Joseph-Marie Amiot (1718-1793), Charles d’Ambleville (séc. XVI – 1637), Simon Boyleau (act. 1544–1586), Teodorico Pedrini (1671-1746) – Missa dos Jesuítas de Pequim

IM-PER-DI-BLE !!!

Tem na Amazon: aqui.

A grande e heroica saga pequepiana de descobrimento das obras barrocas do ocidente compostas no oriente chega ao seu terceiro álbum. Depois das Vésperas à Virgem Maria na China (aqui) e do Concerto Barroco na Cidade Proibida (aqui), por que não esta delirante Missa dos Jesuítas de Pequim?.

(<<< ao lado a primeira e a segunda capas do álbum). É  mais uma daquelas coisas exóticas que, ao mesmo tempo em que causam estranhamento, encantam e maravilham. São sentimentos que parecem ambíguos, mas não são: do estranhamento tiramos muitas de nossas mais pungentes e felizes recordações. E como não achar no mínimo diferentes as composições já tyanto orientalizadas de Joseph-Marie Amiot, ou ficar bestificado com a elegância das sonatas de Teodorico Pedrini e com a imensidão sugerida pelos cânones e contracantos de Charles d’Ambleville?  Tudo isso é exponencializado pela execução do grupo XVIII-021 Musique des Lumières, que mantém a elevada qualidade apresentada nas outras duas obras aqui postadas.

Mais uma pérola do oriente! Ouça! Ouça! Deleite-se!

Palhinha: Alguns trechos das peças de Amiot:

Messe des Jesuites de Pekin
Concerto barroco na Cidade Proibida

Joseph-Marie Amiot (1718-1793)
01. Actiones Nostras & C.
02. Acte D’humilité
Charles d’Ambleville (séc. XVI – 1637)
03. Kyrie
Joseph-Marie Amiot (1718-1793)
04. Prélude “Pin, Bambou, Prunus” / Aspersion De L’eau
Charles d’Ambleville (séc. XVI – 1637)
05. Gloria
06. Credo
07. Sanctus
Joseph-Marie Amiot (1718-1793)
08. Élévation De L’Hostie / Élévation Du Calice
Simon Boyleau (ativo em 1544–1586)
09. Per La Natività Della Beata Vergine
Joseph-Marie Amiot (1718-1793)
10. Salve Regina
Simon Boyleau (ativo em 1544–1586)
11. Per La Natività Della Beata Vergine
Joseph-Marie Amiot (1718-1793)
12. L’oie Qui Se Pose / Sanctissima
Simon Boyleau (ativo em 1544–1586)
13. Per La Natività Della Beata Vergine
Joseph-Marie Amiot (1718-1793)
14. Pater
Charles d’Ambleville (séc. XVI – 1637)
15. Agnus
Joseph-Marie Amiot (1718-1793)
16. Communion
17. Communion
Teodorico Pedrini (1671-1746)
18. Sonate XII, Adagio
19. Sonate XII, Pastorale
Joseph-Marie Amiot (1718-1793)
20. Prière À Jésus-Christ
21. Prière Au Saint Sacrement
22. Prière Après L’Office
23. Le Chant Des Oies Sur Leur Passage
24. Ave Maria

Ensemble Meihua Fleur De Prunus
Chœur Du Centre Catholique Chinois De Paris
François Picard, regente do coro
XVIII-21 Musique des Lumières
Jean-Christophe Frisch, regente
Temple Bon Secours, Paris, Junho de 1998

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE – PQPShare 256Mb

NÃO ME DEIXE SÓ… COMENTE!

Amiot… Nesse estilo, quem diria que esse cara é francês?…

 

Bisnaga

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Teodorico Pedrini (1671-1746), Joseph-Marie Amiot (1718-1793) – Concerto barroco na Cidade Proibida

Mais um que é IM-PER-DÍ-VEL !!!

Tem na Amazon: aqui.

Continuando na minha saga e meu afã de conhecer mais e divulgar a música ocidental feita no oriente, apresento-vos este belíssimo Concerto Barroco na Cidade Proibida, uma obra que o próprio encarte afirma ser de (entre aspas, mesmo) “barroco chinês”. na verdade, o termo é bastante apropriado para classificar o que seria a música composta por religiosos ocidentais, com um sistema musical e ritos europeus, realizada na distante China no período que, para a Europa e Latino-América, consideramos como barroco. Falar de um barroco na China (sem as aspas) seria forçação de barra, pois toda a arte deles não se alinha com a nossa e seus padrões estéticos são bem diversos dos que estamos acostumados.

Este CD mostra muito bem a  diferença e a beleza da junção entre as culturas de cá e de acolá, alternando os Divertimentos Chineses, do padre jesuíta francês Joseph-Marie Amiot (1718-1793), e as Sonatas para Instrumento, do frei vicentino italiano Teodorico Pedrini (1671-1746), missionários contemporâneos que provavelmente se conheceram.

Essa alternância é proposital, para mostrar a diferença entre as peças de Pedrini, compositor que nunca conseguiu se desvencilhar dos padrões e sonoridades de sua terra nas obras executadas na China; e as de Amiot que, ao contrário de seu colega, mergulhou de cabeça na cultura chinesa (chegando a ser membro da Academia de Ciências Chinesa, tradutor do imperador e escrevendo dicionários e uma obra de 15 volumes sobre a história, ciência e arte chinesas), compondo peças que apresentam uma mescla da música que aprendeu com a que incorporou no oriente.

O jesuíta francês soube muito bem criar algo novo e rico aos nossos ouvidos. De forma contrária a ele, a música sem grande novidade formal do colega italiano surpreende, não pela novidade (pois quase não há), mas pela beleza, mesmo. Pedrini é um baita melodista! Como suas sonatas são lindas! Por isso mesmo seu nome deva aparecer sozinho na capa do álbum. Ainda mais: as obras são executadas pelos preciosistas do XVIII-021 Musique des Lumières, grupo que não erra nas execuções, mestres do bem-executado, de um capricho inestimável.

Um verdadeira pérola do oriente! Ouça! Ouça! Deleite-se!

Amostra: A primeira sonata de Pedrini:

Concert Baroque à la Citè Interdite
Concerto barroco na Cidade Proibida

Joseph-Marie Amiot (1718-1793)
01. Primeiro Divertimento chinês
Teodorico Pedrini (1671-1746)
Sonata No. 1 para violino e baixo continuo em Lá maior
02. I. Adagio
03. II. Allegro
04. III. Largo
05. IV. Adagio
06. V. Allegro
Joseph-Marie Amiot (1718-1793)
07. Primeiro Divertimento chinês
Teodorico Pedrini (1671-1746)
Sonata No. 7 para flauta e baixo continuo em Si bemol maior
08. I. Grave
09. II. Vivace
10. III. Adagio
11. IV. Baleto allegro
12. V. Allegro
Joseph-Marie Amiot (1718-1793)
13. Terceiro Divertimento chinês
Teodorico Pedrini (1671-1746)
Sonata No. 4 para violoncelo e baixo continuo em Sol menor
14. I. Grave
15. II. Cantabile
16. II. Allegro
17. IV. Grave e arcate lunghe
18. V. Allegro
Joseph-Marie Amiot (1718-1793)
19. 19. Segundo Divertimento chinês.
Teodorico Pedrini (1671-1746)
Sonata No. 10 para violino e baixo continuo em Dó menor
20. I. Prelúdio
21. II. Corrente Andante
22. III. Grave
23. IV. Sarabanda Vivace
24. V. Minuetto Allegro
25. VI. Adagio
26. VII. Giga Allegro
Joseph-Marie Amiot (1718-1793)
27. 27. Terceiro divertimento chinês.
Teodorico Pedrini (1671-1746)
Sonata No. 5 para flauta e baixo continuo em Sol maior
28. I. Largo
29. II. Allegro
30. III. Vivace
31. IV. Allegro
32. V. Adagio
33. VI. Allegro

Martine Chappuis, cravo
Claire Antonini, teorba
Patrik Bismuth, violino
Hagger Hanana, violoncelo
Jean-Christophe Frisch, flauta transversa e regência
XVIII-21 Musique des Lumières

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE – PQPShare 113Mb

Sabe aquela coisa de fazer um comentário? Eu ainda gosto. Pode comentar, pessoal!

Teodorico Pedrini e Jean-Marie Amiot, já adaptados e aculturados à China.

Bisnaga

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!