Franz Liszt (1811-1886) – Os Dois Concertos para Piano

Por FDP Bach: Sviastoslav Richter foi um grande pianista, um dos grandes do século XX. Esta gravação dos concertos de Liszt é histórica, realizada ainda na década de 60, ao lado de outro grande russo, Kiril Kondrashin, que rege a Filarmônica de Londres. Creio que o grande trunfo da dupla Richter/Kondrashin nestas gravações é seu pleno controle da execução, de uma meticulosidade impressionante. Richter não se deixa envolver por demais com a estrutura romântica da obra, a interpreta com racionalidade, diferentemente de outros intérpretes, que resolvem se jogar de corpo e alma na execução. Espero que apreciem.

Por PQP Bach: Curta nota sobre a obra pianística de Liszt: Apesar do pouco sucesso de quase todas as suas obras orquestrais e corais, Liszt seguiu com coerência ferrenha, certo de que estava a produzir para o futuro. E ele realizou-se plenamente apenas na música para piano, seu instrumento. Ainda assim é bom não levar em conta grande parte dela. As variações e fantasias sobre melodias de óperas são medonhas, assim como as danças e as valsas da moda. São músicas de virtuosismo vazio, que apenas serviam como suporte para os concertos do super-astro do teclado que foi Liszt durante boa parte de sua vida. Porém, os dois Concertos para Piano, as peças poéticas Années de péerinage e as Harmonies poétiques et religieuses e, principalmente, a incontestabilíssima Sonata para Piano em Si Menor, são outra conversa.

Liszt: The Two Piano Concertos

1. Piano Concerto No. 1 In E flat: 1. Allegro maestoso
2. Piano Concerto No. 1 In E flat: 2. Quasi adagio
3. Piano Concerto No. 1 In E flat: 3. Allegretto vivace – Allegro animato
4. Piano Concerto No. 1 In E flat: 4. Allegro marziale animato

5. Piano Concerto No. 2 In A: Adagio sostenuto assai – Allegro agitato assai
6. Piano Concerto No. 2 In A: Allegro moderato
7. Piano Concerto No. 2 In A: Allegro deciso – Marziale un poco meno allegro
8. Piano Concerto No. 2 In A: Allegro animato

Composed by Franz Liszt
Performed by London Symphony Orchestra with
Sviatoslav Teofilovich Richter
Conducted by Kiril Kondrashin

BAIXE AQUI

J.S.Bach (1685-1750) – Cantatas Profanas (2 de 8 CDs)

Três excelentes cantatas-solo, principalmente a BWV 202 (Cantata do Casamento). Destaque especial para a primeira ária, em que “vê-se” o lento caminhar da noiva. Um espanto!

Weichet nur, betrubte Schatten, BWV 202, “Wedding Cantata”
01. Aria: Weichet nur, betrubte Schatten (Soprano) 06:00
02. Recitative: Die Welt wird wieder neu (Soprano) 00:27
03. Aria: Phoebus eilt mit schnellen Pferden (Soprano) 02:59
04. Recitative: Drum sucht auch Amor sein Vergnugen (Soprano) 00:34
05. Aria: Wenn die Fruhlingslufte streichen (Soprano) 02:20
06. Recitative: Und dieses ist das Glucke (Soprano) 00:37
07. Aria: Sich uben im Lieben (Soprano) 04:17
08. Recitative: So sei das Band der keuschen Liebe (Soprano) 00:25
09. Gavotte: Sehet in Zufriedenheit (Soprano) 01:38
Sibylla Rubens, soprano
Stuttgart Bach Collegium

Amore traditore, BWV 203
10. Aria: Amore traditore (Bass) 05:19
11. Recitative: Voglio provar (Bass) 00:40
12. Aria: Chi in amore ha nemica la sorte (Bass) 05:13
Dietrich Henschel, bass / Michael Behringer, harpsichord

Ich bin in mir vergnugt, BWV 204
13. Recitative: Ich bin in mir vergnugt (Soprano) 01:45
14. Aria: Ruhig und in sich zufrieden (Soprano) 06:41
15. Recitative: Ihr Seelen, die ihr ausser euch stets in die Irre lauft (Soprano) 02:05
16. Aria: Die Schatzbarkeit der weiten Erden (Soprano) 04:08
17. Recitative: Schwer ist es zwar, viel Eitles zu besitzen (Soprano) 01:57
18. Aria: Meine Seele sei vergnugt (Soprano) 05:32
19. Recitative: Ein edler Mensch ist Perlenmuscheln gleich (Soprano) 01:55
20. Aria: Himmlische Vergnugsamkeit (Soprano) 04:41
Sibylla Rubens, soprano

Stuttgart Bach Collegium
Helmuth Rilling, conductor

BAIXE AQUI

Por amor ao contraditório

Tão infindáveis quanto as discussões sobre política ou futebol são as comparações entre interpretações de música erudita. Na opinião deste P.Q.P. Bach, tão bom quanto descobrir uma nova obra é comparar gravações. Àqueles estranhos a este mundo deve parecer curioso falar no “Beethoven de Karajan”, no “Bach de Gould”, no “Bruckner de Jochum” ou no “Mozart de Maria João Pires”. Eles também ignoram que há pessoas dispostas a matar ou roubar para defender Otto Klemperer ou qualquer outro como o maior de todos os maestros interpretando determinada obra… Os amantes da ópera costumam ser piores ainda neste quesito, pois são obrigados a recorrer a incríveis analogias a fim de descrever sua opinião acerca de um agudo de um soprano, por exemplo. Já vi pessoas romperem definitivamente por causa de Maria Callas.

Muitas vezes tais discussões advém realmente de diferenças de concepção deste ou daquele músico ou cantor, porém, outras vezes, alguns registros são defendidos apenas por alguns compassos em que fulano ou sicrano foi, na opinião do ouvinte, sublime.

A fim de este hábito não se perca, P.Q.P. Bach irá contrapor outra gravação ao Op. 25 de Brahms, recentemente disponibilizado por F.D.P. Bach. Deixo aqui para vocês a esplêndida interpretação do Trio Beaux Arts mais o violista Walter Trampler. Não sei se F.D.P. teria a gravação deste conjunto para o Op. 60. Se tivesse, gostaria que ele nos permitisse ouvir, pois… pois… bem, quero fazer uma comparação entre os andantes do Rubinstein e do Beaux Arts, ora.

BAIXE AQUI

Johannes Brahms (1833-1897) – Quartetos para Piano Op. 25 e 60

F.D.P. Bach voltou impossível das férias e nos mandou uma gravação obrigatória. A célebre gravação do pianista romântico Artur Rubinstein com o Guarneri Quartet dos quartetos para piano de Brahms. É notável o quanto o estilo dos executantes adapta-se à música de Brahms. Estes quartetos prescindem de maiores comentários: são música profunda, de primeiríssima qualidade e merecidamente conhecidos e louvados. Estou ouvindo o Rondo alla zingarese do Op. 25 e sinto certa taquicardia. Que bom! FDP voltou a incluir no arquivo as imagens da capa e dos encartes do CD original. Olha, um show.

Em tempo: nas próximas semanas, F.D.P. Bach nos levará a um tour completo pela música de câmara de Brahms. Teremos as sonatas para piano, as para violino e piano, violoncelo e piano, clarinete e piano, os trios, os quartetos, quintetos, septetos, etc. Preparem-se; fugindo dos trocadilhos, será um verdadeiro porre brahmsiano. Afinal, sabemos que o que todo mundo quer é um carnaval com Brahms, o número 1 (ai, não resisti).

1. Piano Quartet No. 1 (Op. 25): Allegro
2. Piano Quartet No. 1 (Op. 25): Intermezzo: Allegro ma non troppo; Trio Animato
3. Piano Quartet No. 1 (Op. 25): Andante con moto: Animato
4. Piano Quartet No. 1 (Op. 25): Rondo alla zingarese: Presto; Meno presto; Molto presto
5. Piano Quartet No. 3 (Op. 60): Allegro ma non troppo
6. Piano Quartet No. 3 (Op. 60): Scherzo: Allegro
7. Piano Quartet No. 3 (Op. 60): Andante
8. Piano Quartet No. 3 (Op. 60): Allegro

Artur Rubinstein, piano;
Membros do Quarteto Guarneri.

BAIXE AQUI

Dmitri Shostakovich (1906-1975) – Concerto para Piano, Trompete e Cordas, Op. 35 (1933)

Shostakovich foi excelente pianista. Poderia ter feito carreira como virtuose, mas, para nossa sorte, escolheu compor. Foi o vencedor do internacional Concurso Chopin de 1927 e fazia apresentações regulares executando seus trabalhos. O pequeno número de gravações do próprio compositor como pianista talvez deva-se ao fato de ele ter perdido parcialmente os movimentos de sua mão direita ao final dos anos sessenta.

Este concerto é realmente espetacular. Era uma boa época para os concertos para piano. O de Ravel aparecera um ano antes, assim como o 5º de Prokofiev. É coincidente que os três sejam alegres, luminosos, divertidos mesmo. Com quatro movimentos, sendo o primeiro muito melodioso e gentil, os dois centrais lentos e o último capaz de provocar gargalhadas, é um grande concerto. A participação de um trompetista meio espalhafatoso é fundamental, assim como de um pianista que possa fazer rapidamente a conversão entre a música de cabaré e a música militar exigidas no último movimento. Uma vez, assistindo a uma apresentação, vi como as pessoas sorriam durante a audição deste movimento. Não há pontos baixos neste maravilhoso concerto, que ainda traz, em seu segundo movimento, um lindíssimo solo para trompete, além de uma cadenza esplêndida, de ecos beethovenianos.

Shostakovich foi o pianista de sua estréia, em 1933, na cidade de Leningrado.

Piano Concerto No. 1 in C minor, Op. 35
Performed by:New Zealand Symphony Orchestra
Conducted by:Christopher Lyndon-Gee
Michael Houstoun, piano

I. Allegretto – Allegro Vivace – Moderato – 06:31
II. Lento – 08:31
III. Moderato 01:42
IV. Allegro con brio 06:54

BAIXE AQUI

Johann Sebastian Bach (1685-1750) – Cantatas BWV 65, 123, 154 e 124

Atendendo a pedidos, disponibilizamos o Vol. 21 das Cantatas Completas de meu pai, por Helmuth Rilling. Dois músicos nos solicitaram Cantatas – a 65 e a 123 – que, por pura coincidência estão presentes no mesmo volume.

01 BWV 65 – 1 [Coro] Sie werden aus Saba alle kommen
02 BWV 65 – 2 [Choral] Die Kön’ge aus Saba kamen dar
03 BWV 65 – 3 [Recitativo Basso] Was dort Jesaias vorhergesehn
04 BWV 65 – 4 [Aria Basso] Gold aus Ophir ist zu schlecht
05 BWV 65 – 5 [Recitativo Tenore] Verschmähe nicht
06 BWV 65 – 6 [Aria Tenore] Nimm mich dir zu eigen hin
07 BWV 65 – 7 [Choral] Ei nun, mein Gott, so fall ich dir
08 BWV 123 – 1 [Coro] Liebster Immanuel, Herzog der Frommen
09 BWV 123 – 2 [Recitativo Alto] Die Himmelssüßigkeit
10 BWV 123 – 3 [Aria Tenore] Auch die harte Kreuzesreise
11 BWV 123 – 4 [Recitativo Basso] Kein Höllenfeind kann mich versc
12 BWV 123 – 5 [Aria Basso] Laß, o Welt, mich aus Verachtung
13 BWV 123 – 6 [Choral] Drum fahrt nur immer hin
14 BWV 154 – 1 [Aria Tenore] Mein liebster Jesus ist verloren
15 BWV 154 – 2 [Recitativo Tenore] Wo treff ich meinen Jesum an
16 BWV 154 – 3 [Choral] Jesu, mein Hort und Erretter
17 BWV 154 – 4 [Aria Alto] Jesus, laß dich finden
18 BWV 154 – 5 [Arioso Basso] Wisset ihr nicht, daß ich sein muß
19 BWV 154 – 6 [Recitativo Tenore] Dies ist die Stimme meines Freun
20 BWV 154 – 7 [Duetto Alto e Tenore] Wohl mir, Jesus ist gefunden
21 BWV 154 – 8 [Choral] Meinen Jesum laß ich nicht
22 BWV 124 – 1 [Coro] Meinen Jesum laß ich nicht
23 BWV 124 – 2 [Recitativo Tenore] Solange sich ein Tropfen Blut
24 BWV 124 – 3 [Aria Tenore] Und wenn der harte Todesschlag
25 BWV 124 – 4 [Recitativo Basso] Doch ach, welch schweres Ungemach
26 BWV 124 – 5 [Duetto Soprano e Alto] Entziehe dich eilends
27 BWV 124 – 6 [Choral] Jesum laß ich nicht von mir

Helen Donath (Sopran), Arleen Augér (Sopran), Helen Watts (Alt), Marga Hoeffgen (Alt), Adalbert Kraus (Tenor), Aldo Baldin (Tenor), Kurt Equiluz (Tenor), Niklaus Tüller (Bass), Wolfgang Schöne (Bass), Philippe Huttenlocher (Bass);
Gächinger Kantorei Stuttgart;
Bach Collegium Stuttgart;
Helmuth Rilling (Leitung).

BAIXE AQUI

Johann Sebastian Bach (1685-1750) – Oratório de Natal (Completo)

Prezados, mando-lhes um presente de natal especial, que deve ser apreciado com toda concentração e absorção espiritual necessárias, ainda mais nesta época do ano. A indicação da obra é para ser interpretada no primeiro dia de Natal, mas isso não significa que teremos de ficar esperando o resto do ano para ouvi-la, visto tratar-se de obra fundamental do repertório bachiano. Além dos links desta excelente versão de Helmuth Rilling, segue também link para o libreto que acompanha esta gravação, em arquivo PDF, com todas as informações necessárias sobre ela, além do texto, traduzido para várias línguas.

Aproveito e mando a todos um Feliz Natal e um excelente 2007.
Fritz Dietrich Putz Bach

Maravilhosa gravação postada pelo mano FDP. O Oratório de Natal é, coincidentemente à postagem anterior, uma obra dividida em seções. São seis Cantatas que atualmente costumam aparecer separadamente em salas de concertos ou igrejas. Elas foram compostas para o Natal de 1734. Ninguém tenta apresentá-las juntas, pois então teríamos uma função de mais de 3 horas e poucos crentes (em Deus, em Bach ou nos dois) estão dispostos a deixar seus traseiros tão severamente quadrados. No ano passado, assisti a um concerto em que eram interpretadas as Cantatas de Nro. 1, 2 e 6. Mesmo considerando que minha religião é a da música e minha igreja a sala de concertos, garanto-lhes que a beleza e a originalidade destas obras, desdobrando-se à frente de todos, levam qualquer cético à dúvida. A postagem de mestre Buxtehude seguido do “aluno” Bach, é curiosa, pois permite que avaliemos quão longe este foi. Parece ser música de outra era, mas não é, é de outra esfera.

Boas festas.
P.Q.P. Bach

Libreto: BAIXE AQUI

Disco 1: BAIXE AQUI

Disco 2: BAIXE AQUI

Disco 3: BAIXE AQUI

Gächinger Kantorei (Ensemble)
Rubens, Sibylla (Solist)
Danz, Ingeborg (Solist)
Taylor, James (Solist)
Ullmann, Marcus (Solist)
Müller-Brachmann, Hanno (Solist)
Bach-Collegium Stuttgart (Orchester)
Rilling, Helmuth (Regência)

Disc: 1
1. Christmas Oratorio, BWV248: Part I – Coro: Jauchzet, frohlocket, auf preiset die Tage
2. Christmas Oratorio, BWV248: Part I – Evangelista: Es begab sich aber zu der Zeit
3. Christmas Oratorio, BWV248: Part I – Recitativo (A): Nun wird mein liebster Brautigam
4. Christmas Oratorio, BWV248: Part I – Aria (A): Bereite dich, Zion, mit herrlichen Trieben
5. Christmas Oratorio, BWV248: Part I – Choral: Wie soll ich dich empfangen
6. Christmas Oratorio, BWV248: Part I – Evangelista: Und sie gebar ihren essten Sohn
7. Christmas Oratorio, BWV248: Part I – Choral (S) e Recitativo (B): Er ist auf Erden kimmen arm
8. Christmas Oratorio, BWV248: Part I – Aria (B): Grosser Herr, o starker Konig
9. Christmas Oratorio, BWV248: Part I – Choral: Ach, mein hrezliebes Jesulein

10. Christmas Oratorio, BWV248: Part II – Sinfonia
11. Christmas Oratorio, BWV248: Part II – Evangelista: Und es waren Hirten in derselben Gegend
12. Christmas Oratorio, BWV248: Part II – Choral: Brich an, o schones Morgenlicht
13. Christmas Oratorio, BWV248: Part II – Evangelista (+ Recitativo S): Und der Engel sprach zu ihnen
14. Christmas Oratorio, BWV248: Part II – Recitativo (B): Was Gott dem Abraham verheissen
15. Christmas Oratorio, BWV248: Part II – Aria (T): Frohe Hirten, eilt, ach eilet
16. Christmas Oratorio, BWV248: Part II – Evangelista: Und das habt zum Zeichen
17. Christmas Oratorio, BWV248: Part II – Choral: Schaut hin, dort liegt im finstern Stall
18. Christmas Oratorio, BWV248: Part II – Recitativo: Sogeht denn hin, ihr Hirten, geht
19. Christmas Oratorio, BWV248: Part II – Aria (A): Schlafe, mein Liebster, geniesse der Ruh
20. Christmas Oratorio, BWV248: Part II – Evangelista: Und alsobald war da
21. Christmas Oratorio, BWV248: Part II – Coro: Ehre sei Gott in der Hohe
22. Christmas Oratorio, BWV248: Part II – Recitativo (B): So recht, ihr Engel, jauchzt und singet
23. Christmas Oratorio, BWV248: Part II – Choral: Wir singen dir in deinem Heer

Disc: 2
1. Christmas Oratorio, BWV248: Part III – Coro: Herrscher des Himmels, erhore das Lallen
2. Christmas Oratorio, BWV248: Part III – Evangelista: Und da die Engel von iihnen gen Himmel fuhren
3. Christmas Oratorio, BWV248: Part III – Coro: Lasset uns nun gehen gen Bethlehem
4. Christmas Oratorio, BWV248: Part III – Recitativo (B): Er hat sein Volk getrost
5. Christmas Oratorio, BWV248: Part III – Choral: Dies hat er alles uns gatan
6. Christmas Oratorio, BWV248: Part III – Aria Duetto (S, B): Herr, dein Mitleid, dein Erbarmen
7. Christmas Oratorio, BWV248: Part III – Evangelista: Und sie Kamen eilend
8. Christmas Oratorio, BWV248: Part III – Aria (A): Schliesse, mein Herze, dies selige Wunder
9. Christmas Oratorio, BWV248: Part III – Recitativo (A): Ja, ja, mein Herz soll es bewahren
10. Christmas Oratorio, BWV248: Part III – Choral: Ich will dich mit Fleiss bewarhen
11. Christmas Oratorio, BWV248: Part III – Evangelista: Und die Hirten kehrten wieder um
12. Christmas Oratorio, BWV248: Part III – Choral: Seid froh dieweil
13. Christmas Oratorio, BWV248: Part III – Coro: Herrscher des Himmels, erhore das Lallen

14. Christmas Oratorio, BWV248: Part IV – Coro: Fallt mit Danken, fallt mit Loben
15. Christmas Oratorio, BWV248: Part IV – Evangelista: Und da acht Tage um waren
16. Christmas Oratorio, BWV248: Part IV – Recitativo (B) con Choral (S): Immanuel, o susses Wort
17. Christmas Oratorio, BWV248: Part IV – Aria (S, Echo): Flosst, mein Heiland, flosst dein Namen
18. Christmas Oratorio, BWV248: Part IV – Recitativo (B) con Choral (S): Wohlan, dein Name soll allein
19. Christmas Oratorio, BWV248: Part IV – Aria (T): Ich will nur zu Ehren leben
20. Christmas Oratorio, BWV248: Part IV – Choral: Jesus, richte mein Beginnen

Disc: 3
1. Christmas Oratorio, BWV248: Part V – Coro: Ehre sei dir, Gott, gesungen
2. Christmas Oratorio, BWV248: Part V – Evangelista: Da Jesus geboren war zu Bethlehem
3. Christmas Oratorio, BWV248: Part V – Coro e Recitativo (A): Wo ist der neugeborne Konig der Juden
4. Christmas Oratorio, BWV248: Part V – Choral: Dein Glanz all Finsternis verzehrt
5. Christmas Oratorio, BWV248: Part V – Aria (B): Erleucht auch meine finstre Sinnen
6. Christmas Oratorio, BWV248: Part V – Evangelista: Da das der Konig Herodes horte
7. Christmas Oratorio, BWV248: Part V – Recitativo (A): Warum wollt ihr erschrecken
8. Christmas Oratorio, BWV248: Part V – Evangelista: Und liess versammlen alle Hohepriester
9. Christmas Oratorio, BWV248: Part V – Aria Terzetto (S, T, A): Ach, wenn wird die Zeit erscheinen
10. Christmas Oratorio, BWV248: Part V – Recitativo (A): Mein Liebster herrschet schon
11. Christmas Oratorio, BWV248: Part V – Choral: Zwar ist solche Herzensstube

12. Christmas Oratorio, BWV248: Part VI – Coro: Herr, wenn die stolzen Feinde schnauben
13. Christmas Oratorio, BWV248: Part VI – Evangelista: (Recitativo B): Da berief Herodes die Weisen heimlich
14. Christmas Oratorio, BWV248: Part VI – Recitativo (S): Du Falscher, suche nur den Herrn zu fallen
15. Christmas Oratorio, BWV248: Part VI – Aria (S): Nue ein Wink von seinen Handen
16. Christmas Oratorio, BWV248: Part VI – Evangelista: Als sie nun den Konig gehoret hatten
17. Christmas Orato
rio, BWV248: Part VI – Choral: Ich steh an deiner Krippen hier
18. Christmas Oratorio, BWV248: Part VI – Evangelista: Und Gott befahl ihnen im Traum
19. Christmas Oratorio, BWV248: Part VI – Recitativo (T): So geht! Genung, mein Schatz
20. Christmas Oratorio, BWV248: Part VI – Aria (T): Nun mogt ihr stolzen Feinde schrecken
21. Christmas Oratorio, BWV248: Part VI – Recitativo (S, A, T, B): Was will der Hollen Schrecken nun
22. Christmas Oratorio, BWV248: Part VI – Coro: Nun seid ihr wohl gerochen

Dietrich Buxtehude (1637-1707) – Membra Jesu Nostri

Membra Jesu Nostri é a homenagem deste ateu ao Natal. Trata-se de um ciclo de sete pequenas cantatas compostas em 1680. A letra, Salve mundi salutare – também conhecida como Rhythmica oratio – é um poema atribuído às vezes a São Bernardo de Claraval (1153), outras vezes a Arnulf de Louvain (1250), ambos da ordem cisterciense. Cada uma das sete partes em que se divide a obra é dedicada a uma parte do corpo crucificado de Jesus: pés, joelhos, mãos, costas, peito, coração e cabeça. É música sacra da melhor qualidade. F.D.P. Bach deve estar preparando também sua alusão à data: será o Oratório de Natal, composto por papai. Aguardem.

Sobre Buxtehude, tenho a dizer que era imenso compositor, organista admiradíssimo por meu pai – que viajou algumas vezes para encontrá-lo e vê-lo tocar – e que seria mais conhecido, não fora a presença sufocante de papai em nossa cultura. Entre nós, os mais jovens da família, era conhecido como tio Bux.

Membra Jesu Nostri – Ciclo de 7 Cantatas

1. Membra Jesu Nostri – Ad Pedes
2. Membra Jesu Nostri – Ad Genua
3. Membra Jesu Nostri – Ad Manus
4. Membra Jesu Nostri – Ad Latus
5. Membra Jesu Nostri – Ad Pectus
6. Membra Jesu Nostri – Ad Cor
7. Membra Jesu Nostri – Ad Faciem

Sir John Eliot Gardiner, regência;
Monteverdi Choir;
English Baroque Soloists.

BAIXE AQUI

Gustav Mahler (1860 – 1911) – Das klagende Lied

Em 1881, com 21 anos, inscreveu-se para o Prêmio Beethoven, que fora instituído pela Sociedade dos Amigos da Música (Gesellshaft der Musikfreund). Podiam participar do concurso alunos e ex-alunos do Conservatório de Viena. O júri contava com Hans Richter, Carl Goldmark e Johannes Brahms. Mahler disputou com a cantata Das klagende Lied, uma obra dramática que tinha escrito com entusiasmo, mas perdeu, é claro. Brahms odiava as enormidades musicais de Wagner e Bruckner, era hostilíssimo a eles; então, como deixaria aquele Mahler vencer? Perdeu, é claro, e os 500 florins do prêmio foram para outro. Porém nós, que amamos todos os citados e pouco temos a ver com as questões do final do século XIX, podemos dizer que Mahler estreou com uma extraordinária obra: Das klagende Lied, ou A Canção do Lamento. Aproveite, este trabalho não é muito fácil de se achar por aí.

1. Das Klagende Lied: Waldmärchen 28:31
2. Das Klagende Lied: Der Spielmann 17:35
3. Das Klagende Lied: Hochzeitstück 18:57

Conductor: Simon Rattle
Performers: Helena Dose (Soprano), Alfreda Hodgson (Mezzo Soprano), Robert Tear (Tenor), Sean Rea (Baritone)
City of Birmingham Symphony Orchestra
Ensemble City of Birmingham Symphony Orchestra Chorus
Recording Date 1985

BAIXE AQUI

Ludwig van Beethoven (1770-1827) – Sinfonias Nros. 5 e 7

No mar de gravações disponíveis das sinfonias de Beethoven, quase todo mundo tem suas preferências. Por isto, é surpreendente que as gravações do berlinense Carlos Kleiber (1930-2004) tenham se tornado um consenso nos últimos anos. Excêntrico e considerado um gênio por outros regentes, Kleiber tinha um repertório menor do que o comum dos maestros, os quais costumam aceitar qualquer empreitada. Gravou poucas óperas e poucos autores sinfônicos, mas suas intervenções, principalmente em Beethoven e Brahms, mereceram sempre os elogios mais rasgados. A gravação da 5ª Sinfonia de Beethoven, vinda diretamente do acervo de F.D.P. Bach, rebebeu considerações nestes termos: “É como se Homero tivesse retornado para nos recitar a Ilíada”.

E, bem, trata-se de um Homero de extraordinária energia e entusiasmo. Não poderíamos iniciar melhor a participação de Beethoven no P.Q.P. Bach.

1. Symphony No. 5 In C Minor, Op. 67: 1 – Allegro con brio
2. Symphony No. 5 In C Minor, Op. 67: 2 – Andante con moto
3. Symphony No. 5 In C Minor, Op. 67: 3 – Allegro
4. Symphony No. 5 In C Minor, Op. 67: 4 – Allegro

5. Symphony No. 7 In A Major, Op. 92: 1 – Poco sostenuto – vivace
6. Symphony No. 7 In A Major, Op. 92: 2 – Allegretto
7. Symphony No. 7 In A Major, Op. 92: 3 – Presto
8. Symphony No. 7 In A Major, Op. 92: 4 – Allegro con brio

Vienna Philharmonic Orchestra
Reg.: Carlos Kleiber

BAIXE AQUI

Em tempo, chega-me uma carta – pois trata-se de pessoa antiquada e de hábitos profundamente arraigados – de F.D.P. Bach, que transcrevo ipsis litteris.

Mando aqui os links do You Tube para esta versão fantástica do Kleiber para a sétima sinfonia do gênio de Bonn. Diga aos seus leitores que FDP Bach, passeando por Amsterdam certa vez, teve a oportunidade de assistir a esta apresentação e foi apreciá-la. Conhecedor profundo da obra, e grande amigo de Ludwig, com o qual tomou tomaram muitos chops, reconheceu em Kleiber um legítimo intérprete destas obras, e após a apresentação, fez questão de comparecer aos camarins e felicitá-lo pelo espetáculo. Comentou ainda que, se vivo ainda fosse, Ludwig faria questão de também parabenizá-lo.

Repare no final do 4º e último movimento a alegria e o sorriso estampados no rosto do regente, como se tivesse a certeza de dever cumprido, e de que aqueles momentos realmente tinham sido muito especiais. Como comentei em carta anterior, me arrepio cada vez que o assisto.

Outra coisa, para uma melhor apreciação, sugiro aos leitores salvar estes arquivos através deste site. Assim poderão assisti-los quando quiserem sem o inconveniente das travadas tradicionais que estes vídeos do youtube dão quando estamos ouvindo e baixando ao mesmo tempo. É bem simples:basta colar o link naquele espaço e mandar fazer o donwload. Logo ele irá perguntar em qual local será salvo o arquivo. Aí, basta salvar o arquivo com a extensão .flv e apreciá-lo. Eis os links:

1º movimento – 1ª parte

1º movimento – 2ª parte

2º movimento

3º movimento

4º movimento

Abraços, e uma boa semana.
Franz Dietrich Putz Bach.

Witold Lutoslawski (1913-1994) – Concerto para Orquestra

Lutoslawski foi muito influenciado por Bartók. Considerava que ele e todos os compositores modernos tinham um enorme débito para com o húngaro. Chegou a dedicar obras a Bartók, como a “Música Fúnebre para Cordas”, de 1958. Gosto muito deste concerto feito sobre temas folclóricos polacos. O terceiro movimento – Passacaglia, Toccata e Corale – é notável.

1. Concerto Pour Orchestre : Intrada
2. Concerto Pour Orchestre : Capriccio, Notturno e Arioso
3. Concerto Pour Orchestre : Passacaglia, Toccata e Corale

Royal Stockholm Philharmonic Orchestra
Reg.: Andrew Davis

BAIXE AQUI

As Oito Estações – As Quatro Italianas de Vivaldi e as Quatro Portenhas de Piazzola

– Oito estações? Vivaldi e Piazzolla? O quê? O PQP nos vem com As Quatro Estações de Vivaldi?

Parece que ouço alguns apupos na platéia. Respondo-lhes que estou tão preocupado com as vaias que dormirei na pia hoje. Se algum de vocês torceu o nariz para o lugar-comum representado pelas Quattro Stagioni vivaldianas, deveriam ouvir antes a espetacular versão desta orquestra de Salzburgo regida por um portoalegrense – sim, Lavard Skou-Larsen nasceu em Porto Alegre. Não, ele não é de família árabe, seus pais são dinamarqueses que tocavam na OSPA (Orq. Sinf. de P. Alegre). Como se não bastasse, o programa inclui o super-hiper-ultra filé de “Las Quatro Estaciones Porteñas” de Piazzolla. A versão orquestral, preparada por José Bragato, é simplesmente o máximo.

Já vi os Salzburger Chamber Soloists em ação no palco. É uma orquestra entusiasmada, de altíssimo nível e algo espalhafatosa. Poucas vezes vi tanta entrega à música. E não conheço versão mais feliz e extravagante destes Concertos de Vivaldi, nem mais adequadas ao espírito latino de Piazzolla. Ouçam e revisem seus preconceitos. Nunca é tarde…

:¬))

The Eight Seasons

1 Antonio Vivaldi: La Primavera op. 8 No.1 “Allegro” (03:28)
2 Antonio Vivaldi: La Primavera op. 8 No.1 “Largo e pianissimo” (02:24)
3 Antonio Vivaldi: La Primavera op. 8 No.1 “Danza pastorale. Allegro” (04:27)
4 Antonio Vivaldi: L’estate op. 8 No.2 “Allegro má non molto” (06:29)
5 Antonio Vivaldi: L’estate op.8 No.2 “Adagio – Presto” (02:23)
6 Antonio Vivaldi: L’estate op.8 No.2 “Presto” (02:33)
7 Antonio Vivaldi: L’Autunno op.8 no.3 “Allegro” (05:30)
8 Antonio Vivaldi: L’Autunno op.8 no.3 “Adagio molto” (03:11)
9 Antonio Vivaldi: L’Autunno op.8 no.3 “Allegro” (03:31)
10 Antonio Vivaldi: L’inverno op.8 No.3 “Allegro non molto” (03:31)
11 Antonio Vivaldi: L’inverno op.8 No.3 “Largo” (01:35)
12 Antonio Vivaldi: L’inverno op.8 No.3 “Allegro” (03:44)
13 Astor Piazzolla: Primavera Portena – Allegro (05:55)
14 Astor Piazzolla: Verano Porteno – Allegro Moderato (12:06)
15 Astor Piazzolla: Otono Porteno – Allegro Moderato (06:33)
16 Astor Piazzolla: Invierno Porteño – Lento (08:37)

Violinista e Regente: Lavard Skou-Larsen
Salzburg Chamber Soloists

Tempo Total: 75min09

BAIXE AQUI

Henry Purcell (1659-1695) – Music for the funeral of Queen Mary

Esta música tornou-se célebre nos anos 70, ao fazer parte da trilha sonora de “Laranja Mecânica”, de Stanley Kubrick. É uma pequena obra-prima, cheia de simetria e de boas soluções orquestrais. Gardiner, como quase sempre faz, arrasa.

Felicity Lott, Charles Brett, John Williams, Thomas Allen, Jennifer Smith, Ashley Stafford,
Equale Brass Ensemble,
Monteverdi Choir,
Monteverdi Orchestra,
John Eliot Gardiner

1. Music For The Funeral Of Queen Mary: March
2. Music For The Funeral Of Queen Mary: Man That Is Born’ (1st Sentence)
3. Music For The Funeral Of Queen Mary: Canzona
4. Music For The Funeral Of Queen Mary: ‘In The Midst Of Life’ (2nd Sentence)
5. Music For The Funeral Of Queen Mary: Canzona
6. Music For The Funeral Of Queen Mary: ‘Thou Knowest, Lord, The Secrets Of Our Hearts’ (3rd Sentence)
7. Music For The Funeral Of Queen Mary: March

BAIXE AQUI

J.S.Bach (1685-1750) – Cantatas Profanas (1 de 8 CDs)

A Cantata BWV 201 (O Duelo entre Febo e Pã), possivelmente aporesentada em 1729, é uma burlesque satírica escrita por Picander, baseada nas Metamorfoses de Ovídio, em que Picander e Bach ridicularizavam as novas tendências da música. Febo, representando a tradição, entra numa competição de canto com Pã, o representante da nouvelle vague. Entre os juízes, Tmolus é a favor de Febo, enquanto Midas prefere o canto insensato de Pã e, em punição por seu julgamento defeituoso, recebe longas orelhas de burro.

Esta enorme Cantata, de quase 50 minutos, não é das melhores que meu pai escreveu, mas nos vingaremos nas próximas postagens, pois a seqüência das cantatas 202, 203 e 204 é sensacional.

Der Streit zwischen Phoebus und Pan, BWV 201

Composer Johann Sebastian Bach (1685 – 1750)
Conductor Helmuth Rilling
Performers: Sibylla Rubens (Soprano), Ingeborg Danz (Alto), Lothar Odinius (Tenor), James Taylor (Tenor), Matthias Goerne (Bass), Dietrich Henschel (Bass)
Ensemble: Stuttgart Bach Collegium; Gachinger Kantorei Stuttgart

1 Chorus: Geschwinde, Ihr Wirbelnden Winde
2 Recitativo: Und Du Bist Doch So Unverschamt Und Frei
3 Aria: Patron, Das Macht Der Wind Listen
4 Recitativo: Was Braucht Ihr Euch Zu Zanken
5 Aria: Mit Verlangen Druck Ich Deine Zarten Wangen
6 Recitativo: Pan, Rucke Deine Kehle Nun
7 Aria: Zu Tanze, Zu Sprunge
8 Recitativo: Nunmerhro Richter Her
9 Aria: Phowbud, Deine Melodie
10 Recitativo: Komm, Midas, Sage Du Nun An
11 Aria: Pan Ist Meister, Lasst Ihn Gehen
12 Recitativo: Wie, Midas, Bist Du Toll
13 Aria: Aufgeblasne Hitze
14 Recitativo: Du Guter Midas, Geh Nun Hin
15 Chorus: Labt Das Herz, Ihr Holden Saiten

BAIXE AQUI

Béla Bartók (1881-1945) – Concerto para Orquestra

Royal Stockholm Philharmonic Orchestra
Reg.: Andrew Davis

1. Concerto Pour Orchestre, Sz116 : Introduzione
2. Concerto Pour Orchestre, Sz116 : Giuoco Delle Coppie
3. Concerto Pour Orchestre, Sz116 : Elegia
4. Concerto Pour Orchestre, Sz116 : Intermezzo, Interrotto
5. Concerto Pour Orchestre, Sz116 : Finale

O LINK FOI PARA O ESPAÇO, MAS HÁ OUTRA GRAVAÇÃO DISPONÍVEL NO BLOG.

J.S.Bach – Obras Completas para Orquestra (8 de 8 CDs)

BACH, J.S.: Orchestral Suites Nos. 1-4, BWV 1066-1069

Johann Sebastian Bach

Overture (Suite) No. 1 in C major, BWV 1066
Performed by:Cologne Chamber Orchestra
Conducted by:Helmut Muller-Bruhl
I. Ouverture 05:51
II. Courante 02:33
III. Gavotte I and II 02:48
IV. Forlane 01:20
V. Menuet I and II 03:27
VI. Bourree I and II 02:11
VII. Passepied I and II 03:10

Overture (Suite) No. 2 in B minor, BWV 1067
Performed by:Cologne Chamber Orchestra
Conducted by:Helmut Muller-Bruhl
I. Ouverture 06:23
II. Rondeau 01:41
III. Sarabande 02:52
IV. Bourree I and II 01:48
V. Polonaise, Double 02:57
VI. Menuet 01:20
VII. Badinerie 01:31

Overture (Suite) No. 3 in D major, BWV 1068
Performed by:Cologne Chamber Orchestra
Conducted by:Helmut Muller-Bruhl
I. Ouverture 06:18
II. Air 04:57
III. Gavotte I and II 04:10
IV. Bourree 01:15
V. Gigue 02:57

Overture (Suite) No. 4 in D major, BWV 1069
Performed by:Cologne Chamber Orchestra
Conducted by:Helmut Muller-Bruhl
I. Ouverture 07:22
II. Bourree I and II 02:45
III. Gavotte 02:03
IV. Menuet I and II 03:57
V. Rejouissance 02:36

Total Playing Time: 01:18:12

BAIXE AQUI.

J.S.Bach – Obras Completas para Orquestra (7 de 8 CDs)

BACH, J.S.: Brandenburg Concertos, Vol. 2

Johann Sebastian Bach

Brandenburg Concerto No. 4 in G major, BWV 1049
Performed by:Cologne Chamber Orchestra
Conducted by:Helmut Muller-Bruhl
I. Allegro 06:22
II. Andante 03:18
III. Presto 04:37

Brandenburg Concerto No. 5 in D major, BWV 1050
Performed by:Cologne Chamber Orchestra
Conducted by:Helmut Muller-Bruhl
I. Allegro 09:04
II. Affettuoso 05:41
III. Allegro 05:04

Concerto for Flute, Violin, Harpsichord and Strings in A minor, BWV 1044, “Triple Concerto”
Performed by:Cologne Chamber Orchestra
Conducted by:Helmut Muller-Bruhl
I. Allegro 07:51
II. Adagio ma non tanto e dolce 05:15
III. Alla breve 06:17

Concerto in F major for Harpsichord and 2 Recorders, BWV 1057
Performed by:Cologne Chamber Orchestra
Conducted by:Helmut Muller-Bruhl
I. Allegro 06:37
II. Andante 03:30
III. Allegro assai 04:56

Total Playing Time: 01:08:32

BAIXE AQUI

J.S.Bach – Obras Completas para Orquestra (6 de 8 CDs)

E chegamos aos Concertos de Brandenburgo!

BACH, J.S.: Brandenburg Concertos, Vol. 1
Johann Sebastian Bach

Brandenburg Concerto No. 1 in F major, BWV 1046
Performed by:Cologne Chamber Orchestra
Conducted by:Helmut Muller-Bruhl
I. Allegro 03:51
II. Adagio 03:32
III. Allegro 04:01
IV. Menuetto – Trio I – Polacca – Trio II 06:33

Brandenburg Concerto No. 2 in F major, BWV 1047
Performed by:Cologne Chamber Orchestra
Conducted by:Helmut Muller-Bruhl
I. Allegro 04:30
II. Andante 03:13
III. Allegro assai 02:44

Brandenburg Concerto No. 3 in G major, BWV 1048
Performed by:Cologne Chamber Orchestra
Conducted by:Helmut Muller-Bruhl
I. Allegro 05:01
II. Cadenza 00:56
III. Allegro 04:50

Brandenburg Concerto No. 6 in B flat major, BWV 1051
Performed by:Cologne Chamber Orchestra
Conducted by:Helmut Muller-Bruhl
I. Allegro 05:59
II. Adagio ma non tanto 04:44
III. Allegro 05:21

Total Playing Time: 55:15

BAIXE AQUI.

J.S.Bach – Obras Completas para Orquestra (5 de 8 CDs)

BACH, J.S.: Harpsichord Concertos, Vol. 3

Concerto for 2 Harpsichords in C minor, BWV 1060
Performed by:Cologne Chamber Orchestra
Conducted by:Helmut Muller-Bruhl
Michael Behringer, harpsichord
Robert Hill, harpsichord
I. Allegro 04:45
II. Largo ovvero adagio 05:22
III. Allegro 03:41

Concerto for 2 Harpsichords in C major, BWV 1061
Performed by:Cologne Chamber Orchestra
Conducted by:Helmut Muller-Bruhl
Gerald Hambitzer, harpsichord
Christoph Anselm Noll, harpsichord
I. Allegro 07:15
II. Adagio 04:55
III. Vivace 05:57

Concerto for 2 Harpsichords in C minor, BWV 1062
Performed by:Cologne Chamber Orchestra
Conducted by:Helmut Muller-Bruhl
Michael Behringer, harpsichord
Robert Hill, harpsichord
I. Allegro 03:30
II. Andante e piano 06:06
III. Allegro assai 04:33

Antonio Vivaldi
Concerto for 4 Violins in B minor, Op. 3, No. 10, RV 580 (original)
Performed by:Cologne Chamber Orchestra
Conducted by:Helmut Muller-Bruhl
Lucas Barr, violin
Corinne Chapelle, violin
Renee Ohldin, violin
Christine Pichlmeier, violin
I. Allegro 03:37
II. Alla Siciliana 02:09
III. Allegro 03:18

Johann Sebastian BachConcerto for 4 Harpsichords in A minor, BWV 1065 (transcribed of Vivaldi, RV 580)
Performed by:Cologne Chamber Orchestra
Conducted by:Helmut Muller-Bruhl
Gerald Hambitzer, harpsichord
Robert Hill, harpsichord
Christoph Anselm Noll, harpsichord
Robert Shaw, harpsichord
I. Allegro 03:54
II. Adagio 02:04
III. Allegro 03:24

Total Playing Time: 01:04:30

BAIXE AQUI.

J.S.Bach – Obras Completas para Orquestra (4 de 8 CDs)

BACH, J.S.: Harpsichord Concertos, Vol. 2

Harpsichord Concerto in D major, BWV 1042
Performed by:Cologne Chamber Orchestra
Conducted by:Helmut Muller-Bruhl
Robert Hill, harpsichord
Allegro 07:25
Adagio e piano sempre 05:59
Allegro 02:48

Harpsichord Concerto in G minor, BWV 1058
Performed by:Cologne Chamber Orchestra
Conducted by:Helmut Muller-Bruhl
Gerald Hambitzer, harpsichord
Allegro 03:39
Andante 04:45
Allegro ma non tanto 03:48

Concerto for 3 Harpsichords in C major, BWV 1064
Performed by:Cologne Chamber Orchestra
Conducted by:Helmut Muller-Bruhl
Gerald Hambitzer, harpsichord
Robert Hill, harpsichord
Christoph Anselm Noll, harpsichord
Allegro 06:21
Adagio 05:18
Allegro 04:33

Concerto for Three Harpsichords in D minor, BWV 1063
Performed by:Cologne Chamber Orchestra
Conducted by:Helmut Muller-Bruhl
Michael Behringer, harpsichord
Robert Hill, harpsichord
Christoph Anselm Noll, harpsichord
Allegro 04:32
Alla Siciliana 04:10
Allegro 04:42

Concerto for 3 Harpsichords in D major, BWV 1064 (arr. for violins)
Performed by:Cologne Chamber Orchestra
Conducted by:Helmut Muller-Bruhl
Elisabeth Kufferath, violin
Christine Pichlmeier, violin
Winfried Rademacher, violin
Allegro 06:00
Adagio 05:59
Allegro 04:28

Total Playing Time: 01:14:27

BAIXE AQUI.

J.S.Bach – Obras Completas para Orquestra (3 de 8 CDs)

BACH, J.S.: Harpsichord Concertos, Vol. 1

Harpsichord Concerto in D minor, BWV 1052
Performed by:Cologne Chamber Orchestra
Conducted by:Helmut Muller-Bruhl
Robert Hill, harpsichord
I. Allegro 07:51
II. Adagio 06:36
III. Allegro 07:57

Harpsichord Concerto in E major, BWV 1053
Performed by:Cologne Chamber Orchestra
Conducted by:Helmut Muller-Bruhl
Christoph Anselm Noll, harpsichord
I. Allegro 07:38
II. Siciliano 04:26
III. Allegro 06:07

Harpsichord Concerto in A major, BWV 1055
Performed by:Cologne Chamber Orchestra
Conducted by:Helmut Muller-Bruhl
Gerald Hambitzer, harpsichord
I. Allegro 04:25
II. Larghetto 05:09
III. Allegro ma non tanto 04:22

Harpsichord Concerto in F minor, BWV 1056
Performed by:Cologne Chamber Orchestra
Conducted by:Helmut Muller-Bruhl
Harald Hoeren, harpsichord
I. Allegro 03:00
II. Largo 02:52
III Presto 03:27

Total Playing Time: 01:03:50

BAIXE AQUI.

J.S.Bach – Obras Completas para Orquestra (2 de 8 CDs)

Violin Concertos, BWV 1041-1043 and BWV 1052

Violin Concerto in A minor, BWV 1041
Performed by:Cologne Chamber Orchestra
Conducted by:Helmut Muller-Bruhl
Kolja Blacher, violin
I. Allegro 03:21
II. Andante 05:32
III. Allegro assai 03:36

Violin Concerto in E major, BWV 1042
Performed by:Cologne Chamber Orchestra
Conducted by:Helmut Muller-Bruhl
Kolja Blacher, violin
I. Allegro 07:14
II. Adagio 05:38
III. Allegro assai 02:44

Violin Concerto in D minor, BWV 1052
Performed by:Cologne Chamber Orchestra
Conducted by:Helmut Muller-Bruhl
Kolja Blacher, violin
I. Allegro 07:23
II. Adagio 06:10
III. Allegro 07:27

Concerto for 2 Violins in D minor, BWV 1043
Performed by:Cologne Chamber Orchestra
Conducted by:Helmut Muller-Bruhl
Christine Pichlmeier, violin
Lisa Stewart, violin
I. Vivace 03:36
II. Largo ma non tanto 06:24
III. Allegro 04:43

Total Playing Time: 01:03:48

BAIXE AQUI.

J.S.Bach – Obras Completas para Orquestra (1 de 8 CDs)

Concerto for Oboe d’amore in A major, BWV 1055
Performed by: Cologne Chamber Orchestra
Conducted by: Helmut Muller-Bruhl
Christian Hommel, oboe
I. Allegro 04:21
II. Larghetto 05:14
III. Allegro ma non tanto 04:29

Oboe Concerto in G minor, BWV 1056
Performed by: Cologne Chamber Orchestra
Conducted by: Helmut Muller-Bruhl
Christian Hommel, oboe
I. Allegro 03:09
II. Largo 02:49
III. Presto 03:33

Oboe Concerto in D major, BWV 1059
Performed by: Cologne Chamber Orchestra
Conducted by: Helmut Muller-Bruhl
Christian Hommel, oboe
I. Allegro 05:52
II. Adagio (Alessandro Marcello) 04:10
III. Presto 03:24

Concerto for Oboe d’amore in D major, BWV 1053
Performed by: Cologne Chamber Orchestra
Conducted by: Helmut Muller-Bruhl
Christian Hommel, oboe
I. Allegro 07:54
II. Siciliano 04:15
III. Allegro 06:26

Oboe Concerto in C minor, BWV 1060
Performed by: Cologne Chamber Orchestra
Conducted by: Helmut Muller-Bruhl
Christian Hommel, oboe
I. Allegro 04:39
II. Adagio 04:52
III. Allegro 03:21

BAIXE AQUI.

Béla Bartók (1881-1945) – Os Seis Quartetos de Cordas

Disc 1

1 String Quartet No. 1, Op. 7: 1. Lento – attacca
2 String Quartet No. 1, Op. 7: 2. Poco e poco accelerande all’ Allegretto – Introduzione. Allegro 0 attacca
3 String Quartet No. 1, Op. 7: 3. Allegro vivace

4 String Quartet No. 3: 1. Prima Parte: Moderato – attacca
5 String Quartet No. 3: 2. Seconda parte: Allegro – attacca: Ricapitulazione della prima parte; Moderato
6 String Quartet No. 3: 3. Coda: Allegro molto

7 String Quartet No. 5: 1. Alllegro
8 String Quartet No. 5: 2. Adagio molto
9 String Quartet No. 5: 3. Scherzo: Alla bulgarese
10 String Quartet No. 5: 4. Andante
11 String Quartet No. 5: 5. Finale: Allegro vivace

BAIXE AQUI.

Disc 2
1 String Quartet No. 2, Op. 17: 1. Moderato
2 String Quartet No. 2, Op. 17: 2. Allegro molto capriccioso
3 String Quartet No. 2, Op. 17: 3. Lento

4 String Quartet No. 4: 1. Allegro
5 String Quartet, No. 4: 2. Prestissimo, con sordino
6 String Quartet, No. 4: 3. Non troppo lento
7 String Quartet, No. 4: 4. Allegretto pizzicato
8 String Quartet, No. 4: 5. Allegro molto

9 STRING QUARTET NO. 6: 1. Mesto-piu mosso, pensante – Vivace
10 STRING QUARTET NO. 6: 2. Mesto – Marcia
11 STRING QUARTET NO. 6: 3. Mesto – Burletta
12 STRING QUARTET NO. 6: 4. Mesto

BAIXE AQUI.

Emerson String Quartet

Total Running Time: 2:29:05