ninguém menos do que Mário de Andrade. Somente na década de 1960 é que Hostilio novamente estaria envolvido em concursos, vencendo várias edições do Concurso para Compositores residentes em Minas Gerais.

Aposenta-se compulsoriamente em 1968, aos 70 anos de idade, a partir de quando se dedica intensamente ao movimento teosofista, ao mesmo tempo em que preocupa-se em revisar suas obras, principalmente as de sua juventude. Faleceu em 1988, em sua cidade natal.

(Maestro Arnon Sávio Reis Oliveira, in O catalogo de obras de Hostilio Soares, Per Musi, Belo Horizonte, v.5.16, 2002. p. 167-168)

Hostílio Soares: Missa São João Batista e As Sete Palavras
Hostílio Soares (Visconde do Rio Branco, MG, 1898-1988)
As Sete Palavras de Christus Cruxificatum
01. 1. Pater dimite illis, non enim sciunt quid faciunt/Pai, perdoai-lhe porque não sabem o que fazem
02. 2. Hodie mecum eris in Paradiso/Hoje estarás comigo no Paraiso
03. 3. Mulier, ecce Filius tuus/Mulher, eis aqui o teu filho
04. 4. Deus meus, ut quid dereliquisti me?/Meu Deus, porque me abandonastes?
05. 5. Sitio/Tenho sede
06. 6. Consumatum est/Tudo está consumado
07. 7. Pater, in manus tuas comendo Spiritus Meus/Pai, em tuas mãos recomendo meu espírito
Missa de São João Batista
08. 1. Kyrie
09. 2. Gloria
10. 3. Credo
11. 4. Et incarnatus
12. 5. Et Ressurexit
13. 6. Et Vitam Venturi
14. 7. Gradual
15. 8. Sanctus et Benedictus
16. 9. Agnus Dei

Hostílio Soares: Missa São João Batista e As Sete Palavras – 2003
Coro Madrigale & Orquestra Clássica de Minas Gerais
Regência: Arnon Sávio Reis Oliveira

Um CD do acervo do musicólogo Prof. Paulo Castagna. Não tem preço !!!

.
acervo-1BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE
XLD RIP | FLAC 237,7 MB | HQ Scans 4,6 MB |

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE
MP3 | 320 kbpm |160,4 MB | 1,0 h
powered by iTunes 10.7

Partituras e outros que tais? Clique aqui

.

Boa audição.

n47huu

 

 

 

 

 

 

 

.

Avicenna

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!