Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791) – Os Concertos para Violino – Perlmann, Levine, WPO

Minha vida anda tão corrida ultimamente que mal tenho tempo de postar, e quando o faço, sempre são postagens rápidas, sem maiores preocupações. Reconheço que muitas vezes nem corrijo o texto, pois o tempo urge, como diz o outro.

E hoje não será diferente, e para facilitar ainda mais as coisas, trago os concertos de violino de Mozart, com o Itzhak Perlman, James Levine e Filarmônica de Viena, que conhecem estes concertos de cor. A curiosidade fica por conta das cadenzas, escritas pelo próprio Perlman. Coisa de gente grande, nem preciso dizer. Gosto muito deste músico, e a parceria com o Levine e com a Filarmônica de Viena torna tudo mais fácil ainda. Tenho certeza de que os senhores irão gostar.

Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791) – Os Concertos para Violino – Perlmann, Levine, WPO

CD 1
01 – Concerto No. 1 in B flat major, K. 207 – I Allegro moderato
02 – Concerto No. 1 in B flat major, K. 207 – II Adagio
03 – Concerto No. 1 in B flat major, K. 207 – III Presto
04 – Concerto No. 2 in D major, K. 211 – I Allegro moderato
05 – Concerto No. 2 in D major, K. 211 – II Andante
06 – Concerto No. 2 in D major, K. 211 – III Rondeau. Allegro
07 – Adagio in in E major, K. 261
08 – Rondo in C major, K. 373 – Allegretto grazioso
09 – Rondo in B flat major, K. 269 (261a) – Allegro

CD 2
01 – Concerto No. 3 in G major, K. 216 – I Allegro
02 – Concerto No. 3 in G major, K. 216 – II Adagio
03 – Concerto No. 3 in G major, K. 216 – III Rondeau. Allegro
04 – Concerto No. 4 in D major, K. 218 – I Allegro
05 – Concerto No. 4 in D major, K. 218 – II Andante cantabile
06 – Concerto No. 4 in D major, K. 218 – III Rondeau. Andante grazioso
07 – Concerto No. 5 in A major, K. 219 – I Allegro aperto
08 – Concerto No. 5 in A major, K. 219 – II Adagio
09 – Concerto No. 5 in A major, K. 219 – III Rondeau. Tempo di Menuetto

Itzhak Perlman – Violin
Wiener Philhamoniker
James Levine – Conductor

CD 1 – BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE
CD 2 – BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

FDPBach

Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791) – Piano Concertos, n° 17 & 18 – Perahia – ECO


Ah, como adoro os concertos para piano de Mozart… tão bem escritos, tão leves, tão suaves… ótimo para acalmar os ânimos, para sentir aquela famosa paz de espírito…estado tão difícil de se atingir na correria do dia-a-dia… sempre procuro ter um destes concertos no meu mp3 player. Basta ouvirmos um adagio destes concertos. A genialidade de Mozart está presente em cada nota, em cada melodia.
Não sei dizer qual deles é o meu favorito. Em minha juventude rebelde eu tinha uma velha fita cassete com os concertos de n° 19 e 21 com o Rubinstein. Depois comprei aqueles LPs da Archiv, com aquelas belíssimas capas que retratavam algum tipo de flor, e que era interpretado por Malcolm Bilson e os English Baroque Soloists, do Gardiner. Aíi então conheci os concertos de n° 17 e 18. Qual deles era o mais belo nunca consegui definir. E para que, quando não estamos participando de algum concurso? Prestem atenção, por exemplo, no segundo movimento do de n°18, um “andante un poco sostenuto”. São pequenas variações sobre um tema maravilhoso, e cada variação é mais bela que outra.
Mas trago exatamente os de n° 17 e 18, só que com o Murray Pehahia novinho, novinho, e já muito talentoso (mas com esse cabelo?). E regendo a English Chamber Orchestra, excelente grupo de Câmera que gravou muito nos anos 70 e 80, com diversos outros músicos. Tenho outras duas integrais destes mesmos concertos de Mozart, com esta mesma orquestra com a MItsuko Uchida e com o Daniel Baremboim.   Ambas excelentes, nem preciso dizer.
A vida de Murray Perahia é uma vida de superações, e fico muito feliz acompanhando sua trajetória. Devido a um corte no dedão da mão direita, que acabou por infeccionar, acabou afastado do piano e dos palcos por um bom tempo. Mas quando voltou, voltou mais maduro, e como todo bom vinho, ainda melhor intérprete. Gravou Bach, em registros muito elogiados pela imprensa especializada.
Mas o papo aqui é Mozart.

01 – Piano Concerto No.17 in G major K.453 I. Allegro
02 – Piano Concerto No.17 in G major K.453 II. Andante
03 – Piano Concerto No.17 in G Major K.453 III. Allegretto
04 – Piano Concerto No.18 in B-flat major K.456 I. Allegro vivace
05 – Piano Concerto No.18 in B-flat major K.456 II. Andante un poco sostenuto
06 – Piano Concerto No.18 in B-flat major K.456 III. Allegro vivace

Murray Perahia – Piano & Conductor
English Chamber Orchestra

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE
FDPBach

Elina Garanca – Arie Favorite – LNSO-Vilumanis

A beleza de Elina Garanca é tão estonteante, que em um primeiro momento esquecemos que ela é uma cantora lírica, excelente por sinal. Os olhos verdes aliados à cabeleira loura escondem um grande talento. Bem, nesta altura do campeonato, não escondem mais nada, pois ela é figurinha carimbada nos palcos do mundo todo. E reverenciada como uma das grandes mezzo-sopranos de sua geração.
Este CD que ora vos trago mostra um pouco deste talento. Gostei muito de seu Mozart, lembrando que este CD foi gravado nos idos de 2001, quando a bela loura ainda tinha meros 25 anos de idade.É companheira constante nos palcos de Anna Netrebko. No Youtube existem diversos vídeos duas cantando juntas.

01. Mozart – Non so Piu cosa Son
02. Mozart – Voi Che Sapete
03. Mozart – Den per questo Instante
04. Mozart – Parto Parto
05. Rossini – Una Voce poco fa
06. Rossini – Nacqui all’affanno
07. Bellini – Se Romeo T’uccise un Figlio
08. Donizetti – Fia Dunque Vero – O mio Fernando
09. Donizetti – Per Questa fiamma indomita
10. Massenet – Werther Werther

Elina Garanca – Mezzo-Soprano
Latvian Nationaol Symphony Orchestra
Alexandrs Vilumanis – Conductor

BAIXE AQUI - DOWNLOAD HERE
FDPBach

Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791) – Symphonies 40 & 41 – Fricsay

Sei que é chover no molhado, mas que baita regente Ferenc Fricsay foi…!!! Seu Beethoven é sensacional, mas seu Mozart é genial.
Esqueçam as orquestrações peso pesados de Böhm e Karajan e se atenham às minúcias e detalhes deste CD que ora vos trago. Pequenos detalhes destas sinfonias, que se escondiam atrás das gravações mais conhecidas, como as citadas acima, aparecem aqui, e você fica se perguntando: mas de onde surgiu esse oboé, ou essa flauta. Sim, elas estavam lá, porém ficavam escondidas atrás da grande massa sonora que as cordas da Filarmônica de Berlim produziam. Fricsay realça estes detalhes numa interpretração leve, despretensiosa, mas que mostra toda a beleza e genialidade destas sinfonias.
Detalhe: não confundam as orquestras: ele está regendo aqui a Sinfônica de Viena, e não a Filarmônica de Viena. E aí reside outro fator importante desta gravação: Fricsay está à frente de um conjunto de não tão boa qualidade e expressão, mas extrai dele o que poderia existir de melhor. Eis uma gravação definitivamente IM-PER-DÍ-VEL e histórica. E um regente no apogeu de sua carreira, precocemente interrompida aos 46 anos de idade. É de se lamentar, mas graças à tecnologia felizmente temos acesso a estes verdadeiros tesouros que são suas interpretações.

1 – Symphony No. 41 – Allegro vivace
2 – Symphony No. 41 – Andante cantabile
3 – Symphony No. 41 – Menuetto. Allegretto
4 – Symphony No. 41 – Finale_ Molto Allegro
5 – Symphony No. 40 – Allegro Molto
6 – Symphony No. 40 – Andante
7 – Symphony No. 40 – Menuetto. Allegro
8 – Symphony No. 40 – Allegro Assai

Vienna Symphony Orchestra
Ferenc Fricsay – Conductor

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE
FDPBach

Wagner / Mozart / Schubert / Beethoven: Sehnsucht, com Jonas Kaufmann

Este é um daqueles CDs de árias de óperas que os grandes cantores costumam gravar. Mas é um pouco mais sério que o habitual. Jonas Kaufmann é um monstro e conseguiu atrair Abbado e uma extraordinária Mahler Chamber Orchestra para seu projeto. O número de prêmios, editor choices e boas — nada disso, sempre excelentes — avaliações do disco é realmente excepcional.  Na Amazon, o CD recebeu doze notas máximas e nada fora disso. O cara é tão bom que até consegui engolir 5 drágeas de Wagner sem ficar nauseado! Imaginem só!

Wagner / Mozart / Schubert / Beethoven: Sehnsucht,
com Jonas Kaufmann

Richard Wagner (1813 – 1883)
1) Lohengrin/Act 3 – “In Fernem Land, Unnahbar Euren Schritten”
2) Lohengrin/Act 3 – “Mein Lieber Schwan!”

Wolfgang Amadeus Mozart (1756 – 1791)
3) Die Zauberflöte, K.620/Act 1 – “Dies Bildnis Ist Bezaubernd Schön”
4) Die Zauberflöte, K.620/Act 1 – “Die Weisheitslehre Dieser Knaben”

Franz Schubert (1797 – 1828)
5) Fierrabras, D796/Act 1 – Recitativ Und Arie: “Was Quälst Du Mich…”
6) Alfonso Und Estrella, D.732 – Schon, Wenn Es Beginnt Zu Tragen…Und Mein Herz Will Ihm Nach

Ludwig van Beethoven (1770 – 1827)
7) Fidelio Op.72/Act 2 – “Gott! Welch Dunkel Hier!” In Des Lebens Frühlingstagen”

Richard Wagner (1813 – 1883)
8. Die Walküre/Erster Aufzug – Winterstürme Wichen Dem Wonnemond
9) Parsifal/Act 2 – “Amfortas! Die Wunde!”
10) Parsifal/Act 3 – “Nur Eine Waffe Taugt”

Jonas Kaufmann
Mahler Chamber Orchestra
Claudio Abbado

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

PQP

Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791) – 4 Horn Concertos

Mozart é daqueles compositores de paisagens sempre belas, sempre claras. E sendo assim, os concertos encontrados neste CD são tão belos que são tristes. O fato é que a beleza tem o poder de infundir tristeza. A música de Mozart atinge o corpo inteiro. É um bem que nos faz repousar – fisicamente e espiritualmente. É um alicerce que nos amarra sempre aos bons presságios. Às melhores crenças. Este delicioso CD sob a direção de her Karajan merece nossa recomendação. Por isso, não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

W. A. Mozart (1756-1791) – Horn Concerto No. 1 in D major, K. 412/514 (K. 386b),Horn Concerto No. 2 in E flat major, K. 417, Horn Concerto No. 3 in E flat major, K. 447 e Horn Concerto No. 4 in E flat major, K. 495

Horn Concerto No. 1 in D major, K. 412/514 (K. 386b)
01. 1. Allegro
02. 2. Rondò. Allegro

Horn Concerto No. 2 in E flat major, K. 417
03. 1. Allegro maestoso
04. 2. Andante
05. 3. Rondo

Horn Concerto No. 3 in E flat major, K. 447
06. 1. Allegro
07. 2. Romance. larghetto
08. 3. Allegro

Horn Concerto No. 4 in E flat major, K. 495
09. 1. Allegro moderato
10. 2. Romanza. Andante
11. 3. Rondo. Allegro vivace

Berliner Philharmoniker
Hebert von Karajan, regente
Gerd Seifert, horn

BAIXAR AQUI

Carlinus

Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791) Piano Concertos nº 22, 23, 24, 25, 26 e 27 — CDs 8, 9 e 10 de 10 (link revalidado)

Conversando com o mano PQP dia desses por telefone, ele sugeriu que eu fizesse um pacotaço para liberar espaço no meu hd, e terminasse de postar a integral dos concertos de piano de Mozart com o Immerseel. Pois bem, aí estão os 3 cds que faltavam. E vamos partir para a próxima. Confesso, e creio que o mano PQP também concorda, é chato ficar postando estas integrais. Darei um tempo nestas loucuras. Vamos continuar, pois, com o feijão com arroz básico, que até pouco tempo atrás era a nossa especialidade.

Não preciso também comentar mais nada a respeito destes concertos aqui postados, afinal, são conhecidos do grande público, digamos assim. Então, aproveitem.

E não se fala mais nisso.

Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791) Piano Concertos
nº 22, 23, 24, 25, 26 e 27 (CDs 8,9 e 10 de 10)

1. Concerto for Piano no 22 in E flat major, K 482: 1st movement, Allegro
2. Concerto for Piano no 22 in E flat major, K 482: 2nd movement, Andante
3. Concerto for Piano no 22 in E flat major, K 482: 3rd movement, Allegro

4. Concerto for Piano no 23 in A major, K 488: 1st movement, Allegro
5. Concerto for Piano n0 23 in A major, K. 488: 2nd movement, Adagio
6. Concerto for Piano n0 23 in A major, K. 488: 3rd movement, Presto

Disco 9

01 Clavier-Concerte 24 KV 491 I – Allegro Maestoso
02 Clavier-Concerte 24 KV 491 II – Larghetto
03 Clavier-Concerte 24 KV 491 III – Allegretto

04 Clavier-Concerte 25 KV 503 I – Allegro Maestoso
05 Clavier-Concerte 25 KV 503 II – Andante
06 Clavier-Concerte 25 KV 503 III – Allegretto

Disco 10

1. Clavier-Concerte 26 in D, K. 537: I. Allegro
2. Clavier-Concerte 26 in D, K. 537: II. Larghetto
3. Clavier-Concerte 26 in D, K. 537: III. Allegretto

4. Clavier-Concerte 27 in B Flat, K. 595: I. Allegro
5. Clavier-Concerte 27 in B Flat, K. 595: II. Larghetto
6. Clavier-Concerte 27 in B Flat, K. 595: III. Allegro

Jos van Immerseel – Pianoforte & Conductor
Conjunto Anima Eterna

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE (RapidShare)

FDP  (link revalidado por PQP)

Johann Sebastian Bach (1685-1750) – Concerto para 2 pianos e Orquestra, em Dó Maior, BWV1061, Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791) – Concerto para 2 pianos em Mi Bemol Maior, KV 365, Ludwig van Beethoven (1770-1827) – Concerto para Piano, nº1, in Dó Maior, op. 15 – Anda, Haskill, Philharmonia – Galliera

Os senhores gostam de gravações antigas, realizadas há mais de cinquenta anos? Eu adoro, pois assim podemos conhecer os grandes intérpretes do passado e identificar a evolução das interpretações, comparando-as com as mais recentes.
Neste CD temos duas lendas dos teclados, duas gerações em confronto, digamos assim. A já idosa romena Clara Haskil e o então jovem húngaro Geza Anda, ainda com seus trinta e poucos anos na época destas gravações, e que morreu precocemente de câncer no esôfago, ainda nos anos 70 (1976 para ser mais exato). Clara Haskil nasceu em 1895 e é considerada uma das maiores pianistas do século XX, especializada no repertório clássico e romântico, e que veio a morrer poucos anos depois destas gravações serem realizadas.
Mas enfim, temos três concertos bem específicos em suas particularidades, e porque não dizer, verdadeiros monumentos da literatura pianística. Bach, Mozart e Beethoven: é preciso falar alguma coisa? A destacar, a evolução do próprio conceito de concerto, e claro, o talento dos intérpretes. Até nos esquecemos que são gravações remasterizadas, e que ao menos o Concerto de Bach foi ainda gravado em modo mono. Mas não se atenham a estes detalhes, e sim à clareza das interpretações. Outro destaque a ser feito aqui é o excepcional trabalho da engenharia de som da poderosa EMI em seu famoso estúdio da Abbey Road. Um primor.
Outra coisa que chama a atenção é a cumplicidade entre os intérpretes. temos a impressão de que tocam juntos há décadas, o que é mais uma mostra do enorme talento de jovem Anda, que não temeu tocar com uma verdadeira lenda do piano.
Para seu deleite, como diria nosso colega Carlinus.

01. Haskil & Anda – Bach- BWV 1061 I
02. Haskil & Anda – Bach- BWV 1061 II
03. Haskil & Anda – Bach- BWV 1061 III
04. Haskil & Anda – Mozart- KV 365 I
05. Haskil & Anda – Mozart- KV 365 II
06. Haskil & Anda – Mozart- KV 365 III
07. Anda – Beethoven- op 15 I
08. Anda – Beethoven- op 15 II
09. Anda – Beethoven- op 15 III

Clara Haskil & Géza Anda – Pianos
Philharmonia Orchestra
Alceo Galliera – Conductor

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE
FDPBach

Niza de Castro Tank – Árias de Mozart, Delibes, Donizetti, Verdi e Carlos Gomes

Hoje é o aniversário de Niza de Castro Tank e, embora as mulheres odeiem que se diga a idade, aviso que está esta soprano soprando 81 velinhas neste dia (tá, a piadinha soprano soprando é infame, mas não resisti).
Niza o quê?“, dirão alguns. Essa frase, infelizmente, será muito repetida, pois conhecemos ainda muito pouco dos nossos compositores eruditos e menos ainda de nossos intérpretes. Para os amantes de ópera, Niza é nome obrigatório: é uma das grandes divas do Brasil, dona de uma das vozes mais leves que nossos teatros e outras tantas salas de concerto da América do Sul, Europa e Oriente Médio viram. Uma flauta! Em nível de fazer bonito até mesmo ao lado de vozes como Natalie Dessay e Diana Damrau.
.

Vivendo no interior de São Paulo, tive a oportunidade de vê-la (melhor ainda, de ouvi-la) em três ocasiões em sua terra natal, Limeira. Em uma dessas, junto com a orquestra sinfônica de lá, vi Niza deixar o público “absurdado” e sem fôlego com seu fôlego absurdo: ela me segura a última nota, muito aguda, do final d’A Floresta do Amazonas (de Villa-Lobos) por míseros 22 segundos!!! (parece pouco? Tente fazer isso em casa…) E já tinha, na época, 72 anos! Pra se ter uma ideia, na gravação existente dessa peça, a fantástica Bidu Sayão mantém aquela nota por 10 segundos, o que já é difícil…
Sobre sua técnica, impecável, há um comentário que resume tudo no youtube:

Marvelous! Wonderful voice and flawless technique. A trully coloratura for sure. Amazing pianos, breathtaking trills (and really high pianissimo trills), perfect staccatto, celestial agility, a really high range, exquisite portamentos, classy glissandos, and what is probably one of the most perfect pianissimos I’ve ever seen. I’m astonished. Simply unbelievable. There’s not even a single flaw. Bravissima!

Ou  seja:

Maravilhoso! Voz maravilhosa e técnica impecável. Uma verdadeira coloratura, com certeza. Pianos surpreendentes, trinados de tirar o fôlego (e realmente trinados muito pianíssimos) estacatos perfeitos, agilidade celestial, uma tessitura muito extensa, portamento requintado, glissandos elegantes, e o que é provavelmente um dos pianíssimo mais perfeitos que eu já vi. Estou espantado. Simplesmente inacreditável. Não há nem mesmo uma única falha. Bravissima!

Aqui, uma palhinha de seu timbre límpido, cantando a Ária das Campainhas (ou das sinetas) da ópera Lakmé:

E Niza, com sua longeva voz, ainda se apresenta com certa regularidade, especialmente nas cidades próximas: Campinas, onde vive (foi também professora de canto na Unicamp e formou muitos cantores líricos); Limeira, sua terra natal; Piracicaba, onde lecionou por muito tempo; e na capital, onde passou parte de sua vida. Soube que, às vésperas de completar os 80 anos, esteve em Piracicaba solando o Stabat Mater de Pergolesi… E deu show, claro!

Em tempo: isto não é um CD, mas uma reunião de árias encontradas em vários lugares, a maior parte delas avulsa. Alguns registros não são muito bons, por vezes até meio caseiros, mas há poucos registros de Niza (ou seja, nem dá pra escolher muito). Conheça esta senhora tão simples do interior, com sua voz estupendamente encantadora!
Um BAITA SOPRANO! Não perca! (= IM-PER-DÍ-VEL!)

Niza de Castro Tank (Limeira, SP, 1931 – )
Árias de Mozart, Delibes, Donizetti, Verdi e Carlos Gomes

01. A. Carlos Gomes – C’era una volta un principe – Il Guarany
02. A. Carlos Gomes – Gentile di Cuore – Il Guarany
03. A. Carlos Gomes – Sento una Forza Indómita – Il Guarany
04. A. Carlos Gomes – Nele Regno delle Rose – Odalea
05. A. Carlos Gomes – Cavattina de Joanna – Joanna de Flandres
06. G.Verdi – Tutte le feste al tempio – Rigoletto
07. G.Verdi – Caro Nome – Rigoletto (déc. 1970)
08. G.Verdi – Caro Nome – Rigoletto (déc. 1990)
09. W.A.Mozart – Der Hölle Rache (ária da rainha da Noite) – A Flauta Mágica
10. G.Donizetti – Quando rapito in estasi – Lucia de Lammermoor
11. G.Donizetti – Cena da loucura – Lucia de Lammermoor
12. C.P.L.Delibes – Dov’è l’indiana bruna (Ária das Campainhas) – Lakmé

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE – PQPShare (96Mb)

Ah, há uma biografia de Niza: “Niza, apesar das outras“, pela Imprensa Oficial. Tem o e-book aqui.

Ouça! Deleite-se!

Bisnaga

Gustav Mahler (1860-1911) – Sinfonia No. 4 em Sol e Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791) – Exsultate, Jubilate, K. 165

Costumo afirmar que a Quarta Sinfonia é uma “porta dimensional” para o mundo de Gustav Mahler. Ela é, didaticamente, uma janela que se abre para que enxerguemos as planícies infinitas da música do compositor astríaco e nos assustemos com isso. A música de Mahler é grande, imensa. Ouvi-la é ser convidado para experimentar o conflito, a libertação e o êxtase. Escutar Mahler é abrir uma janela, prafraseando Mario Quintana. O poeta gáucho costumava dizer que quem “escreve um poema, abre uma janela”. Ou seja, a música de Mahler provoca em nós aquela sensação de liberdade, alívio e esperança, que são experimentados quando abrimos uma janela e recebemos um borrifo de vento. Didaticamente, poderia sugerir ao ouvinte pouco afeito à textura provocante e filósofica e que busca ingressar pelos portões do mistério e caminhar nas trilhas largas da música do compositor, que deva começar a sua caminhada pela Quarta Sinfonia e depois a Primeira, a Quinta, a Sexta, a Terceira, a Segunda, A Oitava, a Sétima e a Nona. Essa seria um trilha segura, sem sobressaltos e sustos. Quando quero perceber uma certa gradação, uma escadaria poética, geralmente disponho as sifonias do austríaco dessa forma. Esse CD que posto é uma joia. Já ouvi umas cinco vezes essa semana. Ainda temos Mozart com a sua deliciosa Exsultate, Jubilate. Verdadeiramente uma baita CD! Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Gustav Mahler (1860-1911) – Sinfonia No. 4 em Sol

01. I. Bedächtig. Nicht eilen
02. II. In gemächlicher Bewegung. Ohne Hast
03. III. Ruhevoll
04. IV. Das himmlische Leben. Sehr behaglich

Rafael Druian, violino solo
Judith Raskin, soprano

Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791) – Exsultate, Jubilate, K. 165
I. Allegro
II. Andante
III. Allegro

Judith Raskin, soprano

Cleveland Orchestra
George Szell, regente

BAIXAR AQUI

Carlinus

É um espanto a Maria João Pires ou o espanto de Maria João Pires

Maria João tinha ensaiado um concerto de Mozart. Foi quando viu Riccardo Chailly fazer, junto com a Orquestra do Concertgebouw de Amsterdam, a introdução de outro concerto de Mozart. Totalmente perturbada, ela diz para Chailly que ia tocar o que desse ou o que lembrava. O resultado é que ela tocou todo o concerto até o final sem cometer nenhum erro. Bem, é a Maria João, mas mesmo assim é espantoso. Como lembra FM, era um concerto de meio-dia, ou seja, ensaio aberto, basta ver pelos trajes. Mas a angústia dela e a resposta artística são de arrepiar.

Amadeus: The Complete Original Soundtrack Recording

Amadeus: A trilha sonora do filme atingiu a 56ª posição na parada de álbuns da revista americana Billboard, tornando-o uma das gravações mais populares de música clássica de todos os tempos!

Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791)
01. Symphony No. 25 in G minor, K. 183 (K. 173dB) 1st movement
02. Serenade No. 13 for strings in G major (“Eine kleine Nachtmusik”), K. 525 1st movement

Giovanni Battista Pergolesi (1710-1736)
03. Stabat mater, for soprano, alto, strings & organ in F major Quando Corpus Morietur and Amen
Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791)
04. Salieri’s March into Mozart’s Non più andrai, for piano (as used in the film, Amadeus) & Alfred Brendel
05. Serenade No. 10 for winds in B flat major (“Gran Partita”), K. 361 (K. 370a) 3rd movement
06. Die Entführung aus dem Serail (The Abduction from the Seraglio), opera, K. 384 Chorus of the Janissaries
07. Piano Concerto No. 20 in D minor, K. 466 2nd movement (Romanza) & Imogen Cooper
08. Die Entführung aus dem Serail (The Abduction from the Seraglio), opera, K. 384 Turkish Finale & Suzanne Murphy
09. Mass No. 17 for soloists, chorus & orchestra in C minor (fragment, “Great Mass”), K. 427 (K. 417a) Kyrie & Felicity Lott
10. Concerto for flute, harp & orchestra in C major, K. 299 (K. 297c) 2nd movement & Osian Ellis, William Bennett
11. Symphony No. 29 in A major, K. 201 (K. 186a) 1st movement, allegro moderato
12. Adagio and Rondo for glass harmonica, flute, oboe, viola & cello in C minor, K. 617 Adagio
13. Concerto for 2 pianos & orchestra in E flat major (“Concerto No. 10″), K. 365 (K. 316a) 3rd movement & Anne Queffelec, Imogen Cooper
14. Sinfonia concertante for violin, viola & orchestra in E flat major, K. 364 (K. 320d) 1st movement & Levon Chilingirian, Csaba Erdelyi
15. Zaide, opera, K. 344 (K. 336b) Ruhe sanft, mein holdes Leben & Felicity Lott
Giuseppe Giordani (1751-1798)
16. Caro Mio Ben for voice & piano (or orchestra) & Michele Esposito
Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791)
17. Piano Concerto No. 22 in E flat major, K. 482 3rd movement & Ivan Moravec
18. Le nozze di Figaro (The Marriage of Figaro), opera, K. 492 Act 3, Ecco la Marcia *
19. Le nozze di Figaro (The Marriage of Figaro), opera, K. 492 Act 4, Ah Tutti Contenti *

Early 18th Century Gypsy Music
20. Bubak And Hungaricus & Alfred Brendel
Antonio Salieri (1750-1825)
21. Axur, Re D’ormus, opera Finale
Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791)
22. Don Giovanni, opera, K. 527 Act 2, Commendatore scene & Richard Stilwell, John Tomlinson, Willard White
23. Piano Concerto No. 20 in D minor, K. 466 1st Movement & Christian Zacharias
24. Die Zauberflöte (The Magic Flute), opera, K. 620 Overture
25. Die Zauberflöte (The Magic Flute), opera, K. 620 Aria, “Queen of the Night” & Louisa Kennedy
26. Requiem for soloists, chorus, and orchestra, K. 626 1. Introitus
27. Requiem for soloists, chorus, and orchestra, K. 626 2. Dies Irae
28. Requiem for soloists, chorus, and orchestra, K. 626 3. Rex Tremendae Majestatis
29. Requiem for soloists, chorus, and orchestra, K. 626 4. Confutatis
30. Requiem for soloists, chorus, and orchestra, K. 626 5. Lacrimosa

* track 18: Felicity Lott, Richard Stilwell, Samuel Ramey, Isobel Buchanan, Willard White
* track 19: Richard Stilwell, John Tomlinson, Willard White, Robin Leggate, Anne Howells, Felicity Lott,
Alexander Oliver, Deborah Rees, Samuel Ramey, Patricia Payne

Amadeus: The Complete Original Soundtrack Recording – 1984
Neville Marriner (dir) & Academy of St. Martin-in-the-Fields
Marc Grauwels (dir) & Brussels Virtuosi & Thomas Bloch (track 12)

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE
MP3 320 kbps – 366,3 MB – 2,6 h
powered by iTunes 10.4.1

Boa audição.

Avicenna

Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791) – String Quintets

Me propus postar estes quintetos mozartianos, e confesso que fica difícil fazer uma postagem deste tamanho em plena terça feira. Tudo bem que estou em férias conjugais por quinze dias, mas talvez por este motivo mesmo não estou muito inspirado para escrever. Como se trata de Mozart não vejo necessidade de gastar muitas palavras. Na verdade, o que precisa ser feito neste caso é apenas ouvir.
Este box que estou disponibilizando se encontra na famosa coleção das obras completas de Mozart, que a Philips lançou há exatos 20 anos atrás, nas comemorações dos 200 anos da morte do compositor. Existem bons momentos nestes cds, mas outros deixam a desejar. No caso deste box, as interpretações estão á cargo de um quinteto liderado pelo Arthur Grumiaux, excelente violinista, e um dos grandes intérpretes do século XX. Música de primeira, tocada por excelentes músicos. Mas ainda procuro uma gravação definitiva destas obras.
Espero que satisfaça o desejo do mano PQP, que estava à cata de uma coleção como essa.
Então divirtam-se.

Wolfgang Amadeus Mozart – String Quintets

CD 1 –

01 – String Quintet [No 1] in Bb KV174 – Allegro
02 – String Quintet [No 1] in Bb KV174 – Adagio
03 – String Quintet [No 1] in Bb KV174 – Menuetto ma allegretto
04 – String Quintet [No 1] in Bb KV174 – Allegro
05 – String Quintet [No 4] in C min KV406-516b – Allegro
06 – String Quintet [No 4] in C min KV406-516b – Andante
07 – String Quintet [No 4] in C min KV406-516b – Menuetto in canone
08 – String Quintet [No 4] in C min KV406-516b – Allegro

CD 2

01 – String Quintet [No 2] in C KV515 – Allegro
02 – String Quintet [No 2] in C KV515 – Andante
03 – String Quintet [No 2] in C KV515 – Menuetto-Allegretto
04 – String Quintet [No 2] in C KV515 – Allegro
05 – String Quintet [No 3] in G min KV 516 – Allegro
06 – String Quintet [No 3] in G min KV 516 – Menuetto-Allegretto
07 – String Quintet [No 3] in G min KV 516 – Adagio ma non troppo
08 – String Quintet [No 3] in G min KV 516 – Adagio-Allegro

CD 3

01 – String Quintet [No 5] in D KV593 – Larghetto-Allegro
02 – String Quintet [No 5] in D KV593 – Adagio
03 – String Quintet [No 5] in D KV593 – Menuetto-Allegretto
04 – String Quintet [No 5] in D KV593 – Allegro
05 – String Quintet [No 6] in Eb KV614 – Allegro di molto
06 – String Quintet [No 6] in Eb KV614 – Andante
07 – String Quintet [No 6] in Eb KV614 – Menuetto-Allegretto
08 – String Quintet [No 6] in Eb KV614 – Allegro

Arthur Grumiaux – Violin I
Arpad Gérecz – Violin II
Georges Janzer – Viola I
Max Lesueur – Viola II
Eva Czako – Cello

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

FDPBach

Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791): String QUINTETS K.406 & K.516

Uma coisa que parece muito complicada para os quartetos de cordas é convidarem um quinto (e ameaçador) elemento. Só isso explica a profusão de gravações que merecem os Quartetos de Mozart em relação à pobreza de registros de seus Quintetos, os quais, em média, são MUITO MELHORES. À exceção do CD que posto hoje, não possuo os outros quintetos de Mozart em meio digital. Tenho uma edição muito antiga em vinil. Gostaria que alguém os dispusesse para o PQP Bach. Os Quintetos K. 515 e 516 são obras-primas da fase madura do compositor. No aguardo, subscrevo-me atenciosamente,

PQP Bach.

Por exemplo, ouçam o K. 516. Prestem atenção no Adagio ma non troppo e no movimento final. Onde mais? Nos quartetos? Ah, não brinca!

W. A. Mozart (1756-1791): String Quintets K.406 & K.516

1. String Quintet KV 406 – I – Allegro (7:55)
2. String Quintet KV 406 – II – Andante (4:34)
3. String Quintet KV 406 – III – Menuetto (4:28)
4. String Quintet KV 406 – IV – Allegro (6:07)

5. String Quintet KV 516 – I – Allegro (10:09)
6. String Quintet KV 516 – II – Menuetto (5:23)
7. String Quintet KV 516 – III – Adagio ma non troppo (7:35)
8. String Quintet KV 516 – IV – Adagio – Allegro (10:12)

Éder Quartet:
Jenos Selmeczi: violin
Peter Szts: violin
Sndor Papp: viola
Gyorgy Eder: cello
+
János Fehérvári: 2nd viola

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE (RapidShare)

PQP

Wofgang Amadeus Mozart – Sinfonia Concertante, K. 364, Rondo in C Major, K.373, Adagio in E major, K. 261, Concerto for Violin and Orchestra n°2, in D Major, K. 211 – Dumay, Hagen, Camerata Salzburg

Mozart novamente, e mais um CD belíssimo. Amo a Sinfonia Concertante, já há ouvi milhares de vezes em minha vida, com diversos outros intérpretes. A parceria Dumay & Hagen é de uma tal cumplicidade que beira a perfeição. Tudo bem, convenhamos, com uma música desta qualidade, até eu…. ouçam o Andante que vocês vão entender o que estou falando. Como ando muito “reflexivo” nos últimos tempos, pensando na vida e nas escolhas que fiz, confesso que não encontrei trilha sonora melhor para tal reflexão.
Ok, o cabelo do Dumay é muito esquisito com aquele topete, lembra o ex presidente Itamar Franco,não lembra? Para nosso azar, ou sorte, o Itamar não toca violino, até onde sei. Mas esse tal de Augustin Dumay é muito bom. Toca e conduz a Camerata Academica Salzburg com competência e naturalidade. É Mozart em sua essência. Sua parceira, Veronica Hagen, também é uma baita violista, e não se intimida perante as dificuldades e “pegadinhas” da obra.
Enfim, um baita disco, usando uma expressão que já está se tornando comum aqui no PQP. Sei que vocês irão gostar.

01. Sinfonia Concertante in E flat major, K. 364 (320d) 1. Allegro maestoso
02. Sinfonia Concertante in E flat major, K. 364 (320d) 2. Andante
03. Sinfonia Concertante in E flat major, K. 364 (320d) 3. Presto
04. Rondo in C major, K 373 Allegretto grazioso
05. Adagio in E major, K. 261
06. Concerto for Violin and Orchestra no. 2 in D major, K. 211 1. Allegretto mode
07. Concerto for Violin and Orchestra no. 2 in D major, K. 211 2. Andante
08. Concerto for Violin and Orchestra no. 2 in D major, K. 211 3. Rondeau. Allegro

Veronica Hagen – Viola
Camerata Academica Salzburg
Augustin Dumay – Violin & Conductor

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791) – Violin Concertos – Simon Standage – Christopher Hogwood – Academy of Ancient Music

Tudo indica que consegui resolver o problema de meu computador. Faltam apenas alguns detalhes de configuração para ele voltar ao que era antes. Creio que até o final de semana esteja tudo ok.
Muita gente tem pedido a repostagem destes concertos de Violino de Mozart com o Carmignola e com o Claudio Abbado, postagem de uns três anos atrás, creio. Porém, no momento, não é possivel fazer esta repostagem pelo simples fato de não ter mais este cd, devido a diversos problemas que tive nos últimos tempos com meu computador pessoal, onde ele estava armazenado.
Para os mais necessitados, digamos assim, por uma gravação histórica, resolvi tirar do baú esta gravação do Simon Standage, nos tempos em que ele era o spalla da “Academy of Ancient Music”, nos bons tempos do Christopher Hogwood. Esta gravação foi realizada em 1987, e o Standage ainda não tinha criado seu excelente conjunto “Colegium Musicum 90″ . Sua parceria com o Hogwood nos anos 80 rendeu gravações antológicas, alimentando mais o comércio das gravações de orquestras que tocavam com instrumentos de época. Nesta gravação específica, o violino de Standage é uma réplica de um Stradivarius de 1703.
Adoro estes concertos, já devo tê-los ouvido umas cinquenta vezes cada um. Gosto muito das gravações do Oistrakh, realizadas ainda nos anos 60, se não me engano, e entre as recentes, a Julia Fischer fez um trabalho extraordinário. Não posso esquecer de nossa eterna musa, Anne-Sophie Mutter que há uns 5 anos atrás regravou os cinco concertos, além da Sinfonia Concertante.
Um detalhe interessante: as cadenzas são do próprio Standage. O homem não é fraco não, como diziam na minha terra.

Wolfgang Amadeus Mozart – Violin Concertos – Simon Standage – Christopher Hogwood – Academy of Ancient Music

CD 1

1 Violin Concerto n°1, in B Flat major, K. 207 – I – Allegro moderato
2 II – Adagio
3 III – Presto

4 Violin Concerto n°2, in D major, K. 211 – I – Allegro moderato
5 – II – Andante
6 – III – Rondeau

7 – Violin Concerto in G Major, K. 216 – I – Allegro
8 – II – Adagio
9 – III – Rondeau: Allegro
10 – Rondo in B Flat Major, K. 269

CD 2

1 – Violin Concerto n° 4, in D Major, K. 218 – I – Allegro
2 – II – Andante Cantabile
3 – III – Rondeau: Andante gazioso
4 – Violin Concerto n°5, in D Major, K. 219 – I – Allegro aperto
5 – II – Adagio
6 – III – Rondeau: Tempo de menuetto
7 – Adagio in E major, K. 261
8 – Rondo in C Major, K. 373

Simon Standage – Violin
The Academy of Ancient Music
Christopher Hogwood – Director

CD 1 – BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE
CD 2 – BAIXE AQUI – DONWLOAD HERE
FDPBach

Wolfgang A. Mozart e Leopold Mozart – Wind Concertos

Pai e filho juntos neste delicioso CD. Leopold Mozart, pai de Wolfgang Amadeus Mozart, não foi um extraordinário compositor como o filho. Leopold é mais conhecido como o indutor do filho prodígio. Mas apesar de ser um dos principais responsáveis pela educação musical do filho, Leopold compunha. Escreveu pouco coisa. Das obras que escreveu, talvez, seja o concerto para trompete em ré maior a sua principal obra. É belíssimo. Fato curioso é que eu possuía uma versão desse concerto gravado numa fita K-7, mas obliterou-se com o tempo. Até que consegui encontrar esta gravação. Quiça seja esse um dos fatores que me impelem a fazer esta postagem. Aparecem ainda três concertos de Mozart filho. Maravilhosos. Capazes de aturdir. Numa noite solitária como essa causam lances profundos. Ouço rumores distantes na rua. Há pouco choveu. A rua foi lavada. Os becos foram lavados. A minha está lavada pela solidão. Opa! estou a tresvariar. Talvez seja a música sensível que faz vibrar a minha alma, produzindo ecos em terrenos distantes do meu ser. É a música de Mozart – filho e pai! Boa apreciação!

Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791) – Concerto para Clarinete em Lá maior, K. 622, Concerto para Trompa em Si bemol maior No. 4, K. 495 e Concerto para Oboé em Sol maior, K. 271k – “Ferlindes”

Concerto para Clarinete em Lá maior, K. 622
01. I. Allegro
02. II. Adagio
03. III. Rondo (Allegro)

Concerto para Trompa em Si bemol maior No. 4, K. 495
04. I. Allegro moderato
05. II. Romanza (Andante)
06. III. Rondo (Allegro vivace)

Concerto para Oboé em Sol maior, K. 271k – “Ferlindes”
07. I. Allegro aperto
08. II. Andante ma non troppo
09. III. Allegro

Leopold Mozart (1719-1797) – Concerto para Trompete em Ré maior
10. I. Adagio
11. II. Allegro moderato

Ensemble Orchestral de Paris
John Nelson, diretor
David Guerrier, trompa, trompete
Francois Leleux, oboé
Paul Meyer, clarinete

BAIXAR AQUI

Carlinus

W.A. Mozart (1756 – 1791) – Wind Concertos

Nesse CD constam os concertos para Flauta( Flute ), Oboé( Oboe ), Fagote( Bassoon ) e o Concerto para Trompa( Horn ) Nº 1. Quando me perguntam sobra Mozart sempre costumo falar que ele é tarado por uma escala até o tom que completa a frase. Um trinadinho aqui e ali para chegar a nota resolutiva é característico também. Mas é claro que o povo leva na brincadeira, eu sei que são características Clássicas e por aí vai. Mas eu gostaria de chamar atenção para o concerto para Fagote. Muitas pessoas acham desnecessário fagotes na orquestra, ou que o som deles é feio. Neste concerto Mozart consegue tirar toda a beleza do instrumento. Poucas vezes o fagote é usado para solos e fraseados.
Neste CD não tem o concerto para Clarineta in A. Mas tudo bem, nem tudo se resume ao tubo preto, cilíndrico e grande. Sabe como são as coisas né….
Brincadeiras a parte, boa audição.

W. A. Mozart – Wind Concertos – Concertgebouw Chamber Orchestra

1. Horn Concerto No. 1 in D major, K. 412: I. (Allegro), K. 412 Jacob Slagter
2. Horn Concerto No. 1 in D major, K. 412: II. Allegro, K. 514 Jacob Slagter
3. Flute Concerto No. 1 in G major, K. 313: I. Allegro maestoso Emily Beynon
4. Flute Concerto No. 1 in G major, K. 313: II. Adagio non troppo Emily Beynon
5. Flute Concerto No. 1 in G major, K. 313: III. Rondo: Tempo di menuetto Emily Beynon
6. Bassoon Concerto in B flat major, K. 191: I. Allegro Gustavo Nunez
7. Bassoon Concerto in B flat major, K. 191: II. Andante ma adagio Gustavo Nunez
8. Bassoon Concerto in B flat major, K. 191: III. Rondo: Tempo di menuetto Gustavo Nunez
9. Oboe Concerto in C major, K. 314: I. Allegro aperto Alexei Ogrintchouk
10. Oboe Concerto in C major, K. 314: II. Adagio non troppo Alexei Ogrintchouk
11. Oboe Concerto in C major, K. 314: III. Rondo: Allegretto Alexei Ogrintchouk

Concertgebouw Chamber Orchestra

Jacob Slagter – Horn
Emily Beynon – Flute
Gustavo Nunez – Basson
Alexei Ogrintchouk – Oboe

Clique aqui para fazer o download – Megaupload

Gabriel Clarinet

Cecilia Bartoli – Sospiri

Entre 2009 e 2010, Cecilia Bartoli foi do Sacrifizio ao Pasticcio, do Olimpo ao Mercado. Após o belíssimo álbum de 2009, Sacrificium, La Bartoli lança agora um CD para angariar mais admiradores e perder outros tantos. O disco é um rolo só. Uma mistura de gêneros, épocas e uma demonstração de um virtuosismo às vezes um tantinho vazio. Minha cara-metade, uma ouvinte de óperas e admiradora incondicional de Rossini, ficou perturbada pelos abusos cometidos em Una voce poco fa. Tive que impedi-la de atacar meu CD Player com uma garrafa de Slivovice. A tentativa de Bartoli de se tornar ainda mais popular — e precisa? — esbarrou nas limitações artísticas de um repertório pra lá de estranho e um tratamento pra lá de “modernoso”. A Diva escorregou. Aguardamos para breve sua saída do shopping.

Obs.: quem quiser baixar este CD, faça-o logo! Sua gravadora adora mandar retirar os links de La Bartoli.

Cecilia Bartoli – Sospiri

1. Handel – “Lascia la spina cogli la rosa” – Cecilia Bartoli, Les Musiciens du Louvre, Marc Minkowski
2. Vivaldi – Gelido in ogni vena – Cecilia Bartoli, Il Giardino Armonico, Giovanni Antonini
3. Giacomelli – Sposa, non mi conosci – Cecilia Bartoli, Il Giardino Armonico, Giovanni Antonini
4. Caldara – Quel buon pastor son io – Cecilia Bartoli, Il Giardino Armonico, Giovanni Antonini
5. Mozart – “Voi che sapete” – Cecilia Bartoli, Wiener Philharmoniker, Claudio Abbado
6. Mozart – “Là ci darem la mano” – Cecilia Bartoli, Bryn Terfel, Orchestra dell’accademia Nazionale di Santa Cecilia, Myung-whun Chung
7. Mozart – Laudate Dominum omnes gentes (Ps. 116/117) – Cecilia Bartoli, Orchestra dell’accademia Nazionale di Santa Cecilia, Myung-whun Chung, Coro dell’accademia Nazionale Di Santa Cecilia, Roberto Gabbiani
8. Bellini – Ah! non credea mirarti si presto estinto, o fiore – Cecilia Bartoli, Juan Diego Flórez, Orchestra La Scintilla, Alessandro de Marchi
9. Persiani – “Cari giorni” (Romanza der Ines) – Cecilia Bartoli, Orchestra La Scintilla, Adam Fischer
10. Rossini – Una voce poco fa – Cecilia Bartoli, International Chamber Soloists, Orchestra La Scintilla, Adam Fischer
11. Bellini – Casta Diva – Cecilia Bartoli, International Chamber Soloists, Orchestra La Scintilla, Adam Fischer
12. Franck – Panis Angelicus – Cecilia Bartoli, Cinzia Maurizio, Luigi Piovano, Daniele Rossi
13. Gabriel Fauré – Pie Jesu – Cecilia Bartoli, Orchestra dell’accademia Nazionale di Santa Cecilia, Myung-whun Chung, Coro dell’accademia Nazionale Di Santa Cecilia, Roberto Gabbiani, Daniele Rossi

Cecilia Bartoli, mezzo-soprano

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE (RapidShare)

Apoie os bons artistas, compre suas músicas.
Apesar de raramente respondidos, os comentários dos leitores e ouvintes são apreciadíssimos. São nosso combustível.
Comente a postagem!

PQP

Rudolf Serkin – The Incomparable – Beethoven, Brahms, Mozart

Já havia um certo tempo que eu tencionava postar este CD duplo, com peças de Beethoven, Brahms e Mozart, interpretados por Rudolf Serkin. Serkin nasceu na Boêmia, Império Astro-Húngaro. Como mostrava propensões para o piano, foi enviado para Viena aos 9 anos para estudar e aprimorar a sua técnica. Deu seu primeiro concerto aos 12 anos pela Filarmônica de Viena. Chegou a estudar composição com Schoenberg. Após mudar para os Estados Unidos na década de 30, Serkin tornou-se o solista da Filarmônica de Nova York, que tinha como diretor Arturo Toscanini. Com um curriculum tão singular, Rudolf Serkin merece o nosso respeito. Segue este CD com uma pequena mostra de seu talento. O pianista morreu em 1991, aos oitenta e oito anos. Boa apreciação desse repertório bem escolhido!

DISCO 1

Ludwig van Beethoven (1770-1827) –
Sonata para piano no. 3o em E maior, Op. 109

01. Adagio espressivo
02. Prestissimo
03. Gesangvoll, mit innigster Empfindung
04. Variation I. Molto espressivo
05. Variation II. Leggiermente
06. Variation III. Allegro vivace
07. Variation IV. Etwas langsamer als das Thema
08. Variation V. Allegro, ma non troppo
09. Variation VI. Tempo l del tema (Cantabile)

Sonata para piano no.31 in A flat maior, Op.110
10. Moderato cantabile molto espressivo
11. Allegro molto
12. Adagio, ma non troppo – Fuga. Allegro, ma non troppo

Sonata para piano no.32 em C menor, Op.111
13. Maestoso – Allegro con brio ed appassionato
14. Arietta. Adagio molto semplice e cantabile

DISCO 2

Johannes Brahms (1833-1897)
Sonata para piano e viloncelo em E menor, Op.38
01. Allegro non troppo
02. Allegretto quasi menuetto
03. Allegro

*Mstilav Rostropovich, violoncelo

Wolfgand Amadeus Mozart (1756-1791) –
Concerto para piano e orquestra no.16 em D maior, K.451
04. Allegro assai (Cadenza. Mozart)
o5. Andante
06. (Rondeau.) Allegro di molto (Cadenza. Mazart)

**Chamber Orchestra of Europe
Claudio Abbado, regente

Rudolf Serkin, piano

BAIXAR AQUI CD1
BAIXAR AQUI CD2

null

Carlinus