Frédéric Chopin (1810-1849): Ballades – Impromptus – Preludes

Frédéric Chopin (1810-1849): Ballades – Impromptus – Preludes


Sigamos com o nosso empreendimento chopiniano. Há pessoas esperando por postagens com a música do franco-polaco e como prometir que retomaria a homenagem iniciada pelo FDP e pelo Strava, avante!  O próprio Strava já informou que continuará a postar. Hoje, eu apresento um outro pianista de relevância quando o que está em jogo é a interpretação de peças de Chopin – Mikhaylovna Bella Davidovich. A pianista nasceu em Baku, Azerbaijão, quando o seu país era ainda uma República Satélite da União Soviética. Começou a estudar piano aos seis anos de idade. É descendente de uma família de músicos. Mudou-se para Moscou quando possuía apenas 11 anos para estudar música. Aos dezoito, ingressou no Conservatório de Moscou. Durante 28 temporadas seguidas foi a solista da Orquestra Filarmônica de Leningrado. Em 1978, mudou-se para os Estados Unidos e se naturalizou neste país. Era o período da fuga dos artistas e intelectuais soviéticos. Com a Glasnost e Perestroika, Davidovich se tornou a primeira dos músicos emigrados e naturalizados em outros países a ser convidada a tocar em solo soviético. Os dois CDs aqui postados traz gravações de um nível de beleza incomum. A gravação é muito boa e vale ser conferida. A beleza vaga, saliente, recatada, com necessidade de ser desvelada em seus segredos silenciosos, deseja ser abraçada. Isso se dá a cada dedilhar de Bella Davidovich quando toca ao piano. Uma boa apreciação!

Frédéric Chopin (1810-1849) – Ballades – Impromptus – Preludes

Disco 1

01. Ballade No.1 in G minor Op. 23
02. Ballade No.2 in F major Op. 38
03. Ballade No.3 in A flat minor Op.47
04. Ballade No.3 in F minor Op.52
05. Impromptu in A flat major Op. 29
06. Impromptu in F sharp major Op. 36
07. Impromptu in G flat major Op. 51
08. Fantasie-Impromptu in C sharp minor Op. 66

Disco 2

01. Prelude Op. 28 No.1 in C major, agitato
02. Prelude Op. 28 No.2 in A minor, lento
03. Prelude Op. 28 No.3 in G major, vivace
04. Prelude Op. 28 No.4 in E minor, largo
05. Prelude Op. 28 No.5 in D major, allegro molto
06. Prelude Op. 28 No.6 in B minor, lento assai
07. Prelude Op. 28 No.7 in A major, andantino
08. Prelude Op. 28 No.8 in F sharp minor, molto agitato
09. Prelude Op. 28 No.9 in E major, largo
10. Prelude Op. 28 No.10 in C sharp minor, allegro molto
11. Prelude Op. 28 No.11 in B major, vivace
12. Prelude Op. 28 No.12 in G shapr minor, presto
13. Prelude Op. 28 No.13 in F sharp major, lento
14. Prelude Op. 28 No.14 in E flat minor, allegro
15. Prelude Op. 28 No.15 in D flat major, sostenuto
16. Prelude Op. 28 No.16 in B flat mminor, presto con fuoco
17. Prelude Op. 28 No.17 in A flat major, allegretto
18. Prelude Op. 28 No.18 in F minor, allegro molto
19. Prelude Op. 28 No.19 in E flat major, vivace
20. Prelude Op. 28 No.20 in C minor, largo
21. Prelude Op. 28 No.21 in B flat major, cantabile
22. Prelude Op. 28 No.22 in G minor, molto agitato
23. Prelude Op. 28 No.23 in F major, moderato
24. Prelude Op. 28 No.24 in D minor, allegro appassionato
25. Krakowiak in F major Op. 14*

*London Symphony Orchestra
Sir Neville Marriner, regente

Bella Davidovich, piano

BAIXAR AQUI O CD1 — DOWNLOAD CD1 HERE
BAIXAR AQUI O CD2 — DOWNLOAD CD2 HERE

Bella Davidovich
Bella Davidovich

Carlinus

Fréderic Chopin (1810-1849): 4 Ballades – Barcarolle – Fantaisie – Berceuse

Fréderic Chopin (1810-1849): 4 Ballades – Barcarolle – Fantaisie – Berceuse

Vamos a mais uma postagem com conteúdo chopiniano. Selecionei alguns CDs para postar. Entre eles destaco uma box com treze CDs com a música de Chopin, sendo interpretada por Vladimir Ashkenazy. Fiquei a pensar se deveria postar Arrau (box com 7 CDs) ou Biret (box com 17 CDs).  Optei por Ashkenazy, que é um bom pianista. Por isso, esperem uma bombardeio com material do músico polaco. Há ainda um material com compositores avulsos. Vamos a um deles: ficamos agora com o pianista russo Alexei Borisovich Lubimov, que tem uma forte ligação com a música ocidental. Nos tempos da União Soviética chegou até a ser repreendido por causa desse fato. É um extraordinário CD. Não deixe de ouvir o trabalho de Lubimov. Boa degustação!

Fréderic Chopin (1810-1849) – 4 Ballades – Barcarolle – Fantaisie – Berceuse

01. Ballade #1 in g-min, op.23
02. Ballade #2 in F-maj, op.38
03. Ballade #3 in A-flat-maj, op.47
04. Ballade #4 in f-min, op.52
05. Barcarolle in F#-maj, op.60
06. Fantasie in f-min, op.49
07. Berceuse in D-flat-maj, op.57

Alexei Lubimov, piano

BAIXAR AQUI — DOWNLOAD HERE

Lubimov: já postamos homens mais belos
Lubimov: já postamos homens mais atraentes

Carlinus

Frédéric Chopin (1810-1849) e César Franck (1822-1890): Sonatas para Violoncelo e Piano

Frédéric Chopin (1810-1849) e César Franck (1822-1890): Sonatas para Violoncelo e Piano

Jacqueline Du Pré (1945-1987) foi uma lenda. Talentosa desde a infância, teve sua carreira tragicamente encurtada em razão de uma esclerose múltipla, que a forçou deixar os palcos aos vinte e oito anos de idade. Em 1971, aos 26 anos, Jacqueline du Pré começou um irreversível declínio, com a perda de sensibilidade nos dedos e outras partes de seu corpo. Ela foi diagnosticada com esclerose múltipla em outubro de 1973. Seu último álbum é exatamente este que temos aqui, de sonatas de Chopin e Franck, gravadas em dezembro de 1971. Em janeiro de 1973, ela retomou seus concertos e fez uma turnê pela América do Norte. Seu último concerto em Londres aconteceu em fevereiro de 1973, com a Orquestra Nova Philharmonia, sob regência de Zubin Mehta. Suas últimas apresentações públicas foram em Nova Iorque, em fevereiro de 1973, tocando o Concerto Duplo de Brahms, com Pinchas Zukerman e a Filarmônica de Nova Iorque, sob a regência de Leonard Bernstein. No entanto, ela tocou em apenas três das quatro récitas previstas, cancelando a última. No início da década de 1980, seu marido, Daniel Barenboim, iniciou uma relação amorosa com a pianista russa Elena Bashkirova, com quem viria a ter dois filhos, ambos nascidos em Paris: David Arthur (n. 1983) e Michael Barenboim (n. 1985). Ele tentou ocultar esse romance de Jacqueline e acredita ter conseguido. Em 1988, ele e Bashkirova se casaram. A Fundação Vuitton leiloou seu Stradivarius Davidov por um milhão de libras, sendo arrematado pelo também violoncelista Yo-Yo Ma. A violoncelista russa Nina Kotova é a atual dona de seu Stradivarius 1673. O cello Peresson, de 1970, foi emprestado por Daniel Barenboim ao violoncelista Kyril Zlotnikov, do Jerusalem Quartet.

Frédéric Chopin (1810-1849) – Sonata In G Minor

01. I. Allegro Moderato [11:08]
02. II. Scherzo [05:20]
03. III. Largo [04:01]
04. IV. Finale [06:47]

César Franck (1822-1890) – Sonata In A Major

05. I. Allegro Ben Moderato [06:24]
06. II. Sonata In A Major II Allegro [08:45]
07. III Recitativo-Fantasia [07:38]
08. IV Allegretto Poco Mosso [06:52]

Jacqueline Du Pré, Cello
Daniel Barenboim, Piano

BAIXAR AQUI — DOWNLOAD HERE

O casal Jacqueline Du Pré e Daniel Barenboim.
O casal Jacqueline Du Pré e Daniel Barenboim.

Carlinus

Frédéric Chopin (1810-1849): Polonaises

Frédéric Chopin (1810-1849): Polonaises

Minha conexão está judiando de mim esta noite. Não consigo fazer nada. Tinha planos nobres para hoje à noite, mas estou sendo acanalhado pelos influxos da virtulidade. Felizmente, havia enviado este bom registro com a pianista russa Elisabeth Leonskaja. Ela interpreta as memoráveis Polonaises de Chopin. Polonaise é o termo que os franceses usam para denominar “polaco” (se não estou equivocado!) A Polonaise é uma dança lenta de origem polonesa. Mas Chopin soube imprimir feições pianísticas a essa dança da sua terra. Ouçamos mais este bom registro em homenagem aos 200 anos do nascimento de Chopin. Boa apreciação!

Frédéric Chopin (1810-1849) – Polonaises

Deux Polonaises Op. 26
01. No. 1 in C sharp minor – Allegro appassionato
02. No. 2 in E flat minor – Maestoso

Deux Polonaises Op. 40
03. No. 1 in A major – Allegro con brio
04. No. 2 in C minor – Allegro maestoso

Polonaise, Op. 44 in F sharp minor
05. Tempo di polacca doppio movimento, Tempo de mazurka – Tempo I

Polonaise, Op. 33 in A flat major
06. Maestoso

Polonaise-fantaisie, Op. 61 in A flat major
07. Allegro maestoso

Elisabeth Leonskaja, piano

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE

fbbfbbb
Elisabeth Leonskaja

Apoie os bons artistas, compre suas músicas.
Apesar de raramente respondidos, os comentários dos leitores e ouvintes são apreciadíssimos. São nosso combustível.
Comente a postagem!

Carlinus

Chopin – Estudos, 2 Baladas etc. – com afeto e sem afetação: o milagre de Santa Guiomar II (REVALIDADO)

Publicado originalmente em 29.04.2010

Calma, calma, já vai o CD3, com os Estudos, e mais uma coletânea com peças diversas.

Coletânea? Sim, meus caros, é preciso lembrar que Guiomar já tinha 54 anos quando os LPs de vinil de 33 rotações “pegaram” (1948). O que temos em CD são remasterizações já de coletâneas remasterizadas, basicamente. Os dois CDs postados há duas semanas, mais o primeiro de hoje, integram o álbum triplo mostrado no link da Amazon da postagem anteriorJá o segundo CD de hoje é a breve coletânea mostrada acima.

Como vocês devem estar notando, estamos empreendendo a revalidação do que temos de Guiomar Novaes aqui. São oito postagens – mais ainda nos faltam algumas de suas gravações mais importantes, como a integral dos Prelúdios de Chopin, o Concerto de Schumann e, de Beethoven, o Concerto “Impreador”. Se alguém dos leitores tiver essas gravações ou pistas delas, serão mais que bem vindas!

E que tal uns flashes dessa personalidade decididíssima disfarçada de pessoa pacata que foi Mme. Novaes?

Antes de mais nada, não é lenda nacionalista a história de que Debussy, embasbacado, lhe pediu que repetisse a 3.ª Balada de Chopin (faixa 1 do 2.º CD de hoje) no seu exame de ingresso no Conservatório de Paris, com 15 anos.

No mesmo dia ele escreveu a um amigo: “Eu estava voltado para o aperfeiçoamento da raça pianística na França…; a ironia habitual do destino quis que o candidato artisticamente mais dotado fosse uma jovem brasileira de treze anos [sic]. Ela não é bela, mas tem os olhos ‘ébrios da música’ e aquele poder de isolar-se de tudo que a cerca – faculdade raríssima – que é a marca bem característica do artista …” (Carta de Debussy a André Caplet em 25.11.1909)

A Guerra de 1914-19 afastou Guiomar da Europa, e o principal de sua carreira acabou acontecendo nos EUA. Lá, em março de 1939 uma revista especializada registrou uma “conference” ministrada por Guiomar onde se lê:

“Para mim, é importante que o estudante tenha a oportunidade para desenvolver-se simples, normal e naturalmente num ser humano completo, que compreenda e aprecie a significação da verdade e do belo. Dessas coisas, em última análise, é que deve resultar um impulso para a Música. Do contrário, esta será pouco mais do que uma ginástica de dedos, uma máquina bem exercitada, mas sem alma. Toque com seus dedos e seu cérebro, mas cante com sua alma.” (Guiomar teria lido Schiller, as “Cartas sobre a Educação Estética da Humanidade”?)

Enfim: queria descobrir o que têm a cidadezinha de São João da Boa Vista, na divisa de SP com MG, pra produzir tanto artista dos grandes: a Guiomar, as feras do violão Sérgio e Odair Assad (e sua irmã Badi), a poeta Orides Fontela (1940-1998), quem mais?… E esta última, dois anos antes de morrer (no volume Teia) pareceu ecoar a fala de Guiomar:

Nunca amar
o que não
vibra

nunca crer
no que não
canta

.
“Guiomar Novaes plays Chopin” (conclusão)
CD 3: integral dos ESTUDOS

01 Etude 1 in C major, op.10, nº 1
02 Etude 2 in A minor, op.10, nº 2
03 Etude 3 in E major, op.10, nº 3
04 Etude 4 in C# minor, op.10, nº 4
05 Etude 5 in Gb major, op.10, nº 5
06 Etude 6 in Eb minor, op.10, nº 6
07 Etude 7 in C major, op.10, nº 7
08 Etude 8 in F major, op.10, nº 8
09 Etude 9 in F minor, op.10, nº 9
10 Etude 10 in Ab major, op.10, nº 10
11 Etude 11 in Eb major, op.10, nº 11
12 Etude 12 in C minor, op.10, nº 12, “Revolutionary”
13 Etude 13 in Ab major, op.25, nº 1, “Harp Study”
14 Etude 14 in F minor, op.25, nº 2
15 Etude 15 in F major, op.25, nº 3
16 Etude 16 in A minor, op.25, nº 4
17 Etude 17 in E minor, op.25, nº 5
18 Etude 18 in G# minor, op.25, nº 6
19 Etude 19 in C# minor, op.25, nº 7
20 Etude 20 in Db major, op.25, nº 8
21 Etude 21 in Gb major, op.25, nº 9, “Butterfly’s Wings”
22 Etude 22 in B minor, op.25, nº 10
23 Etude 23 in A minor, op.25, nº 11, “Winter Wind”
24 Etude 24 in C minor, op.25, nº 12

“The Art of Guiomar Novaes” (Vanguard Records)
01 Ballade No. 3 in Ab major op.47
02 Polonaise in Ab major op.53, ‘Heroic’
03 Berceuse op. 57
04 Etude in G flat major op.25 nº 9, ‘Butterfly’
05 Etude in G flat major op.10 nº 5, ‘Black Keys’
06 Ballade No. 4 in F minor op.52
07 Polonaise in F sharp minor op.44
08 Three Ecossaises op.72

CDs1+2 no servidor 2: . . . . BAIXE AQUI – download here
CD1 no servidor 1: . . . . . BAIXE AQUI – download here
CD2 no servidor 1: . . . . . BAIXE AQUI – download here

Ranulfus

Chopin – Noturnos, Sonatas – com afeto e sem afetação: o milagre de Santa Guiomar I (REVALIDADO)

Publicado originalmente em 28.04.2010

Alguns podem até achar monótono. Eu acho perfeito. Até hoje é o único Chopin solo do qual posso ouvir mais de 20 minutos sem enjoo. Mais: consigo ouvir horas em estado de sereno porém efetivo deleite.

Todo mundo acha que a marca de Chopin é o rubato (o acelera-retarda-acelera-retarda) – mas parece que Madame Novaes discorda. Ela o toca praticamente clássico, pulsação quase constante, apenas sutilmente elástica. E aí a sentimentalidade transparece límpida, não afetada: para que “interpretar” o que já é evidente, sublinhar o que já é intenso por si?

Nobreza. Se essa palavra faz sentido em algum caso, desconfio que o Chopin de Guiomar será necessariamente um dos exemplos.

Obs.: na publicação original, os Noturnos vinham divididos em dois arquivos, o segundo dos quais continha também a Sonata op.35. Ao revalidarmos o link precisamente 4 anos depois, juntamos todos os Noturnos em um arquivo só, e acrescentamos a Sonata op.58 no segundo arquivo.

Frédéric François CHOPIN (1810-1849)
NOCTURNES/NOTURNOS – gravação integral
Piano: Guiomar Novaes (1894-1979).
Noc 01 Nocturne nº 1 em si bemol menor, op.9 nº 1
Noc 02 Nocturne nº 2 em mi bemol, op.9 nº 2
Noc 03 Nocturne nº 3 em si, op.9 nº 3
Noc 04 Nocturne nº 4 em fa, op.15 nº 1
Noc 05 Nocturne nº 5 em fa sust., op.15 nº 2
Noc 06 Nocturne nº 6 em sol menor, op.15 nº 3
Noc 07 Nocturne nº 7 em do sust. menor, op.27 nº 1
Noc 08 Nocturne nº 8 em sol bemol, op.27 nº 2
Noc 09 Nocturne nº 9 em si, op.32 nº 1
Noc 10 Nocturne nº 10 em la bemol, op.32 nº 2
Noc 11 Nocturne nº 11 em sol menor, op.37 nº 1
Noc 12 Nocturne nº 12 em sol, op.37 nº 2
Noc 13 Nocturne nº 13 em do menor, op.48 nº 1
Noc 14 Nocturne nº 14 em fa sust. menor, op.48 nº 2
Noc 15 Nocturne nº 15 em fa menor, op.55 nº 1
Noc 16 Nocturne nº 16 em mi bemol, op.55 nº 2
Noc 17 Nocturne nº 17 em si, op.62 nº 1
Noc 18 Nocturne nº 18 em mi, op.62 nº 2
Noc 19 Nocturne nº 19 em mi menor, op.72 nº 1
Noc 20 Nocturne nº 20 em C sust. menor, op. posth.

. . . . . BAIXE AQUI – download here

Fryderyk Frantiszek CHOPIN (1810-1849)
SONATAS nºs 2 e 3
Piano: Guiomar Novaes (1894-1979)
>>>
SONATA nº 2, op.35, em si bemol menor (Marcha Fúnebre) – gravação 1947
35.1 Grave – doppio movimento
35.2 Scherzo
35.3 Marche Funèbre: Lento
35.4 Finale: Presto
>>> SONATA nº 3, op.58, em si menor – gravação 1941
58.1 Allegro maestoso
58.2 Scherzo
58.3 Largo
58.4 Presto, non tanto

. . . . . . . . BAIXE AQUI – download here

Ranulfus

Frederik Chopin – Complete Edition – CDs 9 e 10 de 17 – Polonaises


Enquanto preparava mais esta postagem, e aproveitava para ouvir estes cds também, tentei me lembrar de quando foi que ouvi a Polonaise nº1 e a em Lá Bemol pela primeira vez. Adentrando nas brumas do tempo, o que vem em mente é uma daquelas vitrolas pequenas, fáceis de carregar de um lado para outro. E também um LP de capa amarela. Creio que fazia parte de uma coleção da Editora Abril, Mestres da Música, ou algo assim. Mas como desde pequeno me ligava nestas questões de interpretação, lembro perfeitamente do nome do pianista: Peter Frankl. Ouvi aquele LP à exaustão. Não sei como foi parar lá em casa, talvez até mesmo minha mãe o tenha comprado. Meu pai não se ligava muito nestas questões de música. Mas nunca esqueço dos acordes iniciais da Polonaise nº1. Povoavam a imaginação fértil de uma criança de pouco mais de 10 anos de idade, vivendo em uma pequena cidade do interior, que tinha apenas uma loja de discos, loja essa que vendia apenas discos de música sertaneja, ou caipira. Nomes como Teixeirinha e Meri Terezinha, Mazaropi, José Rico e Milionário, entre tantos outros, enchiam as prateleiras da loja, e a vitrine da mesma, com umas capas medonhas. De vez em quando, em um cantinho escondido, encontravamos LPs de música clássica, ou até mesmo de rock.

É com estas lembranças em mente que trago mais um volume da Complete Edition de Chopin, da poderosa gravadora Deutsche Grammophon, lembrando das dificuldades de acesso a este material para quem vivia no interior. O intérprete desta vez é o imenso Maurizio Pollini, o ídolo do PQP. Gigante dos teclados, sem dúvida, nestas gravações das Polonaises fez um trabalho excepcional, para variar. Ah, e para ficar melhor, ainda temos a visceral Martha Argerich, também sensacional neste repertório e o para mim até então desconhecido Anatol Ugorski. Resumindo: o cerebral Pollini toca as mais célebres Polonaises, a visceral Argerich se encarrega da “Grande Polonaise Brillante”, e vindo diretamente das geladas estepes siberianas, Anatol Ugorski tenta esquentar um pouco mais este volume, tocando polonaises desconhecidas, com opus póstumos.
Pois então continuemos a nos enredar no complexo labirinto da música de Chopin.

CD 1
1 Polonaise in C# minor Op.26 No.1 – Allegro appassionato
2 Polonaise in Eb minor Op.26 No.2 – Maestoso
3 Polonaise in A Op.40 No.1 – Allegro con brio
4 Polonaise in C minor Op.40 No.2 – Allegro maestoso
5 Polonaise in F# minor Op.44 – Tempo di polacca – doppio movimento, tempo di M
6 Polonaise in Ab Op.53 – Maestoso
7 Polonaise in Ab Op.61 – Allegro maestoso

CD 2
1 Andante Spianato,Op.22-In Eb
Martha Argerich – Piano

2 Grande Polonaise,Op.22-In Eb-Allegro moderato
3 Polonaises,Op.71-No.1 in Dm
4 Polonaises,Op.71-No.2 in Bb
5 Polonaises,Op.71-No.3 in Fm
6 Polonaise,[KK1188-1189]-In Bbm-=Adieu=
7 Polonaise,[KK1197-1200]-In Gb
8 Polonaise,[KK889]-In Gm
9 Polonaise,[KK1182-1183]-In Bb
10 Polonaise,[KK1184]-In Ab
11 Polonaise,[KK1185-1187]-In G#m-Moderato
12 Bourrées,[KK1403]-No.1 in Gm
13 Bourrées,[KK1404]-No.2 in A
14 Galop Marquis,[KK1240a]-In Ab
15 Album Leaf,[KK1240]-In E-Moderato
16 Cantabile,[KK1230]-In Bb
17 Fugue,[KK1242]-In Am
18 Largo,[KK1229]-In Eb

Anatol Ugorski – Piano

CD 1 – Baixe Aqui – Download Here
CD 2 – Baixe Aqui – Download Here

FDPBach

Argerich Collection – Beethoven, Chopin, Tchaikovsky, Schumann, Liszt, Prokofiev e Ravel

Martha Argerich é com certeza uma das maiores pianistas da história. Exagero? Não. Senso profundo de um discernimento apurado. Suas interpretações geralmente são eivadas de expressividade, energia e paixão. Existe um frescor latente em sua perfomance. Posso notar, por exemplo, nesse momento enquanto escuto o concerto no. 1 de Beethoven isso que acabei de enunciar. Esse box que ora posto com 4 CDs, traz os principais concertos para piano já escritos. Senti falta de Brahms e Grieg, já que o repertório é em quase sua totalidade romântico. Os quatro CDs nos levam a mais de quatro horas de música da mais alta qualidade, com esta argentina polida e apaixonada. Um bom deleite!

DISCO 01

Ludwig van Beethoven (1770-1827) –

Piano Concerto No.1 in C major, Op.15
01. I.Allegro con brio
02. II.Largo
03. III.Rondo Allegro

Piano Concerto No.2 in B flat major, Op. 19
04. I.Allegro con brio
05. II.Adagio
06. III.Rondo Allegro molto

Philharmonia Orchestra
Giuseppe Sinopoli, regente
Martha Argerich, piano

DISCO 02

Frédéric Chopin (1810-1849) –

Piano Concerto No.1 in e minor, Op.11
01. I.Allegro maestoso
02. II.Romance-Larghetto
03. III.Rondo-Vivace

London Symphony Orchestra
Claudio Abbado, regente
Martha Argerich, piano

Piano Concerto No.2 in f minor, Op.21
04. I.Maestoso
05. II.Largetto
06. III.Allegro vivace

National Symphony Orchestra
Mstilav Rostropovich, regente
Martha Argerich, piano

DISCO 03

Peter I. Tchaikovsky (1840-1893) –

Piano Concerto No.1 in B flat minor, Op.23
01. I.llegro non troppo e molto maestoso-Allegro con sp
02. II.Andantino semplice
03. III.Allegro con fuoco

Royal Philharmonic Orchestra
Charles Dutoit, regente
Martha Argerich, piano

Robert Schumann (1810-1856) –

Piano Concerto in a minor Op.54
04. I.Allegro affettuoso
05. II.Intermezzo Andantino-attacca
06. III.Allegro vivace

National Symphony Orchestra
Mstilav Rostropovich, regente
Martha Argerich, piano

DISCO 04

Franz Liszt (1811-1886) –

Piano Concerto No.1 in E flat major
01. I.Allegro maestoso
02. II.Quasi Adagio
03. III.Allegretto vivace-Allegro animatto
04. IV.Allegro marziale animato

London Symphony Orchestra
Claudio Abbado, regente
Martha Argerich, regente

Serge Prokofiev (1891-1953) –

Piano Concerto No.3 in C major
05. I.Andante-Allegro
06. II.Thema Andantino
07. III.Allegro ma non troppo

Maurice Ravel (1875-1937) –

Piano Concerto in G major
08. I.Allegramente
09. II.Adagio assai
10. III.Presto

Berliner Philharmoniker
Claudio Abbado, regente
Martha Argerich, piano

BAIXAR AQUI CD01
BAIXAR AQUI CD02

BAIXAR AQUI CD03

BAIXAR AQUI CD04

null

Carlinus

Frédéric Chopin (1810-1849) -Variations, Rondo, Bolero, Cantabile e etc (CD 13 de 13 – final) – REPOSTADO

Eis que surge, finalmente, o último CD de Chopin. Chegamos ao cabo com uma sensação de missão concretizada. Os posts de Chopin me deixaram a certeza de que o polonês é mais popular e apreciado do que eu pensava. O número de downloads foi enorme. Na próxima semana, dia 08, o mundo festejará os 200 anos do nascimento de Schumann. Iniciaremos algo em homenagem ao alemão, também um dos maiores nomes da história do piano. Boa apreciação desse último Chopin com Ashkenazy.

Frédéric Chopin (1810-1849) -Variations, Rondo, Bolero, Cantabile e etc

01 – Variations in A, Op.posth.P1 No.10 (BI 37) (Souvenir de Paganini)
02 – Variations brillantes in B flat on ‘Je vends des Scapulaires’ from Hérold’s Ludóvic , Op.12
03 – Rondo in E flat, Op.16
04 – Bolero in C, A, Op.19
05 – Cantabile in B flat, Op.posth.P2 No.6 (BI 84)
06 – Variation No.6 in E from ‘Hexameron’, Op.posth.S2 No.2 (BI 113)
07 – Largo in E, Op.posth.P2 No.5 (BI 109)
08 – Allegro de Concert in A, Op.46
09 – Trois Nouvelles Études, No.1 in F minor, Op.posthS2 No.3a (BI 130)
10 – Trois Nouvelles Études, No.2 in A flat, Op.posthS2 No.3b (BI 130)
11 – Trois Nouvelles Études, No.3 in D flat, Op.posthS2 No.3c (BI 130)
12 – Tarantelle in A flat, Op.43
13 – Fugue in A minor, Op.posth.P3 No.2 (BI 144)
14 – Feuille d’Album in E, Op.posth.P2 No.12 (BI 151)
15 – Spring (Wiosna) Op.posth.74 No.2 (BI 116)
16 – 2 Bourrées in G & A, Op.posth.D2 No.1 & No.2 (BI 160a)
17 – Galop Marquis in A flat, Op.posth.P2 No.13
18 – Berceuse in D flat, Op.57
19 – Barcarolle in F sharp, Op.60

Vladimir Ashkhenazy, piano

BAIXAR AQUI CD13

Carlinus

Frédéric Chopin (1810-1849) – Piano Sonatas, Fantaisie, Variations, Rondo etc (CDs 11 e 12 de 13) – REPOSTADO

Apesar do tempo já transcorrido desde que postei o último CD dessa série, sigamos com o emprrendimento. Pretendo terminar ainda esta semana as postagens. Na próximo semana o mundo comemorará 200 anos do nascimento de Robert Schumann, outro romântico chorão, nascido em 1810 – assim como Chopin. É preciso que pensemos no tipo de homenagem que vamos fazer ao alemão. Enquanto não chega, debulhemos mais dois CDs dessa caixa convincente com Ashkenazy. Bom deleite!

Frédéric Chopin (1810-1849) – Piano Sonatas, Fantaisie, Variations, Rondo etc

DISCO 11

Piano Sonata No.2 in B flat minor, Op.35
01. Grave – Doppio movimento
02. Scherzo
03. Marche funèbre – Lento (Funeral march)
04. Finale – Presto

Piano Sonata No.3 in B minor, Op.58
05. Allegro maestoso
06. Scherzo – Molto vivace
07. Largo
08. Finale – Presto non tanto – Agitato

Fantaisie in F minor, Op.49
09. Fantaisie in F minor, Op.49

DISCO 12

Piano Sonata No.1 in C minor, Op.4
01. Allegro maestoso
02. Menuetto – Allegretto
03. Larghetto
04. Finale – Presto

Variations sur un air national allemand in E, Op.posth.P1 No.4 (BI 14)
05. Variations sur un air national allemand in E, Op.posth.P1 No.4 (BI 14)

Rondo in C minor, Op.1
06. Rondo in C minor, Op.1

3 Écossaises in D, G & D flat, Op.posth.72 No.3 (BI 12)
07. 3 Écossaises in D, G & D flat, Op.posth.72 No.3 (BI 12)

Rondo à la Mazur in F, Op.5
08. Rondo à la Mazur in F, Op.5

Marche funebre in C minor, Op.posth.72 No.2 (BI 20)
09. Marche funebre in C minor, Op.posth.72 No.2 (BI 20)

Contredanse in G flat, Op.posth.A1 No.4 (BI 17)
10. Contredanse in G flat, Op.posth.A1 No.4 (BI 17)

Rondo in C, Op.posth.73a (BI 26) (solo version)
11. Rondo in C, Op.posth.73a (BI 26) (solo version)

Variations in D on a Theme by Thomas Moore for four hands, Op.posth.P1 No.6 (BI 12a)
12. Variations in D on a Theme by Thomas Moore for four hands, Op.posth.P1 No.6 (BI 12a)

Vladimir Ashkénazy, piano

BAIXAR AQUI CD11
BAIXAR AQUI CD12

Carlinus

Frédéric Chopin (1810-1849) – Mazurkas (CDs 9 e 10 de 13)

Mazurka é uma dança folclórica polonesa. As mazurkas ficaram conhecidas e imortalizadas por causa das composições de Frédéric Chopin. O compositor deu um caráter diferenciado a esse tipo de construção. O polonês imprimiu um sentido mais clássico a essas composições, incluindo nisso contraponto e fugas. Estes dois CDs são uma ótima oportunidade para um devaneio nesta noite de sexta-feira. FDP (acho) postou há algum tempo atrás as Mazurkas de Chopin com Arthur Rubinstein. Boa apreciação!

Frédéric Chopin (1810-1849) – Mazurkas

Disco 09

01 – Mazurka No.1 in F sharp minor, Op.6 No.1
02 – Mazurka No.2 in C sharp minor, Op.6 No.2
03 – Mazurka No.3 in E, Op.6 No.3
04 – Mazurka No.4 in E flat minor, Op.6 No.4
05 – Mazurka No.5 in B flat, Op.7 No.1
06 – Mazurka No.6 in A minor, Op.7 No.2
07 – Mazurka No.7 in F minor, Op.7 No.3
08 – Mazurka No.8 in A flat, Op.7 No.4
09 – Mazurka No.9 in C, Op.7 No.5
10 – Mazurka No.10 in B flat, Op.17 No.1
11 – Mazurka No.11 in E minor, Op.17 No.2
12 – Mazurka No.12 in A flat, Op.17 No.3
13 – Mazurka No.13 in A minor, Op.17 No.4
14 – Mazurka No.14 in G minor, Op.24 No.1
15 – Mazurka No.15 in C, Op.24 No.2
16 – Mazurka No.16 in A flat, Op.24 No.3
17 – Mazurka No.17 in B flat minor, Op.24 No.4
18 – Mazurka No.18 in C minor, Op.30 No.1
19 – Mazurka No.19 in B minor, Op.30 No.2
20 – Mazurka No.20 in D flat, Op.30 No.3
21 – Mazurka No.21 in C sharp minor, Op.30 No.4
22 – Mazurka No.22 in G sharp minor, Op.33 No.1
23 – Mazurka No.23 in D, Op.33 No.2
24 – Mazurka No.24 in C, Op.33 No.3
25 – Mazurka No.25 in B minor, Op.33 No.4
26 – Mazurka No.26 in C sharp minor, Op.41 No.1
27 – Mazurka No.27 in E minor, Op.41 No.2
28 – Mazurka No.28 in B, Op.41 No.3
29 – Mazurka No.29 in A flat, Op.41 No.4

Disco 10

01 – Mazurka No.30 in G, Op.50 No.1
02 – Mazurka No.31 in A flat, Op.50 No.2
03 – Mazurka No.32 in C sharp minor, Op.50 No.3
04 – Mazurka No.33 in B, Op.56 No.1
05 – Mazurka No.34 in C, Op.56 No.2
06 – Mazurka No.35 in C minor, Op.56 No.3
07 – Mazurka No.36 in A minor, Op.59 No.1
08 – Mazurka No.37 in A flat, Op.59 No.2
09 – Mazurka No.38 in F sharp minor, Op.59 No.3
10 – Mazurka No.39 in B, Op.63 No.1
11 – Mazurka No.40 in F minor, Op.63 No.2
12 – Mazurka No.41 in C sharp minor, Op.63 No.3
13 – Mazurka No.42 in G, Op.posth.67 No.1 (BI 93)
14 – Mazurka No.43 in G minor, Op.posth.67 No.2 (BI 167)
15 – Mazurka No.44 in C, Op.posth.67 No.3 (BI 93)
16 – Mazurka No.45 in A minor. Op.posth.67 No.4 (BI 163)
17 – Mazurka No.46 in C, Op.posth.68, No.1 (BI 38)
18 – Mazurka No.47 in A minor, Op.posth.68 No.2 (BI 18)
19 – Mazurka No.48 in F, Op.posth.68 No.3 (BI 34)
20 – Mazurka No.49 in F minor, Op.posth.68 No.4 (BI 168) (reconstruction by J. Ekier)
21 – Mazurka in A minor, Op.posth.S2 No.5 (BI 140) (à Émile Gaillard)
22 – Mazurka in A minor, Op.posth.S2 No.4 (BI 134) (Notre Temps)
23 – Mazurka in B flat, Op.posth.S1 No.2b (BI 16) (Prague)
24 – Mazurka in G, Op.posth.S1 No.2a (BI 16)
25 – Mazurka in A flat, Op.posth.P2 No.4 (BI 85) (Szymanowska)
26 – Mazurka in C, Op.posth.P2 No.3 (BI 82)
27 – Mazurka in B flat, Op.posth.P2 No.1 (BI 73) (for Alexandra Wolowska)
28 – Mazurka in D, Op.posth.P2 No.2 (BI 71)
29 – Mazurka in D, Op.posth.A1 No.1 (BI 4) (Mazurek)
30 – Mazurka No.49 in F minor, Op.posth.68 No.4 (BI 168) (revised version)

Vladimir Ashkenazy, piano

BAIXAR AQUI CD 09
BAIXAR AQUI CD 10

Carlinus

Frédéric Chopin (1810-1849) – Waltzes (CD 8 de 13)

Após as últimas postagens feitas pelo CVL e pelo Ranulfus, eu fiquei meio desconcertado. A Guiomar e o Nelson Freire são nomes graúdos quando o que está em jogo a interpretação de Chopin. Mas não olvidarei a missão e darei continuidade ao ciclo de postagens desse excelente material com o Ashkenazy. Ademais, acredito que quanto mais postarmos o compositor polaco, mais possibilidades teremos de avaliarmos as interpretações. Neste mês de abril houve um surto de música francesa aqui no PQP Bach. Bom deleite!

Frédéric Chopin (1810-1849) – Waltzes

01 – Waltz No.1 in E flat, Op.18 (Grande valse brillante)
02 – Waltz No.2 in A flat, Op.34 No.1 (Valse brillante)
03 – Waltz No.3 in A minor, Op.34 No.2
04 – Waltz No.4 in F, Op.34 No.3
05 – Waltz No.5 in A flat, Op.42 (Grande valse)
06 – Waltz No.6 in D flat, Op.64 No.1 (Minute)
07 – Waltz No.7 in C sharp minor, Op.64 No.2
08 – Waltz No.8 in A flat, Op.64 No.3
09 – Waltz No.9 in A flat, Op.posth.69 No.1 (BI 95) (L’adieu – farewell)
10 – Waltz No.10 in B minor, Op.posth.69 No.2 (BI 35)
11 – Waltz No.11 in G flat, Op.posth.70 No.1 (BI 92)
12 – Waltz No.12 in F minor-A flat, Op.posth.70 No.2 (BI 138)
13 – Waltz No.13 in D flat, Op.posth.70 No.3 (BI 40)
14 – Waltz No.14 in E minor, Op.posth.P1 No.15 (BI 56)
15 – Waltz No.15 in E, Op.posth.P1 No.12 (BI 44)
16 – Waltz No.19 in A minor, Op.posth.P2 No.11 (BI 150)
17 – Waltz No.16 in A flat, Op.posth.P1 No.13 (BI 21) (Emily Elsner)
18 – Waltz No.18 in E flat, Op.posth.P2 No.10 (BI 133) (Sostenuto)
19 – Waltz No.17 in E flat, Op.posth.P1 No.14 (BI 46) (Emily Elsner)

Vladimir Ashkenazy, piano

BAIXAR AQUI

Carlinus

Frédéric Chopin (1810-1849) – Polonaises (CDs 6 e 7 de 13)

Mais dois CDs do franco-polaco Frédéric Chopin. Dessa vez surgem as ondulantes polonaises escritas pelo compositor. As “Polonesas” ou “Polacas”, ou melhor, Polonaises são danças de sua terra natal, a Polônia. Acredito que uma das mais famosas dessas peças, seja a Polonaise No. 3 – “Militar”. Boa apreciação!

Frédéric Chopin (1810-1849) – Polonaises

Disco 06

01 – Polonaise No.1 in C sharp minor, Op.26 No.1
02 – Polonaise No.2 in E flat minor, Op.26 No.2
03 – Polonaise No.3 in A, Op.40 No.1 (Military)
04 – Polonaise No.4 in C minor, Op.40 No.2
05 – Polonaise No.5 in F sharp minor, Op.44
06 – Polonaise No.6 in A flat, Op.53 (Heroic)
07 – Polonaise No.7 in A flat, Op.61 (Polonaise-Fantaisie)

Disco 07

01 – Polonaise No.8 in D minor, Op.posth.71 No.1 (BI 11)
02 – Polonaise No.9 in B flat, Op.posth.71 No.2 (BI 24)
03 – Polonaise No.10 in F minor, Op.posth.71 No.3 (BI 30)
04 – Polonaise in B flat minor, Op.posth.P1 No.5 (BI 13) (La Gazza Ladra)
05 – Polonaise in G flat, Op.posth.P1 No.8 (BI 36)
06 – Polonaise in G minor, Op.posth.S1 No.1 (BI 1)
07 – Polonaise in B flat, Op.posth.P1 No.1 (BI 3)
08 – Polonaise in A flat, Op.posth.P1 No.2 (BI 5)
09 – Polonaise in G sharp minor, Op.posth.P1 No.3 (BI 6)

Vladimir Ashkenazy, piano

BAIXAR AQUI CD6
BAIXAR AQUI CD7

Carlinus

Frédéric Chopin (1810-1849) – Estudos (CD 5 de 13)

Apesar do tempo que já faz desde que postei o último CD de Chopin, eu não esqueci do que havia iniciado. Surgem agora os maravilhosos Estudos do compositor. Boa apreciação!

Frédéric Chopin (1810-1849) – Estudos

01 – 12 Etudes, Op.10 No.1 in C
02 – 12 Etudes, Op.10 No.2 in A minor (Chromatique)
03 – 12 Etudes, Op.10 No.3 in E (Tristesse)
04 – 12 Etudes, Op.10 No.4 in C sharp minor
05 – 12 Etudes, Op.10 No.5 in G flat (Black Keys)
06 – 12 Etudes, Op.10 No.6 in E flat minor
07 – 12 Etudes, Op.10 No.7 in C
08 – 12 Etudes, Op.10 No.8 in F
09 – 12 Etudes, Op.10 No.9 in F minor
10 – 12 Etudes, Op.10 No.10 in A flat
11 – 12 Etudes, Op.10 No.11 in E flat
12 – 12 Etudes, Op.10 No.12 in C minor (Revolutionary)
13 – 12 Etudes, Op.25 No.1 in A flat (Harp Study)
14 – 12 Etudes, Op.25 No.2 in F minor
15 – 12 Etudes, Op.25 No.3 in F
16 – 12 Etudes, Op.25 No.4 in A minor
17 – 12 Etudes, Op.25 No.5 in E minor
18 – 12 Etudes, Op.25 No.6 in G sharp minor
19 – 12 Etudes, Op.25 No.7 in C sharp minor
20 – 12 Etudes, Op.25 No.8 in D flat
21 – 12 Etudes, Op.25 No.9 in G flat (Butterfly Wings)
22 – 12 Etudes, Op.25 No.10 in B minor
23 – 12 Etudes, Op.25 No.11 in A minor (Winter Wind)
24 – 12 Etudes, Op.25 No.12 in C minor

Vladimir Ashkenazy, piano

BAIXAR AQUI

Carlinus

Fréderic Chopin (1810-1849) – Noturnos (CDs 3 e 4 de 13)

Por conta de outras postagens acabei adiando a continuidade da série com Vladimir Ashkenazy interpretando Frédéric Chopin. Agora surgem os maravilhosos Noturnos. “Em Chopin, Noturno significa um canto livre da sua intimidade, pôr meio da qual conta uma história íntima que o músico não poderia exprimir de outra forma. Chopin baseou-se num modelo próximo, os noturnos do irlandês Field, mas submeteu-os a tal modificação que apenas poderemos notar um vago parentesco entre os dois músicos. Nos últimos noturnos encontramos sonoridades e uma escrita pianística próximas do impressionismo”. O que há de fato é a certeza de que a música do polonês é docemente infantil. Acerca de Chopin, diz a História que Schumann assim se expressou: “Tirem os chapéus, senhores, um gênio!” E o compositor provou isso. Conquistou a França. Possuía as idiossincrasias requeridas pela burguesia francesa: era gentil, fino, educado, elegante. Tais predicados o ajudaram. Chopin era um jovem de alma triste e canções que silenciavam os ouvintes. Ouvi-lo nos dá uma sensação de quietude triste e reflexiva. Ele era um anjo soturno. Suas peças nos põe impressões melancólicas no coração. Ouça sem moderação!

Alguns dados extraídos DAQUI.

Fréderic Chopin (1810-1849) – Noturnos

DISCO 3

01 – Nocturne No.1 in B flat minor, Op.9 No.1
02 – Nocturne No.2 in E flat, Op.9 No.2
03 – Nocturne No.3 in B, Op.9 No.3
04 – Nocturne No.4 in F, Op.15 No.1
05 – Nocturne No.5 in F sharp, Op.15 No.2
06 – Nocturne No.6 in G minor, Op.15 no.3
07 – Nocturne No.7 in C sharp minor, Op.27 No.1
08 – Nocturne No.8 in D flat, Op.27 No.2
09 – Nocturne No.9 in B, Op.32 No.1
10 – Nocturne No.10 in A flat, Op.32 No.2
11 – Nocturne No.11 in G minor, Op.37 No.1
12 – Nocturne No.12 in G, Op.37 No.2

DISCO 4

01 – Nocturne No.13 in C minor, Op.48 No.1
02 – Nocturne No.14 in F sharp minor, Op.48 No.2
03 – Nocturne No.15 in F minor, Op.55 No.1
04 – Nocturne No.16 in E flat, Op.55 No.2
05 – Nocturne No.17 in B, Op.62 No.1
06 – Nocturne No.18 in E, Op.62 No.2
07 – Nocturne No.19 in E minor, Op.posth.72 No.1 (BI 19)
08 – Nocturne No.20 in C sharp minor, Op.posth.P1 No.16 (BI 49)
09 – Nocturne in C minor, Op.posth.P2 No.8 (BI 108)

Vladimir Ashkenazy, piano

BAIXAR DISCO 03 AQUI
BAIXAR DISCO 04 AQUI

Apoie os bons artistas, compre suas músicas.
Apesar de raramente respondidos, os comentários dos leitores e ouvintes são apreciadíssimos. São nosso combustível.
Comente a postagem!

Carlinus

Frédéric Chopin (1810-1849) – Concerto para piano e orquestra No. 1 em E menor, Op. 11 e Concerto para piano e orquestra No. 2 in F minor, Op. 21

A obra de Chopin é em grande parte pianística. Começou suas primeiras lições ainda muito cedo. Aos 7 anos de idade compôs a sua primeira obra. É a mesma precocidade vista em Mozart ou Mendelssohn. Possuía uma inclinação típica para as artes. Conseguiu avançar com enorme facilidade nas lições de piano. O instrumento parecia ser uma extensão do seu corpo franzino. Como Mozart, deu concertos para os nobres. Foi à Rússia dos czares e deu concertos. Mas o centro de minha conversa é sobre os dois concertos para piano. São por assim dizer, dois dos empreedimentos sinfônicos de Chopin. Impossível ouvi-los e não se sentir tocado pela profundidade e beleza calma – mesmo nos momentos de fúria. Dos dois concertos, o que mais gosto é o de número 1. Este ao contrário do que a sugere, foi o último dos dois a ser composto. É mais ou menos assim: o primeiro foi o segundo e o segundo foi o primeiro na ordem de composição realizada por Chopin. O concerto número 1 foi composto em 1830, quando Frederic possuía apenas 20 anos. É uma jóia de grande formosura. Já o concerto número 2 foi composto quando Chopin possuía 19 anos, ou seja, em 1829. Chopin o concebeu quando ainda estava em Varsóvia, Polônia. É uma obra de juventude assim como o outro concerto. Chopin mostra-se nesta música como alguém de intuições artísticas bem elevadas. Está afastado do mundo intelectual da sua época – França, Inglaterra, Alemanha -, mas deixa transparecer a sua sensibilidade, neste que é o seu primeiro trabalho sinfônico. Paremos por aqui e apreciemos essas duas maravilhas imorredouras em suas potencialidades contemplativas. Boa apreciação!

Frédéric Chopin (1810-1849) – Concerto para piano e orquestra No. 1 em E menor, Op. 11 e Concerto para piano e orquestra No. 2 in F minor, Op. 21

Concerto para piano e orquestra No. 1 em E menor, Op. 11
01. Allegro maestoso
02. Romance – Larghetto
03. Rondo – Vivace

The Philadelphia Orchestra
Eugene Ormandy, regente
Emil Gilels, piano

Concerto para piano e orquestra No. 2 in F minor, Op. 21
04. Maestoso
05. Larghetto
06. Allegro Vivace

New York Philharmonic
Thomas Schippers, regente
André Watts, piano

BAIXAR AQUI

Apoie os bons artistas, compre suas músicas.
Apesar de raramente respondidos, os comentários dos leitores e ouvintes são apreciadíssimos. São nosso combustível.
Comente a postagem!

Carlinus

Frédéric Chopin (1810-1849) – Ballades Nos. 1, 2, 3, 4 e Scherzi Nos. 1, 2, 3, 4 (CD 2 de 13)

Vamos a mais uma postagem em homenagem aos 200 anos do nascimento de Chopin. Iniciei esta integral de um box com 13 CDs do moço polaco, sendo interpretado por Vladimir Ashkenazy e como  diz o Chico Buarque: “Mas vou até o fim!” Como estou com certa pressa neste instante, evitarei maiores “falas”. Verborragia magra é o que teremos. Bom deleite!

Frédéric Chopin (1810-1849) – Ballades Nos. 1, 2, 3, 4 e Scherzi Nos. 1, 2, 3, 4 (CD 2 de 13)

01 – Ballade No.1 in G minor, Op.23
02 – Ballade No.2 in F, Op.38
03 – Ballade No.3 in A Flat, Op.47
04 – Ballade No.4 in F minor, Op.52
05 – Scherzo No.1 in B minor, Op.20
06 – Scherzo No.2 in B flat, Op.31
07 – Scherzo No.3 in C sharp minor, Op.39
08 – Scherzo No.4 in E minor, Op.54

Vladimir Ashkenazy, piano

BAIXAR AQUI

Apoie os bons artistas, compre suas músicas.
Apesar de raramente respondidos, os comentários dos leitores e ouvintes são apreciadíssimos. São nosso combustível.
Comente a postagem!

Carlinus

Fréderic Chopin (1810-1849) – 24 Prelúdios, Op.28, Prelúdios nos. 25 e 26, Impromptus nos. 1, 2, 3, 4 – CD 1

Como prometir, vamos ao box com os 13 CDs de Chopin interpretados por Vladimir Ashkenazy. É um mês especial. O mundo inteiro está a comemorar os 200 anos do nascimento de Frédéric Chopin. O PQP Bach não deveria ficar de fora, claro! Chopin é um daqueles compositores que nos toca pela capacidade de traduzir as emoções humanas em música de qualidade. O compositor notabilizou-se de forma extraordinária por fazer isso com um único instrumento – o piano. Sua capacidade é um elemento que gesta admiração em todos aqueles que gostam da sua música. Eu sou da opinião, que mesmo aqueles que não gostam, devem silenciar e ouvi-lo. É uma música grande, eloquente, carregada de emoções misteriosas – aquelas que se escondem na interioridade humana. Ele merece uma grande homenagem. Por isso, este é o primeiro CD dessa extraordinária caixa com 13 registros ao todo.  Ainda não tinha ouvido. Terei a oportunidade de ouvir à medida que for postando. Vamos nos empanturrar  de Chopin! Uma boa apreciação!

Fréderic Chopin (1810-1849) – 24 Prelúdios, Op.28, Prelúdios nos. 25 e 26, Impromptu nos. 1, 2, 3, 4 – CD 1

24 Prelúdios, Op.28

01. 1. in C major [0:34]
02. 2. in A minor [2:32]
03. 3. in G major [1:01]
04. 4. in E minor [2:18]
05. 5. in D major [0:38]
06. 6. in B minor [2:04]
07. 7. in A major [0:50]
08. 8. in F sharp minor [1:55]
09. 9. in E major [1:18]
10. 10. in C sharp minor [0:40]
11. 11. in B major [0:49]
12. 12. in G sharp minor [1:14]
13. 13. in F sharp major [3:19]
14. 14. in E flat minor [0:26]
15. 15. in D flat major (“Raindrop”) [5:56]
16. 16. in B flat minor [1:13]
17. 17. in A flat major [3:20]
18. 18. in F minor [1:03]
19. 19. in E flat major [1:27]
20. 20. in C minor [1:59]
21. 21. in B flat major [1:58]
22. 22. in G minor [0:53]
23. 23. in F major [1:01]
24. 24. in D minor [2:40]

Prélude No.25 in C sharp minor, Op.45
25 – Prélude No.25 in C sharp minor, Op.45 [04:39]

Prélude No.26 in A flat, Op.posth.P2 No.7 (BI 86) (Pierre Wolf)
26 – Prélude No.26 in A flat, Op.posth.P2 No.7 (BI 86) (Pierre Wolf) [00:43]

Impromptu No.1 in A flat, Op.29
27 – Impromptu No.1 in A flat, Op.29 [04:00]

Impromptu No.2 in F sharp, Op.36
28 – Impromptu No.2 in F sharp, Op.36 [05:58]

Impromptu No.3 in G flat, Op.51
29 – Impromptu No.3 in G flat, Op.51 [04:33]

Impromptu No.4 in C sharp minor, Op.posth.66 (BI 87) (Fantaisie-Impromptu)
30 – Impromptu No.4 in C sharp minor, Op.posth.66 (BI 87) (Fantaisie-Impromptu) [04:53]

Vladimir Ashkenazy, piano

BAIXAR AQUI

Apoie os bons artistas, compre suas músicas.
Apesar de raramente respondidos, os comentários dos leitores e ouvintes são apreciadíssimos. São nosso combustível.
Comente a postagem!

Carlinus

Frédéric Chopin (1810-1849) – Argerich plays Chopin

FDP começou sua homenagem aos duzentos anos do nascimento de Frédéric Chopin, mas teve que interrompê-la abruptamente como todos sabemos – infelizmente. Ficou uma lacuna considerável para os chopinianos de plantão, que manifestaram seus protestos chorosos – assim como a música do polaco (com respeito, claro!). Até o final do mês, garanto, muita água vai passar debaixo da ponte para alegria de uns e impaciência de outros. Sendo assim, sigamos com nossa homenagem aos duzentos anos do nascimento de Chopin. Colocamos no centro agora Martha Argerich, alguém para os quais os elógios são dispensáveis. Mas confesso que nesse CD, uma espécie de mosaico com peças de Chopin, a gravação não ficou das melhores. Exceto esse detalhe, visto de modo particular, o propósito para o qual está sendo postado o CD, vale ser conferido. Uma boa apreciação!

Frédéric Chopin (1810-1849) – Argerich plays Chopin

01 – Ballade no. 1 in G minor op. 23
02 – Etude in C sharp minor op. 10 no. 4
03 – Mazurka in C sharp minor op. 41 no. 4
04 – Mazurka in E minor op. 41 no. 1
05 – Mazurka in C major op. 24 no. 2
06 – Mazurka in F minor op. 63 no. 2
07 – Mazurka in D major op. 33 no. 2
08 – Nocturne in F major op. 15 no. 1
09 – Nocturne in E flat major op. 55 no. 2
10 – Mazurka in A minor op. 59 no. 1
11 – Mazurka in A flat major op. 59 no. 2
12 – Mazurka in F sharp minor op. 59 no. 3
13 – Piano Sonata no. 3 in B minor op. 58 – I
14 – Piano Sonata no. 3 in B minor op. 58 – II
15 – Piano Sonata no. 3 in B minor op. 58 – III
16 – Piano Sonata no. 3 in B minor op. 58 – IV

Martha Argerich, piano

BAIXAR AQUI

Carlinus