Nicola Porpora (1686-1768): L’amato nome, Cantatas Op. 1

Nicola Porpora (1686-1768): L’amato nome, Cantatas Op. 1

O conjunto de Cantatas da Câmara Italianas, Op. 1, de Nicola Porpora, recebe uma nova e impressionante leitura dirigida por Stefano Aresi, um dos principais intérpretes deste compositor barroco tardio. Porpora, nascido em Nápoles, levou sua nuove musiche a Londres lá por 1730. Na verdade, Porpora tentou imitar Handel, que ficou famoso (e rico?) na Inglaterra. Porpora rapidamente se deu bem com a nobreza britânica e suas 12 cantatas, embora provavelmente escritas em Nápoles, foram publicadas sob o patrocínio de Frederico Luís, príncipe de Gales. Elas desfrutaram de grande sucesso, refletindo a posição de liderança da música italiana em toda a Europa da época. Estas 12 obras são interpretadas pelas quatro cantoras do Stile Galante: Francesca Cassinari e Emanuela Galli, sopranos, Giuseppina Bridelli e Marina De Liso, contraltos. Um belo CD! Há joias espalhadas nele.

Nicola Porpora (1686-1768): L’amato nome, Cantatas Op. 1

CD1
01. All’altezza reale di Federico Prencipe reale di Vallia, Op. 1, Cantata V: Scrivo in te ‘amato nome
02. All’altezza reale di Federico Prencipe reale di Vallia, Op. 1, Cantata V: O pianta avventurosa
03. All’altezza reale di Federico Prencipe reale di Vallia, Op. 1, Cantata V: Per te d’amico Aprile
04. All’altezza reale di Federico Prencipe reale di Vallia, Op. 1, Cantata X: Oh se fosse il mio core
05. All’altezza reale di Federico Prencipe reale di Vallia, Op. 1, Cantata X: Se lusinga il labbro e ‘l ciglio
06. All’altezza reale di Federico Prencipe reale di Vallia, Op. 1, Cantata X: Mi fa barbara e ingrata
07. All’altezza reale di Federico Prencipe reale di Vallia, Op. 1, Cantata X: Sento pietade
08. All’Altezza Reale Di Federico Prencipe Reale Di Vallia, Op. 1, Cantata VIII: Or Che Una Nube Ingrata
09. All’Altezza Reale Di Federico Prencipe Reale Di Vallia, Op. 1, Cantata VIII: Senza Il Misero Piacer
10. All’Altezza Reale Di Federico Prencipe Reale Di Vallia, Op. 1, Cantata VIII: M’Intendi? Io Tutto Dissi
11. All’Altezza Reale Di Federico Prencipe Reale Di Vallia, Op. 1, Cantata VIII: Contemplar Almen Chi S’Ama
12. All’altezza reale di Federico Prencipe reale di Vallia, Op. 1, Cantata III: Tirsi chiamare a nome
13. All’altezza reale di Federico Prencipe reale di Vallia, Op. 1, Cantata III: Se in amor che sia vicino
14. All’altezza reale di Federico Prencipe reale di Vallia, Op. 1, Cantata III: Sì, sì, benché l’aspetto
15. All’altezza reale di Federico Prencipe reale di Vallia, Op. 1, Cantata III: So ben che la speranza
16. All’altezza reale di Federico Prencipe reale di Vallia, Op. 1, Cantata IX: Destatevi, o pastori
17. All’altezza reale di Federico Prencipe reale di Vallia, Op. 1, Cantata IX: Nei campi e nelle selve
18. All’altezza reale di Federico Prencipe reale di Vallia, Op. 1, Cantata IX: Tornerò fra le gregge
19. All’altezza reale di Federico Prencipe reale di Vallia, Op. 1, Cantata IX: Silvio amante disperato
20. All’altezza reale di Federico Prencipe reale di Vallia, Op. 1, Cantata VI: Già la notte s’avvicina
21. All’altezza reale di Federico Prencipe reale di Vallia, Op. 1, Cantata VI: Lascia una volta, o Nice
22. All’altezza reale di Federico Prencipe reale di Vallia, Op. 1, Cantata VI: Non più fra’ sassi algosi

CD2
01. All’altezza reale di Federico Prencipe reale di Vallia, Op. 1, Cantata XI: Oh Dio, che non è vero
02. All’altezza reale di Federico Prencipe reale di Vallia, Op. 1, Cantata XI: Quella ferita
03. All’altezza reale di Federico Prencipe reale di Vallia, Op. 1, Cantata XI: Passano i fiumi e i rivi
04. All’altezza reale di Federico Prencipe reale di Vallia, Op. 1, Cantata XI: Se mi prestasse i vanni
05. All’altezza reale di Federico Prencipe reale di Vallia, Op. 1, Cantata IV: Queste che miri, o Nice
06. All’altezza reale di Federico Prencipe reale di Vallia, Op. 1, Cantata IV: Sei mio ben, sei mio conforto
07. All’altezza reale di Federico Prencipe reale di Vallia, Op. 1, Cantata IV: Credimi, sì, mio sole
08. All’altezza reale di Federico Prencipe reale di Vallia, Op. 1, Cantata IV: Amo, né sarà mai
09. All’altezza reale di Federico Prencipe reale di Vallia, Op. 1, Cantata VII: Veggo la selva e il monte
10. All’altezza reale di Federico Prencipe reale di Vallia, Op. 1, Cantata VII: Le direi mormorando fra’ sassi
11. All’altezza reale di Federico Prencipe reale di Vallia, Op. 1, Cantata VII: Poscia quando il pasto guida
12. All’altezza reale di Federico Prencipe reale di Vallia, Op. 1, Cantata VII: Ma la selva, il monte, intanto
13. All’altezza reale di Federico Prencipe reale di Vallia, Op. 1, Cantata II: Nel mio sonno almen talora
14. All’altezza reale di Federico Prencipe reale di Vallia, Op. 1, Cantata II: Pria dell’aurora, o Fille
15. All’altezza reale di Federico Prencipe reale di Vallia, Op. 1, Cantata II: Partì con l’ombra, è ver
16. All’altezza reale di Federico Prencipe reale di Vallia, Op. 1, Cantata I: D’Amore il primo dardo
17. All’altezza reale di Federico Prencipe reale di Vallia, Op. 1, Cantata I: Fra gl’amorosi lacci
18. All’altezza reale di Federico Prencipe reale di Vallia, Op. 1, Cantata I: Ch’io mai vi possa
19. All’altezza reale di Federico Prencipe reale di Vallia, Op. 1, Cantata XII: Dal povero mio cor
20. All’altezza reale di Federico Prencipe reale di Vallia, Op. 1, Cantata XII: Mensogniera dici
21. All’altezza reale di Federico Prencipe reale di Vallia, Op. 1, Cantata XII: Pallido, ancor tremante
22. All’altezza reale di Federico Prencipe reale di Vallia, Op. 1, Cantata XII: Ha scogli e rie procelle

Stefano Aresi
Stile Galante

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE

Nicola Porpora se fazendo de gostoso.
Nicola Porpora se fazendo de gostoso.

PQP

Il diario di Chiara – Music from La Pietà in Venice in the 18th Century

Il diario di Chiara – Music from La Pietà in Venice in the 18th Century

Este é um disco de música barroca italiana que se baseia em três concertos escritos para Chiara, mas também para outras destacadas violinistas do Ospedale della Pieta, com os quais Vivaldi esteve especialmente associado. Há dois concertos de Vivaldi aqui, mas também de vários outros compositores. Chiara coletou essas peças em seu diário – daí o título do disco. O que torna este CD especial é a Europa Galante e Fabio Biondi. Eles são sensacionais. Brilham nos movimentos mais vivos, mas também trazem beleza e emoção nos movimentos mais lentos. A interpretação é vigorosa, apaixonado e reflexiva, conforme o apropriado em cada momento.

Mas quem eram estas meninas do Ospedale? O Ospedale della Pietà é uma casa fundada em 1346 pelo governo de Veneza a fim de receber meninas órfãs ou abandonadas, que muitas vezes lá permaneciam por toda a vida, caso não fossem adotadas. Meninos eram aceitos apenas temporariamente, devendo partir aos 16 anos após aprenderem ofícios simples como carpintaria.

A Roda dos Expostos

A Roda dos Expostos

O Ospedale tinha a chamada Roda dos Expostos ou Roda dos Enjeitados. Tais mecanismos ficavam nas fachadas de instituições religiosas, embutidas na parede, dando para a rua. Consistiam em mecanismos utilizados para abandonar os recém-nascidos indesejados, que assim ficavam ao cuidado da instituição. O mecanismo era uma caixa cilíndrica que girava sobre um eixo vertical com uma portinhola ou apenas uma abertura. Quem desejava abandonar um recém-nascido, colocava ali seu filho e girava o cilindro, dando meia volta. Desta forma, quem abandonava a criança não era visto por quem a recebia. As rodas também serviam para que pessoas piedosas oferecessem anonimamente alimentos e medicamentos a tais casas. As crianças eram normalmente filhas de pessoas pobres, para quem seria um peso receber mais uma boca para alimentar, ou filhas de mães solteiras, nobres ou burguesas, que não desejavam ver descoberta sua gravidez.

A imagem clássica de Vivaldi

A imagem clássica de Vivaldi

Muitas mães que entregavam seus filhos a tais instituições ofereciam-se depois como amas-de-leite e talvez amamentassem a própria filha ou filho.

As meninas eram abandonadas em maior número do que os meninos. A causa é bastante óbvia. Os meninos representariam uma força futura de trabalho produtivo e possibilidade de lucro, enquanto a ideia do sexo feminino como investimento ou lucro não existia. Tais instituições eram planejadas como moradias temporárias, mas frequentemente tornavam-se lugar definitivo. No orfanato, havia a garantia de alimentação, educação e cama.

Como o Ospedale della Pietà era um convento, orfanato e escola musical para mulheres, lá havia uma orquestra. A fama da orquestra de meninas era imensa e os concorridos concertos eram assistidos pela aristocracia veneziana e estrangeira. Havia todo um mistério, pois os concertos eram realizados atrás de um biombo que impedia que a plateia visse as intérpretes. Jean-Jacques Rousseau, de passagem por Veneza, assim descreveu sua impressão dos concertos e das intérpretes. Peço-vos que perdoem a falta de correção política do parágrafo de Rousseau.

Concerto no Ospedale

Concerto no Ospedale

“Não posso conceber nada mais voluptuoso, nada mais emocionante do que esta música. Desejava ver quem eram estas meninas exiladas, de quem apenas sua música atravessava as grades, as quais certamente ocultavam anjos adoráveis. Um dia comentei o fato na casa de um rico senhor veneziano. ‘Se estais tão curioso para ver estas mocinhas, posso facilmente satisfazer-vos a vontade. Sou um dos administradores da casa, e vos convido a lanchar com elas’, disse-me. Quando me dirigia com ele à sala que abrigava as desejadas beldades, senti tamanha agitação de amor como jamais experimentara. Meu guia apresentou-me uma após outra àquelas afamadas cantoras e instrumentistas, cujas vozes, sons e nomes já me eram todos conhecidos. ‘Vem, Sofia’… Ela era horrenda. ‘Vem, Cattina’…. Ela era cega de um olho. ‘Vem, Bettina’… A varíola a havia desfigurado. Mal haveria uma ou outra sem qualquer defeito considerável. Duas ou três eram apresentáveis. Fiquei desolado. Durante o encontro, elas se alegraram. Encontrei charme em algumas delas. Finalmente minha maneira de as considerar mudou tanto que quase me enamorei daquelas meninas disformes.”

Sim, é claro que as famílias também colocavam na Roda dos Expostos alguns de seus filhos que tivessem nascido com alguma deformidade física, mas o mais importante é acentuar o fato de que Vivaldi, projetava e providenciava instrumentos especiais para que estas meninas pudessem tocar.

Il diario di Chiara – Music from La Pieta in Venice in the 18th Century

Giovanni Porta
Sinfonia in D Major (rev. F. Biondi)
1 I. Allegro 1:38
2 II. Largo 1:49
3 III. Allegro 1:24

Antonio Vivaldi
Sinfonia for Strings in G Major, RV 149
4 I. Allegro molto 1:54
5 II. Andante 1:35
6 III. Allegro 3:01

Nicola Porpora
Sinfonia da camera in G Major, Op. 2, No. 1
7 I. Adagio 1:49
8 II. Allegro 4:17

Antonio Vivaldi
Oboe Concerto in F Major, RV 457 (arr. for violin and orchestra)
9 I. Allegro 4:42
10 II. Andante 3:45
11 III. Allegro 3:55

Antonio Martinelli
Concerto for Viola d’amore and Strings in D Major, “Per la S.ra Chiaretta”
12 I. Allegro assai 4:14
13 II. Adagio 3:06
14 III. Allegro 3:58

Antonio Martinelli
Violin Concerto in E Major, “Dedicato all S.ra Chiara” (rev. F. Biondi)
15 I. Maestoso 6:30
16 II. Grave 3:06
17 III. Allegro spiritoso 4:40

Gaetano Latilla
Sinfonia in G Major (rev. F. Biondi)
18 I. Allegro 2:11
19 II. Mezza voce andantino 3:06
20 III. Presto 4:40

Fulgenso Perotti
Grave for Violin and Organ in G Minor (from “Il Diario di Chiara”)
21 I. Adagio 2:56

Andrea Bernasconi
Sinfonia in D Major (rev. F. Biondi)
22 I. Allegro 2:09
23 II. Andantino 2:59
24 III. Presto assai 1:43

Europa Galante
Fabio Biondi

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE

PQP

Nicola Porpora (1686-1768): Or si m’aveggio, oh Amore – Cantatas for Soprano

Coisa linda esse disco de Cantatas de Nicola Porpora. Ele foi mais um napolitano brilhante cuja carreira foi prejudicada pelo fato de seu estilo ter ficado fora de moda ao final de sua vida. Como nós estamos longe das questões em voga na época de Porpora, fruímos alegremente a boa qualidade de sua música. Ele foi muito conhecido e respeitado em sua época, tendo andado de corte em corte. Trabalhou em Dresden, Viena e voltou para Nápoles. Atenção para a fluência dos recitativos — coisa rara — deste homem que foi um intelectual que conhecia profundamente os livros e principalmente a poesia de sua época. Porpora, gente, foi grande.

Nicola Porpora (1686-1768): Or si m’aveggio, oh Amore – Cantatas for Soprano

Or sì m’avveggio, oh Amore, cantata for voice, cello & orchestra
1 Recitative. Or sì m’avvegio, oh Amore 1:17
2 Aria. Dolce pace, lieta calma 5:28
3 Recitative. Più che nel ciel tra’ Numi 1:18
4 Aria. S’asconde Amor nel volto 3:39

Credimi pur che t’amo, cantata for voice & orchestra
5 Sinfonia. Presto 0:46
6 Sinfonia. Andante, e spiritoso 1:30
7 Sinfonia. Allegro 1:24
8 Recitative. Credimi pur che t’amo 0:54
9 Aria. Sì, sì t’adoro ma 3:55
10 Recitative. Sarò pur nell’amarti 0:51
11 Aria. Amami e non languir 4:34

Già la notte s’avvicina (La pesca), cantata for voice & orchestra, Op. 1/4
12 Aria. Già la notte s’avvicina 4:59
13 Recitative. Lascia una volta, oh Nice 1:48
14 Aria. Non più fra sassi algosi 4:49

Or che d’orrido verno, cantata for soprano, flute, strings & continuo
15 Sinfonia 1:35
16 Sinfonia 1:02
17 Recitative. Or che d’orrido Verno 1:32
18 Aria. Lungi dal ben che s’ama 7:57
19 Recitative. Pur fra tanta mia pena 1:06
20 Aria. Nocchier che mira 4:43

Elena Cecchi Fedi: Soprano
Carlo Ipata: Flauto and Direttore

Auser Musici:
Luca Ronconi, Heilke Wulff: Violino
Maurizio Borzone: Viola
Alessandro Palmeri: Violoncello
Riccardo Coelati: Contrabbasso
Francesco Romano: Tiorba
Daniele Boccaccio: Clavicembalo

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE

Elena Cecchi Fedi com parte da turma do disco.
Elena Cecchi Fedi com parte da turma do disco.

PQP

Cecilia Bartoli e seus castrati: Sacrificium (2009) – REVALIDADO

1. É CD para ser comprado. Ele vem acompanhado de um livrinho de 108 páginas chamado “A-Z of the castrato”, além de 3 bônus tracks que não tenho aqui. Já encomendei o meu.

2. Cecilia Bartoli não é mais uma dessas divas que ficam pegando repertórios mais ou menos óbvios para (re)lançar em suas coletâneas. Ela transformou tais discos em obras de arte. E de tese.

3. Ela é a campeã dentre as mezzo. Este CD vendeu 500.000 cópias nos primeiros 30 dias depois do lançamento. E ela não está cantando Abba nem Beatles, está cantando música rara, de primeira linha, acompanhada de um conjunto fantástico que utiliza instrumentação original. Ou seja, não há embuste ou concessão.

4. Ela é a campeã porque canta divinamente. Ela não sai em revistas de moda, não mostra o umbigo em decotes e passaria desapercebida na rua (apesar de eu achá-la linda).

5. Ela não canta óperas de Wagner. Alega não ter alcance. Não é a mulher perfeita???

6. Ah, a edição de luxo, a das 109 páginas + bonus CD, só importando. Reclamações noutro guichê.

Deixemo-la explicar o CD:

Vejam a louca entrando no palco… (e depois cantando):

E mais um:

Bem, o CD é sobre os castrati, meninos de boa voz que eram castrados a fim de mantê-la intacta. A esmagadora maioria não vingava e acabava prostituída nas ruas. A igreja, na época, impedia as mulheres de cantarem em seus atos religiosos e, bem, alguém tinha que fazer os agudos, né? Mas a absurda história destes mutilados está disponível em todo o lugar. O que me interessa é dizer que trata-se de mais um esplêndido trabalho da cantora preferida das gentes: Cecilia Bartoli.

IM-PER-DÍ-VEL !!!!

Cecilia Bartoli — Sacrificium (2009)

1. Nicola Porpora – Come nave in mezzo [ 4:05] allonde [Siface] [ ]
2. Antonio Caldara – Profezie di me diceste [ 7:38] [Sedecia] [ ]
3. Francesco Araia – Cadro ma qual si mira [ 6:16] [Berenice] [ ]
4. Nicola Porpora – Parto ti lascio o cara [10:48] [Germanico in Germania] [ ]
5. Nicola Porpora – Unsignolo sventuratom [ 5:12] [Siface] [ ]
6. Carl Heinrich Graun – Misero pargoletto [10:08] [Demofoonte] [ ]
7. Nicola Porpora – In braccio a mille furie [ 2:52] [Semiramide riconosciuta] [ ]
8. Leonardo Leo – Qual farfalla [Zenobia in [ 5:29] [Palmira] [ ]
9. Nicola Porpora – Nobil onda [Adelaide] [ 4:56]
10.Carl Heinrich Graun – Deh tu bel Dio [ 3:43] damore [Adriano in Siria] [ ]
11.Leonardo Vinci – Chi temea Giove regnante [ 6:20] [Farnace] [ ]
12.Antonio Caldara – Quel buon pastor son io [10:29] [La morte dAbel fugura di quella…] [ ]

Cecilia Bartoli
Il Giardino Armonico
Giovanni Antonini

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

Apoie os bons artistas, compre suas músicas.
Apesar de raramente respondidos, os comentários dos leitores e ouvintes são apreciadíssimos. São nosso combustível.
Comente a postagem!

PQP