Franz Schubert (1797-1828): Quinteto para Cordas — Lieder

IM-PER-DÍ-VEL !!!

Que alegria divulgar um CD como este! O Quarteto Ebène junta-se ao cellista Gautier Capuçon para fazerem o sublime Quinteto para dois violinos, viola e dois violoncelos. Posso chutar com boa dose de segurança que é a obra de câmara mais longa escrita por Schubert. Mas não se trata apenas de horizontalidade, também é uma obra gigantesca no sentido vertical. Todos os movimentos são perfeitos e contrastantes. Coisa de gênio de cabo a rabo. O que é aquele adágio? Como ele combina com o Scherzo que o segue! E os belíssimos movimentos inicial e final? Depois o grupo toca uma série de canções (lieder) de Schubert especialmente arranjadas pelo violoncelista do Ebène, Rapphael Merlin, e cantadas pelo barítono alemão Matthias Goerne. Olha, que disco! Ouçam, comprem, furem o CD de tanto ouvir! Afinal, mesmo no Brasil, com nossa situação e nossos “líderes”, a gente merece ser feliz e ver-escutar a beleza, né?

Franz Schubert (1797-1828): Quinteto para Cordas — Lieder

01. String Quintet in C Major, D. 956: I. Allegro ma non troppo
02. String Quintet in C Major, D. 956: II. Adagio
03. String Quintet in C Major, D. 956: III. Scherzo & Trio
04. String Quintet in C Major, D. 956: IV. Allegretto

05. Die Götter Griechenlands, D. 677
06. Der Tod und das Mädchen, D. 531
07. Der Jüngling und der Tod, D. 545
08. Atys, D. 585
09. Der liebliche Stern, D. 861

Quatour Ebène
Gautier Capuçon, cello
Matthias Goerne, barítono

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE

Foto tirada quando da gravação deste CD

Foto tirada quando da gravação deste CD

PQP

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Franz Schubert (1797-1828): Sinfonias Nº 8 “Inacabada” e 9 “A Grande”

IM-PER-DÍ-VEL !!!

A Orquestra Filarmônica de Berlim tem uma curiosa história recente. Com Herbert von Karajan tinha glamour, grana e resultados artísticos quase sempre de segunda linha. Melhorou muito com Abbado e Rattle, mas perdeu a grande fama, em boa parte ancorada pelas copiosas gravações de HvK para a DG. Só que, mesmo na época de baixaria artística, quando se apresentava com regentes convidados, destes que chegam para cumprir alguns concertos e vão embora, a orquestra arrasava. Por exemplo, quando pegou um gênio como Günter Wand, rendeu como nunca. Esta é uma gravação ao vivo que comprova o fato.

As duas sinfonias finais de Schubert estão translúcidas, claras e absolutamente cantantes. O velhinho Wand deu um jeito de iluminar as partituras como raramente se vê. Coisa de louco.

Franz Schubert (1797-1828): Sinfonias Nº 8 “Inacabada” e 9 “A Grande”

CD1
1. Sinfonie Nr. 8 h-moll Symphony No.8 B Minor ‘Unvollendete – Unfinished’ D 759: Allegro moderato
2. Sinfonie Nr. 8 h-moll Symphony No.8 B Minor ‘Unvollendete – Unfinished’ D 759: Andante con moto

CD2
3. Symphony No. 9 C Major ‘The Great’ D 944: Andante – Allegro ma non troppo
4. Symphony No. 9 C Major ‘The Great’ D 944: Andante con moto
5. Symphony No. 9 C Major ‘The Great’ D 944: Scherzo: Allegro vivace
6. Symphony No. 9 C Major ‘The Great’ D 944: Finale: Allegro vivace

Berlin Philharmonic Orchestra
Günter Wand

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE

Wand: um gênio

Wand: um gênio

PQP

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Franz Schubert (1797-1828): Quarteto No 14 “A Morte e a Donzela” D 810 , Quinteto D 956

IM-PER-DÍ-VEL !!!

Clica antes aqui, malandro! Depois clica ali embaixo no melhor disco de 2014 na categoria Chamber da revista Gramophone. Ah, pois é, né?

Bom, isso aqui é discoteca básica, né? Quem não conhece essas obras é mulher do padre. Para melhorar, esta gravação foi uma das vencedoras do Prêmio Gramophone de 2014. O Pavel Haas Quartet trouxe suas habilidades a duas obras-primas da música de câmara. A Morte e a Donzela parte de um lied de Schubert que está no segundo movimento do Quarteto. Se a Morte é uma obra-prima, o que dizer do Quintetão? Ele tem uma formação incomum, com dois violoncelos. Foi escrito dois meses antes da morte do compositor. A instrumentação dá-lhe uma sonoridade quase orquestral. O cello excedente foi confiado ao excepcional violoncelista alemão-japonês Danjulo Ishizaka, cujas qualidades foram descritas por Mstislav Rostropovich: “Um fenômeno de capacidade técnica, perfeito em seu poder criativo musical”.

Franz Schubert (1797-1828): Quarteto No 14 “A Morte e a Donzela” D 810 , Quinteto D 956

1. String Quartet No. 14 in D Minor, D. 810, “Death and the Maiden”: I. Allegro 11:32
2. String Quartet No. 14 in D Minor, D. 810, “Death and the Maiden”: II. Andante con motto 13:34
3. String Quartet No. 14 in D Minor, D. 810, “Death and the Maiden”: III. Scherzo – Allegro molto 3:50
4. String Quartet No. 14 in D Minor, D. 810, “Death and the Maiden”: IV. Presto 8:53

1. String Quintet in C Major, Op. 163, D. 956: I. Allegro, ma non troppo 19:56
2. String Quintet in C Major, Op. 163, D. 956: II. Adagio 14:43
3. String Quintet in C Major, Op. 163, D. 956: III. Scherzo. Presto – Trio. Andante sostenuto 9:39
4. String Quintet in C Major, Op. 163, D. 956: IV. Allegretto 9:31

Danjulo Ishizaka, violoncelo no Quintetão
Pavel Haas Quartet

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE

Esse pessoal do Pavel Haas é bom pacas.

Esse pessoal do Pavel Haas é bom pacas.

PQP

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Franz Schubert (1797-1828): Sinfonias Nº 8 e 9

Este grande CD tem a regência do saudoso veneziano Giuseppe Sinopoli. Sua surpreendente morte, aos 54 anos, ocorreu enquanto conduzia a ópera Aida, de Giuseppe Verdi, na Ópera Alemã de Berlim. Muito triste, muito digno. Sua versão para a Nona de Schubert — uma das melhores sinfonias compostas em todos os tempos — é uma grande referência. Passei três dias ouvindo exclusivamente este disco maravilhoso. Devo ter ouvido umas sete vezes. Achei que vocês poderiam fazer o mesmo.

Franz Schubert (1797-1828): Sinfonias Nº 8 e 9

Symphony No.8 in B minor, D 759 “Unfinished”
1. Sym no.8 in b, D 759 ‘Unfinished’: 1. Allegro moderato
2. Sym no.8 in b, D 759 ‘Unfinished’: 2. Andante con moto

Symphony No.9 in C major, D 944 “The Great”
3. Sym no.9 in C, D 944 ‘The Great’: 1. Andante-Allegro ma non troppo
4. Sym no.9 in C, D 944 ‘The Great’: 2. Andante con moto
5. Sym no.9 in C, D 944 ‘The Great’: 3. Scherzo. Allegro vivace-Trio
6. Sym no.9 in C, D 944 ‘The Great’: 4. Allegro vivace

Staatskapelle Dresden
Giuseppe Sinopoli

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE

Giuseppe Sinipoli (1946-2001)

Giuseppe Sinipoli (1946-2001)

PQP

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Franz Schubert (1797-1828): Quinteto de Cordas, D. 956

IM-PER-DÍ-VEL !!!

Sem dúvida, um dos dez discos que levaria para a ilha deserta. Uma coisa espantosa! Se o Melos Quartett já era maravilhoso sozinho, imaginem-no acrescido de um Rostropovich em plena forma, no ano de 1977. E o repertório? O que há que não seja perfeito no Quinteto com duplo violoncelo de Schubert?

Em um jantar muito pouco sério na última terça-feira com um grupo de velhos amigos, um deles disse que jamais, de modo algum, alguém que tenha sofrido uma recente desilusão amorosa deveria ouvir o Adágio deste Quinteto. Cortaria os pulsos. Wittgenstein, que conhecia bem esta música, certa vez se referiu a um “tipo fantástico e único de grandeza” que ela representa. Aqui, a linguagem não faltou ao autor do Tractatus Logico-Philosophicus. O trabalho de Schubert data dos últimos meses de sua curta vida, quando o compositor estava criando enorme música a um ritmo inacreditável. Bem, como já disse, esta versão do grande Quinteto para cordas D. 956 é extraordinária. Excelente som, excelente conjunto e uma profundidade sem precedentes. A revista Gramophone garante: “Provavelmente, a melhor versão. O Melos Quartet Stuttgart era um dos melhores conjuntos de câmara de sua época e o envolvimento do mítico Rostropovich no segundo violoncelo teve um resultado que as palavras não acompanham. Um CD que deve ser conhecido. O segundo movimento (Adágio) é simplesmente mágico”.

Franz Schubert (1797-1828): Quinteto de Cordas, D. 956

[01] I. Allegro ma non troppo
[02] II. Adagio
[03] III. Scherzo: Presto – Trio: Andante sostenuto
[04] IV. Allegretto

Melos Quartett
Mstislav Rostropovich, cello

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE

Mstislav Rostrpovich

Mstislav Rostropovich | Gravura de William Perriam

PQP

 

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Vários compositores: Piano Rarities · Vol. 1 Transcriptions

Um disco gentil e agradável. Nada demais, mas também nada indigno. Chama a atenção, é claro, as transcrições para piano do lied An Sylvia, de Schubert, e do Adagietto da Quinta Sinfonia de Mahler. Cyprien Katsaris é um virtuose daqueles que fazem uma brilhatura e sorriem. Ele ama transcrições, tanto que já gravou a integral das Sinfonias de Beethoven transcritas por Liszt. Mas sua maior aventura foi ter gravado uma rara versão para piano de A Canção da Terra, de Gustav Mahler com Brigitte Fassbaender e Thomas Moser. Em registros mais sérios, está gravando todos os Concertos para Piano de Mozart. Olha, com o espírito que ambos têm, Mozart e Katsaris, acho que deve ser uma boa ouvir. É um sujeito peculiar esse pianista.

Vários compositores: Piano Rarities · Vol. 1 Transcriptions

1 Fritz Kreisler (1875-1962) · Praeludium and Allegro in the style of Pugnani
2 Robert Schumann (1810-1856) · MondNacht, op. 39 no. 5
3 Franz Schubert (1797-1828) · Gesang (An Sylvia), op. 106 no. 4, D. 891
4 Richard Wagner (1813-1883) · Der Engel (no. 1 from Wesendonck-Lieder)
5 Richard Strauss (1864-1949) · Zueignung, op. 10 no. 1
6 Gustav Mahler (1860-1911) · Adagietto (from Symphony no. 5)
7 Federico Mompou (1893-1987) · Damunt de tu només les flors
8 Francisco Táregga (1852-1909) · Recuerdos de la Alhambra
9 Agustín Barrios Mangoré (1885-1944) · Chôro Da Saudade
10 Georges Bizet (1838-1875) · Adieux de l’Hôtesse arabe
11 Gabriel Fauré (1845-1924) · Nell, op. 18 no. 1
12 Léo Delibes (1836-1891) · Valse (from Coppélia ou la Fille aux yeux d’émail)
13 Stanislaw Moniuszko (1819-1872) · Gwiazdka
14 Sergei Rachmaninov (1873-1943) · Vocalise
15 Reinhold Glière (1875-1956) · Valse (from The Bronze Horseman)

Cyprien Katsaris, piano

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE

Cyprien Katsaris: a cara deste CD

Cyprien Katsaris: a cara deste CD

PQP

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Brahms / Schubert: Sonatas para Violoncelo

A violoncelista não é um Lynn Harrel e nem o pianista é um Ashkenazy, também não são Rostropovich e Serkin (nas Sonatas de Brahms, lembram?), nem Rostropovich e Britten (na Arpeggione), mas vá lá, porque o repertório é absolutamente esplêndido. Estas são Sonatas que estão no centro do repertório camarístico do violoncelo. Trazem extraordinária beleza, romantismo, lirismo, danças, agressividade, tudo. As duas Sonatas de Brahms são extraordinárias em seus temas e estruturas. Já a Arpeggione é o Schubert que canta, canta e canta. A violoncelista Chiesa parece saiu-se melhor no Schubert, mais italiano, mas não decepciona no Brahms, não.

Brahms / Schubert: Sonatas para Violoncelo

Johannes Brahms
Sonata for Cello and Piano No.1 in E minor, Op.38
1. I – Allegro non troppo
2. II – Allegretto quasi Menuetto
3. III – Allegro

Sonata for Cello and Piano No.2 in F, Op.99
4. I. Allegro vivace
5. II. Adagio affettuoso
6. III. Allegro passionato
7. IV. Allegro molto

Franz Schubert
Sonata for Arpeggione and Piano in A minor, D.821
5. I. Allegro moderato 11:42
6. II. Adagio – 4:10
7. III. Allegretto 8:45

Silvia Chiesa, cello
Maurizio Baglini, piano

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE

Brahms

PQP

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Schubert / Beethoven / Rameau / Brahms: Impromptus / Hammerklavier e outras peças

IM-PER-DÍ-VEL !!!

Grigory Sokolov (1950) é um artista excepcional, uma lenda. Ele é considerado um dos maiores pianistas vivos e é adorado pelo publico em concertos sempre esgotados. Seu álbum de estreia na Deutsche Grammophon foi um enorme sucesso e é ainda o disco mais vendido pelo selo em 2016. Sokolov retorna com mais uma excelente gravação ao vivo — realizadas durante concertos em Varsóvia e Salzburgo — como gosta de fazer. Eu também as prefiro aos registros 100% corretos — e às vezes engessados — dos estúdios de gravação. O repertório é absolutamente fantástico. Vamos dos melodiosos Impromptus de Schubert, fazendo um descanso nas três peças para piano do mesmo compositor e para depois adentrar a mais lenta Sonata Hammerklavier que conheço. São 53 minutos! Depois vamos para a leveza de Rameau e finalizamos com a densidade de Brahms. E, curiosamente, tudo combina direitinho. Um CD que está no mais sublime grau de poesia e intimidade.

Schubert / Beethoven / Rameau / Brahms: Impromptus / Hammerklavier e outras peças

CD1:
Franz Schubert – Impromtus D 899
1. No.1
2. No.2
3. No.3
4. No.4

Franz Schubert – Three Piano Pieces D 946
5. No.1
6. No.2
7. No.3

CD2:
Ludwig van Beethoven – Piano Sonata No.29, Op.106 ‘Hammerklavier’
01. I. Allegro
02. II. Scherzo. Assai vivace
03. III. Adagio sostenuto
04. IV. Largo – Allegro risoluto

Jean-Philippe Rameau
05. Premier livre de pieces de clavecin / Suite In D Minor-Major (1724) – 2. Les tendres plaintes (Live)
06. Premier livre de pieces de clavecin / Suite In D Minor-Major (1724) – 17. Les tourbillons (Live)
07. Premier livre de pieces de clavecin / Suite In D Minor-Major (1724) – 18. Les cyclopes (Live)
08. Premier livre de pieces de clavecin / Suite In D Minor-Major (1724) – 15. La follette (Live)
09. Nouvelles suites de pièces de clavecin / Suite In G Major – 6. Les sauvages (Live)

Johannes Brahms
10. Intermezzo, Op.117 No.2

Grigory Sokolov, piano

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE

Grigory Sokolov

Grigory Sokolov: poesia e intimidade

PQP

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Voz Ativa Madrigal: Pro Nobis (Acervo PQPBach)

qovs4nProdução independente do Voz Ativa Madrigal, gravado no ano de 2000, este CD é composto por músicas sacras de diversos períodos da história da música, desde o Barroco até o Contemporâneo.

Repostagem com novos e atualizados links.

Um dos objetivos deste disco foi o registro de peças da música brasileira, incluindo composições do período colonial de André da Silva Gomes e Manoel Dias de Oliveira. Destaque especial para Heitor Villa-Lobos de quem o grupo foi o primeiro a receber autorização para registro de Ave Maria. Também inclui uma peça escrita especialmente para compor o repertório deste trabalho, de Robson Cavalcante.
Este é o primeiro registro do PROMUSA – Projeto de Música Sacra, concebido e levado a efeito pelo Voz Ativa Madrigal.
(http://www.vozativamadrigal.com.br/vam05/discos.htm#PRONOBIS)

Giuseppe Antonio Pitoni (1675-1743)
01. Christus factus est
Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791)
02. Ave verum corpus
03. Laudate Dominum
André da Silva Gomes (Lisboa, 1752 – São Paulo, SP, 1844)
04. O vos omnes
Franz Schubert (1797-1828)
05. Chor der engel
Anton Bruckner (Austria, 1824-1896)
06. Ave Maria
07. Tota pulchra es Maria
Heitor Villa-Lobos (1887-1959)
08. Ave Maria
09. Ave verum
Gyorgy Deak-Bardos (1905-1991)
10. Eli! Eli!
Manoel Dias de Oliveira (São José del Rey [Tiradentes], 1735-1813)
11. Surrexit Dominus (Moteto para procissão de Domingo de Páscoa)
Robson Barata Cavalcante (1962 – )
12. Ave Maris Stella

Pro Nobis – 2000
Voz Ativa Madrigal
Maestro Ricardo Barbosa

Este CD pertence ao acervo do musicólogo Prof. Paulo Castagna. Não tem preço !!!
.
2jcbrls

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE
XLD RIP | FLAC 197,9 MB | HQ Scans 10,5 MB |

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE
MP3 320 kbps – 129.0 MB – 39,2 min
powered by iTunes 10.6.3

.

 

Boa audição.

2uei2kk

 

 

 

 

 

 

 

Avicenna

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Anne Gastinel – Romantique

anne_gastinel-romantiqueAnne Gastinel já há algum tempo é um dos grandes nomes do violoncelo. Francesa, nasceu em 1971 na pequena cidade de  Tassin-la-Demi-Lune, próximo a Lyon. Esta pequena caixa com cinco cds que ora vos trago mostra um pouco do talento e da versatilidade da solista. Vale a pena conhecer.

CD 1

1. Johannes Brahms – Sonata No. 1 in E Minor Op. 38 Allegro non Troppo
2. Sonata No. 1 in E Minor Op. 38 Allegretto quasi Menuetto
3. Sonata No. 1 in E Minor Op. 38 Allegro
4. Johannes Brams – Sonata No. 2 in F Major Op. 99 Allegro Vivace
5. Sonata No. 2 in F Major Op. 99 Adagio Affettuóso
6. Sonata No. 2 in F Major Op. 99 Allegro Passionato
7. Sonata No. 2 in F Major Op. 99 Allegro Molto

Anne Gastinel – Celo
François-Fredéric Guy – Piano

CD 2

1. Schumann – Cello concerto in A minor Op. 129 Allegro Nicht zu schnell
2. Cello concerto in A minor Op. 129 Adagio Langsam
3. Cello Concerto in A minor Op. 129 Finale vivace Sehr lebhaft
4. Fantasiestücke Op. 73 for Cello and Piano Zart und mit Ausdruck
5. Fantasiestücke Op. 73 for Cello and Piano Lebhaft, leicht
6. Fantasiestücke Op. 73 for Cello and Piano Rasch und mit Feuer
7. Five Pieces in Folk-Style Op. 102 Vanitas vanitatum mit Humor
8. Five Pieces in Folk-Style Op. 102 Langsam
9. Five Pieces in Folk-Style Op. 102 Nicht Schnell mit viel Ton zu
10. Five Pieces in Folk-Style Op. 102 Nicht zu Rasch
11. Five Pieces in Folk-Style Op. 102 Starck und markirt
12. Adagio & Allegro Op. 70 in A Flat Major – Adagio Langsam, mit innigem Ausdruck
13. Adagio & Allegro Op. 70 in A Flat Major – Adagio Rasch une feurig

Anne Gastinel – Cello
Orchestre Philharmonique de Liège
Louis Langrée – Conductor

CD 3

1. Beethoven – Sonata in G Minor No. 2 (Op. 5, No. 2) I. Adagio Sostenuto ed Espressivo
2. Sonata in G Minor No. 2 (Op. 5, No. 2) II. Allegro Molto, più Tosto Presto
3. Sonata in G Minor No. 2 (Op. 5, No. 2) III. Rondo (Allegro)
4. Sonata in C Major No. 4 (Op. 102, No. 1) I. Andante
5. Sonata in C Major No. 4 (Op. 102, No. 1) II. Allegro Vivace
6. Sonata in C Major No. 4 (Op. 102, No. 1) IV. Adagio
7. Sonata in C Major No. 4 (Op. 102, No. 1) IV. Allegro Vivace
8. Sonata in D Major No. 5 (Op. 102, n°2) I. Allegro con Brio
9. Sonata in D Major No. 5 (Op. 102, n°2) II. Adagio con Molto Sentimento
10. Sonata in D Major No. 5 (Op. 102, n°2) III. Allegro, Allegro Fugato

Anne Gastinel – Cello
François-Fredéric Guy – Piano

CD 4

1. Beethoven – Sonata in F Major No. 1 Op. 51 Adagio Sostenuto, Allegro, Adagio, Presto
2. Sonata in F Major No. 1 Op. 51 Ron31do Allegro Vivace
12 – 15 Variations on Ein Mädchen oder Weibchen
16 – 28 – Variatons on See the Conqu’ring Hero Comes
29 – 36 – 7 Variations on Bei Männern, welche Liebe fühlen
37 – 40 – Sonata in A Major No. 3 Op. 69

Anne Gastinel – Cello
François-Fredéric Guy – Piano

CD 5
1. Schubert – Sonata in A Minor D. 821 Allegro Moderato
2. Sonata in A Minor D. 821 Adagio
3. Sonata in A Minor D. 821 Allegretto
4. Lied from Schwanengesang D. 957 Serenade
5. To Music. Lied Op. 88 No. 4, D. 547 Serenade
6. Sonatina in D Major Op. 137, No. 1 D. 384 Allegro Molto
7. Sonatina in D Major Op. 137, No. 1 D. 384 Andante
8. Sonatina in D Major Op. 137, No. 1 D. 384 Allegro Vivace
9. Litany for the Feast of all Souls Day
10. Lied D. 550 The Trout
11. Lied from Schwanengesang D. 957 The Wraith
12. Lied op.72, D. 774 To be Sung on the Water
13. Lied from Winterreise Op. 89 Illusion
14. Lied from Die Schöne MüllerinThe Miller and the Brook

Anne Gastinel – Cello
Claire Desert – Piano

CD 1 – BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE
CD 2 – BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE
CD 3 – BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE
CD 4 – BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE
CD 5 – BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Katia & Marielle Labèque – Sisters – CD 1 de 6

katia-marielle-labeque-sisters-2016Me comovi e senti um certo temor ao ler o comentário de um certo leitor que se diz ‘um baiano arretado’ que vive em SC, quando lamenta o fato de determinado CD das nossas musas Katia & Marielle Labèque não ter mais um link ativo. Resolvi então um presente para ele, assim pretendo cobrir esta falta, ainda mais levando em consideração que infelizmente o Vassily não faz mais parte de nossa equipe, sua passagem foi rápida, porém intensa.
Enfim, tratam-se de seis CDs em caixa recém lançada pela Deutsche Grammophon, em que o duo desfile seu imenso talento, num repertório eclético, que vai de Mozart a Satie, incluindo Stravinsky, Ravel entre outros. Digamos que este vai ser meu presente de Natal para todos os fiéis leitores – ouvintes e também serve para compensar minhas constantes ausências do blog, e elas serão ainda mais constantes e longas.
Neste primeiro CD temos a magnífica Fantasia in F Minor de Schubert, tão adorada pelo nosso colega Ranulfus e a Sonata para Dois Pianos de Mozart. Isso com certeza eu chamo de um repertório perfeito.

P.S. Meu caro baiano arretado perdido em SC, espere um pouquinho e logo terás teu aguardado CD da dupla tocando Debussy.

Então vamos ao que viemos.

1.001. Schubert Fantasy in F minor, D. 940 (Op.103) for piano duet – 1. Allegro molto moderato
1.002. Schubert Fantasy in F minor, D. 940 (Op.103) for piano duet – 2. Largo
1.003. Schubert Fantasy in F minor, D. 940 (Op.103) for piano duet – 3. Allegro vivace
1.004. Schubert Fantasy in F minor, D. 940 (Op.103) for piano duet – 4. Tempo I
1.005. Schubert Divertissement sur des motifs originaux français, in E minor, D.823 – 2. Andantino varié
1.006. Mozart Sonata in D Major for 2 Pianos, K.448 – 1. Allegro con spirito
1.007. Mozart Sonata in D Major for 2 Pianos, K.448 – 2. Andante
1.008. Mozart Sonata in D Major for 2 Pianos, K.448 – 3. Allegro molto

Katia & Marielle Labèque – Pianos

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Johannes Brahms (1833-1897) — Franz Schubert (1797-1828) — Felix Mendelssohn ( 1809-1847): Piano Trios — Isaac Stern Trio

FrontDou uma pausa na polinização de música contemporânea para trazer este álbum que traz os belíssimos trios para piano de Brahms, Schubert e o primeiro de Mendelssohn, interpretados por esse trio de peso: Isaac Stern no violino, Leonard Rose no violoncelo e Eugene Istomin no piano.

Adquiri esse álbum só pelo Trio No. 2 do Schubert, cujo segundo movimento compõe a trilha sonora do belíssimo Barry Lyndon, filme dirigido por Stanley Kubrick. Mas acabei que me deliciei com todos eles, principalmente o primeiro de Brahms e o primeiro de Mendelssohn. Não cheguei a ouvir muitas interpretações desses trios, até porque essa interpretação sempre conseguiu satisfazer minha alma, mas acho que cinco estrelas na Amazon não é pouca coisa. É o tipo de coisa que o PQP ou o FDP categorizariam como imperdível.

Isaac Stern Collection Vol. 1: Piano Trios

CD1

Johannes Brahms (1833-1897):

Piano Trio No. 1 in B major Op. 8
01 I. Allegro con brio
02 II. Scherzo: Allegro molto – Trio: Meno allegro
03 III. Adagio
04 IV. Allegro

Piano Trio No. 2 in C major Op. 87
05 I. Allegro
06 II. Adante con moto
07 III. Scherzo: Presto – Poco meno presto
08 IV. Finale: Allegro giocoso

CD2

Piano Trio No. 3 in c minor Op. 101
01 I. Allegro enérgico
02 II. Presto non assai
03 III. Andante graziozo
04 IV. Allegro molto

Franz Schubert (1797-1828):

Piano Trio in E-flat major No. 2 D. 929
05 I. Allegro
06 II. Andante con moto
07 III. Scherzo – Allegro moderato
08 IV. Allegro moderato

CD3

Piano Trio in B-flat major No. 1 D. 898
01 I – Allegro moderato
02 II – Andante un poco mosso
03 III – Scherzo: allegro
04 IV – Rondo: Allegro vivace

Felix Mendelssohn-Bartholdy (1809-1847):

Piano Trio in D minor Op. 49
05 I – Molto allegro agitato
06 II – Andante con moto tranquillo
07 III – Scherzo: Legiero e vivace
08 IV – Finale: Allegro assai appassionato

Isaac Stern, violin
Leonard Rose, cello
Eugene Istomin, piano

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

Stern, Istomin e Rose passeando no parque.

Stern, Istomin e Rose passeando no parque.

Luke

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Franz Schubert – Symphonies 1, 2, 3, 4 & 8 – Claudio Abbado, Chamber Orchestra of Europe

81ak6y9jql-_sl1170_Andava com saudades de ouvir Claudio Abbado, então fui fuçar meu acervo e encontrei essa bela série com as sinfonias de Schubert, belamente interpretadas pela Chamber Orchestra of Europe.

Espero que apreciem … são cinco cds … para começar, trago os dois primeiros.

CD 1

01. Symphony No.1 in D Major, D.82, 1. Adagio – Allegro vivace
02. Symphony No.1 in D Major, D.82, 2. Andante
03. Symphony No.1 in D Major, D.82, 3. Allegro
04. Symphony No.1 in D Major, D.82, 4. Allegro vivace
05. Symphony No.2 in B Flat Major, D.125, 1. Largo – Allegro vivace
06. Symphony No.2 in B Flat Major, D.125, 2. Andante
07. Symphony No.2 in B Flat Major, D.125, 3. Menuetto (Allegro vivace)
08. Symphony No.2 in B Flat Major, D.125, 4. Presto
09. Symphony No.3 in D Major, D.200, 1. Adagio maestoso – Allegro con brio
10. Symphony No.3 in D Major, D.200, 2. Allegretto
11. Symphony No.3 in D Major, D.200, 3. Menuetto (Vivace)
12. Symphony No.3 in D Major, D.200, 4. Presto. Vivace

Chamber Orchestra of Europe
Claudio Abbado – Conductor

CD 1 – BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

CD 2

01. Symphony No.4 in C Minor, D.417 – ‘Tragic’, 1. Adagio molto – Allegro vivace
02. Symphony No.4 in C Minor, D.417 – ‘Tragic’, 2. Andante
03. Symphony No.4 in C Minor, D.417 – ‘Tragic’, 3. Menuetto (Allegro vivace)
04. Symphony No.4 in C Minor, D.417 – ‘Tragic’, 4. Allegro
05. Symphony No.8 in B Minor, D.759 – ‘Unfinished’, 1. Allegro moderato
06. Symphony No.8 in B Minor, D.759 – ‘Unfinished’, 2. Andante con moto

CD 2 – BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

Chamber Orchestra of Europe
Claudio Abbado – Conductor

claudio-abbado-morto_784x0

Esse faz falta !

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Franz Schubert (1797-1828): Winterreise (com Dietrich Fischer-Dieskau)

IM-PER-DÍ-VEL !!!

Conheci muitas pessoas legais na rede. Uma das principais é este jovem talentoso que me “admoestou” por não ter escrito nada sobre a morte de Dietrich Fischer-Dieskau. Mas ele não é daqueles caras que apontam o problema sem encaminhar uma solução — os que apenas objetam servem para pouco. Então ele me mandou um arquivo com este CD (que até tenho em casa…) e um texto para a postagem, direto de Praga. É assim que se age! Gostaria de deixar bem clara minha profunda admiração por Gilberto Agostinho, a quem nunca vi e considero amigo.

PQP

-=-=-=-=- 

Dietrich Fischer-Dieskau, dono da maior voz masculina de todos os tempos, faleceu há exatamente uma semana atrás. Não foi um acontecimento trágico, muito pelo contrário: o cantor faleceu enquanto dormia, aos 86 anos de idade, em um pequeno vilarejo no sul da Alemanha.

Falar sobre sua morte como uma perda seria uma completa asneira, seria diminuir o que Dieskau fez em vida. Tendo se aposentado no Ano Novo de 1993, ele nos deixou uma imensa discografia — Dieskau é o cantor com o maior número de gravações de todos os tempos! Entre elas, gravações consideradas como definitivas, principalmente quando se trata de Schubert.

Mas se engana quem pensa que Dieskau se destacava somente quando cantava algum Lied de Schubert ou Schumann. Não, suas apresentações em óperas e oratórios são consideradas, no mínimo, geniais. Le miracle Fischer-Dieskau, como os franceses gostavam de chamá-lo, tinha um repertório gigantesco, tendo gravado muita coisa de Bach a Berg. Nas palavras do próprio, ele diz ter “realizado coisas demais…”

Dieskau foi um artista único, com um dom que possivelmente jamais será igualado. E isto tudo está registrado, tudo o que ele fez pode ser usufruído por nós hoje e amanhã. Portanto, aos emocionais e aos que buscam tragédia onde esta não se encontra, eis a minha honesta recomendação: abram uma garrafa de bom vinho, coloquem uma das oito gravações de Winterreise na vitrola, e homenageiem o artista como se deve.

Franz Schubert: Winterreise

1. Winterreise, D.911 – 1. Gute Nacht 5:40
2. Winterreise, D.911 – 2. Die Wetterfahne 1:46
3. Winterreise, D.911 – 3. Gefrorne Tränen 2:37
4. Winterreise, D.911 – 4. Erstarrung 2:57
5. Winterreise, D.911 – 5. Der Lindenbaum 4:41
6. Winterreise, D.911 – 6. Wasserflut 4:10
7. Winterreise, D.911 – 7. Auf dem Flusse 3:45
8. Winterreise, D.911 – 8. Rückblick 2:26
9. Winterreise, D.911 – 9. Irrlicht 2:33
10. Winterreise, D.911 – 10. Rast 3:02
11. Winterreise, D.911 – 11. Frühlingstraum 3:59
12. Winterreise, D.911 – 12. Einsamkeit 2:53
13. Winterreise, D.911 – 13. Die Post 2:20
14. Winterreise, D.911 – 14. Der greise Kopf 3:02
15. Winterreise, D.911 – 15. Die Krähe 2:00
16. Winterreise, D.911 – 16. Letzte Hoffnung 2:14
17. Winterreise, D.911 – 17. Im Dorfe 3:02
18. Winterreise, D.911 – 18. Der stürmische Morgen 0:52
19. Winterreise, D.911 – 19. Täuschung 1:34
20. Winterreise, D.911 – 20. Der Wegweiser 4:08
21. Winterreise, D.911 – 21. Das Wirtshaus 4:28
22. Winterreise, D.911 – 22. Mut 1:25
23. Winterreise, D.911 – 23. Die Nebensonnen 2:37
24. Winterreise, D.911 – 24. Der Leiermann 3:09

Dietrich Fischer-Dieskau, milagre
Jörg Demus, piano

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

O esplêndido Dietrich Fischer-Dieskau

O esplêndido Dietrich Fischer-Dieskau

Gilberto Agostinho

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Brahms, Rachmaninov, Schubert, Ravel: Martha Argerich & Nelson Freire — Salzburg

argerich-freireIM-PER_DÍ-VEL !!!

Um CD perfeito, impecável. Registro ao vivo do concerto apresentado pelos pianistas no Festival de Salzburgo em 2009, este Salzburg é uma enorme demonstração não apenas de talento, mas da integração entre dois artistas de primeiríssima linha. Argerich e Freire são grandes amigos, talvez mais do que isso, e têm há anos estas peças em seu repertório. Apresentaram-nas em Porto Alegre faz uns oito anos e, quando dos autógrafos, levei um vinil com parte daquele repertório gravado pelos dois. A capa (abaixo) era quente, com Martha e Nélson encarando-se como se fossem se atirar um sobre o outro. Martha olhou a capa, pôs a mão sobre a boca, olhou para mim, olhou para a capa e escreveu algo assim: “Mira, yo no era la bruja que soy hoy!”. Me entregou o disco com um enorme sorriso e perguntou se eu tinha gostado do concerto. Respondi com a obviedade esperada. Li a dedicatória. Gaguejei, mas saiu alguma coisa como “Imagina, tu não és e nunca serás uma bruxa!”. Ao lado, Freire leu a dedicatória de Martha, sorriu e apenas assinou ao lado. Tenho o disco até hoje, claro, é uma das minhas poucas relíquias.

A tal capa está no final do post.

Brahms, Rachmaninov, Schubert, Ravel: Martha Argerich & Nelson Freire — Salzburg

Johannes Brahms (1833-1897) — Variations on a Theme by Haydn, ‘St Antoni Chorale’, Op. 56b
1. Variations On A Theme By Haydn,”St. Anthony Variations”, Op. 56b – Chorale St. Antoni: Andante 2:01
2. Variations On A Theme By Haydn, ”St. Anthony Variations”, Op. 56b – Var. I: Andante Con Moto (Poco Più Animato) 1:01
3. Variations On A Theme By Haydn, ”St. Anthony Variations”, Op. 56b – Var. II: Più Vivace 0:57
4. Variations On A Theme By Haydn, ”St. Anthony Variations”, Op. 56b – Var. III: Con Moto 1:45
5. Variations On A Theme By Haydn, ”St. Anthony Variations”, Op. 56b – Var. IV: Andante Con Moto 1:45
6. Variations On A Theme By Haydn, ”St. Anthony Variations”, Op. 56b – Var. V: Poco Presto (Vivace) 0:53
7. Variations On A Theme By Haydn, ”St. Anthony Variations”, Op. 56b – Var. VI: Vivace 1:15
8. Variations On A Theme By Haydn, ”St. Anthony Variations”, Op. 56b – Var. VII: Grazioso Martha Argerich 2:47
9. Variations On A Theme By Haydn, “St. Anthony Variations”, Op. 56b – Var. VIII: Poco Presto 0:49
10. Variations On A Theme By Haydn, ”St. Anthony Variations”, Op. 56b – Finale: Andante 3:55

Sergei Rachmaninov (1873-1943) — Symphonic Dances, Op. 45
11. Symphonic Dances, Op.45 – Two Pianos – 1. Non Allegro 11:17
12. Symphonic Dances, Op.45 – Two Pianos – 2. Andante Con Moto (Tempo Di Valse) 8:11
13. Symphonic Dances, Op.45 – Two Pianos – 3. Lento Assai – Allegro Vivace 12:30

Franz Schubert (1797-1828) — Rondo for Piano 4 hands in A major, D 951 “Grand Rondo”
14. Grand Rondeau In A Major, D 951 – Allegretto Quasi Andantino 11:10

Maurice Ravel (1875-1937) — La valse
15. La Valse – Poème Choréographique – La Valse – Poème Choréographique 12:09

Martha Argerich e Nélson Freire, pianos

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

Quente.

Quente.

PQP

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Franz Schubert (1797-1828): Quinteto “A Truta” / Sonata Arpeggione / Canção (Lied) A Truta

IM-PER-DÍ-VEL !!!

Uma escolha perfeita para quem deseja entrar na área dos eruditos. Grandes artistas, em seus respectivos auges, interpretando o mais melodioso dos compositores. Porque meu jesus cristinho, que CD bom! Creio que Schubert deva ter sido o maior inventor de melodias de todos os tempos. A junção de três obras schubertianas de primeira linha — onde as melodias vão brotando em superfetação — e um conjunto de técnica superior e enorme tesão, comandados pela notável dupla Ax-Ma, fazem deste trabalho um CD obrigatório. É difícil de acontecer, mas não faço reparo algum à interpretação do extraordinário grupo de músicos. Eles fazem o melhor Schubert. E ponto final.

Franz Schubert (1797-1828): Trout Quintet / Arpeggione Sonata / Die Forelle

1. Quintet in A Major for Piano and Strings, Op. post. 114, D. 667 “The Trout”: I. Allegro vivace 13:14
2. Quintet in A Major for Piano and Strings, Op. post. 114, D. 667 “The Trout”: II. Andante 6:37
3. Quintet in A Major for Piano and Strings, Op. post. 114, D. 667 “The Trout”: III. Scherzo. Presto – Trio 3:51
4. Quintet in A Major for Piano and Strings, Op. post. 114, D. 667 “The Trout”: IV. Theme & Variations. Andantino 7:46
5. Quintet in A Major for Piano and Strings, Op. post. 114, D. 667 “The Trout”: V. Finale. Allegro giusto 6:20

6. Sonata in A minor for Piano and Arpeggione (Cello). D. 821: I. Allegro moderato 11:11
7. Sonata in A minor for Piano and Arpeggione (Cello). D. 821: II. Adagio 4:21
8. Sonata in A minor for Piano and Arpeggione (Cello). D. 821: III. Allegretto 8:55

9. Die Forelle, D. 550 2:16

Emanuel Ax, piano
Pamela Frank, violino
Rebecca Young, viola
Yo-Yo Ma, violoncelo
Edgar Meyer, contrabaixo
Barbara Bonney, soprano

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE

Vai escrever melodias assim na...

Schubert: o maior melodista de todos os tempos?

PQP

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Franz Schubert (1797-1828): Lieder

IM-PER-DÍ-VEL !!!

Ah, o CD ao lado é a nova edição — de 2007 — em álbum duplo destas canções Schubert gravadas por Hendricks e Lupu. Ela junta dois CDs lançados separadamente. Aqui temos um deles. O melhor. 

Uma boa cantora, um bom pianista que saiba ser discreto e Schubert. Gol certo. Este CD não existe mais, tendo sido relançado em mp3 juntamente com outro que Hendricks e Lupu gravaram depois. É de 1986. A seleção de Lieder é excelente e temos vários grandes momentos, mas creio que se compara à leveza que a dupla alcançou na delicada Im Frühling, cuja simplicidade e ritmo me fazem desejar (calma, gente, só desejar) sair dançando pela sala.

Grande CD!

Schubert: Lieder

01. Der Wanderer An Den Mond D.870
02. Der Blinde Knabe D.833
03. Der Einsame D.800
04. Nacht Und Traüme D.827
05. Suleika I, D.720
06. Ganymed D.544
07. Rastlose Liebe D.138
08. Wanderers Nachtlied D.768
09. Die Forelle D.550 (La Truite)
10. Suleika II, D.717
11. Der Musensohn D.764
12. Lied Der Mignon D.877
13. Der König In Thule D.367
14. Gretchen Am Spinnrade D.118
15. Du Bist Die Ruh D.776
16. Im Frühling D.882

Barbara Hendricks
Radu Lupu, piano

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

Essa canta, meu!

Essa canta, meu!

PQP

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Fantasia – Leopold Stokowski and the Philadelphia Orchestra

fantasia-leopold-stokowski-and-the-philadelphia-orchestra

Originalmente postado em julho de 2009. Agora com novo e atualizado link.

Essa postagem do Marcelo Stravinsky sobre Cartoon Concerto me fez viajar no tempo.
Imediatamente lembrei-me do primeiro desenho animado que assistí no cinema quando era criança: Fantasia, de Walt Disney, produzido em 1940, um marco na história do cinema.
Não me lembro quantas vezes meus pais foram obrigados a me levar ao cinema para assistir Fantasia. Fiquei hipnotizado pelas músicas e deslumbrado em ver na tela e em cores aquilo que eu só conhecia dos gibís.

Stokowski costumava tocar a sua transcrição para a Tocatta & Fugue somente em ensaios da orquestra. Por muitos anos jamais foi tocada em concerto. Quando dispunham de tempo extra no ensaio, dizia para os músicos:” Vocês se incomodam se tocarmos um pouco de Bach?” – e então tocavam a Tocatta & Fugue só para a própria satisfação. Seus amigos da Orquestra de Filadélfia ouviram, gostaram e pela primeira vez ela foi tocada em concerto. O público gostou. Posteriormente foi imortalizada na obra de Walt Disney, Fantasia.

Compartilho com meus amigos esse encantamento musical.

1. Toccata & Fugue In D Minor, BWV 565 – Bach, Johann Sebastian
2. The Nutcracker Suite, Op. 71A;  Dance Of The Sugar Plum Fairy – Tchaikovsky
3. The Nutcracker Suite, Op. 71A;  Chinese Dance – Tchaikovsky
4. The Nutcracker Suite, Op. 71A;  Dance Of The Reed Flutes – Tchaikovsky
5. The Nutcracker Suite, Op. 71A;  Arabian Dance – Tchaikovsky
6. The Nutcracker Suite, Op. 71A;  Russian Dance – Tchaikovsky
7. The Nutcracker Suite, Op. 71A;  Waltz Of The Flowers – Tchaikovsky
8. The Sorcerer’s Apprentice – Dukas, Paul Abraham (1865-1935)
9. The Rite Of Spring – Stravinski
10. Symphony No.6 ‘Pastoral’, Op.68; I.Allegro Ma Non Troppo – Beethoven
11. Symphony No.6 ‘Pastoral’, Op.68; II.Andante Molto Mosso – Beethoven
12. Symphony No.6 ‘Pastoral’, Op.68; III.Allegro- IV.Allegro- V.Allegretto – Beethoven
13. Dance Of The Hours From The Opera ‘la Gioconda’ – Ponchielli, Amilcare (1834-1886)
14. A Night On Bald Mountain – Mussorgsky
15. Ave Maria, Op.52 No.6 – Schubert

Fantasia
Leopold Stokowski and the Philadelphia Orchestra
Remastered Original Soundtrack Edition
1940

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE
MP3 320 kbps – 270,7 MB – 1,7 horas
powered by iTunes 12.5.1

Avicenna

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Franz Schubert (1797-1828): Fantasia ‘Wanderer’, D. 760, e Robert Schumann (1810-1856): Fantasia, Op. 17

IM-PER-DÍ-VEL !!!

Não deixo por menos, este é um dos melhores discos de todos os tempos. E nem é pelo Schumann, mas pela extraordinária e imbatível interpretação da Fantasia Wanderer de Schubert. Que diferença faz a incrível interpretação de Pollini! Ele deixa clara a grandeza da peça. Sobre mim, este álbum tem o mesmo efeito das últimas sonatas para piano de Beethoven, gravadas pelo mesmo Pollini. É música de primeira linha tocada exatamente como se deve fazer. Nestas peças, os outros pianistas, quando comparados com ele, parecem bobos, incapazes de qualquer profundidade. Acho que as três palavras-chave são: profundidade, força e unidade. Ouçam AGORA!

Franz Schubert (1797-1828): Fantasia ‘Wanderer’ Fantasy, D. 760, e Fantasia, Op. 17

1. Schubert: Fantasy In C Major “Wanderer” – 1. Allegro con fuoco ma non troppo 6:28
2. Schubert: Fantasy In C Major “Wanderer” – 2. Adagio 6:36
3. Schubert: Fantasy In C Major “Wanderer” – 3. Presto 4:48
4. Schubert: Fantasy In C Major “Wanderer” – 4. Allegro 3:42

5. Schumann: Fantasie in C, Op.17 – 1. Durchaus fantastisch und leidenschaftlich vorzutragen – Im Legenden-Ton 12:16
6. Schumann: Fantasie in C, Op.17 – 2. Mäßig. Durchaus energisch – Etwas langsamer – Vielbewegter 7:56
7. Schumann: Fantasie in C, Op.17 – 3. Langsam getragen. Durchweg leise zu halten – Etwas bewegter 10:43

Maurizio Pollini, piano

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE

Pollini: imbatível.

Pollini: imbatível.

PQP

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Martha Argerich & Friends – Live from Lugano Festival

610QJHueDfL._SS280Esta coleção de gravações de Martha Argerich é sensacional, e virou meio que uma tradição. A EMI lançou durante aproximadamente dez anos um conjunto de três Cds de cada vez, que trazia as principais performances dos mais diversos músicos em um festival em uma cidadezinha suiça chamada Lugano.

Nestes três cds temos performances realizadas entre os anos de 2002 e 2004. Em minha modesta opinião, o melhor momento é a transcrição para dois pianos da Sinfonia Clássica de Prokofiev. Martha e Yefim Bronfman dão um show de versatilidade, talento e virtuosismo, mas o que mais poderiamos esperar destes dois?

Temos Maxim Vengerov, os irmãos Capuçon, Lilya Zilberstein, entre outros nomes não tão conhecidos.

Então vamos ao que viemos.

Martha Argerich & Friends – Live from Lugano Festival

CD 1
Prokofiev:
01. Symphony No. 1 in D major (‘Classical’), Op. 25 I. Allegro
02. Symphony No. 1 in D major (‘Classical’), Op. 25 II. Larghetto
03. Symphony No. 1 in D major (‘Classical’), Op. 25 III. Gavotte Non troppo all
04. Symphony No. 1 in D major (‘Classical’), Op. 25 IV. Finale Molto vivace

Martha Argerich & Yefim Bronfman – Pianos

Tchaikovsky:
05. Nutcracker, suite from the ballet, Op. 71a I. Ouverture miniature
06. Nutcracker, suite from the ballet, Op. 71a II. Danses caractéristiques. Marcia viva
07. Nutcracker, suite from the ballet, Op. 71a II. Danses caractéristiques. Danse de la fée dragée – Andante non tropo
08. Nutcracker, suite from the ballet, Op. 71a II. Danses caractéristiques. Danse russe: trépak
09. Nutcracker, suite from the ballet, Op. 71a II. Danses caractéristiques. Danse arabe: Allegretto
10. Nutcracker, suite from the ballet, Op. 71a II. Danses caractéristiques. Danse chinoise: Allegro Moderato
11. Nutcracker, suite from the ballet, Op. 71a II. Danses caractéristiques. Dans de mirlitons: Moderato assai
12. Nutcracker, suite from the ballet, Op. 71a III. Valse des fleurs

Martha Argerich & Mirabela Dina – Pianos

Shostakovich:
13. Piano Trio No. 2 in E minor, Op. 67 I. Andante – Moderato
14. Piano Trio No. 2 in E minor, Op. 67 II. Allegro non troppo
15. Piano Trio No. 2 in E minor, Op. 67 III. Largo
16. Piano Trio No. 2 in E minor, Op. 67 IV. Allegretto

Martha Argerich – Piano
Maxim Vengerov – Violin
Gautier Capuçon – Cello

CD 2
Brahms:
01. Sonata for Violin & Piano No. 3 in D minor, Op. 108- I. Allegro
02. Sonata for Violin & Piano No. 3 in D minor, Op. 108- II. Adagio
03. Sonata for Violin & Piano No. 3 in D minor, Op. 108- III. Un poco presto e co
04. Sonata for Violin & Piano No. 3 in D minor, Op. 108- IV. Presto agitato

Lilya Zilberstein – Piano
Maxim Vengerov – Violin

Schubert:
05. Piano Trio in B flat major, D. 898 (Op. 99)- I. Allegro moderato
06. Piano Trio in B flat major, D. 898 (Op. 99)- II. Andante un poco mosso
07. Piano Trio in B flat major, D. 898 (Op. 99)- III. Scherzo- Allegro
08. Piano Trio in B flat major, D. 898 (Op. 99)- IV. Rondo- Allegro vivace

Yefim Bronfman – Piano
Renaud Capuçon – Violin
Gautier Capuçon – Cello

CD 3
Schumann:
01. Piano Quintet in E flat major, Op. 44 I. Allegro brillante
02. Piano Quintet in E flat major, Op. 44 II. In modo d’una marcia – Un poco lar
03. Piano Quintet in E flat major, Op. 44 III. Scherzo Molto vivace
04. Piano Quintet in E flat major, Op. 44 IV. Allegro ma non troppo

Martha Argerich – Piano
Dora Schwarzberg – Violin
Renaud Capuçon – Violin
Nora Romanoff-Schwarzberg – Viola

Schumann:
05. Sonata for violin & piano No. 1 in A minor, Op. 105 I. Mit leidenschaftliche
06. Sonata for violin & piano No. 1 in A minor, Op. 105 II. Allegretto
07. Sonata for violin & piano No. 1 in A minor, Op. 105 III. Lebhaft

Martha Argerich – Piano
Géza Hossu-Legocky – Violin

Dvořák:
08. Piano Quartet No. 2 in E flat major, B. 162 (Op. 87) I. Allegro con fuoco
09. Piano Quartet No. 2 in E flat major, B. 162 (Op. 87) II. Lento
10. Piano Quartet No. 2 in E flat major, B. 162 (Op. 87) III. Allegro moderato
11. Piano Quartet No. 2 in E flat major, B. 162 (Op. 87) IV. Allegro ma non troppo

Walter Delahunt – Piano
Renaud Capuçon – Violin
Lida Chen – Viola
Gautier Capuçon – Cello

CD 1 – BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE
CD 2 – BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE
CD 3 – BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

FDP

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!